História Carta de suicídio - Suicide letter - Demi Lovato - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato
Personagens Demi Lovato
Tags Álcool, Cortes, Demi, Demi Lovato, Dor, Drogas, Morte, Sangue
Visualizações 174
Palavras 1.387
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Drogas, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, amores.
Antes de tudo, não quero que se sintam ofendidos e não quero que achem que eu quero que ela morra, ok? Sou Lovatic há muito tempo e quem me conhece sabe que amo ela.
Link da música nas notas finais.

Capítulo 1 - Capítulo único: Sober - Sóbria


Fanfic / Fanfiction Carta de suicídio - Suicide letter - Demi Lovato - Capítulo 1 - Capítulo único: Sober - Sóbria

A todos que me odeiam e a todos que me amam, aqui vem minha despedida.

I got no excuses
For all of these goodbyes
Call me when it's over
'Cause I'm dying inside

Wake me up when the shakes are gone
And the cold sweats disappear
Call me when it's over
And myself has reappeared

Estou cansada. Cansada de me despedir, de pedir desculpas, de errar. Escrevo esta carta como um último e definitivo adeus, o documento oficial em que deixo a minha promessa de apenas um último erro, apenas mais um.

Os tremores continuam percorrendo meu corpo, as toxinas no meu sangue me deixam zonza, anestesiada. O banheiro gira, apenas o chão frio consegue me manter acordada.

A caneta passeia pelo papel, escrevendo o que eu pretendo que sejam as minhas últimas palavras, a tinta vermelha formando as letras com dificuldade por causa do suor que escorre em minha mão trêmula.

Vazia, é assim que me sinto. Agora sou apenas uma garrafa vazia. Talvez eu seja a última que bebi, ou a anterior, ou todas juntas. Não sei mais.

I don't know, I don't know, I don't know, I don't know why
I do it every, every, every time
It's only when I'm lonely
Sometimes I just wanna cave
And I don't wanna fight
I try and I try and I try and I try and I try
Just hold me, I'm lonely

Eu não sei porque continuo fazendo isso. Minha família, meus amigos, meus fãs, dinheiro, fama. Eu amo todos que fazem parte do meu dia a dia. Amo profundamente. Tenho tantas coisas e tantas pessoas ao meu lado. Não sei porque não consigo me sentir completa com tudo isso.

Sempre há um espaço em meu ser esperando para ser preenchido. Esperando para voltar para casa. Consigo sentir sua força principalmente quando me sinto solitária. E é quando acabo me rendendo.

Por mais que saiba que devo continuar forte, estou cansada de lutar contra algo que muitas vezes drena toda a minha força, jogando-me no chão antes mesmo de conseguir me levantar.

Eu tentei, tentei, tentei, ainda tento, mas não consigo mais. Preciso de ajuda, preciso que alguém me segure em seus braços e diga que tudo vai ficar bem.

Momma, I'm so sorry, I'm not sober anymore
And daddy, please forgive me for
the drinks spilled on the floor
To the ones who never left me
We've been down this road before
I'm so sorry, I'm not sober anymore

Mamãe, me perdoe, você sabe que não estou mais sóbria. Eu sei que está decepcionada comigo, assim como esteve em todas as outras vezes. E sinto muito por isso, sinto tanto...

Papai, me desculpe pelas bebidas espalhadas pelo chão. Esteja onde estiver, sei que também está desapontado. Não posso jogar toda a culpa em você, mas o senhor também não foi um bom exemplo. Afinal, onde você estava quando eu precisei? E onde você está agora?

Àqueles que nunca que me deixaram, sei que já passamos por isso antes, e mais uma vez estou aqui, pedindo perdão por tudo. Vocês me viram cair e levantar tantas vezes... É uma vergonha eu não conseguir, ou pior, não querer, levantar mais uma vez, mas espero que me entendam e não me odeiem por fazê-los sentir a dor da minha perda.

I'm sorry to my future love
For the man that left my bed
For making love the way I saved for you
inside my head
And I'm sorry for the fans I lost
Who watched me fall again
I wanna be a role model
But I'm only human

Amor futuro, me perdoe pela sua atual impossibilidade de existência. Amor passado, me perdoe por tudo que fiz você passar. Sei que está decepcionado comigo, sei que todos estão.

