1. Spirit Fanfics >
  2. Cartas à Remetente >
  3. Sem título

História Cartas à Remetente - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


e sem imagem.

Capítulo 14 - Sem título


Meu Amor,

Quero te alegrar agora, mas vi uma coisa na sua carta que me deixou pensativa, sabe.

Aliás, tanta coisa me deixou.

No entanto tudo o que não quero é te deixar mais pensativa em coisas aleatórias.

Tá bom meu amor, serei clara.

Não ler um “eu te amo” ou um “meu amor” ou “sua”, me apertou o peito.

E é só nisso que consigo pensar nesse momento enquanto te escrevo. Me desculpe. Não ter você conversando comigo no instagram essa noite tá sendo bem difícil e eu decidi ser o mais transparente possível, você que lute agora.

 

Sabe, podemos estar a milhares de quilômetros de distância da pessoa que amamos e mesmo assim, encontrarmos a maneira ideal e prática de nos sentirmos próximas a ela. Mas, existem atitudes que acabam nos separando delas. Nossas atitudes e palavras falam alto.

Podemos dizer mil coisas, fazer muitas promessas e termos a melhor das intenções – e eu chorei ontem porque tinha certeza que esse “eu te amo” não sairia de você hoje. Quero deixar bem claro que sou humana neném, e te leio, te saco, te conheço - ou pelo  menos acho que sim.

Eu não me subestimo, muito menos meu amor próprio e nem o amor que tanto sinto por ti – e eu choro mais uma vez agora, porque tu somes, e dizes que é para nosso bem, mas não consigo ver como pode ser.

Toda e qualquer distância é um fator gerenciável. Podemos chegar a acordos que funcionam apensar das distâncias – e agora quero puxar sua orelha, porque tenho sido solicita contigo, mas toda vez que você vai decidir algo que nos envolve, você toma essa decisão sozinha. Isso é parceria amor ? – porque não tem diálogo, não tem acordo, e eu fico à mercê do que tu decides, e eu que lute.

Tenho medo agora de ficar sem suas cartas por conta dessa que estou fazendo. Isso sim é ruim. Isso é ruim, não qualquer outra coisa que escrevestes. Tu não és um peso ou algo do tipo, eu amor nosso amor, e tudo o que faço é pensado em nós.

Hoje temos tantas ferramentas para nos comunicarmos, obviamente existem limitações quanto a carícias, esse poder de sentir a respiração ou outro a uma curta distância, um abraço daqueles que reabastece nossas forças e conecta corações, eu sei que é limitado por quilômetros. Mas, querer é poder e, quando existe um norte claro no relacionamento a transitoriedade de uma distância é compreendida, é possível fomentar o amor, e com tanta tecnologia, cultivar o amor de diferentes maneiras.

Tu queres me amar? – Achoo que era essa a pergunta que eu deveria ter feito ontem.

Somos livres para vivermos o que desejamos uma com a outra, mas, sabe, se não tivermos a projeção de nos conectarmos fisicamente no futuro, é triste dizer, mas – temos uma grande chance de nosso amor se dissolver. EU NÃO QUERO ISSO.

Às vezes as decisões que tomamos sem pensar nas consequências acabam prejudicando ambas as partes, somente porque não somos capazes de nos perguntar se isso fortalece ou enfraquece o vínculo que existe entre nós. O vínculo do amor. Isso é uma atitude egoísta e imatura. E eu faço isso também, eu sei que faço.

Não devemos subestimar também a paciência, a empatia, a tolerância ao outro. Nem sempre saberemos se estamos mesmo fazendo o que é melhor pro relacionamento, mas quando apostamos no amor nos apegamos ao que queremos.

Eu mesma falei que o amor que sinto por você te deixa livre, o amor não é restritivo, ao mesmo  tempo que sei que devemos amar a liberdade de escolher, se a escolha em si não te beneficia e muito menos a mim, por que deveria ser feita assim?

Eu te dou meu tudo para que possamos juntas conversar, juntas nos amar, juntas nos resolver, juntas superar o que tiver de ser.

É tenso, porque eu sei e não sou romântica ao ponto de não admitir isso: o amor pode acabar, a paciência por acabar, nossos interesses podem mudar ou nossas prioridades se alterarem, mas, o que não pode acontecer é esquecer-se do outro.

Se fazemos atitudes que separam ao invés de unir, devemos nos perguntar o motivo e a resposta dever ser um guia na tomada de decisão que favoreçaaaa nós, os envolvidos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...