História Caribe - o paraíso do amor. - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Lila Rossi (Volpina), Luka Couffaine, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Amor, Caribe, Marichat, Plakki
Visualizações 14
Palavras 4.012
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 4 - A última chance de Chat Noir e Revanche.


A doce voz da morena não saia da mente de Chat, aquilo era tão encantador, que até acalmava a alma dele, depois do breve encontro com a Lila Rossi com as suas segundas intenções.


 

Chat tinha encontrado o seu amor verdadeiro, o qual valia a pena em lutar contra tudo o que ia ser contra aquele amor.


 

Chegando até o posto de salva - vidas, o gato ainda se lembrava do som da voz de Marinette, caminhando distraído ao entrar no posto de salva - vidas, sem querer, não cumprimentou ninguém que estava lá, indo para o banheiro masculino para se trocar.


 

Carapace percebeu que o amigo dele estava muito distraído no momento, o que era muito raro de acontecer, porque o amigo era sempre focado com o seu trabalho.



 

E então, decidiu que ia tirar aquilo a limpo, deixando o seu posto para conversar com o amigo dele, saindo sem avisar a ninguém.



 

~ No banheiro.



 

O moreno havia chegado até o banheiro masculino, entrando de fininho, tendo uma grande surpresa ao ver que o amigo dele estava se comportando de maneira diferente do normal,ouvindo o seu amigo cantando.



 

O moreno ficou de boca aberta ao o seu amigo cantando, enquanto se trocava para começar o seu dia, aquilo era novidade para o Carapace, que nem sabia que o seu amigo cantava tão bem, nem quando começou a namorar com a Revanche, o loiro nunca demonstrou que cantava tão bem.


 

O moreno se sentou no banco, ficando a espera que o seu amigo se explique melhor sobre a sua cantoria.


 

(...)




 

 ___  Olá, meu amigo, me desculpe por não ter te cumprimentado.  É que eu estava distraído com a minha vida - Chat disse ao amigo, colocando o seu apito no pescoço.



 

___  Eu estou vendo que canta muito bem, eu fiquei muito impressionado com isso.  Nunca ouvi você cantando. Parece que o seu mundo mudou muito. Eu posso saber o que aconteceu para essa mudança?  - Carapace disse ao loiro, vendo o amigo dele sorrindo para ele.



 

___  É que encontrei uma pessoa muito linda que encantou o meu coração com a sua bela voz.  Não consigo tirar da minha mente, a voz dela me acalma muito. - Chat disse para o moreno, fechando a porta do seu armário com um baque leve.




 

___  Bem, eu acho que a Revanche não é muito de cantar. Ela é mais decidida do que romântica.  - Carapace disse ao amigo, acreditando que o amigo se refere a namorada atual do amigo.



 

___ Não era à Revanche que eu estava falando sobre a voz que eu escutei, e sim de outra garota. - Chat disse ao amigo, trancado a porta com o seu cadeado pessoal.


 

___ Bem, eu posso adivinhar que não é a Lila. Porque eu sei que jamais ia se apaixonar por ela.  Nem que ela cante algo, além dela mesmo. - Carapace disse ao amigo, descartando a morena maliciosa.



 

___  É sim, sabia que quando eu estava dando uma caminhada na praia, antes de que eu chegue aqui. Eu dei de encontro com a Lila?! -  Chat comentou ao seu amigo ao contar sobre o seu breve encontro com a morena.




 

__  Nem é preciso saber o motivo do seu encontro com a Lila.  Provavelmente ela tentou jogar um certo charme em você. - Carapace disse ao amigo, olhando acostumado sobre o assunto.




 

___ Sim, ela quer   me beijar à força. Também ficava pedido para que eu termine o meu relacionamento com a Revanche.  - Chat disse ao amigo, trancado a porta do seu armário com um clique.




 

___  Eu acho que a Lila é muito atirada em você.  Ela não percebe que está namorando com a Revanche a um bom tempo.  Eu acho que ela foi muito mimada pelos pais dela. Isso é muito perigoso.  - Carapace disse convivente ao comentar sobre o assunto, olhando para o seu amigo com certeza.




