História Cartas pra Lua - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Suga
Tags Bts, Cartas, Drama, Imagine, Lua, Min Yoongi, Suícidio
Visualizações 47
Palavras 1.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drabble, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HEY FILHINHAS ❤
Como vocês estão?
Espero que vocês estejam diwando como sempre rsrs
Eu voltei novamente aqui! YEY.
Eu tô levando a sério cartas pra lua.
Espero que vocês gostem ❤

Capítulo 3 - Minha causa.- Cap 2.


Fanfic / Fanfiction Cartas pra Lua - Capítulo 3 - Minha causa.- Cap 2.

[24 de junho de 2017]


E novamente a chuva caía.

Estava parado sentado em minha cama, só observando a pequena goteira que pingava incessantemente. Deixando um tipo de poça no tecido de meu cobertor.

– Que azar, hein? – Namjoon dizia se deitando em sua cama do meu lado. Era irônico. 

– Todos nós somos azarados – digo em tom de sabedoria, ainda olhando a poça que se formava em meu lado.

Namjoon suspira pesado. Eu ainda não tirei isso da cabeça.

– Por que ainda pensa assim? 

– É a realidade.

– É a sua realidade. – ele se vira me encarando – Tenta ser um pouco otimista. Você consegue. 

– Ótimo. Então, vestimos essa roupa ridícula e pesada, abandonamos nossa família com uma promessa de volta incerta, queimamos nosso corpo com a areia quente... Me desculpe, mas eu não tenho patriotismo. Não quero morrer por pessoas que nem sabem meu nome. 

– E aquelas que sabem? – Hoseok entra no gigante quarto, não tínhamos visto o mesmo em meio as camas – Me responda. E aquelas que sabem seu nome? 

Eu estava com a resposta na ponta da língua mas não me deixava dizer. 

– Eu só não quero morrer por um propósito idiota. – acompanho o menino de cabelos castanhos em minha direção, com algo em mãos.

– Está vendo isso? – ele me mostra uma foto. Uma garota. Ela tinha cabelos lisos bem pretos e olhos bem escuros, parecia sorrir com facilidade – Esse é o meu propósito. Não só proteger ela e todas as outras pessoas que amo, mas sim, proteger muitas delas, para varias pessoas que as amam. Entende? 

Eu entendi Hoseok. Por um momento achei que estava certo. Mas... Eu não consigo aceitar isso. Antes de eu falar algo, achei melhor ficar quieto. Não quero deixar minha cabeça mais confusa, assumo derrota. 

– Uau Hoseok! Essa é sua namorada? 

– É sim. – o garota ficou constrangido com Namjoon, que tomou a foto de suas mãos.

– Eu já entendi. Safado. – Namjoon roubou as palavras de minha boca. 

– Entendeu o que? 

– O por quê de você estar lutando por ela. – falo dando uma piscadela para o menino que fica mais confuso ainda. 

– Vai ter recompensa quando a liberdade bater? – começo a rir da expressão do cara com o sorriso malandro – Parece que não só os portões vão se abrir, as pernas dela também. 

– Ora seu... 

Hoseok começa a ficar vermelho, tentando conter o máximo seu sorriso. Sabemos que aquilo o deixava excitado a continuar até o fim. 

– Vocês não valem nada. – bateu em Namjoon, que ria de suas reações.

Depois de um tempo jogando conversa fora, os outros soldados chegaram, junto do coronel.

Aish, eu odeio esse cara. 

Coronel Lee Bang – chamamos ele de pow pow quando não está vendo –, ele é responsável pela esquipe desse ano, ou seja, nós. 

Nós = adultos maus crescidos obrigados pelo governo a estar nesse grupo suicida, mais conhecido como exército. 

Ele manda em nós como se fôssemos cachorros ou qualquer animal comparado com miséria. 

Ele anda pelo corredor, todos com a postura obrigatória, fazendo sentido. Seus passos eram coincidentes e se encaixavam no som da chuva batendo em nosso teto.

Ele olha cada um de nós, verificando se estamos certos, e blá blá blá. Na verdade ele só está procurando um motivo para nós chamar de filhos da puta enquanto grita em nossa cara de merda. 

– O que está acontecendo, soldado Min Yoongi? – ele parou em frente a mim, com sua cara oleosa e seus poucos cabelos sendo tampados pelo chapéu. Eu paro um segundo que ele está olhando atrás de mim para admirar o homem de cima a baixo e perceber que seu corpo inteiro era estranho. Ele mede cerca de 1,64 e ainda se achava o maioral. 

