História Carry Me Home - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Keanu Reeves
Personagens Keanu Reeves, Personagens Originais
Tags Drama, Keanu Reeves, Originais, Romance
Visualizações 5
Palavras 1.087
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heya mutuals, como estão? Espero que bem!

Como sou uma pessoa que ainda tem tempo para fazer as coisas e não ter que se preocupar com faculdade até Outubro, posso trazer mais conteúdos para o Spirit, e sim, KISS e o Keanu estão no meu auge. Mas agora é a vez do homem mais desejado da terra, é ele sim, Keanu Charles Reeves ou mais conhecido como Neo (Matrix) e o fodão do John Wick. Um romance? Sim, parece ser dqueles bem clichês mas acredite em mim, vou fazer ao máximo que não seja daquelas histórias que a gente enjoa só no primeiro capítulo!

Espero que gostem, pode demorar um pouco de atualizar porque estou fazendo outra também, mas espero que gostem. KISSES da tia @m4riab_ <3

Capítulo 1 - Sweet Home Canada


Fanfic / Fanfiction Carry Me Home - Capítulo 1 - Sweet Home Canada

“Existe algum outro lugar

Que eu possa conquistar?

Há algo mais

Para começar de novo?”

The Killers – Carry Me Home

 

Nos momentos em que a quietude chegava, Keanu gostava de ouvir música e olhar para o imenso e interminável céu, esteja ele azul ou coberto pelas nuvens acinzentadas de chuva, a natureza era uma melhor amiga desde o momento exato em que o mesmo havia chegado ao mundo. Os olhos castanhos apreciavam a vista canadense enquanto o ritmo das batidas embalavam sua alma em uma nostalgia entorpecente, o rapaz que dirigia o táxi estava certamente honrado de ter a presença de um grande homem como Keanu Charles Reeves sentado ao seu lado. Qualquer um ficaria um tanto impressionado e com aquela vontade de gritar de felicidade.

- Chegamos, senhor Reeves – O taxista avisou, estacionando o carro.

Keanu acordou de seus devaneios rapidamente.

- Muito obrigado camarada – Agradeceu com um aperto de mão do motorista e pagou a corrida – Foi muito bom o papo da gente mais cedo!

- Eu que agradeço ao senhor, acompanho seus filmes desde quando me conheço por gente – O rapaz replicou animado – Meus filhos são fãs de Matrix e John Wick.

Reeves deu um riso gostoso, eram dois dos seus melhores trabalhos e era incrível saber que quase a população inteira do mundo amava os filmes, porém, ele não gostava de considerar que o mérito era somente dele, afinal das contas, tinha muito mais gente envolvida na produção e outras coisas que o ajudaram no caminho.

- Os garotos tem bom gosto! – Respondeu pegando as coisas no banco de trás – Agradeço muito pelas pessoas que me ajudaram, eu só fiz meu trabalho como costume.

Os dois tiveram uma conversa empolgante durante um tempo, entretanto, tinham que seguir seus caminhos. As malas estavam postas por cima do mesmo gramado em que ele pisou muito durante a infância, Reeves encarava a pequena e simplória casa que tanto conhecia, as memórias saudosas lhe vieram como uma grande onda e o imergiu no mais profundo oceano da vida. Ao lado, a casa com tons pastéis amarelados e o telhado com um tom mais desgastado de vermelho chamava atenção, os girassóis ainda continuavam no jardim assim como as outras flores brancas justamente como estava previsto, ele sorriu ao relembrar o quanto aquela casa havia marcado sua vida lá atrás. Um suspiro de leveza saiu lentamente de seus lábios avermelhados meio ressecados, pegou as malas sem dificuldade e deu alguns poucos passos até a porta de madeira, deu três toques sem muita força e esperou paciente que alguém atendesse.

Dito e feito, a porta se abriu sem demora, revelando uma bela conhecida moça dos olhos esverdeados e grenhas enegrecidas. O olhar dos dois se cruzaram e mil emoções vieram todas juntas, os corpos se chocaram em um abraço extremamente quente e repleto de saudade.