 

__  Sim, mas eu consegui fugir dela.  Mas parece que ela não vai desistir tão fácil de mim.  Ela é muito determinada com o que quer. - Chat disse ao amigo com convicção, encostando nos armarios embutidos para conversar com o amigo dele.





 

___ Não tenho dúvida disto…  - Carapace disse ao apoiar o seu amigo, parando no meio da frase porque a Revanche tinha chegado do lado de fora do banheiro masculino.





 

__  Chat, eu preciso falar com você.  Já terminou de se arrumar? - Revanche disse ao namorado dela do lado de fora do banheiro masculino, esperando a resposta do gato.




 

__ Sim, eu estou falando com o meu amigo Carapace.  - Chat disse a namorada dele, olhando para o perfil da Revanche ao lado esquerdo da porta do banheiro masculino.



 

__  O seu amigo pode esperar um pouco?  É que eu tenho que falar um assunto muito sério.  - Revanche disse ao pedir para o namorado dela, olhando de perfil para o gato.





 

___  Sim, eu vou avisar a ele, que vou conversar com você. -  Chat disse ao aceitar o pedido de Revanche, olhando para o seu amigo.




 

___  Tudo bem, eu vou esperar lá perto do posto.  Precisamos conversar sobre as intenções da Lila com você.  - Revanche disse para o seu namorado, saindo da porta do banheiro masculino.




 

___  Parece que a Revanche soube que a Lila tentou te paquerar você.  Eu imagino que vai querer apoio para sair desta situação embaraçosa.  - Carapace disse ao amigo, sentindo que a coisa ia se complicar muito.




 

__  Não, meu amigo.  Eu tenho que encarar isso sozinho. Eu já me acostumei com a Revanche. Não é a primeira vez que eu tenho uma conversa com a Revanche.  - Chat disse ao amigo com convicção, pretendo ter uma conversa séria com a Revanche.



___ Bem , eu te desejo toda a sorte do mundo. Porque me parece que a Revanche está falando bem sério. - Carapace avisou o amigo, olhando discreto para ele.


 


 


 

__ Nem preciso me dizer. Depois eu conto sobre a dona da voz que encantou o meu coração. Até mais, meu amigo. - Chat aceitou o conselho do amigo, depois saindo do banheiro masculino, indo na direção da Revanche que o aguardava .


 


 


 

__ Mesmo assim, eu te desejo uma boa sorte. - Carapace disse apressando , vendo o Chat erguendo o seu dedo para confirmar que tinha aceitado novamente o pedido de boa sorte do moreno.


 


 


 

[ … ]


 


 

Depois que saiu do banheiro masculino, Chat se encontrou com a sua atual namorada, que estava com uma expressão de poucos amigos , olhando rígida para o gato


 


 


 

[ … ]


 


 


 

Revanche : __ Você demorou muito, Chat. Eu realmente precisava falar sério com você . - disse apressada para o gato, olhando com os seus braços cruzados.


 


 


 

Chat : __ Eu sei disto. Não precisa ficar repetindo , é muito cansativo para mim. Mas tirando isso de lado , o que foi ? - disse sério para a namorada, olhando para ela.


 


 


 


 

Revanche : __ Soube que a Lila deu em cima de você de novo. Mesmo que ela mesmo sabia que está namorando comigo a um bom tempo. Eu sei que não a provoca para isso. Mas, é preciso que coloque um ponto final nisto, Chat. Lila é uma mulher interesseira, que sempre embarca no que é melhor para ela. Ela não sabe o que é limites… - discutindo com o gato a respeito da morena maliciosa, sendo interrompida pelo gato.


 


 


 

Chat : __ Eu tento fazer com que ela desista de mim. Mas ela é surda , porque quer. Eu sei que está tentando manter o namoro firme, mas eu estou vendo que não estamos indo á nenhum lugar. Eu sinto que nosso amor está indo embora. Somos opostos um do outro. E então, o que devemos fazer ? - discutindo com a namorada, olhando sóbrio para ela.


 


 


 

Revanche : __ Bem, vamos dar mais uma chance para nós. Se continuar não dando certo. A gente termina . - respondeu sábia , pretendendo dar uma última chance ao namoro deles.


 


 


 

Chat : __ Por quanto tempo ? - perguntou a japonesa, olhando discreto para ela.


