História ...Can't Help Falling In Love - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 11
Palavras 1.341
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Literatura Feminina, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Meio que a continuação da outra fic lá, desculpa pelos erros(se ver avisa nos coments) porque eu escrevi essa fic quando eu tava meio grogue/chapad nem sei de onde veio a ideia, fiquei só umas duas madrugadas fazendo então ta meio paia memso uahsuahau
‼‼‼Le as notas finais por favor❤

Capítulo 1 - The wedding


Fanfic / Fanfiction ...Can't Help Falling In Love - Capítulo 1 - The wedding

—Eu não acho que isso seja uma boa ideia...

—Porque? Realmente pode ser que não seja como você espera, mas também pode dar certo tanto quando pode dar errado.

—Mas sabe Seb, o Pierre já namora, e isso provavelmente só deixaria o clima entre nós dois, estranho...

—Se você não tentar nunca vai saber o que pode acontecer

—Você tem razão... Vou tentar fazer algo, mas ainda assim não tenho certeza...

—Charles você é uma pessoa maravilhosa e incrível, eu tenho certeza que ele deve sentir ao menos um pouco por você! Pelo menos puxe um assunto com ele, não precisa falar tudo de uma vez

—Ok... -Sebastian abraça Charles e eles se despedem, indo cada um para seus respectivos quartos no hotel onde estavam hospedados.

Como qualquer clichê romântico, Charles não consegue dormir naquele momento, então decide descer e ir caminhar um pouco pelos arredores do hotel, enquanto ouvia música qualquer com seus fones de ouvido. Ele acaba avistando uma pessoa sentada sozinha em um banco, admirando o céu, porém ao passar mais perto da pessoa ele percebe que era-

—Pierre??

—Ah, oi Charles, você me deu um susto

—Desculpa, eu não esperava que alguém conhecido estaria por aqui a uma hora dessas – diz enquanto se sentava no banco ao lado de Pierre.

—Realmente, o que você está fazendo aqui??

—Resolvi caminhar porque não estava conseguindo dormir, e você?

—Eu estou tentando relaxar, pra ver se me sinto melhor e esqueço alguns problemas

—Aconteceu alguma coisa?

—Sim...

—Você quer falar sobre isso? Parece muito triste...

—Não foi tão mal assim, é só que... minha namorada terminou comigo, depois que peguei ela me traindo, antes que eu pudesse dizer algo, ela pôs a culpa em mim, disse que por causa das corridas eu sou sempre muito ausente, e que quando não estou ocupado evito ela propositalmente

—Não acredito que ela pode fazer uma coisa dessas...

—Pois é...

—Mas se ela realmente te amasse iria entender como sua vida é corrida, talvez ela não te mereça

—É, talvez eu fique melhor sem ela afinal

Charles abraça Pierre em um ato de conforto para o amigo

—Obrigado por conversar comigo Charles

—Pode falar comigo sempre que precisar, é para isso que servem os amigos! Enfim acho que vou ir dormir, você vem?

—Sim eu vou daqui a pouco

—Boa noite então.

—Boa noite.

Charles finalmente está com sono o suficiente para dormir, e também está muito ansioso para contar o avanço que teve para Sebastian e Lewis.

... 08:00 AM hora do café da manhã, em um restaurante qualquer perto do hotel,

—Agora que ele não namora mais suas chances apenas aumentaram!

—Sim, isso é um ponto extra para você Charles

—É, mas não significa que ele seja gay só porque está solteiro

—Uma coisa é ele ser gay, a outra é ele se apaixonar por você

—Você tem que deixar de ser tão pessimista assim, nem tudo está perdido, você ainda nem tentou...

—Ei, agora que ele está solteiro porque não chama ele pra ir com você para o nosso casamento?

—É, como um par, isso seria uma boa oportunidade, e nós estaríamos lá para te supervisionar

—O casamento é em uma semana já, eu não sei se vou conseguir criar coragem tão rápido para convidar ele, e se outra pessoa já o chamou?

—Pelo menos você teria tentado

—Nós acreditamos em você, como nós conseguimos, você também vai

—Obrigado gente, vocês são como pais pra mim

—Mal nos casamos e já temos até filho Lewis

—hahaha

No domingo, Charles ficou o dia inteiro dando entrevistas e a noite ficou tão cansado que nem conseguiu se trocar para dormir.

Na segunda, não conseguiu ir procurar Pierre graças a sobrecarga de coisas que tinha a fazer.

Na terça, até procurou, mas não o encontrou em nenhum lugar.

Na quarta, já estava perdendo toda a sua coragem que havia juntado.

E finalmente na quinta, faltando 1 dia para o casamento, decidiu que mandaria uma mensagem perguntando a possibilidade de se encontrarem para conversar (pois Charles queria fazer o pedido pessoalmente), e acabou sendo marcado um encontro no mesmo lugar onde conversaram naquela noite, porém dessa vez iria ser a luz do dia.

