1. Spirit Fanfics >
  2. Cartas Para o Meu Amado >
  3. A surpresa

História Cartas Para o Meu Amado - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - A surpresa


Meu Querido, Joseph.

Você  não imagina como me senti ao te ver frente a frente após meses sem ao menos nos falar ou sem que eu pudesse te ver novamente, meu coração acelerou e a única frase que minha mente conseguiu projetar naquele instante fora: "Aonde posso me esconder?" Pode até parecer piada ou até mesmo clichê, mas essa foi a frase de uma alma agitada.

Meus lábios assim como todo o meu corpo estremeceram e meus dentes automaticamente os procuraram em uma forma falha de aliviar toda a tensão e nervosismo que se passava por todos os poros de meu tronco, rever o seu sorriso fora como um suplemento para mim e ele valeu mais que qualquer presente que recebi naquele dia, sem contar com o poema que você fez e se eu te revelar um segredo daquela época? A minha resposta para o seu poema sempre foi  "sim", meu bem, eu estava disposto a me fazer seu ali mesmo e te queria como meu amigo, contudo, já te via antes mesmo de terminar o poema como meu marido.

Não estava esperando que você aparecesse na minha casa, pois sempre que havia uma brecha eu tratava de cobrir sem deixar qualquer espaço, e se eu te falasse que era por insegurança...Você acreditaria? Me imaginar frente a frente contigo, olhando os seus olhos fazia com que minha insegurança atacasse e a ansiedade chegasse logo em seguida, és e era bom demais para ser de verdade. Respirei fundo e corri para o banheiro, a única coisa que pude fazer foi brigar com mamãe e com minha irmã, como puderam armar por minhas costas e ainda com alguém que arduamente tentei evitar? Meu sangue ferveu, todavia, sem querer me peguei agradecendo elas por terem cometido tal ato algo que nunca iria se realizar se dependesse totalmente de mim.

Quando falastes sobre tua história de vida meu coração chorou contigo, querido, a única coisa que desejei mais que tudo naquela praça fora te abraçar até que qualquer sentimento de tristeza que estivesse em seu coração fosse embora,porém, a insegurança só permitiu-me chamar-te para o raso acalento dos meus braços e de alguma forma tentei transmitir a ti que estava contigo e que te entendia imaginando todos os seus sentimentos.

Os poucos minutos que ficamos a sós fora o suficiente para que eu pudesse confirmar o que imaginei que estava morto, eu ainda te amava e dessa vez muito mais que antes, muito mais intenso que antes e isso me causou calafrios na barriga e toda uma noite sem pregar os olhos imaginando o que poderia acontecer no futuro, o que poderia acontecer com "nós".

Levei o seu poema na esportiva, como seria possível alguém que amei no escuro sentir o mesmo que eu? No momento aquilo pareceu o pior dos absurdos e das histórias falsas, ignorei suas palavras e guardei no coração o meu "sim", acatei ao silêncio naquele instante e você sabe tão bem o motivo, meu coração não estava aberto a ser machucado novamente.

Quando a festa acabou você teve que partir e ao olhar-te se afastando meu coração pulsou forte, o que ele sentiu naquele dia? Até hoje não conseguir entender, mas tenho certeza de uma coisa, ele não queria te deixar ir.

Com amor, sua amada.


Notas Finais


Voltei com mais um projeto e esse eu pretendo terminar kkkk espero que vocês gostem, pois o coração do personagem está totalmente aberto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...