1. Spirit Fanfics >
  2. Cartas Para Alguém >
  3. Capítulo 3

História Cartas Para Alguém - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii gente, boa leitura nós vemos nas notas finais

Capítulo 3 - Capítulo 3


Lucy.Pov

Hoje seria mais um dia em que eu visitaria Lauren na prisão, apesar de estar um pouco acostumuda com isso doía todas ás vezes. Eu e Lauren somos casadas a 5 anos, completa seis nesse ano perto do aniversário do nosso pequeno Lucca, Lauren e eu nos conhecemos desde o colegial, sempre moramos na Califórnia e todos conheciam a gente por nosso bairro, é uma das coisas que mais me deixaram intrigadas quando Lauren foi acusada daquele crime horrível e mesmo assim todas as pessoas que nos conheciam a acusaram e nos viraram as costas, pessoas que foram nossos amigos muito próximos desde a época do colegial, como Harry e Louis que eram nosso casal de amigos, sempre saíamos juntos e até a própria Camila que é madrinnha de nosso filho, desde o dia do ocorrido nenhuma dessas pessoas que diziam ser meus amigos falaram comigo, nem mesmo parte da minha família, a única que "sobrou" foi Camila, mas eu sentia que ela falava mais por obrigação do que por talvez um mínimo de empatia que poderia existir por ser madrinha de Lucca. Eu me lembro perfeitamente daquele dias e flashes dele me atormentam todos os dias.

Flasback on: 

Estavámos eu Lucca e Lauren deitados no sofá em mais uma sexta de filmes assistindo procurando o Nemo quando a campanhia tocou.

Deixa que eu atendo amor. Lauren falou se levantando deixando um rápido selinho em meus lábios.

Enquanto Lauren estava na porta eu consseguia escutar a conversa.

"Senhorita Lauren Jauregui Vives Morgado?"

"Sim, sou eu, algum problema?"

"Você está presa pelo assassinato da menina Ashley, pode virar de costas para mim algema-lá por favor?"

Na hora eu levantei do sofá e fui correndo até a porta em estado de choque. 

"Mas como assim presa?" Lauren tentava relutar em vão.

"Nós achamos os restos mortais da menina em seu quintal senhorita Vives"

"Mas não fui eu, eu nunca faria isso" Dessa vez ela relutava de entrar na viatura enquanto os policias a empurravam. 

"A senhorita tem o direito de permanecer calada e pode já começar a arrumar um advogado".

Eles a colocaram na viatura e a levaram. Na mesma hora eu fui correndo para dentro de casa peguei Lucca em meu colo e atravessei o jardim até a casa de Camila. 

"Camila você pode olhar Lucca por favor?"

"Claro que posso Lucy, mas o que houve?" Camila perguntou já pegando Lucca em seu colo e o colocando para dentro de sua casa.

"Olha, depois eu te conto, agora preciso ir"

Falei e me despedi de Camila e Lucca rapidamente correndo em direção ao meu carro para ir até a delegacia.

Eu devo ter tomado umas 15 multas no caminho até lá, mas não estava nem ligando, apenas queria ver Lauren e entender como isso tudo aconteceu.

Chegando lá eu vi Lauren algemada em uma barra de ferro presa na parede. 

"Meu amor". Falei indo até ela e deixando um beijo em seus lábios.

"Amor, eu não consigo entender o que estava acontecendo, eu não fiz isso, você acredita em mim né?"

"É óbvio que eu acredito em você meu amor, nós vamos provar que você é inocente nisso tudo"

Flashback off:

Depois desse dia Lauren não voltou mais para casa, ela foi direto para o presídio e lá é só onde eu vejo ela até hoje, eu tentei de todas as formas conseguir um advogado para defender Lauren mas não conseguia, todos os advogados falavam as mesmas coisas, que as acusações contra Lauren eram sim inconsistentes, mas que o governo da Califórnia queria apenas encerrar o caso para poder parar de serem pressionados pela mídia, pelos moradores e pelo governo federal. 

Mas eu nunca desisti de provar que Lauren era inocente, sempre reuni todas as provas que conseguia para no dia em que conseguisse um advogado, tivesse ao menos uma chance de vencer o processo.

Falando em advogado era oque eu estava fazendo agora, indo até minha última esperança, Wesley Tucker, Wes era o amigo mais próximo de mim e Lauren na época do Colegial, e ele saiu da Califórnia para fazer direito e estava de volta com um novo escritório de advocacia, e era lá que eu me encontrava no momento.

Parei o carro enfrente e respirei fundo já me preparando para uma resposta negativa, mas nunca iria desistir da minha Lauren. Peguei a pasta que eu sempre guardava as provas sobre Lauren ser inocente e sai do carro em direção ao prédio.

"Tucker, advocacy", uma grande placa amadeirada alertava na fachada do prédio, adentrei e tinha um elevador que provavelmente levaria até a sala de espera para falar com Wes. Depois de alguns minutos no elevador parei em uma sala que com certeza era a sala de espera, havia dois grandes bancos nas extremidades da sala e no centro uma pequena ilha em que havia uma mulher sentada que provavelmente seria a secretaria de Wes.

"Tem horário Marcado senhorita?" Perguntou com um ar que eu senti uma leve arrogância no fundo 

"Não, na verdade eu conheço o Senhor Tucker, tenho certeza que ele vai querer falar comigo"

"Bom conhecer todos os conhecem né, se a senhora não tem um horário marcado peço que por favor se retire senhora".

Quando eu ia reponder-la o telefone que ficava em sua mesa tocou.

