1. Spirit Fanfics >
  2. Cartas para o paraíso >
  3. - I - Capitulo único

História Cartas para o paraíso - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oiiiiii, sim, a tia Mery voltouuuuu, só passando para avisar que esse lugar, Costas dos Esqueletos, realmente existe, e é legal dar uma pesquisada para vocês entenderem melhor o local, uma beleza perigosa devo dizer, já estou enrolando demais, boa leitura pessoal.

Sem revisão.

Capítulo 1 - - I - Capitulo único


" 07/04/1939     

Costas dos Esqueletos - Namíbia, África.

Ola fantasminha,

Como prometido estou escrevendo para você novamente, resolvi que irei escrever uma a cada incio de mês, assim posso te atualizar das coisas sem me esquecer.

Eu sei o que vai falar, você ainda esta nesse fim de mundo, Sunshine? E a resposta é sim, já faz 137 dias que você se foi e eu não consigo me desapegar das lembranças, e mesmo que eu quisesse sair, para onde eu iria, fantasminha? Meu pai nunca me aceitaria de volta, esse é o lado ruim de ter essa 'doença' que nós tínhamos, mas saiba meu amor, não importa o que a igreja ou meus pais digam, essa 'doença' nos permitiu amarmos um ao outro não é mesmo?  E sendo sincero, aqui não é tão ruim assim, é possível ver as baleias da janela da cozinha, pena que você não pôde ver, ah Fantasminha, se você tivesse conseguido se levantar da cama ; as vezes eu sinto que se eu não tivesse te arrastado para o meio do nada com esse barquinho você ainda estaria comigo, seu quadro de saúde não teria piorado, se eu pelo menos tivesse te levado para um lugar onde tivesse hospital, me arrependo disso, essa dor irei levar para todos os lugares, cravada a fogo em meu coração, sei que você neste momento estaria me falando que a culpa não foi minha e que se era para acontecer não importa a onde, aconteceria, mas fantasminha, eu sinto tanta a sua falta, na sua carta de morte você deixou claro que era para mim viver, não apenas sobreviver, era para mim ir até meu pai e tentar convence-lo a me aceitar de volta, que tudo isso foi um erro, mas meu amor, como eu poderia chamar o nosso amor de erro? Eu nunca poderia fazer isso.

Ontem um novo mistério apareceu, estava explorando a costa e bem, eu encontrei uma parte sem escondida da praia por uma duna de areia gigante , lá eu encontrei navios, todos estão quebrados e não tinha nenhum corpo, para minha sorte, e também encontrei um esqueleto muito velho de uma baleia, Fantasminha, eu entrei dentro dela, me senti o Pinóquio, hoje eu sai para explorar de novo, andei bastante, admito, mas sabe o que eu encontrei? Um navio, Fantasminha, eu sei, não é grande coisa sendo que ontem achei uns três ou quatro, mas Fantasminha, ele estava a mais ou menos trezentos metros da costa, não sei como foi parar lá, mais um mistério para minha lista, amanhã pretendo ir de novo ver as focas, elas são tão fofas, queria que você tivesse visto, tem um filhote õrfan lá, preciso ver se ele já foi adotado por algum casal foca. 

Você deve estar se perguntando, como você esta se alimentando, sunshine? Eis a sua resposta, os marinheiros que passam por aqui assim como os moradores locais que vivem atrás das dunas dizem que sou um deus, eles dizem que somente um poderia morar na praia sem sofrer com a maldição, isso porque eles nunca souberam de você, mas a questão é que os marinheiros me dão alimentos quando passam por aqui, dizem que são oferendas, e pedem para que eu não deixe nada acontecer com eles, eu rezo por eles, são pessoas boas, Fantasminha, e se realmente for uma maldição? Se for eu espero que ela me pegue e que me leve para junto de você, sinto saudade de você todas as manhãs, tardes e noites, sabe, você foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida, e agora que foi embora não consigo mais viver sem você, cada cantinho desta casa me lembra você, e o nosso quarto me lembra de como você ficou doente, quando nós construímos este barco/casa era para fugir e vivermos juntos para o resto de nossas vidas, não para mim viver sem você, a dor de entregar seu corpo sem vida para maré foi o meu gatilho, Nico, eu não consigo mais viver sem você, sem seu toque, sua voz melodiosa, seu rostinho de anjo, não posso mais, eu posso parecer bem, eu posso agir alegremente, mas eu não consigo evitar chorar depois, não consigo mais suportar sua perda.

De seu raio de sol, Will Solace."

{...}

De cima de uma colina, um casal apaixonado olhava o por do sol, um garoto de cabelos negros era abraçado pelo namorado, os cachinhos dourado do outro voavam com a brisa, assim como o cabelo liso do outro, suas mãos se entrelaçaram e ao olhar um nos olhos do outro uma promessa foi feita, " prometo nunca mais lhe abandonar, sunshine".


Notas Finais


Foi isso pessoal, comentem suas opiniões ok?
Beijinhos de groselha, tchauzinhooo♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...