História Comemorando a dois (Jungkook) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook)
Visualizações 1.829
Palavras 2.565
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura a todos
XOXO

Capítulo 1 - Capitulo Unico


Fanfic / Fanfiction Comemorando a dois (Jungkook) - Capítulo 1 - Capitulo Unico

 

Hoje era o grande dia, eu finalmente iria fazer vinte anos, estava tão animada, nunca me senti tão madura e poderosa, por isso resolvi fazer uma coisa que nunca fiz, sair com minhas amigas para uma balada. Eu iria me acabar na bebida e na pista de dança sem pensar no amanhã ou nas consequências de uma boa bebedeira.

O dia passou lento e com várias mensagens de parabéns dos familiares, as quais eu respondi com todo o carinho, mas sinceramente o que eu mais queria naquele momento era  a festa de noite. Por isso quando deu oitos horas fui mais do que depressa tomar um banho e começar a me arrumar, coloquei um cropped vermelho com manga ciganinha e uma saia de cintura alta preta, me maquiei com tudo que eu tinha direito, me senti sensual e era exatamente como queria me sentir.

Chegamos à festa e a primeira coisa que fiz foi ir para o bar e pedir a bebida com o nome mais obsceno que achei e rapidamente minhas amigas fizeram o mesmo, aquilo era um jogo que eu e minhas amigas gostávamos de fazer quando íamos a bares que as bebidas possuíam nomes estranhos. Assim que minha bebida chegou virei ela em um gole só e pedi mais duas, depois de já me sentir área resolvi que era hora de ir para pista de dança.

Comecei a rebolar e requebrar o máximo que conseguia, hoje eu queria provocar todos naquele local e não demorou muito para ver que estava dando certo, vários homens me comiam com os olhos e eu apenas aproveitava a atenção, naquela noite eu realmente não queria mais nada além de me divertir ao máximo.

Resolvi descansar um pouco antes de voltar a dançar, olhei para os lados procurando minhas amigas e encontro cada uma agarrada com um cara diferente, se fosse em outro momento até me sentiria deslocada por ter ficado sozinha, mas como eu já estava alegrinha demais apenas ri com a cena e aproveitei para pegar outra bebida.

Depois de já recomposta na medida do possível resolvi já era hora de voltar para pista, mas quando ia sair sinto alguém puxar meu braço com certa força, olhei para trás para ver quem era o ousado que me puxou daquele jeito.

Para a minha surpresa vejo um homem alto, moreno, dos olhos e cabelos castanhos, o pecado na terra de tão sedutor e ousado, não posso negar que ele era realmente atraente, mas nada podia acontecer entre nós, pois esse homem divino era meu melhor amigo Jungkook.

S/N: Kookie? – era o apelido que havia dado para ele após nos conhecermos na faculdade e nos tornamos muito próximos, eu admito que já tive uma paixonite por ele, mas como o mesmo nunca me deu esse tipo de atenção e sempre o via saindo com várias meninas resolvi manter segredo sobre isso.

Jungkook: Oi s/n, vejo que você está curtindo muito seus vinte anos ein - me olhou de cima a baixo - mas, sabe é melhor você tomar cuidado para não exagerar na curtição e acabar fazendo besteira – ele se preocupava muito comigo e isso era muito fofo da parte dele, mas eu não sabia o porquê afinal ele já fez coisas muito piores.

S/N: Ah não precisa se preocupar Kookie, apenas vem aproveitar comigo e deixa de ser chato - o puxei em direção a multidão - vamos dançar, afinal como aniversariante você precisa obedecer a tudo que eu pedir hoje – dou um sorriso malicioso e ele apenas me segue até o centro da pista

Sentia-me perigosamente sedutora e a bebida já havia subido minha cabeça, por isso não evitei nas provocações durante a dança, já fazia muito tempo que eu o queria e o álcool me fez relembrar esse sentimento ainda mais. Comecei a encostar minha bunda em seu membro enquanto rebolava, descia e subia insistentemente, não maneirava no toque, queria senti-lo mesmo que só daquela maneira, eu precisava daquilo.

