1. Spirit Fanfics >
  2. Carousel - Mo Dao Zu Shi >
  3. Sem saída - parte 1

História Carousel - Mo Dao Zu Shi - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura ^^

Capítulo 2 - Sem saída - parte 1


Já fazia exatamente 15 horas desde que Xue Yang havia saído, Xiao Xingchen não aguentava mais ficar acordado, mas tinha prometido que iria esperar seu namorado chegar, então para continuar desperto o mesmo já tinha tomado mais de 4 copos de cafeína, oque não era nem um pouco saudável para alguém como ele que era diagnósticado com ansiedade. 


Olhando para a tela da televisão parecia que a qualquer segundo Xiao teria um ataque de pânico, horas tinham se passado e nenhum sinal de seu namorado aparecer, Xingchen tentava ligar, mas a ligação sempre caía, deixando-o mais nervoso ainda. 


Não suportando mais aquela angústia, Xiao se levanta do sofá e vai em direção à porta, sabia que não podia sair, mas se fosse para ir atrás de seu namorado, obviamente não teria problema, certo? 


O mesmo abriu a porta e foi em direção ao elevador do apartamento, que por sinal estava sendo usado naquele exato momento, depois de alguns minutos a porta do elevador se abre, mostrando que ainda tinha uma pessoa ali, e essa pessoa era o próprio Xue Yang, ele estava totalmente desnorteado, mostrando que tinha bebido, suas roupas além de sujas estavam rasgadas, era como se ele estivesse entrando em uma briga. 


Rapidamente Xingchen vai até o namorado, mas é empurrado pelo mesmo. 


Xue Yang "não preciso de sua ajuda!" Diz encarando Xiao, Xue sempre foi orgulhoso, desde o colegial e por mais chato que aquilo fosse, Xiao não podia fazer nada, pois se fosse recrutar o máximo que iria levar era um soco no rosto. 


Demorou um pouco até Xue Yang chegar na porta do apartamento, mas assim que eles entraram, Xue Yang não falou nada, apenas foi para o quarto, oque era estranho, pois sempre que ele chegava bêbado era mandando Xiao fazer alguma coisa ou apenas pedia para ele fazer companhia para o mesmo, mas parece que naquele dia seria diferente. 


Xiao sabia que algo estava acontecendo e várias perguntas começaram a surgir em sua cabeça o deixando preocupado, entrando no quarto Xue Yang deitou-se na cama, e virando sua cabeça para onde havia uma enorme janela que mostrava uma bela vista da cidade Lanling.


Xue saiu de seus pensamentos ao sentir uma presença a mais no quarto. 


Xue Yang "algum problema?" Ele sabia que seu namorado estava preocupado, mas a última coisa que ele gostaria de fazer era compartilhar sua vida com outra pessoa. 


Xingchen "nenhum, só queria saber se precisa de alguma coisa." Mesmo com sono, Xiao nunca tirava aquele sorriso do rosto, oque era um belo motivo para Xue Yang ainda não ter largado ele na primeira oportunidade que teve. 


Xue Yang "só quero descansar, amanhã nós conversa..." Se acomodado na cama, ele viu Xiao assentir com a cabeça, o mesmo começou a tirar as roupas de seu namorado deixando-o apenas com a parte de baixo.


Xingchen "irei pegar uma roupa limpa para você" Antes de ir para o closet, Xiao foi puxado de volta para cama. 


Tendo seu rosto segurado por Xue Yang, o mesmo só olhava com atenção os movimentos de seu namorado, vendo-o sentar em seu colo logo atacando seus lábios começando assim um beijo. Sem parar o ritmo, Xue Yang começou a tirar a roupa do namorado, deitando-o na cama, o mesmo já estava no meio das pernas do parceiro. 


Com alguns pequenos toques Xingchen já respondia com gemidos baixos, o local onde estava sendo tocado ainda estava bem sensivel devido a noite passada. 


Xingchen "por... por favor... Vá com calma dessa vez..." Dizia enquanto encarava Xue que brincava com seu corpo. 


Xue Yang não falou nada, apenas continuou passando os dedos no local fazendo falsas penetrações, mesmo não querendo assumir ele sabia que Xiao adorava quando era provocado e principalmente quando era fudido até não sentir mais as pernas e Xue Yang não era nem um pouco diferente, pelo contrário, era pior.


Com mais algumas provocações, finalmente Xue Yang pôde enfiar não só um, como três dedos de uma só vez. Estando mais sensível daquela vez, Xiao não conseguia se conter, era doloroso mais não podia esconder que estava adorando aquilo.


A cada instante as penetrações só aumentavam e Xingchen já não estava mais aguentando, queria poder ser preenchido por Xue, precisava dele em seu corpo, ele necessitava... 


Xue Yang vendo as expressões de Xiao o mesmo se aproxima de seu rosto lhe depositando um beijo, ao se separarem ele solta "fala logo, eu sei oque você quer..." 


Xingchen "se sabe porque ainda não fez?" Os olhos de Xiao foram de encontro aos de Xue, o mesmo só sorriu antes de agir. 


A noite parecia ser eterna, tanto Xiao como Xue estavam sincronizados, seus corpos bem encaixado a cada penetração, seus gemidos pareciam soar como uma música sendo tocada em um teatro, tudo naquele momento estava perfeito, Xue Yang cuidava tão bem de Xiao, oque nunca tinha acontecido desde o colegial. 

“A música do teatro havia terminado, e os artistas estavam exaustos, ambos deitados abraçados de conchinha no palco onde ocorreu o espetáculo. E só uma coisa podia ser dita, Xiao havia adorado ter participado daquela peça, e ele queria muito poder apresentar ela novamente, mas nem tudo sai como queremos e Xiao soube disso da pior maneira possível.”

No outro dia Xiao acordou sozinho na cama, não estranhou, aquilo não foi e nunca seria a primeira vez, depois de ter se lavado ele tinha ido para cozinha preparar algo, mas foi interrompido quando a porta foi aberta e viu Xue Yang todo sujo. 


Xiao "Xue Yang... oque aconteceu?" Perguntou logo se aproximando do namorado "e esse cheiro?" 


Devido à um problema de visão, Xiao não enxergava as coisas de longe, e isso explica o fato dele não ter reparado no fato de Xue Yang além de sujo e com um odor horrível, também estava com suas mãos e pernas sujas de sangue. 


Xiao "Xue... o-oque você fez?" Se afastando do namorado, Xiao ia em direção ao quarto, porém Xue Yang o seguia. Seu olhar não era muito agradável e Xiao sabia que ele estava fora de si, mas não podia fazer nada...


Ninguém podia... 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...