 


 


 

Revanche : __ Uma semana. Se continuamos discutindo feio por causa da Lila. Terminamos isso. Vamos ser amigos depois disto tudo. Concorda ? - fazendo um trato com o gato, estendendo a mão direita para selar o acordo.


 


 


 

Chat : __ Sim, trato feito. - Chat disse para a japonesa, pegando a sua mão, sacudindo ela brevemente, soltando a mão da japonesa em seguida.


 


 


 

Revanche : __ Bem, eu vou indo agora. Até breve. - disse apressada ao namorado, deixando ele sozinho , indo embora de vez.


 


 


 

Chat : __ Até mais, Revanche . - disse ao ver a japonesa indo embora, retornando para o banheiro masculino para conversa com o Carapace.


 


 

~ No banheiro masculino.


 


 


 

Carapace : __ Parece que a conversa não foi muito longa. Deu para escutar tudo daqui. Você está bem ? - perguntou ao amigo, olhando o gato voltando ao banheiro.


 


 


 

Chat : __ Eu vou ficar , meu amigo. Eu e a Revanche fomos sinceros um com o outro. A gente resolve dar uma nova chance. Se não der certo, a gente termina. - disse sincero ao amigo, sentando-se em frente a ele , suspirando fundo.


 


 


 

Carapace : __ Isso logo passa, meu amigo. É a vida, bem, quem tinha encantado o seu coração com a voz linda ? - perguntou ao amigo depois que o aconselhou, curioso para saber a dona da voz que tinha conquistado o amigo.


 


 


 

Chat : __ Marinette, eu a ouvi cantando , enquanto ela lavava a louça da lanchonete que trabalhava. Também é muito bonita. - respondeu ao amigo, pensando na azulada.


 


 


 

Carapace : __ Sem querer ser estraga- prazeres. Mas a Marinette tem namorado, o nome dele é Luka. Ele é um guitarrista famoso que viaja pelo mundo afora. Eles tem um namoro á distância. Eu nem sei como vai indo o namoro deles., Eu vou perguntar para a Alya sobre o assunto. - falou ao gato, olhando para o amigo.


 


 


 

Chat : __ Eu nem ligo. Eu vou lutar por ela de algum modo. Quem sabe , ela seja a mulher da minha vida. Diferente da Revanche ou da Lila . - disse determinando em conquistar o coração da azulada, olhando ao amigo.


 


 


 

Carapace : __ Mais uma vez, eu te desejo boa sorte. - falou ao amigo , torcendo para que o amigo vença a competição.

Notas finais
Me desculpe por algum erro cometido durante a minha escrita.
Se gostaram da história, favoritem, comentem, divulguem para os seus amigos.
Obrigada por tudo.




 

 4. A espionagem de Marinette.

Notas do Autor
Olá, meus amores. Obrigada pelos comentários.
Espero que gostem do capítulo de hoje
Uma boa leitura.

__ Mas, ela é uma garota que vale a pena lutar, dependendo dos obsttacúlos que vierem , eu vou conquistar o amor dela. Eu sinto isso. - Cha t disse para o moreno, mostrando a sua determinação em conquistar o amor de Marinbette, mesmo sem conhecer a jovem.


 


 

__ Não duvido, meu amigo. Mas você deu mais uma chance ao seu relacionamento com a Revanche. Como vai fazer com que a Revanche termine com você ? - Carapace perguntou ao amigo sobre como ele ia fazer com que o relacionamento do amigo , olhando com dúvida para ele.


 


 


 

__ Não sinto mais amor pela Revanche. Eu sinto que a Marinette é a mulher para que eu quero estar ao lado dela sempre. Protegendo de tudo e de todos. Não vou desistir dela tão fácil. - Chat disse sincero ao moreno, olhando para o amigo sentando no banco do banheiro masculino.


 


 

_____ Ah, sim. Bem, vamos trabalhar. Eu imagino que os turistas estão chegando aos poucos. Com a vinda das férias de verão , aqui vai lotar de turistas. Em breve, vamos ter contratar salva- vidas temporários para nos ajudar. Porque nós somos seis salva- vidas. Precisamos de mais uns 12 para ajudar a gente. - Carapace disse para o amigo, levantando-se do seu lugar, ficando em pé ao lado do amigo.


