História Carícias de Sope - YoonSeok - Capítulo 1


Escrita por: e ParkHelly-

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Min Yoongi (Suga)
Tags Caricias, J-hope, Sope, Suga, Yoonseok
Visualizações 120
Palavras 1.946
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cara, o celular formatou, eu perdi os hots, a internet caíu e foi isso :]

Tive que refazer o hot, e acabou que eu mudei a sinopse e o enredo, mas, continua a mesma delícia de antes.

Eu tentei ao máximo fazer algo de boa qualidade, e acho que ficou bom. Se estiver ruim, sinta-se à vontade para críticar ;3 ~mas não xinga o tio aqui ;-;

Eu sou retardado? Sou. Pensei que conseguiria postar na Sexta-feira, porém, não ._.

Então foi isso. Boa leitura S2

Capítulo 1 - Carícias de Sope - Capítulo único.


Fanfic / Fanfiction Carícias de Sope - YoonSeok - Capítulo 1 - Carícias de Sope - Capítulo único.

"Era uma noite fria e chuvosa de inverno, em Seoul. Hoseok planejava aquecer o quarto do seu apartamento com o calor dos corpos em extrema veêmencia(...)"

°·.·°·.·°

Era o primeiro aniversário de namoro de Hoseok e seu namorado Yoongi. Completava-se exatamente um ano de um relacionamento perturbador, mas que era perfeito se comparado a outros.


Hoseok estava impaciente à espera de Yoongi. O baixinho disse que iria comprar algo para ambos comerem enquanto assistiam alguns seriados de ação, abraçados, esperando o sono chegar e dormirem. Porém, Hoseok não queria isso.


Um ano de namoro e os dois ainda não tinham se descoberto por completo. O mais alto queria sentir Yoongi por dentro, queria vê-lo completamente nu e submisso à si, afinal, um ano de namoro é um ótimo momento para ter uma ótima transa. O problema era que Yoongi queria esperar mais e isso Hoseok não aguentaria. Poxa, ele só desejava ter uma uma noite perfeita, junto a Yoongi e mostrar ao baixinho o mais puro amor.


O amor que só Hoseok poderia dá-lo.


O Jung estava ciente de que descontaria seu amor em estocadas brutas e, ao mesmo tempo, amorosas. Ele não queria fazer contra a vontade de Yoongi, claro, por isso quis amolecer o coraçãozinho do mesmo para que o fizesse de livre e espontânea vontade. E isso Hoseok sabia muito bem como fazer. Yoongi não resistia à jantares românticos ou à rosas, e tirando proveito disso, Hoseok Yoongi, já que seu namorado nunca fora muito organizado -, a mesa se encontrava repleta da gastronomia Francêsa, pois o baixinho era um amante de tudo que vinha da França.


Jeongguk, amigo do casal, alertava Hoseok que estava sendo precipitado demais em querer transar com Yoongi, e que deveria respeitar o tempo do mesmo. Mas quem disse que Jung Hoseok iria ouvi-lo?


A porta é aberta e Yoongi a ultrapassa. Hoseok arregala um pouco os olhos almejando que poderia ser um ladrão, ou algo do tipo, mas para seu agrado, seu amado tinha acabado de entrar.


ㅡAchei que não iria mais voltar, amor. ㅡ Hoseok riu de si mesmo levantando-se do sofá, indo em direção ao namorado, o abraçando por trás.


ㅡBobo. ㅡ Yoongi jogou as sacolas que carregara, no sofá. Virou-se para Hoseok e o beijou intensamente.


Yoongi é assim. Por baixo de toda sua serenidade e a mania de sempre estar certo, existe sim um garoto frágil e cheio de desejos carnais. Mas justamente essa mania de ser certinho o impedia de ter uma noite quente de sexo junto à Hoseok; o baixinho achava que precisava conhecer mais seu namorado antes de ir para cama com ele, só que Hoseok não queria mais saber disso.


A manhosidade em que Yoongi o pedia carinhos e carícias era tão única. Seu tom era a coisa que mais surtia efeito em Hoseok, tirando por completo sua lucidez; o Min não percebia isso.


Após o beijo, Hoseok levou seu namorado até a cozinha, todo animadinho.


ㅡOlha o que eu preparei para nós dois, amor. ㅡ Hoseok sorria vitorioso e o de cabelos rosados ficou sem reação.


Seus olhos se encheram de lágrimas de alegria. Estava tudo perfeito ao seu ver, não podia ficar melhor.


ㅡMas... Hoseok, seu idiota. Por que não tinha me dito? ㅡ andou pela sala, passando sua mão coberta - por uma luva de frio -, pela borda da mesa, analisando cada lugarzinho e gravando tudo em sua mente para nunca esquecer.


Sua felicidade estava mais que evidente em seu sorriso.


ㅡEntão... Gostou?


ㅡEu... Eu... ㅡ já se encontrava em lágrimas. Quase impossibilitado de formar frases que refletissem sua felicidade. ㅡ Adorei, hyung!


