1. Spirit Fanfics >
  2. Carry On - Taegi Fic (ESCREVENDO EM 2020) >
  3. Capítulo 4 - Yoongi

História Carry On - Taegi Fic (ESCREVENDO EM 2020) - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Capítulo 4 - Yoongi


Fanfic / Fanfiction Carry On - Taegi Fic (ESCREVENDO EM 2020) - Capítulo 4 - Capítulo 4 - Yoongi


       Saio correndo de casa e quando chego na secretaria para o meu turno diurno, vejo Yeonjun já me olhando com a típica feição de quem vai descontar meu salário.

- Desculpa, sério mesmo. Eu fico até mais tarde hoje, perco a primeira aula de música, sem problemas. - digo, praticamente implorando

- Ok, Yoongi, mas só dessa vez, certo? - diz acalmando seus traços da face - inclusive, um menino estava precisando de você, ele quer saber se ainda pode se transferir para Música. Pedi para ele voltar depois das aulas, ok?

- Muito muito muito obrigada, Yeonjun. Quando as aulas dele terminam?

- Não sei. Fique aqui esperando - diz sem nem se preocupar, enquanto eu entrava em pânico.

  Depois de tal conversa, passei a organizar as transferências em pastas e fiquei em tal atividade durante quatro horas, o que me desgastou muito. Peço pra fazer uma pausa e decido ir até o banheiro.

-Bambam! E agora? Ele não está acordando... O que a gente faz? - escuto uma voz vinda do depósito da escola.

- Sei lá, só vamos deixar ele aí. Se morrer, é lucro - diz rindo, causando uma risada mútua.

 Vejo então duas figuras saindo da sala e certificando que ninguém andava pelo corredor, mas percebe-se que eles verificaram perfeitamente, porque eu estava lá e nem fiz muita questão de procurar um bom esconderijo. Mas, apesar de perceber que os dois que saíram eram ridículos, vou em direção à porta do depósito, mas exito em abrir, pensando que não devia me meter nos assuntos alheios, mas sou surpreendido com com alguns gemidos e sussurros de alguém, numa tentativa de chamada de socorro.

Abro, então, a porta e acendo as luzes, vendo um corpo jogado no chão, com sangue envolvido na região da pelve e da boca, me fazendo perguntar o que aconteceu ali. Seus olhos variavam entre estarem fechados e tentarem abrir, seus cabelos castanhos estavam bagunçados e haviam machucados por todo o seu rosto.

- Ei - tentei chamá-lo, mas sem sucesso

  Fico em dúvida se devo encostá-lo ou chamar alguém, mas percebo que estou apenas enrolando, então pego o garoto nos braços e levo-o até a sala da enfermaria, mas, graças ao ótimo sistema da universidade, não havia nenhuma enfermeira, pois já se passavam das 17 horas.

 Deixo o corpo na maca, mando uma mensagem a Yeonjun dizendo que vou me atrasar e, caso o garoto que quer se transferir para Música apareça, que ele me mande alguma mensagem. Verifico se o menino que está agora deitado em um local um pouco melhor respira e vou em busca de um álcool e algodão, para, ao menos limpá-lo.

  Faço a limpeza nos braços e fico aterrorizado pelo fato de o garoto não ter acordado ainda, então passo para a limpeza facial, fazendo com que este acorde devido à ardência.

- Para, por favor, Bambam! Está doendo muito! O que est- e interrompe sua fala, analisando onde estava e com quem se encontrava

- Oi, tudo bem? Eu te encontrei jogado em um depósito e te trouxe aqui para a enfermaria já que não sabia o que fazer. Tava tentando limpar o sangue... Enfim, está tudo bem? - pergunto

- Ah, está sim, acho. Onde estão minhas coisas?

- Que coisas?

- Mochila, meu caderno amarelo e etc...

- Posso ver, se quiser.

- Eu agradeceria, mas na verdade eu preciso ir até a secretaria, tinha que encontrar alguém lá.

- Eu trabalho na secretaria, as vezes posso mandar mensagem para o Yeonjun para te ajudar. Do que se trata?

- Eu queria mudar de curso, sair do jornalismo e me transferir para Música. Alguém está me esperando, provavelmente.

- Sou eu. - dou uma risada, mas depois percebo a gravidade da situação e fecho o rosto - Vai dar sim para você se transferir, mas vou precisar dos seus dados. Vou pedir pra alguém pegar seu material, não se preocupe sobre isso nem sobre a mudança, eu faço isso amanhã de manhã, você pode chegar e ir direto à secretaria e já te dou seus documentos atualizados, ok?

- Ahm, ok. Você sabe que horas são?

- São... - olho em meu celular - 17h44. Por que?

- Por que preciso ir logo pra casa, antes que fique noite. É muito perigoso andar a pé a noite, principalmente quando sou eu.

- Você vai a pé? Mas nem consegue se levantar...

- Não é como se tivesse ônibus esta hora, então é a minha única opção. Mas tudo bem.

- Eu te levo, ok?

- Quem é você mesmo? - pergunta

- Yoongi. Min Yoongi. Você é?

- Kim Taehyung. Eu agradeceria muitíssimo se você pudesse me levar.

- Claro, levo sim. Você quer passar no hospital antes? Talvez fosse necessário...

- Se você estiver atoa, sim, porque não poderei ir depois, já que meu pai não vai querer me levar.

- Ok. Vou buscar seu material e o carro, fique esperando na secretaria, ok? Vamos, vou te deixar lá - digo, apoiando seu braço em meus ombros e andando calmamente até o local esperado.

 Chegando lá, peço que ele espere e imploro para Yeonjun me emprestar seu carro, já que eu nem tenho um, que acaba cedendo, mas dizendo que se voltar com algum arranhão, ele me mata. Dou uma risada e vou buscar os materiais espalhados de Taehyung.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...