1. Spirit Fanfics >
  2. Cartas para Min Yoongi (Em Correção) >
  3. Uma Decisão e Um Dia de Cio

História Cartas para Min Yoongi (Em Correção) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo doze, hein?
Sinceramente eu não sei o que deu na cabeça da Laura de dois anos atrás em ter a coragemde postar um lemon de apenas cinco parágrafos, mas eu espero que gostem!
Boa leitura! ( ˘ ³˘)♥

Capítulo 12 - Uma Decisão e Um Dia de Cio


As tripas do beta pareciam querer saltar para fora, o suor já escorria em abundância por seu corpo todo, nunca tinha sentido uma dor tão forte assim, queria saber de onde aquilo vinha. Entre suas pernas uma ereção estava se formando rapidamente, fazendo suas roupas se melarem com o pré-gozo, Taehyung também sentia a parte traseira de seu corpo molhada, pela lubrificação natural que escorria de seu orifício. Essa característica pertencia a ômegas, então como ele, um beta, estava tendo aqueles sintomas? Aquilo estava lhe assustando muito.

— Ah!

Gemeu baixinho me encolhendo mais, seu ventre havia dado uma fisgada forte. Sabia bem que não conseguia ficar em pé, mas não queria que o Jungkook o tocasse, ainda mais naquele estado. Tinha medo de descontrolar os lobos dos alfas e causar transtornos. Só queria sumir e pedir a Jimin algum tranquilizador que o fizesse apagar até o fim do período de cio.

— Taehyung! — ouviu a voz do mais novo dos irmãos e sentiu o mesmo o pegando no colo, queria correr e se esconder, ainda tinha medo daquele toque. Encontrou os olhos de Jungkook que estavam ardendo em vermelho e se encolheu contra o peito do mesmo, apenas sentindo ele se mexer rumo a algum lugar. — Calma, eu não vou fazer nada. Eu prometo.

Falou baixo e o sentou no sofá, segurando cuidadosamente para que não se desequilibrasse. Segundos depois, Yoongi, Namjoon e Seokjin estavam na sala. Sentia os cheiros de todos, aquilo estava o enjoando demais.

— É melhor me levarem embora, eu vou ficar bem quando o Jimin me der um comprimido — falou com o resto de força que tinha.

— Só por cima do meu cadáver — o único outro ômega presente correu até o mais novo, abraçando-o por seus ombros, sabia que sentir a presença de alguém "da mesma classe" ajudava a se acalmar. — O melhor a fazer é te deixar aqui, se você sair pra fora outros alfas vão farejar seu cheiro, e sabe lá o que pode acontecer se alguns deles não tiverem controle sobre o próprio lobo.

Taehyung tentou se soltar do abraço. Não era para ser daquela forma, não queria obrigar Yoongi a fazer algo, mas logo seu lobo estaria no controle e não teria mais como controlar aquilo, em pouco tempo estaria se contorcendo e pedindo por alívio do alfa lúpus. Como poderia fazer aquilo?

— Taehyung você não é doido de sair daqui — Jungkook falou por trás do irmão que tratava de o manter longe do beta. Respirou fundo mordendo forte seus lábios e sentiu outra pessoa lhe pegar no colo. Yoongi. O cheiro forte de madeira e menta lhe fazendo ficar mole e a dor diminuir. Por puro instinto abraçou o pescoço branco do escritor e cheirou a região, sentindo-se confortável ali.

Seokjin e Namjoon trocaram um sorriso pequeno e discreto.

— Vai para o dormitório do Hoseok e pede pro Jimin o comprimido dele, por favor — pediu ao irmão mais novo. — Eu vou ficar com ele até você voltar, meu cheiro parece diminuir os sintomas nele.

— Um comprimido não vai funcionar, além de que vai causar traumas nele. — Namjoon interviu, aproximando-se um pouco para sentir o cheiro e observar o corpo pequeno. — É o primeiro cio dele, dar um remédio assim pode matá-lo.

Todos trocaram um pequeno olhar e respiraram fundo, estavam ficando sem uma saída.