Hoseok pegou a mão de Yoongi e o conduziu ao quarto, enquanto o menor o seguia com os olhos curiosos. Ao chegarem no cômodo, a primeira impressão de Yoongi foi um tanto quanto inesperada.


O quarto estava repleto de pétalas rosas e velas aromáticas. Tinha pétalas em cima da cama e algumas espalhadas pelo chão.


ㅡO cheiro... ㅡ Yoongi acalmou sua voz procurando sentir mais o odor forte, porém, delicioso de rosas e o morango das velas. Hoseok encarava-o completamente nervoso por trás, pois, talvez, seu namorado não se agradasse com a idéia de fazer sexo em uma noite fria e chuvosa.


ㅡ Está incrível, amor. ㅡ seu tom saiu mais sexy que o normal, dando um sorriso ladino.


Yoongi, sem olhar o namorado, tirou seu casaco e deixou-o cair ao chão, andou lentamente até à cama, tirando sua camisa branca deixando seu tronco completamente exposto.


ㅡEu sei o que você quer, Hoseok. ㅡ soltou um risinho que não pôde ser visto pelo outro. O Jung arrepiou-se dos pés à cabeça com a voz sedutora do garoto em sua frente. ㅡ Estou disposto a isso. Você estar?


Hoseok já se encontrava apertando a cintura de Yoongi.


ㅡÉ o que mais desejo. ㅡ sussurrou. O baixinho se arrepiou com o calor do seu namorado em sua pele.


Beijos foram sutilmente depositados no pescoço branco de Yoongi. Hoseok segurava a cintura do Min, balançando-a em sua ereção, que já estava bem rígida. Arfava enquanto se esfregava na bunda redonda de Yoongi. Os beijos, que se tornaram chupões depois, não se cessaram, dando uma enorme sensação de prazer que nunca fora sentida antes por nenhum dos dois. Hoseok sentou seu namorado na cama e sorriu para o mesmo, tirou sua calça ficando apenas de boxer. Yoongi entendeu o recado, então pôs suas mãos brancas e gélidas sobre o tecido, massageando o membro coberto de Hoseok; pegou no cós da cueca e abaixou a mesma.

Encarou o membro, não tão grande, porém, um tanto grosso de Hoseok, e começou a salivar.


Desejava dar prazer ao mais velho, pois, sabia do tanto que ele o esperou.


Começou a masturbar o namorado enquanto o via arfar e gemer fraquinho. O movimento de vai-e-vem durou um bom tempo, até Yoongi passar seu polegar pela glânde rosada do maior, o fazendo revirar os olhos por ser uma das suas partes mais sensíveis. As mãos de Hoseok passeavam pelo cabelo rosa e hidratado do outro, esperando o momento certo para apertá-los sem pudor algum. O mais baixo engoliu por completo a cabeça do membro de Hoseok, fazendo-o apertar os fios rosados com certa força, pois, acabava de sentir uma das melhores sensações vividas por ele.


O mais alto freccionava a cabeça de Yoongi contra seu pau com agilidade, o que fez Yoongi tossir algumas vezes, mas nada que o fizesse parar. Um intenso calor se apossava dos corpos de ambos. O que antes era um quarto gélido e escuro, agora é quente quanto várias fornalhas acesas em um só ponto, e esse “ponto” era eles.


Hoseok queria mostrar ao mais novo o mais puro, bruto e verdadeiro amor que sentia, mesmo que fosse um pouco erótico.


Algumas estocadas dentro da boca quente de Yoongi e Hoseok retira seu membro molhado, ligado por um fio de saliva.


ㅡÉ... grosso... amor. ㅡ o Min encarou os olhos de Hoseok com um sorriso largo no rosto.


ㅡQuer tê-lo dentro de si? ㅡ Hoseok perguntou sarcasticamente e Yoongi assentiu sorrindo sem dentes.


O mais novo, então, subiu na cama e ficou de "quatro", por sob a mesma. Suas bochechas estavam rosadas como nunca antes. Se achava uma cachorrinha no cio, já que se encontrava - literalmente - exposto à Hoseok.


ㅡAssim está ótimo! ㅡ Hoseok subiu na cama observando a entrada delicada do Min.


Hesitou um pouco, pensando que poderia estragar algo tão ridiculamente perfeito, como a entrada de Yoongi, porém, foram pensamentos rápidos, que sumiram dois segundos depois; e voltaram os pensamento malicioso do mais velho.


Seu dedo alisava a entrada alheia e mordia os lábios em puro desejo. Aquele pequeno buraco rosado estava causando breves alucinações no Jung, que salivava com tudo aquilo. Já Yoongi, mordia e maltratava seus lábios sem misericórdia alguma.


Não era a primeira vez deles na cama, os dois não eram mais virgens, porém, o diferenciado era que ambos se amam e estavam demonstrando este amor da melhor forma possível, em seu ver: da forma mais deliciosa o possível!


