1. Spirit Fanfics >
  2. Cartas para a Lua ( Taehyung x Bts. ) >
  3. Capítulo: XII

História Cartas para a Lua ( Taehyung x Bts. ) - Capítulo 13


Escrita por: e Nosso_Ggukie


Notas do Autor


Olá meus amores? Como vão? Espero que estejam bem.✨🌻

Cá estou eu com mais um capítulo de Cartas para a Lua após um longo tempo (me desculpe pelo atraso ksksk). E, com um ⚠️ alerta ⚠️ super importante nas notas finais, leia-os pois vocês irão gostar!

É isso, o capítulo não foi revisado e pode conter alguns erros e caso tenha, já os peço desculpas, de qualquer forma, tenham uma boa leitura.

Capítulo 13 - Capítulo: XII


Fanfic / Fanfiction Cartas para a Lua ( Taehyung x Bts. ) - Capítulo 13 - Capítulo: XII

O acolhimento era aconchegante enquanto a matriarca emanava preocupação em meio a seu aroma de torta de maçã, porém, ainda sim o aperto era forte e quase lhe tirava o ar.


- Kim Taehyung, aonde que você estava com a cabeça? - E lá viriam os sermões quando está se afastou, analisando-lhe o corpo por inteiro e levando a mão a boca ao notar sua perna imobilizada. - Você.. - Ela disse assustada, porém não demorou para que alguns tapas fossem depositados por seu corpo robusto.


- Mãe! Está machucando. - Manhou Taehyung se encolhendo diante dos leves tapas repreendedor, suspirando ao ser acolhido novamente pelos braços de sua mãe


- Não me assuste assim de novo filhote, eu quase tive um ataque ao pensar o pior. - Disse a Sr Kim chorosa, onde era visível tamanho alívio de seu lobo.


Sequer notando que junto de seu filhote haviam mais seis alfas, ambos sorridentes enquanto admiravam a cena repleta de ternura.


Porém, por mais que a matriarca estivesse imersa em preocupação com seu filhote, obviamente os bons aromas másculos não passaram despercebidos de seu olfato bem apurado, que havia capturado a mistura de novas fragrâncias.


Confusa, logo ficou.


Afinal, Taehyung nunca foi uma pessoa de muitos amigos, para falar a verdade, este nunca havia levado nenhum a sua casa.


Bom, até o momento.


Afastando-se de seu filhote em confusão, seu olhar correu por aqueles seis alfas de estaturas distintas postos as costas de Taehyung, ambos belos, robustos e tão bem moldados, que mais aparentavam com obras de artes, ou esculturas de época grega.


Divinos, era como pensava.


Porém eram alfas, seis alfas que vieram acompanhar seu filhote ômega.


A desconfiança em relação aos rapazes então lhe atingiu, e seu lobo a indicou que devesse proteger seu filhote.


E certamente, era o que faria


- Bom, desculpe-me mas, quem são vocês? O que fazem aqui? - Indagou a Sra Kim com rapidez, estreitando os olhos em direção a ambos buscando ser intimidadora.


O que deu certo já que ambos dos seis alfas arrepiaram-se da cabeça aos pés com seu olhar.


- N-Nós somos os amigos de seu filho senhora, viemos o acompanhar para que tal não corresse perigo em vir sozinho - Soltou Jungkook claramente nervoso, gaguejando brevemente diante do olhar afiado da matriarca.


Sentindo suas bochechas esquentarem a cada análise silenciosa que a ômega lhe dava.


- M-mãe, não seja assim, são meus amigos. - Disse Taehyung mesmo envergonhado com a atitude da mais velha, enlaçando o braço de sua mãe em busca de apoio. - Eles me ajudaram a todo o momento desde o ocorrido...-


- Sinto cheiro de alfa macho que busca tirar a pureza de meu filhote. - Disse Ji Won, mãe de Taehyung de modo repentino, causando ao engasgo de Namjoon.


Suspeitou novamente a senhora Kim, estreitando seus olhos em direção ao rapaz ainda mais envergonhado que o mais novo alfa, que escondia-se de modo pouco perceptível as costas de Seokjin, enquanto tal segurava sua risada.


- Tudo bem... Entrem, irei lhes recompensar por cuidar de meu filhote - Cedeu a Kim atualmente com seu sorriso acolhedor posto nos lábios formosos, dando-lhes passagem para entrar em sua casa, porém os parou, quando Yoongi estava preste a entrar. - Mas lembre-se, encostem em meu filhote e eu lhes corto o amiguinho. - Ela os lembrou antes de lhes dar as costas, rumando diretamente a cozinha enquanto tais alfas engoliam seco, temeros.


- Me desculpe por ela, minha mãe as vezes exagera... - Castro era o tom de Taehyung ao que este sorria, escutando o cantarolar de sua mãe ecoar pela casa. - Venham, sintam-se a vontade e por favor... Adoraria que me ajudassem a entrar também. - Disse o ômega em meio a um riso soprado, pouco sem graça e baixo, apaixonante na visão dos alfas.