— Por que arriscar a vida dele quando tudo que o lobo dele precisa está logo aqui? — Jungkook perguntou sério.

— Você não vai tocar nele de novo. — Yoongi retrucou de imediato, rosnando baixo.

— Não estou falando de mim, idiota. Eu falo de você. — engoliu seco, desviando os olhos do irmão e do Kim, não conseguiria falar aquelas palavras olhando para ele. — Ele é apaixonado por você faz anos, acha que o lobo dele vai chamar por quem? Você precisa ajudar ele. É o único que ele vai aceitar.

Yoongi olhou para o nada e fez uma careta. Para ele aquilo com alguém que mal havia se relacionado direito era uma idéia absurda. Se ao menos Taehyung tivesse força para dizer que sentia o mesmo.

— Isso é impossível — falou baixo. — Mal nos conhecemos!

— Yoongi — gemeu baixinho, esfregando sua cabeça contra o pescoço branco. Por dentro queria se enfiar num buraco o mais rápido que pudesse.

— Ainda acha que é impossível?

Yoon não respondeu, pensativo. Desviou seus olhos para Namjoon e Jin que apenas deram de ombros. Fechou seus olhos e apertou o corpo menor em seus braços, assentindo leve.

— Certo. Faça o que é necessário, eu vou estar em algum lugar da cidade até isso acabar. — falou indo até a porta, mas foi segurado por Seokjin. — Hyung?

— Você vem conosco — sorriu leve, o puxando para fora junto com seu alfa. — Boa sorte a vocês dois!

Assim que eles saíram, o lobo tomou controle por completo das mãos do Kim, passando sua mão para dentro da blusa e acariciando o peito quente do alfa.

— Agora que estamos sozinhos você vai direto ao que interessa? — pergunta sorrindo, seus olhos violeta estão fixos ao alfa, mas uma briga interna acontece e Taehyung pega de volta o controle, tirando as mãos do alfa imediatamente. — Desculpa.

— Respira fundo. Se você se concentrar no momento vai ter o controle de tudo. — coloco o menor no chão, segurando sua cintura. — Confia em mim?

— Você sabe que sim — levou uma das mãos para bochecha branca, acariciando. — Ir tão rápido não vai te deixar desconfortável?

— Sinceramente eu queria pelo menos te chamar para um encontro antes disso, mas eu não me importo de fazer as coisas em uma ordem diferente.

Yoongi aproximou seu rosto devagar, selando os lábios do beta com carinho. Ficou abraçado com este, movendo sua cabeça lentamente, apenas curtindo o momento de ambos. Era como estar nas nuvens, mil vezes melhor do que imaginavam,e arrebatador. Taehyung sentia seu corpo amolecer com aquele toque, nunca esteve tão entregue a alguém como estava naquele momento.

A boca do alfa deslizava sobre a do beta com suavidade, o músculo levemente áspero brincava com o outro, causando estalos um pouco altos, a mão subiu da cintura, parando na bochecha, passando o polegar por ali, o lúpus lhe pegou novamente no colo o segurando pelas coxas e caminhou até a escada. Subiu, arrepiado enquanto recebia alguns breves beijos na nuca por parte do beta. Adentrou o cômodo e foi até a cama, deitando Taehyung sobre os lençóis macios. Selou seus lábios mais uma vez em um beijo mais breve que terminou com selinhos.

Com carinho ele retirou a blusa, a calça e as outras roupas, todas tiveram o mesmo destino, o chão do quarto. As mãos ousadas percorreram as laterais do corpo bem delineado, adentrando a peça íntima e apertando diretamente a pele macia das nádegas de Taehyung, que continha um gemido baixo. Em seguida suas mãos retiraram as peças de roupa o deixando quase nu. Os lábios finos descerem para a blusa, beijando o peitoral antes de colocar a língua sobre os mamilos, chupando cuidadosamente, arrancando sons manhosos.

Desceu aos poucos, parando entre as pernas grossas. Beijou a pele e chupou levemente, apenas provocando, mesmo que não pudesse fazer muito isso, pois a necessidade do beta era maior.