O baixinho rebolava contra o dedo do mais alto procurando um contato maior. O tesão estava em um nível tão grande que a entrada pulsante de Yoongi chegava a doer.


ㅡAlivie-me, hyung! ㅡ Yoongi implorava em um tom manhoso e impaciente, o que fez Hosek estremecer por completo.


Tudo começou a dar rodopios na cabeça de Yoongi quando seu namorado o penetrou a língua. Movimentos ágeis eram ditados em sua entrada que fora molhada por saliva.


O mais alto penetra seu primeiro dígito, após checar a entrada do baixinho e vê-la bem encharcada. Seu dedo incomodou muito o Min - que gemeu baixinho -, de início, mas depois o dígito passou a deslizar dentro do garoto em uma enorme facilidade.


ㅡGosta disso? ㅡ Yoongi assentiu freneticamente, quando começou a soar.


O segundo dígito é enterrado e o baixinho resmunga um pouco. Com dois dedos o penetrando sem parar, gemia de dor e prazer ao mesmo tempo. Totalmente extasiado.


Sem mais delongas, Hoseok vira o Min, deixando-o de barriga para cima, tendo a vista o belo corpo do garoto. Mordeu os lábios sem pudor, deliciando-se com tal vista divina.


ㅡPara de me olhar assim! ㅡ Yoongi exclamou sentindo seu rosto ferver, por se sentir tão entregue e exposto à Hoseok. Tão frágil.


ㅡVocê fica fofo quando está todo vermelhinho, Yoon. ㅡ sorria bobamente quase esquecendo de que estava em uma relação sexual, apenas por olhar o rosto rosado do Min. O baixinho parecia um tomate, agora.


ㅡHyung, me foda. Eu quero te sentir. Me desculpe por ter feito você esperar por isso. ㅡ espremia os olhos por falar tão normalmente com o namorado, na situação em que estavam.


Certamente Yoongi se achava "uma puta de luxo".


ㅡ Apenas esquece, Yoonie.


Penetrou a glânde na entrada do outro, sem parar de sorrir. Com uma mão tapou a boca de Yoongi, para evitar gritos e chamar a atenção dos vizinhos.


Um calor gostoso percorria o corpo de ambos. Os gemidos sôfregos de Yoongi foram liberados, estes que eram melodia para Hoseok.


ㅡHobi! ㅡ gemia loucamente quando Jung o penetrou com todo seu tamanho e grossura.


ㅡAcha isso bom?


ㅡMaravi... lhoso!


Uma perna se encontrava no ombro de Hoseok e a outra, jogada sobre a cama. O mesmo começou a masturbar o pequeno membro alheio, para que junto à ele, sentissem prazer. Os olhos repletos de luxúria se encontravam; e logo partiram para um beijo escaldante e necessitado. Os lábios se maltratavam brutalmente e as línguas dançavam e uma incrível valsa, em perfeita sicronia.


O Jung estocava o interior do Min que gritava roucamente quando sentia seu ponto sensível ser atingido por diversas vezes.


O quarto exalava sexo, era um ninho de amor.


Yoongi apertava os lençóis com força e a cama rangia alto com o balanço das estocadas brutas. Enquanto isso, Yoongi chegou em seu ápice, melando o abdômen de Hoseok com seu sêmen.

Respirava ofegantemente, mas não conseguia se recompor, pois Hoseok ainda o penetrava ligeiramente.


YOON!!! ㅡ Hoseok chegou em seu ápice, enchendo o interior de Yoongi com seu líquido quente, que escorreu depois.


Ambos se encaravam atentamente respirando com dificuldades. Hoseok, então, soltou um enorme sorriso e deitou sua cabeça sobre o peito de Yoongi.


Min Yoongi...


ㅡHm…


ㅡSei que não sou o melhor homem do mundo na cama, mas, aceita casar-se comigo, baixinho?


Yoongi não respondeu nada, apenas sorriu, logo em seguida beijando seu namorado intensamente, como só ele sabia fazer. Se abraçaram e Yoongi se pronunciou:


ㅡEstou pronto para mais uma rodada. Aceita?


Hoseok olhou seu relógio e fez último bico. ㅡÉ cedo. Temos muito tempo ainda, amor. Sorriu mais uma vez e voltaram aos agarros de antes.


(...)


Com certeza aquela noite demorou à acabar, pois, o fogo que o casal sentia não iria se apagar assim, tão facilmente.


A promessa que Jung Hoseok fez à si mesmo, foi cumprida.


"O quarto, que antes era gélido, tornou-se quente com o calor dos corpos em extrema veêmencia(...)"


Era a primeira de muitas noites.

Era - e são - as "Carícias de Sope".



FIM.


Notas Finais


Foi isso amores!

Espero que tenham gostado e aguardem para as próximas one shorts ;) okay? Okay!!!

Até, galerinha!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...