Estes que sem prestejar, lhe enlaçaram o corpo robusto e lhe guiaram a sala, onde todos se sentaram.


Pouco silencioso era como se encontrava o ambiente atual, um silenciar gostoso onde somente os sons das panelas e cantarolares de Ji Won eram audíveis, baixo, vindo da cozinha.


Os olhos curiosos dos rapazes alfas vagavam por todo o cômodo simples e totalmente distinto de suas realidades, desde as paredes em tons pastéis cobertas por fotografias, a enfeites de decoração.


Tudo bem organizado, arrumado e humilde em suas concepções, mas que não deixava de se tornar charmoso.


- Primeiramente... Obrigada por todos os seus atos gentis. - Se pronunciou Taehyung tímido, baixo, buscando quebrar aquele silêncio reconfortante para ditar seus devidos agradecimentos. - E-eu irei os recompensar futuramente, lhes prometo! - Prontamente soltou, levemente desesperado ao querer lhes retribuir o ato igualmente com gentileza


Mesmo que não soubesse como...


- Não se preocupe meu doce. - Suspirou Tae ao escutar a voz suave de Hoseok se pronunciar pela primeira vez durante um grande período de tempo, deixando escapar um belo sorriso radiante de seus próprios lábios. - O importante é que já estás bem e em segurança, agora somente cuidaremos dessa leve lesão. -


- Cuidaremos? - Indagou o ômega confuso, levando o olhar a sua perna enquanto tombava a cabeça, referindo-se ao plural.


Eles desejavam... Cuidar de si?


- Sim, todos nós viremos a sua casa cuidar de você! - Jimin foi quem se pronunciou desta vez, empolgado como uma criança


Adorável


- O visitaremos sempre que pudermos e traremos remédios, assim como aos conteúdos perdidos caso decida faltar. - Disse Namjoon com sua calma típica calma e suavidade enquanto se aproximava de mim, acariciando minha cabeleira com carinho enquanto recebia acenares positivo de Yoongi.


- Eu ficarei responsável por sua comida! - Seokjin disse sorridente, cruzando suas pernas.


E assim corria as falas de ambos dos alfas agitados, tais que decidiam entre si como os dias seriam a partir dali.


Repleto de preocupação e carinho.


Tais sentimentos vindo de outros que nunca lhe enlaçaram de forma tão especial, aquecendo seu coração inocente.


A Dama lua fez um trabalho tão incrível em adoçar sua vida desta forma.


De modo que sempre sonhou


Quer dizer... Talvez tenha sido um pouco melhor do que sonhou.


- Meninos, venham comer! Todos vocês sem exceções, devem estar morrendo de fome. - Disse a Senhora Kim audívelmente da cozinha, arrumando a mesa para que todos pudessem almoçar.


Seu filhote precisava se alimentar bastante para curar-se mais rápido, está pensava.


E... Por mais que não conhecesse bem os alfas, deveria os agradecer de alguma forma por ter cuidado de seu filhote então, por que não com uma bela carne assada?


Sentindo ao bom cheiro de almoço com seus olfatos bem apurados, os alfas se levantaram calmamente, ajudando ao ômega machucado e caminhando juntos até a cozinha, onde lavaram as mãos na pia e se sentaram sobre a mesa.


Pouco espremidos para que todos pudessem caber.


Senhora Kim, ainda desconfiada os servia, mas decidiu que não lhes pressionaria ou algo do gênero.


Apenas lhes envolveu com conversas confortáveis, engraçadas, e indagou como havia acontecido tal acidente aos rapazes que sem prestejar contaram toda a história.


Causando indignação, além de muita preocupação na ômega.


- Aquele burro velho do Diretor ainda não fez nada a aquele pestinha? Depois de tantas vezes ir aquela secretaria atrás de respostas. - Disse a ômega em irritação, bebendo um pouco do suco que havias feito para que pudesse se acalmar. - Desculpe não lhe mudar de escola filhote.. está é a que possue melhor ensino na região. - Lamentou a mulher, levando sua mão livre ao rosto do filhote, o acariciando com carinho


- Mãe... É claro que o Diretor não faria e nem fará nada... Ele é o pai de Mark.. - Disse Taehyung pouco amuado enquanto cortava seu alimento, arrancando olhares surpresos e assustados dos alfas. - E não se preocupe.. este é meu último ano, eu conseguirei aturar-lo por mais um tempo... -


- O Mark é? Mesmo? - Indagou Yoongi franzindo seu cenho, deixando os talheres sobre o prato.


De fato não esperava por está.


- Por que acha que ele é tão popular? - Indagou o ômega em um fraco riso soprado, desanimado. - Ele é o caçula intocável do diretor, sem contar que tem uma condição financeira incrível. -


- Entendo.. - Disse Yoongi em concordância, reflexivo enquanto voltava a comer.