"Senhor Tucker?, sim está tudo bem por aqui apenas uma mulher que insiste em falar com o senhor, mas eu já vou garantir que ela se retire, não precisa se preocupar".

"O senhor Tucker está perguntando, seu nome"

"Me chamo Lucy, Lucy Vives"

"Ele falou que a senhora pode entrar" Falou com todo ar de desgosto enquanto eu comemorava internamente mas não podia transparecer então apenas respondi um obrigada carregado de deboche e a vi revirando os olhos enquanto eu entrava na sala. 

"Lucy! Quanto tempo!" Wes exclamou enquanto eu fechava as portas da sala.

"Realmente muito tempo desde que nos vimos pela última vez Wes.

"Eu posso ajuda-lá em algo?"

"Pode, olha Wes eu não vou enrolar, estou aqui por Lauren eu preciso provar que ela é inocente Wes"

"Ah Lucy, você sabe o caso foi encerrado"

"Wes, eu mais que sei disso, as provas contra ela são tão inconsistentes, nenhum advogado quer entrar na causa"

"Eu sei Lucy, mas não sei se posso fazer grandes coisas".

"Olhe, tente por favor, em nome de toda nossa amizade e os momentos bons que nós passamos no colegial"

"Se não for para tentar por mim e por ela, tente por Lucca, ele é tão apegado a Lauren e nem consegue entender o porque de ninguém querer ajudar a mãe dele, sem contar as crianças da escola dele que vivem caçoando dele por isso"

"Em nome de toda nossa amizade, todo carinho que eu tenho por você Lauren e Lucca, eu juro que eu vou tentar"

"Wes, muito obrigada, muito obrigada mesmo" Falei com lágrimas caindo em meu rosto, pela primeira vez em dois anos eu sentia um pouco de esperança.

"Mas você tem alguma prova a favor de Lauren lucy? Isso é bem importante já que é um caso bem complicado, precisa de bastante provas a favor para termos chance".

"Eu tenho, olha" entreguei o envelope que estava em meu colo para ele. " Eu juntei isso nesse tempo"

"Realmente há coisas boas aqui, prometo que eu darei uma olhada mais minuciosa nisso tudo"

"Mais uma vez, muito obrigada Wes, você não tem ideia do quanto isso me deixa esperançosa" 

"Apesar de ter ficado alguns anos sem contato com você, você sempre será como minha irmã mais nova Lucy, nunca se esqueça" Falou me abraçando.

Depois desse acontecimento maravilhoso eu fui até meu carro e fui direto ao presídio senão me atrasaria para buscar Lucca mais tarde na escola. 

Chegando lá foi a coisa de sempre, a revista, o detector de metais, mas hoje eu estava tão aréa e feliz com uma possível possibilidade que nem estava ligando, apenas queria ver Lauren e abraçar ela e contar a novidade. 

Finalmente depois de todos os procedimentos eu fui dirigida até a sala de visitas onde pelo vidro já conseguia enxergar meu amor sentada na cadeira de metal que ficava dentro da mesma.

Entrei na sala e a abracei, como eu sentia falta desse abraço, do seu calor, todos os dias que eu acordava e quando ia dormir.

"Eu não estava mais aguentando de saudades de você meu amor" Lauren falou quando nos afastamos do abraço.

"Eu também não meu bem" Falei sentando na cadeira que ficava na mesa enquanto Lauren se sentou na minha frente.

"Estou sentindo você mais radiante hoje amor? aconteceu algo de bom?" Era incrível como mesmo eu sem dizer nada Lauren conseguia me ler como se fosse um livro aberto e descobrir oque eu tentava de forma falha esconder.

"Eu tenho boas notícia amor"Falei e Lauren segurou em minha mão e no fundo de seus olhos eu consegui enxergar esperança, era bom ver ela assim

"Não faz suspense amor, você sabe que eu sou curiosa"

"Lembra do Wes? Bom hoje eu fiquei sabendo que ele tinha voltado a Califórnia e que tinha um escritório no centro, eu fui até lá e conversei com ele, ele falou que vai tentar ajudar"

"Isso é bom amor" Lauren falou mas eu não senti nenhum pouco de entusiamo em sua voz

"Oque foi amor?"

"Ai vida, não gosto de pensar nas pessoas que viraram as costas pra mim quando eu mais precisava" Falou desviando o olhar, tenho certeza que ela não queria ver que seus olhos estavam se enchendo de água provavelmente lembrando dos momentos que ela eu e Wes passamos no colegial.

"Ei meu amor" Apertei mais um pouco sua mão"Mas dessa vez eu tô com uma sensação boa, eu olhei nos fundos dos olhos de Wes e enxerguei o antigo o Wes, oque sempre salvava a gente de encrenca e sempre tava com a gente pra tudo que vinha pela frente, confia em mim amor, eu sinto um pressentimento bom dessa vez"

"Eu confio amor" Falou secando uma lágrima que caiu e se aproximando de mim para me dá um beijo. "Eu só tenho medo de ser igual as outras vezes"

"Dessa vez eu prometo que vai ser diferente"Falei fazendo um carinho em sua mão.

"Estou morrendo de saudade de Lucca, da pra trazer ele aqui semana que vem amor?"

"Eu trago amor, aposto que ele vai ficar super feliz em te ver"

Eu e Lauren conversamos mais um pouco, mas eu já estava atrasada para buscar Lucca na escola então fiquei por mais pouco tempo só e sai

Dentro do carro eu ia o caminho sorrindo o caminho até a escola de Lucca, sentia que talvez as coisas estejam entrando nos trilhos


Notas Finais


Até o próximo e preparem os coletes


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...