Quando coloquei minha cabeça mais perto da sua senti ele apertando minha cintura e me trazendo mais para perto de si com força e roucamente dizer em meu ouvido.

Jungkook: Você está brincando com fogo S/n, faz tempo que tento manter o controle e não foder você e rebolar desse jeito não ajuda em nada – no mesmo momento que ele disse isso senti meu interior queimar, o que se intensificou ainda mais quando ele lentamente começou a beijar meu pescoço – você quer ver o que provoca em mim?

Quando Jungkook disse isso segurou mais forte minha cintura e pressionou minha bunda contra seu membro que estava totalmente duro, rapidamente me virei e o encontrei seus olhos cheios de luxuria e desejo.

S/N: E quem disse que você precisa se controlar? Eu quero você já faz tempo bobinho– segurei na sua nuca e aproximei lentamente nossos rostos até que nossas bocas se encontraram

No começo foi um beijo lento, parecia que aproveitávamos o desejo suprimido um pelo outro, mas aquilo logo foi se intensificando para um beijo cheio de desejo, sua língua me pediu passagem e eu cedi, aquele beijo poderia durar para sempre se dependesse de nós, mas a falta de ar nos separou.

Ele pegou na minha mão e começou me guiar para fora daquele lugar, eu sabia muito bem o que íamos fazer naquela noite e estava ansiosa demais para me importar com as consequências de amanhã. Entramos em seu carro e ele logo guiou para a casa dele, a tensão aumentava minha ansiedade, eu podia sentir o desejo de ambos crescendo conforme nos aproximávamos do destino final.

Ele estacionou o carro e rapidamente me puxou para dentro de sua casa sem se importar com os vizinhos ou com quem pudesse ver nosso desespero sexual. Assim que Kookie fechou a porta da sala o mesmo me prendeu contra a parede e começou um beijo intenso, quando o ar nos atrapalhou novamente ele me ergueu no colo e eu retribui prendendo minha perna em sua cintura o que fez nossas intimidades se chocarem, fazendo com que eu arfasse baixo perto de seu ouvido.

Jungkook: Quero ouvir você gemer muito meu nome essa noite enquanto estiver te dando seu presente de aniversário – sua voz rouca me fez arrepiar inteira, ele era como isqueiro que fazia meu corpo queimar apenas com uma palavra.

Jungkook sem cessar os beijos no meu pescoço e comigo  me levou para seu quarto. Chegando lá o mesmo me jogou com certa brutalidade em sua cama e subiu em cima de mim colando nossos corpos novamente. O corpo dele era quente e sua respiração descompassada, o que me deixava ainda mais excitada.

Ele debruçou sobre mim e atacou de novo meu pescoço e boca, aproveitando que minhas mãos estavam perto de seu abdômen eu coloquei minhas mãos embaixo de sua camisa e arranhei levemente aquela barriga definida o que o fez soltar um gemido baixo, aquilo estava acabando com minha sanidade, logo comecei a tirar sua camisa sem que nossos olhos se desgrudassem, eu precisava ver ele por inteiro, admirar aquilo que eu desejei a tanto tempo.

Logo inverti nossas posições e sentei sobre seu colo, comecei a beijar seu pescoço e ele como resposta soltava o ar com dificuldade, querendo o provocar ainda mais o olhei nos olhos e comecei a rebolar em seu membro ainda com roupa.

Jungkook: Você só pode estar querendo me deixar louco mesmo - sorriu maliciosamente - mas cuidado pra não provocar demais porque depois não vai aguentar sua punição – suas palavras me atingiram de uma forma tão grande que me fizeram ficar ainda mais molhada

Seus olhos ainda mantinham contato com os meus e seu sorriso malicioso aumentava minha libido, ele me virou rapidamente me fazendo ficar embaixo dele, assim que trocou nossas posições começou a tirar minha camisa e meu sutiã em seguida, me fazendo ficar com os peitos a mostra.