- Uma coisa que me deixa curioso é, por que ele implica tanto contigo? - Indagou Namjoon. - Digo, no pouco tempo em que chegamos pudemos notar facilmente isso. -


- Eu não sei ao certo... Apenas sei que isto acontece desde o nosso jardim de infância - Lhe respondeu o ômega de modo suave, dando de ombros enquanto terminava de comer. - Ele apenas se aproxima de quem o convém e destrata aqueles que não são de seu agrado. - continuou a dizer em meio a suspiros, deixando os talheres sobre seu prato vazio. - Mas, por mais que ele seja deste modo, ainda acho que tal não é uma má pessoa... - Concluiu por fim, causando ao silêncio de todos a mesa


Taehyung era tão... Bom...


Ao fim do almoço, todos recolheram seus pratos e os levaram a pia para que Seokjin, que se dispôs, pudesse os lavar junto de Taehyung.


Novamenteentão o silêncio se fez presente ao que este ficaste só, com o mais velho alfa que lavavas a louça e as lhe dava para que pudesse secar.


- Tae'ah, me desculpe. - Disse Seokjin de modo repentino, mantendo seu olhar preso ao prato que lavava. - Nos desculpe..-


- Por que diz isso? - Indagou o ômega confuso, voltando seu olhar ao belo rapaz


Seu perfil era tão lindo, atraente...


Até mesmo aparentava ser um príncipe vindo de um lugar distante.


- Por não impedir... Por chegar tarde... Por essas implicâncias que vem acontecendo desde sua infância... Deveríamos ter vindo antes para lhe proteger. - Dizia Seokjin reflexivo, deixando o prato de lado para que pudesse virar de frente a Taehyung o observando com admiração.


E ficaram assim durante algum tempo, em silêncio.


Foste então, que um ato de coragem enlaçou ao ômega admirado, que levou sua mão a face macia do outro, acariciando-a com lentidão, carinho.


A pele tão perfeita era como veludo, o olhar profundo e brilhante lhe lembrava as constelações e os lábios formosos o atraía... Tal pensou enquanto aproximava sua face contra a de Jinnie, e quanto seus lábios iriam se juntar, seu olfato apurado capturou o aroma do alfa da casa.


Seu pai havia chego, e emanava preocupação em seu aroma de canela.


E bastou esse pensamento virado ao seu pai, para que se tocasse... Da besteira que estava para fazer.


Estava prestes beijar pela primeira vez o mais velho alfa...


Sentindo suas bochechas se tornarem fortemente rubras, Taehyung encolheu-se e se afastou de Jin rapidamente, voltando de modo atrapalhado a sala ao mesmo tempo em que seu pai adentra a residência.


A cabeleira mantinha-se para o alto e suas roupas sociais pouco amassadas, a respiração era descompassada e seu olhar arregalado fixos no corpo pequeno de seu filhote.


Indicando o desespero de tal para chegar em casa.


Sequer notando outros alfas em seu território, o patriarca deixou suas coisas na porta e correu até seu filhote apressadamente, o acolhendo em seus braços fortes enquanto buscava lhe passar segurança


Buscando o proteger do mundo


- Eu vim o mais rápido que pude, me desculpe pelo atraso guri.. - Disse o alfa enquanto fungava a cabeleira de seu filho que o agarrava pela camisa social.


Seu tesouro mais precioso


- Contanto que me desculpe por lhe atrapalhar no trabalho. - Taehyung rebateu bicudinho, manhoso ao pai que riu de sua fala.


Os alfas se derreteram com o manhar de Taehyung, desejando estar no lugar do pai deste.


- Feito. - Ele sorriu, enfim se afastando para que pudesse lhe analisar melhor, notando ao pé imobilizado. - Não irá demorar para melhorar filhote, ao menos eu acho que não... - Ele disse pensativo, pouco mais calmo mas ainda sim mal com a situação de seu filhote.


Porém, aliviado por seu pirralho está bem.


Bom.. quase bem.


Erguendo sua face novamente o alfa notou as diversas presenças postas em seu território, seis alfas estavam em sua casa, e só havia notado naquele instante.


Seu lobo entrou em alerta e, em um instinto protetor o Sr. Kim rosnou alto, se pondo a frente do filho e ômega para os defender.


Mas se arrependeu amargamente ao levar seu olhar aos intrusos, e notar para quem havias rosnado...


- V-vocês?! -


Notas Finais


Então meus amores, o ⚠️ alerta ⚠️ importante é:

Eu e a outra escritora dessa história, @Nosso_Ggukie (na qual chamo de Nay) estamos com um projeto inicial para escritores pequen(e)s e gentis, no Wattsapp. Eu e a Nay estamos o planejando durante a um bom tempo porém, só agora decidimos o levar para frente.

A principal idéia é recolher o máximo de escritores pequenos e gentis espalhados por toda a plataforma e, o intuito de tal projeto é ajudarmos uns aos outros a crescer na plataforma com idéias, dicas, sugestões e etc. Também facilitando as parcerias e futuros projetos conjuntos que poderemos desenvolver juntos.

Caso estejam interessados, sintam-se a vontade para mandar mensagens privadas a mim ou a outra autora, não precisam ter medo sim? Somos muito legais, lhes garanto que iremos os responder✨🌻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...