1. Spirit Fanfics >
  2. Cartas de um alguém - Sakuhina >
  3. 28 de março

História Cartas de um alguém - Sakuhina - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - 28 de março


Fanfic / Fanfiction Cartas de um alguém - Sakuhina - Capítulo 1 - 28 de março

-Ela é tão estranha, mamãe.- pronuncia uma garotinha de cabelos rosa após observar pela primeira vez a nova irmã postiça.

-Os olhos dela me dão medo.- termina se escondendo atrás da mulher alta e dócil que parecia estar ocupada conversando ao telefone.

A garotinha de olhos cor de pérola ouvia a conversa e se mantinha de cabeça baixa, aquela não era a primeira vez que a mesma havia escutado alguém caçoar da sua aparência por causa da cor de seus olhos.

-Ei, você não vai falar nada?.- indaga a Haruno se aproximando e puxando as madeixas curtas  em um tom azulado.

-Você tá chorando?.- continua a observando enquanto puxava ainda mais o cabelo da azulada para que assim pudesse ver o rosto da mesma.

-Sakura!.- repreende a mais velha após desligar o aparelho e perceber o que a filha estava fazendo com a Hyuga.

-Por que ela tá aqui?.-Pergunta a rosada pra mãe, ela não havia gostado nem um pouco daquela garotinha chorona.

-Ela é sua nova irmãzinha.- responde a mais alta acariciando a cabeça da filha que tinha uma das sobrancelhas arqueadas.

-Eu não quero ter uma irmã.- fala mudando completamente seu semblante e humor.

Sakura era filha única e sempre teve o que queria. Mebuki, sua mãe, trabalhava em um orfanato e há alguns meses havia se encantado com a doçura e delicadeza da pequena Hyuga. E até decidir adota-la a mesma não havia se comunicado a respeito com a filha.

-Não seja assim, Sakura.-exclama a mulher olhando pra filha que não gostava nada daquela conversa.

-Eu não quero uma irmã.- repete novamente batendo pé.

-Que tal se apresentar.- sugere a mais velha colocando a mão esquerda na cabeça da perolada que afirmou timidamente.

-Prazer em conhece-lá, sou Hinata Hyuga.- fala direcionando um sorriso amarelo pra rosada que a olhou de cima a baixo desconfiada.

-Sakura.

(...)

Onze anos se passaram desde que Mebuki decidiu adotar Hinata que já não era mais uma criança, mas sim uma adolescente de 16 anos. Era 28 de março, aniversário de Sakura. A mesma havia se tornado uma adolescente incontrolável aos olhos da mãe, o total oposto de Hinata.

Ambas irmãs estudavam na mesma escola e pertenciam a mesma classe. Mas qualquer pessoa que não as conhecessem e a vissem jamais diria que ambas fazem parte do mesmo ciclo familiar, já que uma era quieta demais e passava despercebido enquanto a outra era o centro das atenções em toda escola.

Sakura era boa em várias coisas, como a dança que era um de seus principais méritos por ser líder de torcida por seis anos consecutivos. Ela também era boa em esportes como tênis e natação. 

-Quero que me ajude a escrever uma carta.-Naruto aparece após a Hyuga fechar a porta de seu armário na cor azul. A mesma tinha levado um susto tão grande que deu um pequeno grito.

-Desculpa por chegar assim.- fala coçando a nuca antes de continuar.

-Hoje é aniversário da Sakura, então..

-Quer que eu escreva pra ela?.- indaga franzindo cenho. Aquilo não fazia sentido nenhum.

-Sim e não.- fala olhando nos olhos perolados.

-Quero que me ajude a voltar com ela.- fala observando a mesma revirar os olhos antes de sair andando.

-Ah, qual é, vocês são irmãs. Com certeza conhece ela melhor que eu.

-Eu não vou escrever pra ela.- fala continuando a andar como se o loiro não estivesse do seu lado.

Hinata odiava gente escandalosa, e Naruto tinhas todos os requisitos de uma pessoa assim. Sem contar que era humilhante até pra ela ver o quão ele se rastejava pela flor de cerejeira.

-Espera aí.- fala se pondo na frente da mais baixa.

-Eu pago.

-Eu já disse Naruto, e eu jamais escreveria pra alguém como ela.

-Por favor.- fala se ajoelhando na frente da azulada que ficou desesperada mandando ele se levantar. Se alguém os visse daquela forma acharia que ele estava a pedindo em namoro.

-Eu já vi o que você faz. O Lee me falou das redações que fez pra ele, escrever uma carta deve ser igual.

A mesma respirou fundo sendo vencida pela insistência e desespero do loiro a sua frente.

-Você é um anjo.- fala se levantando e dando um beijo casto na bochecha da mesma que franziu cenho enquanto sentia seu rosto esquentar.

-Se precisar de ajuda com algum cara é só me avisar.- fala ao loiro de olhos safira piscando enquanto se afastava.

‘Eu só posso estar ficando louca’ pensou a azulada olhando o Uzumaki se afastar. Não saber quando dizer um não concreto era um dos maiores defeitos de Hinata. Por onde começaria a escrever essa bendita carta?? 

Com certeza escrever uma carta de amor era uma coisa muito pessoal, e ela se quer conhecia um lado meigo ou agradável da rosada.