O mesmo os encarou e lambeu os lábios, soltei um leve gemido quando vi o que estava por vir, ele abocanhou um dos meus seios enquanto massageava o outro, aquilo estava me fazendo ir à loucura, mas ainda não era o suficiente, precisava sentir ele dentro de mim. Arranhei sua nuca lentamente e pedi com a voz mais manhosa que consegui.

S/N: Eu preciso de você – ele me olhou e sorrindo começou a tirar a parte de baixo da minha roupa, me fazendo ficar apenas de calcinha

Senti sua mão percorrer minha barriga em direção a minha intimidade e bem lentamente começar a massageá-la, era torturante e ele sabia disso, eu precisava de mais.

Jungkook: Tão molhadinha minha s/n, geme para mim geme - ele massageava mais devagar ainda e ia parando conforme eu não gemi para ele

S/N: M-mais rápido Jeon – ele apenas sorriu para mim e negou com a cabeça, ele queria me ver sofrer, implorando por misericórdia

Jungkook: Eu vou provocar você assim como fez comigo na pista de dança, você ainda vai sofrer muito antes de ter o que quer

Ele foi para o meio das minhas pernas e tirou minha calcinha, agarrou minhas pernas com força me fazendo arfar, começou a beijar o interior delas e dar leves chupões, minha sanidade estava indo para o ralo com aquilo e não sabia quanto tempo mais iria aguentar aquela tortura. Sem aviso prévio ele colocou os dedos de novo na minha intimidade começou a contorná-la enquanto sua língua desvendava cada parte dela.

S/N: P-por favor Jeon – foi tudo que consegui dizer

Ele parecia ter entendido o recado pois abriu mais minhas pernas e começou a introduzir sua língua dentro de mim com certa velocidade enquanto seus dedos estimulavam meu clitóris, eu gemia cada vez mais alto e a cada gemida ele aumentava a velocidade de seus movimentos. Quando senti que meu ápice estava chegando ele também percebeu e parou de fazer os movimentos, o olhei brava e o mesmo sorriu para mim

Jungkook: Você só vi gozar quando eu quiser, agora eu quero que você cuide de mim com sua boquinha

Ele sentou na cama e eu logo fiquei a sua frente, sentei não chão a sua frente e fui subindo minhas mãos pelas suas pernas até chegar a seu membro, apertei levemente e ele soltou um gemido, comecei a desabotoar bem devagar sua calça e a puxar para baixo junto com sua boxer, as joguei para longe e foquei no que estava a minha frente, era grande e pulsava na minha frente. Segurei com uma das mãos e beijei a ponta de seu pau que estava melado de pré-gozo, passei a língua em sua extensão e logo o coloquei na boca, o fazendoele gemer arrastado.

Eu não tinha pressa, queria o torturar assim como ele havia feito comigo, comecei a movimentar lentamente minha cabeça em um movimento de vai e vem o fazendo ficar impaciente.

Jungkook: Não seja uma menina má s/n – disse fechando os olhos e colocando a cabeça para trás

Avancei os movimentos enquanto masturbava o resto que não estava na minha boca, ia diminuindo e aumentando o ritmo aleatoriamente enquanto ele se contorcia e me dizia palavras sujas com sua voz rouca, logo aumentei ainda mais a velocidade enquanto admirava sua expressão de prazer, ele estava suado e com os cabelos grudados no rosto, era uma perfeição queria guardar cada parte de seu rosto na minha memória para poder me lembrar depois. Ele colocou as mãos na minha cabeça ditando o movimento  e logo ele se desfez na minha boca.

