História Care - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Aberforth Dumbledore, Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Draco Malfoy, Fred Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Luna Lovegood, Pansy Parkinson, Personagens Originais, Ronald Weasley, Tom Riddle Jr.
Visualizações 46
Palavras 751
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu queria ter realmente escrito, mas o capítulo dois já estava na minha cabeça e demorei esse tanto de tempo para botar no papel (ou interwebs) por conta de várias coisas.

Ironicamente, enquanto eu me martirizava para escrever o capítulo uma semana depois, eu fiz a imagem do capítulo! E fiquei pensando se tinha ou não algo escrito, como a do capitulo anterior, mas como ficar buscando as frases me rendeu quase uma semana de pesquisa, decidi que nem todos os capítulos terão as frases. (Ps: prestem atenção nas imagens. To tentando adequar ao formato "Polaroid" para ficar show.)

Bem, desculpe o bafa-fá da nota de início. Espero que gostem amores ~♥

Capítulo 2 - Capítulo II


Fanfic / Fanfiction Care - Capítulo 2 - Capítulo II

Inícios sempre foram difíceis para Potter.

Por conta de sua criação com seus tios e primo, dificilmente iria se abrir com outras pessoas. Contudo, não sabia como mas a morena foi a primeira pessoa do mundo mágico, e da mesma idade, que lhe aceitou. Muito provavelmente, por conta de ser apenas um gentileza. 

Estava perdido tentando encontrar o vagão e a cabine que o professor havia lhe dito. Todavia os guardas do trem tinham brigado com o garoto duas vezes quando decidiu desistir de seguir as ordens dadas e entrar em qualquer cabine vazia.

Encontrou uma. Mas não completamente vazia.

A garota parecia totalmente fora do que acontecia na viagem para a escola. Os cabelos castanhos escuros estavam escondidos, assim como seu rosto, por um livro grosso. "Transfiguração, e outras magia para animagos."

- Posso me sentar aqui? -Perguntou com certo receio de interromper a leitura da garota. Porém, logo ouviu a resposta calma.

- Pode. Não tem mais ninguém para vir mesmo.

A voz era não apenas calma, como também doce. Parecia que já era uma estudante de Hogwarts. Se não fosse pelo fato que aparentemente, tinha a mesma idade que ele e não vinha carregando nenhuma roupa que a identificava como aluna antiga da escola. Então as sua chances de serem ambos novos na escola, eram grandes.

- Você.... Também está vindo para Hogwarts? - A voz do jovem era carregada de inseguranças por perturbar novamente a leitura da outra. No entanto, a jovem apenas abaixou o livro ,marcando a página que havia parado,  e o fechou em seu colo.

- Sim. Será meu primeiro ano. Sou Ravenna LaFaey. Prazer.. - A segurança, ao mesmo tempo que a calma reinavam na voz dela. Parecia que era realmente mais velha que aparentava. Ou talvez fosse assim por ser uma garota, como alguns garotos diziam. Afinal as meninas se tornavam mais maduras que os meninos.

- Harry Potter. Então vamos estudar juntos? -Sorriu tentando criar algum laço com Ravenna que em troca continuou sua faceta de seriedade. Talvez não fosse de emoções. Ao mesmo tempo notou que a face da mesma não se alterou ao saber que aquele a sua frente era o "Garoto que havia Sobrevivido".

-Talvez...

-/-

A escolha do chapéu foi algo que realmente alterou sua vida. Olhando agora, ser um soncerino nunca lhe dera tanto orgulho. O manto verde que teve que utilizar aqueles anos, agora já não pesava. Muito pelo contrário, fazia parte de quem era. E em momentos de complicações ou dúbia, era o que o consolava e acalmava.

Encarou a colega novamente que estava com a mesma cara de tédio. Igualzinha a cara que fez quando se conheceram. Demorou algum tempo para que Harry entendesse que poucas coisas tiravam a cara de "poucos amigos" que Raven sempre teve. Uma delas sendo o namorado, mas este apenas a fazia por diversão de ver a morena alterada.

- E pensar que se o chapéu tivesse dito, eu seria um grifinório.. - Comentou para si mesmo.

- Eu seria lufana. - Ouviu a amiga dizer e quase caiu na risada. "Imagina se Draco soubesse que poderia estar namorando uma lufana." - Ou uma soncerina. Eu demorei quase que onze minutos para o chapéu escolher.

Deu uma risada. Raven com toda certeza não nascera para ser uma lufana, embora já tivesse mostrado ser tão leal quanto ao acobertar as aventuras dele e Malfoy. Ou as artimanhas dos gêmeos Weasley. Ou muitas outras situações que era a única a qual Harry sabia que poderia confiar. Principalmente quando mexiam com o coração, ainda que fosse muito racional.

-Imagina se você fosse uma grifinória. -Brincou vendo o rosto da outra se alterar em uma meia risada e uma meio cara de nojo. Tirando os gêmeos Weasley, nenhum deles gostavam da casa rival. Não por ser rival, mas por outras situações as quais Potter aprendeu que também existia covardia na casa dos leões.

-Sinceramente, acho que nunca daria certo como uma grifinória. Aquela casa é muito fora de quaisquer traços que eu possa ter.

-Coragem?

-Eu sou racional. Não corajosa.

-Ousadia?

-Eu sou analítica. Não ousada.

-Nobreza?

-Taaaa....  - Revirou os olhos. - Talvez, só talvez isso. Mas não sou igual a qualquer patricinha que possa ter vindo até de sua casa Potter. E as vezes eu menosprezo as pessoas, então não teria como eu ser da Grifinória nem que o basilisco me mandasse fazer isso.

-Justo. -Comentou rindo. Ela não tinha jeito de ser uma leoa mesmo. Melhor que continuasse assim.


Notas Finais


13/07
Gente são 3:20... eu to morrendo aqui. Vou dar um cochilo, depois eu volto e escrevo um tanto mais. Eu nunca sei o quanto que eu escrevi no tablet. Merdu~
Nota: a parte final do último/primeiro cap foi reescrito.
Nota2: Eu não sinto o sangue na minha mão direita. To deitada e travando algum vaso do meu braço pq minha mão ta formigando já. ; w;

Beijocas mores~♥

21/08
OIE GENTE! Atualizado....e-e eh demorei um pouco pra botar mais coisas.
My bad.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...