Aos fãs que perdi, me perdoem por serem obrigados a assistir a minha recaída na televisão, sei que não é isso que vocês gostariam de ver. Eu juro que queria ser melhor, queria ser um bom exemplo, queria inspirar todos a serem a melhor versão de si mesmos. Mas eu sou apenas humana, e errar faz parte do meu ser.

I don't know, I don't know, I don't know, I don't know why
I do it every, every, every time
It's only when I'm lonely
Sometimes I just wanna cave
And I don't wanna fight
I try and I try and I try and I try and I try
Just hold me, I'm lonely

Momma, I'm so sorry I'm not sober anymore
And daddy, please forgive me
for the drinks spilled on the floor
To the ones who never left me
We've been down this road before
I'm so sorry, I'm not sober anymore
I'm not sober anymore

I'm sorry that I'm here again
I promise I'll get help
It wasn't my intention
I'm sorry to myself

Após tantos e tantos pedidos de socorro, eu desisto. Finalmente sei que vou encontrar a paz que desejo, tanto para mim quanto para os que me amam. Sei que disse que pediria ajuda. Eu pedi, amanhã é o dia em que eu iria para a reabilitação. Mas eu não aguento mais.

Não aguento mais tentar, não aguento mais errar, não aguento mais decepcionar a todos, não aguento, não aguento mais. Estou cansada de ficar esperando. Não quero mais ter que ver minha vida passar diante dos meus olhos como se estivesse vendo um filme, e não o vivendo.

Por favor, me deixem desistir, me deixem deixar ir. Se isso não é bom para mim, eu não quero saber. Agora a decisão já está tomada. Me deixem parar de esconder, me deixem parar de tentar. Não quero mais conselhos, nem motivos para continuar vivendo. Não quero mais sofrer.

À vocês deixo minha alma, em cada música há um pedacinho meu. Espero que isso sirva como um lembrete para vocês continuarem fortes, continuarem tentando. Quando sentirem minha falta, escutem a minha voz, saibam que serei imortal a partir do momento em que continuar viva no coração de vocês. Todos, sem exceção, são minha família, sem vocês eu seria menos do que sou hoje.

Eu amo vocês, me perdoem, me perdoem, me perdoem, me perdoem. Nunca foi minha intenção machucá-los.

Esta é a última vez que os decepcionarei.

Eu sinto muito.

Agora as lágrimas molham este papel, a tinta já está falhando, assim como as batidas do meu coração. Esvazio mais uma garrafa, jogando-a longe. Observo-a estilhaçar no chão. Esvazio outra. Minha garganta parece estar em chamas, mas logo esvazio outra.

Ando cambaleante até a pia e pego um vidro de remédios. Engulo todo seu conteúdo, engasgando conforme as pílulas travam em minha garganta e viro outra garrafa para ajudá-las a terminar seu caminho.

Os estilhaços machucam meus pés enquanto vou aos tropeços até a banheira. Jogo-me dentro dela e abro a torneira, deixando a água molhar minha roupa e se misturar ao sangue que escorre dos meus pés, manchando a água de vermelho.

Estico o braço para fora e tateio o chão, pegando um estilhaço grande. Olho para ele e respiro fundo, recebendo a dor como uma velha amiga enquanto abro dois cortes em meus braços.

Agora mal tenho forças para segurar esta caneta. Estou sentindo, está chegando. Meu suspiro final. Meu último adeus.

-

Oi, amores. Gostaria de ressaltar uma coisa. Embora esta one shot seja trágica, não quero que pensem que suicídio é a única resposta, ok? Por mais que tenhamos dificuldades, temos a vida toda pela frente. Não devemos desperdiçá-la. 

Além do mais, sempre haverá alguém que se importa conosco. Temos sempre que cuidar tanto do nosso bem estar quanto dos que amamos e nos amam. 

Há sempre uma outra alternativa, devemos apenas ser fortes e encontrá-la, esteja ela na música, em livros, filmes, amizades, amores ou família. 

Quando o caso é grave, lembrem-se sempre de procurar ajuda, essa dica é principalmente por experiência pessoal. Tive problemas na minha infância que acarretaram problemas psicossomáticos como bulimia e auto mutilação, então posso dizer, com a total certeza de quem já esteve muito perto do suicídio, que essa não é a melhor opção. 

Devemos nos manter fortes em qualquer situação, lembrando que devemos ser os protagonistas da nossa histórias. 

Sua estrela vai brilhar algum dia, você precisa apenas abastece-la com pessoas e sentimentos bons para que ela possa iluminar o caminho à sua frente.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...