– Sim, senhor.

– O que aconteceu com sua cama? 

– Ela está molhada por causa da goteira, senhor. 

– Sente falta de casa?

– Sinto, senhor.

– Mas não precisa mijar na cama por isso. – eu acho que esqueci de dizer que ele é um desgraçado. 

Eu não o respondo, acho que se abrir minha boca, vai sair muita merda.

– Vigia. – ele fala para mim e posso ouvir todos os suspiros de alívio dos outros moleques ao meu redor. – Você também Hoseok. Eu lembro de ter dito que pornografia era proibido. – Pornografia? Hoseok?

Eu olha para a cara do culpado e pelo que vi ele mesmo não tinha entendido. Mas continuou a postura.

– Eu não tenho pornografia comigo, senhor. 

– Então o que é aquela caixa? – ele aponta para a pequena caixa de alumínio, em baixo da cama. 

– São cartas, senhor. 

– Cartas? – ele começa a rir – Só faz 5 meses que estão aqui. São cartas de quem? Da sua mãe?

– Da minha namorada, senhor. – Hoseok estava mais mole que uma vara verde, do jeito que ele tremia e olhava para a parede parecia algo de se suspeitar.

Pow pow não diz mais nada e pega a caixinha, começando a vasculhar. Aquilo era falta de privacidade, todo mundo sabe, mas ninguém ousou falar um 'A'. 

– Ahá! – ele fala como se tivesse encontrado algo, Hoseok já olha pra traz olhando para as mãos do coronel, ele não parava de morder seus lábios. – Belos peitinhos sua namorada tem.

O pobre garoto abaixou a cabeça enquanto eu e Namjoon nos olhamos. Pelo que entendi a namorada de Hoseok mandou uma foto, só pra matar a saudade. 

– Vou levar você comigo. – ele beijou foto, enquanto o menino de cabelos alinhados só ficava cada vez mais vermelho, de raiva, suponho. 

– Yoongi e Hoseok, vigia. 

[...] 

– Eu não acredito que ele fez aquilo cara. 

Hoseok estava chorando de raiva, ele parecia um garotinho com aquela voz de choro, mas eu também ficaria perto dessa situação. 

– Nossa, eu vou matar aquele cara. 

– Eu ajudo. – talvez aquilo ajude ele a melhorar. 

– Demorou muito pra ela me mandar aquela foto. Nem deu tempo de aproveitar. Aish! 

Ele bagunçava o cabelo enquanto estávamos de pé em frente ao dormitório. Sempre eram escolhidos 2 para ficar de vigia. Eles sempre soube intimidar os outros, esse filho da puta. 

– Olhe pelo lado bom – Hoseok olhou pra mim com aqueles olhos meio vermelhos – Você já os pegou?

– Eu acho que já fiz muito mais do que isso. – ele me mandou uma risada maliciosa. 

– Então cara! No maximo aquela foto vai pro lixo. De qualquer modo você já fez muito mais do que ver por uma foto. 

– Ata! Aqueles peitinhos fazem qualquer pau de véio subir. Você fala isso por que não viu. Ou viu? – ele me olha sério e dou uma risada.

– Não, não vi. Mas... Bem que podia compartilhar com os amigos na próxima, né? – falo brincando mas Hoseok leva a sério – É brincadeira idiota. 

– Ah... Você não tem noção do quanto ela é molhadinha. Tão apertada. – Ele leva sua mão livre a sua calça e aperta forte seu membro. – Que saudade da minha causa. 

– Causa? 

– É. Causa. – ele diz sorrindo. – Ela é a causa de eu estar aqui, firme e forte. Mas... E a sua Yoongi? Qual é sua causa? 

Qual é minha causa? 

Eu fiquei pensando nisso aquela noite inteira enquanto a chuva caía.

Qual a causa de eu estar aqui? 

Será que a minha causa é bonita? 

Eu só espero que minha causa chegue antes do ponto de eu desistir. 

É que talvez eu seja fraco, e preciso de um objetivo ou motivo para chegar até o fim...



Notas Finais


Eai? Gostaram? Ficou uma merda?
Comentem ❤❤
Amo vocês e muito obrigada por todo esse apoio❤

EU TENHO NOVAS FILHAS!!! AMO VOCES NENENS❤
Beijos da AUTORA-CHAN


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...