 


 


 

__ Sim, já discutiu isso com o mestre Fu ? - Chat disse ao amigo, olhando para o moreno.


 


 


 

__ Ainda não, mas depois do trabalho , eu vou falar com ele. - Carapace respondeu firme à pergunta do amigo, acenando negativamente com a cabeça.


 


 

__ Tudo bem, bem, vamos indo. - Chat disse ao amigo, convidando ele para deixar o banheiro masculino, começando a ir na frente do moreno na saída do banheiro.


 

[ … ]


 


 


 

Enquanto os dois amigos estavam deixando o banheiro masculino, para começar o seu trabalho de salva- vidas , durante este tempo, os turistas começaram a entrar na praia para tomar sol e nadar no mar do Caribe.


 


 

~ Quebra de tempo - Caribe, Estados Unidos - Na lanchonete


 


 


 

Depois que atendeu vários clientes, Marinette estava muito cansada de trabalhar, então, decidiu fazer uma pausa de descanso, então as suas amigas Alya, Tikki e Trixx foram na sua direção , olhando preocupada para a amiga que descansava em um banco perto do balcão da lanchonete.


 

[ … ]


 


 

__ Você está bem, amiga ? Parece pálida . - Alya disse com uma voz preocupação , olhando preocupada para a amiga.


 


 

__ Um pouco cansada , Alya . Eu atendi muitas mesas hoje. Então, decidi descansar um pouco. Nunca vi um movimento tão intenso hoje . - Marinette disse com uma voz cansada, olhando para as suas colegas que ainda trabalhavam com os clientes.


 


 

__ Lila, poderia ajudar um pouco. Sempre vive saindo sem permissão. Eu acho que alguém deveria falar sério com ela. Ela não é única que precisa de descanso. Não somente que ela vem de família rica. Ela está aqui para dar valor ao todo dinheiro gasto da família que atendeu todos os desejos dela. - Trixx disse realista, olhando para a Alya que ajudava a mestiça.


 


 


 

_  Sim, ela deveria ajudar. Mas ninguém está disposto a ir conversar com a Lila, porque ela acostuma a fazer muito drama.  - Tikki disse para as amigas, sendo realista com a situação.


 

__   O que vocês estão fazendo?  Agora não é a hora para conversar.  Eu não estou pagando a vocês para conversar a vontade. Os clientes estão esperando. -  Linda disse para as funcionárias, olhando sério para todas.


 

__  Estamos indo, senhora.  Estamos apoiando a nossa amiga Marinette.  Já estamos voltando ao trabalho. - Alya disse paciente, olhando com cautela para a chefe de todas.




 

__  Apóiem depois.  Os clientes estão esperando.  Eu não gosto de ver ninguém descansando no horário de serviço.  Então, andem logo. - Linda disse com autoridade, mandando as funcionárias voltar ao trabalho.



 

__  Vamos indo, amigas. Eu acho que descansei.  o bastante por enquanto. - Marinette disse com paciência, levantando - se do banco.



 

__ Você não, senhorita Dupain Cheng, você vai ao mercado do senhor Cupi.  Eu preciso que compre tudo na lista. - Linda disse a mestiça, vendo a empregada de pé, entregando uma lista de compras com vários itens.



 

__  Sim, senhora. -  Marinette disse para a chefe, recebendo a lista completa de produtos para as compras, lendo a lista.



 

__  Tikki, vá com a Marinette.  Enquanto as outras ficam aqui para atender a uma demanda de clientes. -  Linda disse a ruiva, mandando a mesma acompanhar a mestiça na ida ao mercado, olhando para a Alya e Trixx.




 

__ Sim, senhora.  Tikki disse ao aceitar o pedido da chefe, acenando positivamente com a cabeça.



 

__ Ótimo, agora podem ir para o mercado do senhor Cupi.-  Linda disse com satisfação, olhando para as duas empregadas.



 

__  Sim, senhora.  Estamos indo para o mercado do senhor Cupi - Marinette e Tikki disseram ao mesmo tempo, começando a deixar a lanchonete.

  


 


 

 __  Agora, vocês duas, voltem ao trabalho. - Linda ordenou para a Alya e Trixx, fazendo um gesto autoritário para ambas.




 

__  Sim, senhora. Alya e Trixx disseram ao mesmo tempo,olhando para o gesto autoritário da chefe delas, voltando ao trabalho.