- Você ama me fazer surpresas não é Charles? – Ela perguntou em um tom animado, apoiada no ombro alto dele.

- Como nos velhos tempos querida, você sabe que posso ser imprevisível uma vez ou outra – Ele respondeu, beijando uma parte da bochecha dela.

Depois de um tempo daquele jeitinho, ambos se desgrudaram e ficaram frente a frente. Keanu analisou-a dos pés à cabeça rapidamente, se impressionou com a mudança da garota com os anos e percebeu o quanto ela ficava mais bonita a cada dia, quem diria que um dia eles quase haviam começado a vida juntos há alguns anos atrás.

- É melhor eu te ajudar com essas coisas, estava tão ansiosa pra te ver novamente – Deu uma pausa e pegou uma das malas do rapaz – Da última vez que nos vimos não foi em um momento muito bom, não é?

Keanu conseguia lembrar perfeitamente do último dia em que seus olhos pousaram sobre a figura daquela garota, era apenas mais um Domingo triste de inverno, ela estava de joelhos entre os túmulos de seus pais, a chuva a molhava dos pés até a cabeça e a lama sujava suas vestimentas. Naquele mesmo dia ele queria a abraçar e nunca mais soltar, sugar toda a dor em seu peito, porém, nada no mundo era como as pessoas queriam que fossem.

- Sendo bem franco, não foi um momento bom para nós dois – Retrucou, adentrando a casa em seguida – Pode deixar as coisas aqui mesmo, depois eu levo para o quarto.

A morena deu uma virada e o olhou por baixo, a expressão dela era risonha.

- Não, não, você acabou de chegar de viagem e deve estar cansado senhor Keanu Charles Reeves – Respondeu – Sua mãe me deixou aos cuidados da casa justamente para te receber!

“Dona Patricia, previsível como sempre”, pensou com ele mesmo, lembrando de sua querida mãe. Queria estar do lado dela agora, mas Patricia precisava de umas férias.

- Tudo bem madame Nina, você que manda! – Se rendeu e seguiu-a.

Ambos deram algumas passadas rápidas pelo corredor da casa e logo chegaram até o quarto do rapaz, estava muito bem arrumado e com um aroma suave de rosas como ele gostava, as lembranças da infância iam se multiplicando mais e mais, sua vida no Canadá depois do abandono do pai se tornou meio complicada, mas em compensação houve vários momentos bons e Nina Bolder foi a que mais o marcou de certa forma, era uma das únicas melhores amigas que ele tinha. Keanu pôs seus pertences encostados na cama e sentou-se em seguida, o conforto do colchão e do ambiente o fez desejar deitar e acordar somente no outro dia se pudesse, se bem que ele estava precisando muito disso. Observou Nina mexendo em algumas coisas no guarda-roupa, a luz do sol que adentrava pelo vidro da janela a deixava mais bonita.

- Sua mãe lhe mandou entregar essas coisas – Avisou e deixou algumas toalhas, sabonetes e cartas arrumadas – Agora eu não vou te atrapalhar mais, ainda tenho que preparar o almoço, trate de aparecer lá em casa mocinho, isso não é um pedido viu e sim uma ordem!

Nina depositou m beijo na face dele e deu um abraço reconfortante, o gesto foi muito bem retribuído como esperado.

- É uma honra ser convidado – Agradeceu – Obrigado querida, irei comparecer sim.

- Assim que se fala, Reeves!

Nina fez um gesto carinhoso e antes de fechar a porta do quarto, deu uma piscada de olho, deixando o rapaz sozinho novamente. Charles pôs as coisas na cama e pegou as cartas da mãe para ler, como previsível, ele só iria relaxar assim que descobrisse com que Patricia estava aprontando dessa vez.


Notas Finais


Patricia é o nome real da preciosa que deu a luz a esse homão da porra, a Nina e os outros que estão por aparecer são originais meus, irei especificar sempre que precisar. Espero que vocês tenham apreciado, obrigada pela chance! <3

Beijos da tia e até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...