Colocou a boca sobre o membro mediano do Kim, chupando fortemente a glande e depois a extensão. Ia e vinha, empenhando em fazer o garoto menor perder seu controle entre seus lábios. Não conseguindo conter-se mais, Taehyung soltou um gemido alto, desmanchando-se na boca do alfa.

Ainda ofegante, o lúpus retirou com pressa suas roupas, ficando somente com a peça íntima. Agarraram-se mais uma vez, trocando um beijo intenso. As pernas do Kim envolvidas sobre a cintura do Min, que insinuava estocadas durante o ósculo.

— Yoonie, por favor — soltou com um fio de voz arrastado e manhoso, eu não ia aguentar mais. Precisava tê-lo em si logo.

— Apressadinho.

Tirou sua última peça ficando novamente por cima do moreno, que o observou por alguns segundos mordendo os lábios, imaginando quantas vezes fariam aquilo durante seu cio, tentando decidir se a vergonha dominaria ou o prazer.

Abriu mais uma vez suas pernas, acolhendo o alfa entre elas. Aos poucos adentrando o interior do menor, parou devagar quando conseguiu entrar por inteiro e acariciou a bochecha pequena, beijando a região carinhosamente. 

— Pode ir — Taehyung sussurrou contra o ouvido alheio e fechou seus olhos sentindo-o se mover dentro de si. Voltou a dar dar selinhos juntamente das estocadas, tudo lento e fundo.

Nos cios era comum pessoas pedirem para ficarem sem andar, pois seus lobos precisavam ser saciados, mas naquele momento, as visões fixas um no outro, eles queriam aproveitar cada segundo com o outro.

O Lúpus parou de dar selares, passando seu nariz pela pele do pescoço sem marcas, chupando levemente a pele, subindo lentamente para o rosto do moreno mais uma vez, colocando sua língua para fora por alguns segundos, fazendo uma expressão nada casta de prazer, lambendo os próprios lábios. Taehyung queria poder negar que aquela expressão havia o excitado para caralho, mas no mesmo instante seu centro apertou fortemente o membro duro de Yoongi, que gemeu um pouco alto.

— Eu posso ir mais rápido, anjo? — perguntou rouco, a voz fraca, ofegante, necessitado de prazer.

— Deve — respondeu de imediato, sentindo o alfa mudar as posições e o colocar por cima, deitando seus corpos na cama. — Do nada isso? Ah!

Gemeu alto e agarrou o lençol com suas mãos, sentindo a cintura do alfa chocando-se contra seu orifício. Seu pênis esfregando-se contra o peitoral suado de Yoongi por conta dos movimentos. Naquela posição podia sentí-lo mais fundo em seu interior, e não demorou muito para que seu ponto doce fosse encontrando.

O escritor foi mais rápido, acertando propositalmente a região mais sensível do beta, que a essa altura gemia trêmulo nos braços alheios. Segurou-se nos ombros pálidos e arranhou a região do peito, movendo-se junto com as estocadas. Era ainda mais gostoso daquela forma.

Enquanto Taehyung rebolava seguindo os desejos de seu lobo, o outro usou suas mãos para masturbá-lo no mesmo ritmo. Soltando gemidos sincronizados os dois alcançaram o êxtase não muito depois, juntos.

Yoongi continuou estocando lentamente, ouvindo o beta gemendo baixinho contra seu ouvido, sensível. Quando finalmente notou a sensibilidade do parceiro passar, retirou-se de seu interior gemendo baixinho. Puxou o menor para seus braços mais uma vez e o deitou na cama, colocando uma coberta quente por cima de seus corpos nus.

Não poderiam acreditar que estavam juntos ali e que haviam feito sexo de fato. Agarram-se embolados pelas cobertas, já nem sabendo mais onde um começava e o outro terminava, um pouco envergonhados após o momento caloroso, mas com sorrisos bobos em seus rostos.

Talvez realmente estivessem conectados por um fio vermelho.


Notas Finais


Eu não sei se estou triste ou feliz, só sei que estou ansiosa pelo capítulo de amanhã, até mais! ( ˘ ³˘)♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...