 

__  Eu detesto, quando as pessoas ficam conversando em pleno horário de serviço.  Que desperdício de tempo - Linda disse ao ver as funcionárias, olhando brava para as costas de Alya e Trixx que estavam atendendo duas mesas diferentes.



 

***


 

   Marinette e. Tikki estavam saindo da lanchonete , elas se encontraram com a Lila que estava de muito mau humor,  sentiram que a colega as olhava com uma profunda ira, o que as deixaram com preocupação




 

***


 

--   O que vocês duas estão olhando ?   - Lila perguntou para as duas, mirando com rancor.




 

---  Nada, Lila .  Ah, por que se atrasou muito?   - Tikki. perguntou para a colega , olhando ansiosa para a morena que riu abertamente antes de responder .



 

---  Não te interessa , sua tola.  Eu não sou obrigada a responder.  Também bem gosto de você , bem da tonta da Marinette,  bem da Alya , nem da Trixx , nem desta lanchonete de quinta classe.  Que serve uma comida lixo. - Lila disse rude para a ruiva , rindo de tudo depois que fez uma crítica  severa para o seu local de trabalho.




 

---  Senhorita Rossi, venha  cá, agora mesmo.  - Linda disse sério para a funcionária , olhando  irritada para a morena .



 

--  Cala a boca, sua chata.  Eu não sou obrigada a fazer o que mandam…  - Lila disse rude para a chefe, sendo interrompida por Marinette.



 

---   Tenha modos, Lila.  Está sendo grosseira com todos.  Não ver que estamos com clientes a nossa espera ?  - Marinette disse para a morena, olhando séria para a morena.



 

---  Eu não estou nem ai, sua babaca. Eu tenho o direito de falar o que eu quiser. -  Lila disse rude para a colega a sua frente, olhando superior a ela.





 

_   Está passando dos limites do bom senso, senhorita Rossi.  Mas uma palavra rude. Eu serei obrigada a te demitir - Linda disse para a morena grosseira, olhando sóbria para a morena que riu abertamente antes de responder a chefe.




 

_  É isso o que eu mais quero, eu não gosto de trabalhar com vocês.  Eu nem sei os motivos tolos que o meu pai me colocou aqui, se a minha família tem muito mais dinheiro do que todos aqui. - Lila disse com intolerância à chefe, sendo superior a chefe.



 

_   Para o meu escritório, agora mesmo, senhorita Rossi. -  Linda disse com frieza, olhando fria para a morena.






 


 

__ Não vou para o seu escritório , sua vadia. Eu não sou obrigada a te atender. Não preciso deste lugar para trabalhar. Eu me demito. Tchau, trouxas. - Lila disse com revolta, tirando o seu avental do corpo , jogando ele no chão, indo embora para sempre.


 


 

__ Ótimo, assim eu contrato uma pessoa mais decente. - Linda disse aliviada com a demissão voluntária da morena , pretendendo contratar uma pessoa mais decente para ocupar o lugar da morena.


 


 


 

_{ … }


 


 


 

Sem dizer mais nada, as duas amigas deram de ombros, decidiram ir para o mercado do senhor Cupi, para comprar os itens que a senhora Linda tinha pedido na lista de compras que havia dado para a azulada.


 


 

{ … }


 


 


 

Assim que saíram nas ruas, as duas amigas estavam conversando em um tom de voz baixo, enquanto caminhavam na direção das ruas do Caribe , passando por diversas lojas no caminho para cheguem ao mercado do senhor Cupi.


 


 

No meio do percusso, Tikki olhou curiosa para a amiga, que estava vendo a lista de compras para memorizar os itens que a chefe delas havia pedido para que elas façam.


 


 


 

[ … ]


 


 


 

__ E então, como vai o seu namoro á distância com o Luka ? - Tikki perguntou com uma mera curiosidade sobre o namoro da amiga, olhando para a mestiça olhando para o papel da lista de compras.


 


 


 

__ Vai indo, Tikki. Mas eu estou começando a anotar que ele se distanciou de mim. Eu acho que o namoro á distância não é uma boa ideia. - Marinette respondeu para a amiga, dobrando o papel com a lista de compras , aguardando no bolso do avental.


