1. Spirit Fanfics >
  2. Cartas Abertas >
  3. Carta Aberta: Para mim

História Cartas Abertas - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Carta Aberta: Para mim


Carta Aberta: 

@juhh0613 


Bem, essa primeira carta é para mim, apenas uma garota que não sabe o que fazer da vida, normal, eu acho. 

uma pequena ( de 1,60 de altura), onde sempre sonha alto, mas nunca tem coragem de começar nada, o medo do fracasso grita muito mais alto que seus sonhos, 

mesmo que tenha uma família 'estável' , amigos, colegas e até uma pessoa que a ama, ela nunca se sente completa, 

não se sente o suficiente,

 não se sente amada,

 não se sente bem vinda. 

ela faz de tudo para fazer os outros bem, se preocupa com o que os outros pensam dela, engole o orgulho para ser aceita, é manipulada por todos, não possui voz.. 

seu coração está apertado, 

sente que está fazendo tudo errado, 

se afoga em seus pensamentos. 

some sem dar motivo, não demonstra interesse, e gosta de estar só. 

se sente esquecida, uma garota que não possui presença, que nunca será importante. 

o melhor que ela faz é fingir que tudo que ela sente não existe, e cria sentimentos vazios. 

ela sabe que não é perfeita, mas sempre procura a perfeição. 

não se olha muito para o espelho, lá ela só vê defeitos, seus olhos ficam marejados e as lágrimas começam a cair.

sempre na calada da noite é onde tudo vem a tona, suas frustrações, seus medos, seus sentimentos, ela nunca esquece, ela só os ignora até explodir e chorar. 

é aplicada nos estudos, possui muita dificuldade, mas orgulhosa como é, não pede ajuda apenas quando é inviável e não ser perguntar e tentar entender, chora e se sente um lixo quando não consegue uma nota boa, antes de aprender já fica desesperada achando que não irá conseguir.

mesmo tendo irmãos e irmãs, não consegue conversar e se abrir, com os pais muito menos, ela tem medo de ser julgada. 

sempre usa as mesmas respostas, que está tudo bem e que não está acontecendo nada de novo. 

o medo de desapontar sua família é enorme, o que a faz se auto cobrar de mais. 

não gosta do seu corpo,

suase estrias, 

sua papada que começou a aumentar por conta da quarentena,

 seu pé, 

seu cabelo que não é liso o suficiente, 

seus braços com muito pelo,

 faz depilação a lazer para tirar o bigode e os pelos das axilas (o que não sumiu totalmente), 

suas olheiras, 

e sua barriguinha de lombriga. 

não se sente bonita o suficiente, 

não se sente bonita o suficiente, 

não se sente uma boa filha, 

não se sente uma boa amiga 

e muito menos uma boa namorada. 

ser a filha mais nova é toda a atenção voltada para si, é a única menos de idade, não sai de casa, se sente solitária e morre de medo de perder as pessoas que ama. 

é o seu último ano na escola que ficou nove anos (isso fica para outra carta), no próximo ano terá que conhecer novas pessoas, e isso a preocupa, será que ela vai conseguir se socializar bem? 

ela se sente abandonada pela sua irmã que por muito tempo cuidou dela, essa irmã não a viu fazer seus doces quinze anos pessoalmente, não lhe dá mais atenção como antes, parece que não se preocupa como antes, principalmente agora com seus filhos, não a julgo. 

a cada dia ela tenta ser melhor, ela tem seus defeitos:

ela é pessimista, 

ela é insegura, 

ela é indecisa,

 ela se preocupa com tudo, 

ela não se importa em quebrar o coração dos outros,

 ela quer ser perfeita,

 ela é medrosa,

ela não tem medo de mentir, 

ela é lerda, 

ela gosta de ser mimada as vezes. 

ela não tem talento, 

não sabe cantar, 

não sabe dançar, 

não sabe desenhar, 

não sabe andar de bicicleta, 

não sabe se maquiar, 

não sabe falar em público, 

não sabe jogar, 

não sabe cozinhar, 

não sabe escrever, 

não sabe costurar, 

não sabe fazer artesanato, 

não sabe fazer nada.  

ela só quer se sentir amada, e por isso demonstra ternura e alegria para tentar receber isso também. 

ela se sente uma imbecil por reclamar disso tudo, afinal, ela tem uma casa, seus pais estão juntos, ela tem alguns amigos, ela tem pessoas que a ama, ela mesmo se matando de estudar, suas notas estão boas, então por que ela se sente tão inútil? 

desde muito tempo ela apenas se chama de boneca de porcelana rachada, ela só grita para não desistirem dela, ela só não quer ter o sentimento de solidão novamente... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...