1. Spirit Fanfics >
  2. Cartas para Uchiha Shisui >
  3. Foi tudo um sonho.

História Cartas para Uchiha Shisui - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Foi tudo um sonho.


Fanfic / Fanfiction Cartas para Uchiha Shisui - Capítulo 1 - Foi tudo um sonho.

O suar da minha testa chegava a pingar, umidecendo o tecido da bandana. Você desativou seu sharingan e me olhava sorrindo, tão suado quanto eu. O pôr do sol sempre parecia mais belo quando você estava por perto. Depois de cada treino minha vontade era de passar a noite assistindo ao anoitecer com você do meu lado. E foi assim que fizemos, a exaustão era tanta que caímos na grama fértil, ambas nossas respirações descompassadas, porém, ainda assim sincronizadas.

Assim como éramos sincronizados em tudo que fazíamos, uma sintonia perfeita, por assim dizer. Nos sincronizamos em nossos treinos, na transas que quando começavamos perdíamos a noção do tempo e transavamos até o amanhecer.

Me deitei sobre seu peito que ainda subia e descia. Levantei a cabeça sutilmente tendo a visão perfeita de seu maxilar bem desenhado. Comecei a distribuir beijos pela região alva, sem me importar com o suor que deslizava por seus cachos negros.

Chupava e mordia todo seu pomo de adão ouvindo suas arfadas profundas. Me ajeitei em cima de você roçando nossas intimidades propositalmente.

Subi meus beijos novamente para seu rosto e aproveitei para beijar seus lábios lentamente, queria me deliciar em canto da sua boca, degustando do seu sabor. Parei pela falta de ar e olhei no fundo de seus olhos tão escuros quanto os meus, seu rosto estava queimando lhe deixava lindamente corado e até então eu não havia percebido suas mãos apertando minha cintura e minha bunda.

-Itachi.. Alguém pode nos ver aqui…

Você disse isso sem soltar meu corpo, por mais que estivéssemos cansados e suando eu ainda te queria… E muito, já tinha um tempo desde a última vez que transamos. As missões, nossas famílias, tudo sempre estava no nosso caminho, nossos únicos momentos juntos eram nos treinos.. E era óbvio que eu queria aproveitar do corpo do meu namorado ali mesmo.

Fodase que estávamos perto do Distrito do clã. Fodase que alguém poderia nos ver. Fodase, eu só queria sentar em você.

Comecei a rebolar em seu tronco sentindo sua ereção em contato com a minha roupa úmida. Queria aquela rigidez dentro de mim logo, minha mente estava tão nublada pelo desejo que meu sharingan já ardia em meus olhos e nos seus também.

Tirei minha bandana com uma mão enquanto juntava seus pulsos acima da sua cabeça com a outra, amarrei seus pulsos num nó firme. Meu cabelo havia soltado por ter tirado a bandana e agora estavam caídos pelos ombros. 

Te beijei mais uma vez, e você quem me explorou por toda a minha boca mordendo e chupando cada canto dos meus lábios ao mesmo tempo que sua língua se cruzava com a minha. Separei nossos lábios dando selinhos repetitivos antes de morder seu lábios vermelhos com força, fiz o mesmo no seu queixo. Cravei meus dentes em sua pele alva, pouco me importava se te marcaria, afinal, você pertencia a mim. Seus primeiros gemidos escapavam de seus lábios conforme eu rebolava sob seu membro, já sentia o mesmo latejando dentro da roupa.

Passei a mão pelo bolso traseiro e peguei a camisinha que guardava ali para momentos assim. Sem soltá-la, ergui levemente meu corpo pra cima e comecei a suas calças junto de sua boxer preta liberando seu pau que já estava tão duro que por pouco não bateu no meu rosto.

Me ajeitei melhor e cai de boca nele, engolindo todo seu comprimento de uma vez. Seus gemidos aumentavam conforme eu enrolava minha língua em torno de seu membro. Tirei o mesmo de dentro da minha boca para lamber da glande até a base, sentindo o sabor salgado de seu pré-gozo. 

-Aah, Ita-- Itachi..

Engoli mais uma vez, sugando com vontade sentia seu pau atingir minha garganta pois você já arqueava suas costas para frente. 