Puxando-me para cama de novo começou a percorrer meu corpo com seus beijos e toques enquanto eu o retribuia na mesma intensidade, não demorou muito para ele estar duro novamente, Jungkook pegou uma camisinha no seu criado mudo e a colocou.

Jungkook: Fique de quatro – disse em um tom autoritário e eu o fiz - Agora eu vou te ensinar quem é que manda, vou te foder tanto que amanhã você não vai conseguir nem levantar da cama.

O moreno começou a passar o membro na porta da minha intimidade e sem nenhum aviso prévio o enfiou dentro de mim com força, mordi meu lábio para controlar meu gemido, o que não o deixou muito feliz.

Jungkook: Eu quero ouvir você gemendo para mim meu amor, quero que todos do quarteirão saibam que você é minha - continuou me estocando com força até que eu não aguentei mais e fiz o que ele queria.

SN/: Aaaaaawn Ju-jung-kook

Jungkook: Isso geme meu nome para mim – ele fez um rabo de cabelo desajeitado com as mãos e puxou meu cabelo o que me fez ficar ainda mais empinada para ele

Seus movimentos se intensificaram enquanto e dava tapas fortes em minha bunda com a outra mão, o que me fazia delirar, ele era selvagem e eu estava adorando tudo aquilo. De repente, o mesmo me vira fazendo com que eu ficasse de frente entre suas pernas, logo me prendi em sua cintura e comecei a beijar seu pescoço em retribuição.

Jungkook: Aaah s/n – gemeu e logo após me deu um beijo ardente

Quanto mais nos beijávamos mais rápido ele ia, fazendo nossos gemidos necessitados ficarem abafados por nossas bocas, o cheiro de sexo e suor pairavam no quarto fazendo nosso ato ser mais intenso, seu corpo quente se chocava contra o meu e logo cheguei ao meu ápice, depois de mais algumas estocadas ele chegou ao seu também e derrubou seu corpo contra o meu, começamos a nos beijar de novo enquanto eu passava a mão em cada parte dele querendo senti-lo por inteiro.

Jungkook: Você aguenta mais um round? – eu assenti com a cabeça e ele pegou outra camisinha

Logo me puxou da cama assim que colocou a camisinha em seu pau que já estava rijo e me prensou contra a parede, novamente prendi minhas pernas em sua cintura  e ele enfiou seu membro em mim, mas dessa vez ele fazia movimentos de vai e vem lentamente enquanto me olhava com um sorriso no rosto, ele queria que eu implorasse por mais e era exatamente o que eu iria fazer.

S/N: Não seja mal comigo daddy me dê... - assim que falei isso Jungkook meteu forte em mim fazendo ficar sem fala, tudo que consegui fazer foi gemer para ele

Arranhei suas costas com força e ele soltou um sorriso enquanto me beijava, fazendo trilhas de beijos entre meu maxilar e pescoço, sua respiração era pesada e descompassada, Kookie apertou minha bunda com força e eu revirei os olhos de prazer.

Ele me colocou de novo na cama e começou a dar estocadas cada vez mais rápidas e fundas, minha intimidade que ainda estava sensível pelo outro orgasmo latejava de prazer, agarrei os lençóis da cama e senti o segundo orgasmo chegar, ele agarrou meu seio e começou a mordiscar, nosso sexo estava tão intenso que jorrei em seu pau sujando toda minha perna assim que cheguei ao meu ápice e ele vendo a cena chegou ao seu também.

Jungkook: Tão gostosa minha s/n – disse me dando um beijo calmo e cansado

O garoto tirou a camisinha, jogou no lixo e deitou do meu lado, logo adormecemos abraçados, com certeza aquele foi o melhor presente de aniversário que eu recebi e não queria estar comemorando de outra forma. O que seria de nós depois daquilo eu não sabia, apenas queria sentir seu corpo quente e suado agarrado ao meu e pensar no prazer que ele me proporcionou.


Notas Finais


Meu primeiro hot está publicado, espero que gostem. hehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...