Charles estava um pouco nervoso, mas conversou com Lewis e Seb novamente, e foi, confiante de que conseguiria.

Chegando lá, logo avistou Pierre o esperando, o mesmo quando viu o outro se aproximando acenou.

—Hey, então sobre o que quer conversar Charles?

—Eu estava pensando, se você não estaria a fim de ir comigo para o casamento do Sebastian e Lewis

—Sim! claro que eu quero, a gente pode se encontrar aqui quando estivermos prontos para ir para lá.

—Ok, então nos vemos sábado.

—Até.

Sexta foi um dia inteiro de ansiedade e preparação, para o que seria definitivamente a maior festa do ano.

Sábado no horário combinado, 07:40, eles se encontraram no mesmo lugar onde tinham marcado, e foram juntos primeiro para a catedral aonde seria a cerimônia matrimonial.

O lugar estava lindo, Sebastian estava no altar já com o padre a espera do noivo, acompanhado dos padrinhos do casamento que eram, os pais de ambos, Max Verstappen e Daniel Ricciardo.

As 8h em ponto, Lewis entrou na igreja com sua irmã Samantha, que o deixou no altar e foi sentar-se em seu respectivo lugar, em um dos bancos da frente. O padre falou todas aquelas coisas que sempre são ditas em casamentos, e;

—Sebastian Vettel, aceita Lewis como seu esposo?

—Sim.

—Pode beijar o noivo.

Então eles selaram o matrimonio com um beijo lindo, que emocionou toda a família de ambos.

Agora finalmente, todos estavam saindo da igreja e se dirigindo aos veículos, para irem a festa. O local correspondia a pelo menos quatro quadras unidas, mas não surpreendia ninguém, pois o número de pessoas que dentro de alguns minutos estaria presente ali seria enorme, e ia desde a família, amigos, amigos do trabalho com suas famílias, até repórteres de programas famosos.

O casal fez um discurso agradecendo a todos os amigos e parentes, dizendo sobre como estavam muito felizes com a presença de todos. E então começaram as músicas, e todos foram para enorme pista dançar. Gasly e o monegasco estavam sentados em uma mesa conversando.

—Pierre eu sei que isso pode ser muito estranho, mas, você está afim de dançar comigo?

Sim, Charles já havia bebido algumas então não estava muito sóbrio, o que explica toda aquela sua coragem.

—Sim, não vejo porque não

Foram até a pista, onde tocava “Can’t Help Falling In Love – Elvis Presley”

Charles colocou as mãos na cintura de Pierre o trazendo para si, e colando os dois corpos, o outro apenas aceitou e descansou sua cabeça no ombro de Leclerc.

“Like a river flows, Surely to the sea”

—Pierre, eu...

Darling, so it goes, Some things are mean to be”

—Hm? - responde o outro levantando sua cabeça, fazendo os olhos se encontrem

“Take my hand, Take my whole life too”

—Desculpa...

“For i can’t help, Falling in love with you”

—Pelo que?

—Por isso – ele move suas mãos, que agora em um movimento ágil estão segurando o rosto do outro, na sequência, um beijo.

“For i can’t help, Falling in love with you”.

Charles está um pouco chapado, então aproveitando isso rapidamente Gasly segura a mão dele e começa a puxa-lo por aí, levando-os na área exterior do salão de festa, indo até uma arvore e sentando em baixo dela, na grama, trazendo o outro consigo, e logo o beijando. Foi lá e assim que passaram pelo menos 60% da festa, até decidirem ir para o hotel as 05:05 AM.

...Domingo 10:43 AM, quarto de Charles no hotel

O monegasco começa acordar, sentindo algo quente em seus braços, ao ver o que era não conseguiu conter seu sorriso involuntário. Chegou perto do ouvido de seu companheiro e sussurrou;

—Bom dia, amor da minha vida

—Você é um homem incrivel. Eu te amo Charles.

—Eu sei, todo mundo faz.

—Você é muito bobo mesmo hahhah

Finalmente estavam felizes, com quem deveriam estar desde o começo.


Notas Finais


Estou com uma Max e Daniel em andamento que saira logo logo
Só a do Esteban e a do Lance que vai demorar um pouco mais
(Para quem nao leu a Sewis é so procurar no meu perfil)
.
.
.
Meu canal do youtube
https://www.youtube.com/channel/UCr_1kSFAeTow5dhEwE6LZAw
Instagram
https://www.instagram.com/sktt1_harry/
SpiritFanfic
https://www.spiritfanfiction.com/historia/luck-15862774/capitulo1
https://www.spiritfanfiction.com/historia/fresh-roses--parksbornpeter-x-harry-15797087/capitulo1
Wattpad
https://my.w.tt/3N4xbwIblW


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...