Talvez se começasse a prestar mais atenção nela conseguisse fazer ao menos um poema. Pensou enquanto andava pelos extensos corredores agora não tão cheios assim.

Em um movimento rápido a mesma pegou seu celular e começou a digitar. ‘Cartas de amor’. Ela tinha que ao menos ter uma base, certo?. Não, deixaria aquilo pra outra hora. Se contradizeu guardando o aparelho no bolso de sua saia.

-Ei você.- foi tirada de seus pensamentos quando um garoto de cabelos escuros a chamou.

-Sim??.- questionou se virando pra olhá-lo.

Hinata não pode deixar de reconhecê-lo. Aquele era Uchiha Sasuke. Era um atleta em potencial, também era popular e concorria com a mesma todos os anos como aluno mais inteligente da escola. Não poderia deixar de mencionar que o moreno era melhor amigo do loiro impertinente.

-Se conseguir tirar a Sakura do meu pé eu te deixo ganhar esse ano.- fala terminado de colar um dos cartazes que anunciava a nova peça de teatro.

-Eu ganho todos os anos.

O Uchiha sorriu enquanto batia suas mãos uma na outra na intenção de limpa-las.

Comparado ao Naruto ele era muito mais agradável pois era o tipo de pessoa discreta e de poucas palavras.

(...)

-Pode ajudar Sakura a fechar o vestido?.- Mebuki indaga pra filha que assentiu com a cabeça enquanto adentrava a extensa sala onde a rosada se encontrava. 

Ela usava um lindo vestido pêssego feito de cetim. Seu cabelo estava preso em um penteado que deixava seu rosto em destaque.

A Haruno pode ver o reflexo da Hyuuga através do espelho e percebeu que a irmã a encarava enquanto permanecia parada.

-Pode vim fechar o vestido?.- questiona com uma das sobrancelhas arqueadas.

Hinata nada disse, apenas andou até a mais alta e levou suas mãos até a parte de trás do vestido assim o fechando.

Foi a vez de Sakura olhar pra ela. Ela definitivamente não ficaria em sua festa com aquela roupa.

Após a Hyuga terminar o que estava fazendo Sakura andou até uma das araras presentes ali pegando um vestido no mesmo tom dos olhos da mais nova.

-Veste isso.- joga o vestido em cima da perolada que não entendeu muito bem por que teria um vestido como aquele nos figurinos da mesma.

Após isso o pequeno questionamento interno a Hinata começou andar até o banheiro mais próximo.

-Pode se vestir aqui, ninguém vai entrar.- fala voltando sua atenção ao espelho de antes.

E então a perolada começou a se despir. Primeiro retirou seus sapatos e meias, logo em seguida foi pra gravata e blusa social.

Mesmo que sem querer Sakura prestava atenção em cada detalhe do corpo já formado de Hinata. Ela não podia negar que sentia um pouco de inveja. Seus olhos verdes percorriam o espelho acompanhando os movimentos suaves e delicados.

A Hyuga se quer notou tal atitude, e em menos de dois minutos já estava pronta.

-Ficou lindo.

Hinata imediatamente olhou pro reflexo da rosada que a observava. 

‘Ela estava todo esse tempo me olhando?’ .- pensa consigo mesma enquanto Sakura se virava indo em direção a porta.

-Tive que resolver uns problemas com a decoração e..- a mulher de cabelos dourados parou de falar assim que viu a filha.

-Ficou bonito?.- pergunta confusa enquanto olhava pra si mesma no espelho. 

-Parece que foi feito pra você.- responde deixando algumas roupas em uma pequena mesa presente ali.

Hinata sorriu amarelo pra mãe que logo em seguida saiu apressada pra fazer outra coisa. ‘Fazer uma festa grande dava mesmo trabalho’.- pensa pegando seu celular. Sua caixa de entrada estava recheada de e-mails.

Após um longo suspiro a mesma se pôs a sair do cômodo com o celular em mãos, estava decidida a atualizar aquilo ainda hoje.

-Hinata?.- era a voz de ninguém menos que Naruto Uzumaki.

-Me impressiona que ela tenha te convidado.- fala ainda com a atenção voltada ao aparelho, ela se quer precisou olhar pra saber quem era.

-Eu ficaria impressionado se isso não acontecesse.

-Sasuke?.- indaga olhando rapidamente para o dono da voz.

-Achei que fosse o Naruto.- responde meio sem graça.

-Eu não sabia que eram irmãs.- fala mudando sua atenção para as pessoas da festa.

-Bom..- parou de falar e começou a olhar pra onde o moreno de olhos ônix olhava.

-Eu preciso ir.- fala rapidamente enquanto se colocava a andar. 

Deus, só podia ser carma. Hinata jamais poderia ser vista com Sasuke. Se Sakura visse qualquer tipo de interação entre os dois sua vida calma e invisível iria por água a baixo.

Ultimamente ela havia se tornado mais pacífica, mas até onde essa calmaria iria a perolada não sabia.

A mesma só parou de andar quando avistou a irmã no centro do salão dançando valsa com Sasori. 

Ele tinha cabelos vermelhos como o fogo, seus olhos eram escuros e sua pele era branca como leite. Mas a atenção de Hinata não estava nele.


Notas Finais


Não esqueça de comentar o que achou <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...