 


 


 

__ Como assim , o Luka se distanciou de você ? - Tikki perguntou preocupada , olhando com pena da amiga.


 


 


 

__ Ele anda muito ocupado com a música dele. Vive escrevendo novas canções para os próximos álbuns de música dele. Indo aos programas de televisão para cantar durante o programa. Eu não mando mais mensagens , e- mails para ele. Porque não quero atrapalhar ele. - Marinette respondeu triste para a amiga, olhando depressiva para a ruiva.


 


 


 

__ Não fique assim, Marinette. Ele não vem semana que vem, para te visitar aqui ? - Tikki disse solidária para a amiga, tentando animar a azulada de algum modo, olhando com pena dela.


 


 


 

__ Sim, mas eu nem sei se for falar com ele . Eu sinto que o meu amor por ele está indo embora . Eu imagino que seja apenas um amor de verão . Bem, pelos menos, foi bom enquanto durou. - Marinette falou para a ruiva, olhando para a ruiva.


 


 


 

__ Isso acontece. É muito normal. O que você precisa é encontrar alguém que combine com você. Eu sei que deve ter um homem para você. - Tikki disse sábia para a amiga, olhando para a amiga, dando um sorriso na tentativa de animar ela.


 


 


 

__ Sim, talvez eu encontre um dia, bem, vamos indo. O mercado do senhor Cupi está bem ali, depois da academia á céu dos salva- vidas. - Marinette disse um pouco animada , vendo que elas estavam se aproximando do mercado do senhor Cupi.


 


 


 

[… ]


 


 


 

Depois da conversa das duas amigas , ambas estavam chegando ao mercado do senhor Cupi, foi quando algo chamou a atenção da azulada , na academia á céu aberto dos salva- vidas , deixando Tikki ir na frente dela para que a ruiva chegue primeiro ao mercado, se esquecendo de dar a lista de compras para a ruiva, decidindo ir investigar o que tinha atraído a sua atenção.


 


 


 

~ Na academia á céu aberto.


 


 


 

Marinette chegou a academia a céu aberto , então, decidiu se esconder as moitas que ficaram perto dela , para observar o que tinha atraído a sua atenção, tirando alguns ramos de moita da frente com a mão direita, ela conseguiu espionar o que tinha atraído a atenção dela.


 


 


 

Era o Chat Noir malhando em um dos aparelhos da academia, levantando um peso muito pesado, o coração da azulada disparou que nem uma escola de samba, em plena avenida , no dia de Carnaval, sentindo que o seu rosto tinha corado muito.


 


 

A beleza do gato era inacreditável , os cabelos dele eram sol da manhã no Caribe , o seu corpo era musculoso e bem definitivo, mesmo suando do intenso exercício , o gato era um deus grego em plena Terra.


 


 

Marinette estava apaixonada pelo gato em seu coração, mas em sua mente ela ainda tinha que ser fiel ao Luka, então, a azulada decidiu ficar espionando o gato malhando por um tempo, foi quando a Tikki apareceu do lado da amiga , procurando por ela , sentindo que a ruiva tinha encostado na mão no seu ombro esquerdo para chamar a sua atenção.


 


 


 

[ .. ]


 


 


 

__ Marinette, eu estava te procurando, saiu sem me avisar, quando eu anotei que tinha sumido, eu decidiu vir atrás de você. - Tikki disse com um sussurro para não assustar a amiga, olhando preocupada para a amiga.


 


 


 

__ Me desculpe, Tikki. É que algo atraiu a minha atenção. - Marinette pediu desculpas para a amiga, voltando a espionar o Chat Noir que ainda estava malhando no aparelho .


 


 


 

_ Eu estou vendo, Marinette. Mas precisamos fazer as compras para a nossa chefe. Não queremos ser demitidas injustamente. - Tikki disse baixo com a mão do ombro esquerdo da amiga , olhando para a amiga.


 


 


 

__ Sim, eu acho melhor. - Marinette disse ao aceitar o pedido, abandonando a sua espionagem para ir ao mercado do senhor Cupi para fazer as compras pedidas pela chefe.

 


Notas Finais


me desculpe por algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...