Seus espasmos me faziam ir mais fundo, suas pernas tremiam fazendo seu membro afundar-se na minha boca. Estava prestes a engasgar quando seu jato quente jorrou ainda na minha garganta, só parei de chupar tudo depois que não houvesse restado mais nenhuma gota. Me levantei e resgatei o preservativo, vestindo seu membro com ele. Em seguida você me pegou de surpresa quando suas mãos levantaram minha camisa, tirando a mesma e você a jogou para longe junto com a minha sanidade. Depois foi a minha calça, você não a tirou por completo, apenas a abaixou numa altura que eu pudesse me sentar em seu pau. E assim o fiz, soltei um gemido doloroso ao sentir todo o seu tamanho no meu interior de uma vez só, porém ao mesmo tempo era extasiante.

Comecei a rebolar pra cima e para baixo até me acostumar, agora já subia e descia. Você me levava a loucura masturbando meu pênis durante as minhas cavalgadas, que já estavam frenéticas. Você começou a atingir meu ponto mais sensível e prazeroso e comecei a convulsionar ainda em cima de você, gozei sujando da sua barriga até seu peito.

Como um raio você inverteu as posições, ficando no comando da situação, me tendo à sua mercê. Seu pau voltou a me preencher, com estocadas mais rápidas, frenéticas. Nossos gemidos estavam mais altos, o cheiro do nosso ato profano inebriava ao nosso redor. Você entrava e saia quase que por completo, o som dos nossos corpos se chocando me exitavam ainda mais, só não mais do que as suas expressões de prazer.

Eu já estava vendo o couro dos anjos quando você finalmente se derramou dentro de mim. Apesar de usarmos camisinha, seu pegamos foi tão intenso que eu eu pude sentir seu líquido quente em mim. 

Seu corpo suado caiu por cima do meu, comecei a fazer um cafuné no seu cabelo totalmente bagunçado, ainda sentindo o cheiro de nossa tez.

- Eu amo você, Itachi.

- Eu também te amo, Shisui.

Nos beijamos intensamente mais uma vez, quando fui te dar mais um selinho, não consegui alcançar seus lábios. Parecia que aos poucos você estava sumindo….


Foi tudo um sonho.


Acordei mais uma vez na cama de concreto que havia apenas um fino colchonete e um travesseiro de penas. O pequeno espaço do meu quarto escuro na Akatsuki me instristecia mais ainda, as memórias das vidas que tirei me assombravam, vez ou outra sentia tanto a sua falta que fantasiava sua imagem aqui comigo. Quanto mais o tempo passava, mais eu te queria por perto. 

Vez ou outra eu me deitava com meu parceiro de equipe na organização. Kizami ainda está bem longe de chegar aos seus pés. Entretanto, eram apenas tentativas frustrantes de sentir prazer. Mas nesses anos sem você percebi que o prazer vai além de um orgasmo, dos gemidos sôfregos e gruinhos estridentes.

Afinal, apenas você me proporcionava prazer, por isso preferi parar de me deitar com o Hoshigaki e deixar que eu mesmo me tocasse quando a vontade sucumbia. Minhas fantasias sexuais mais obscenas e profanas com você invadiam meus sonhos toda vez que me deitava no leito gélido.

 Talvez, a ideia de eliminar todo nosso clã não tenha sido a minha melhor escolha. A guerra não parecia ser tão tenebrosa quanto a saudade que eu sinto de você nesse momento.

Insônia e longos suspiros. É como me sinto te escrevendo essa carta, Shisui. Você nunca irá ler nenhuma delas, eu sei. Tolice da minha parte endereçar cartas para um morto, embora essa seja uma maneira de me expressar ao em vez de reprimir tudo pra mim. 

Os anos e meses estão correndo rapidamente, de longe observo o desenvolvimento de Sasuke e a evolução da minha doença em breve serão a causa da minha morte, o que é o meu maior desejo nesse momento. Seja lá para onde eu for, quero apenas que você esteja lá, por favor me espere..

PS: não me importo para o que morte me aguarda, afinal, onde você estiver, será meu lar 


Notas Finais


Parece que você ficou acordada(o/e) até tão tarde que agora está alucinando que eu escrevi essa história no meio de uma crise. Vá dormir, nada disso é real...
Assim como o Itachi, você está apenas sonhando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...