História Casada secretamente-(JJK-VC)(HOT). - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Chanyeol, Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 409
Palavras 1.415
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Hentai, Literatura Feminina, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Estranho.


Eu o ignorei porque ele estava me enrolando. Corretamente, me enrolando. Eu o ignorei e virei minha cabeça para encarar a outra direção. Hoje eu tive que ir trabalhar, e eu pude ver Jackson novamente.

"Erm Jungkook, eu vou trabalhar hoje." Eu disse e tossi para chamar sua atenção.

"Isso é bom." Ele disse e olhou para mim, "apenas não conte a ninguém sobre você ser minha esposa. Quero dizer, é meio embaraçoso".

Eu zombei e levantei ambas as sobrancelhas, "desculpe-me, eu deveria estar dizendo não diga a ninguém que você é meu marido". Eu bati de volta nele fazendo com que ele olhasse para cima novamente e me desse um de seus olhares sujos.

"Não faça isso." Ele disse seriamente e ele olhou para baixo novamente. Revirei os olhos e saí da cozinha e fui até a porta para colocar meus sapatos. Eu peguei minha bolsa e saí pela porta. Eu decidi ir trabalhar agora porque eu não queria ficar com Jungkook em casa. Jungkook logo saiu também, não muito depois de mim, e ele correu rapidamente para o carro e partiu sem sequer me convidar para o carro.


Aquele idiota.

Eu decidi pegar o ônibus hoje porque eu não tive vontade de andar e também, demora muito.

Eu realmente deveria comprar meu próprio carro porque eu e Jungkook sempre lutamos sobre quem está levando o carro primeiro.

Logo cheguei à empresa e em primeiro lugar fui ao meu escritório que fui fornecido pela empresa. Quando eu era pequena, eu sempre assistia Dramas em que essas garotas ricas têm seus próprios escritórios e exigem pessoas por perto. E eu posso finalmente fazer isso sozinho.

Antes de começar a trabalhar, ouvi imediatamente alguns sons batendo na porta. Eu olhei para cima e desviei os olhos para a jovem que estava ali.

Ela usava um vestido pequeno, um pouco grande demais. Ela tinha o cabelo em tranças e ela tinha uma pequena pulseira que estava envolvida firmemente em torno de seu pulso.

Fui até a garota e me abaixei até o nível dela, imaginando por que ela estava sozinha, sem ninguém cuidando dela.

Eu coloquei uma mecha de cabelo atrás da orelha e segurei as mãos pequenas, "olá, você está perdida?" Eu perguntei a menina pequena, educadamente.

Ela tristemente assentiu e olhou para baixo, não querendo olhar para mim. Ela provavelmente está nervosa. Eu dei um tapinha nas costas dela e segurei a mão dela. Levantei-me novamente e levei-a até a recepção principal e informei-lhes que havia uma criança perdida.

Depois de falar com a recepcionista, eu olhei de volta para a criança que estava atualmente chupando o dedão.

"Qual o seu nome?" Eu suavemente perguntei a ela, abaixando-se novamente para chegar ao nível dela.

Ela olhou para mim e tirou o dedo da boca: "meu nome é Hana". A garotinha disse e soltou uma pequena risadinha.

Eu sorri e acariciei o cabelo dela, "não se preocupe Hana, vamos encontrar a sua mamãe." Eu a tranquilizei e pude senti-la apertando levemente a minha mão.


-

Pedi à recepcionista que me informasse quando haviam encontrado os pais da criança, então, enquanto isso, levei-a de volta ao meu consultório e ela sentou-se de brincadeira no sofá. Sentei-me ao lado dela e observei-a brincar com os brinquedos que estavam na mesa à sua frente.

Tirei meu celular do bolso do blazer e comecei a mandar mensagens para meus amigos. Depois de um tempo, senti alguém puxar minha manga e olhei para baixo para ver a garota olhando para mim de modo fútil. Ela calmamente perguntou: "qual é o seu nome?"

Eu sorri, "meu nome é S/N". Eu respondi. Ela riu e eu acariciei seu cabelo castanho e sedoso.

"Você tem um nome legal." Ela cutely disse. Eu ri da declaração dela, corando com cada elogio.

"Você tem um bom nome também." Ela continuou a brincar com as bonecas que estavam sobre a mesa, atualmente sem roupas.


"S/N unnie, qual é o seu sobrenome?" Ela perguntou, fazendo sua voz ficar um pouco alta.

"M-meu sobrenome?" Eu gaguejei e ela balançou a cabeça com grandes olhos. Mordi o lábio e olhei para as minhas mãos que estavam apertando o aperto no meu celular.

"Sim, seu sobrenome." A garota perguntou.

"M-meu sobrenome é ...... Jeon." Eu finalmente disse e ela sorriu. Eu olhei para baixo com as bochechas vermelhas, como se estivesse ficando quente no quarto, bem, é o que eu pensava de qualquer maneira.

"Meu sobrenome é Lee." Ela disse e olhou para a mesa e continuou a vestir as miniaturas de bonecas que agora estavam usando vestidos bonitos.

"Hana, qual é o nome da sua mãe?" Eu perguntei de repente e ela virou a cabeça para mim.

"O nome da minha mãe é Kang Mina." A linda garota respondeu. Eu pensei muito sobre o nome dela, batendo meu dedo na minha bochecha.

Mina?

Kang Mina?

Não é o nome da namorada de Jungkook?

Eu bati na minha testa.

Há muitas garotas coreanas com o nome Mina, por que seria a namorada de Jungkook?

Estranho.

"Ok, então qual é o nome do seu pai?" Eu perguntei a ela novamente, querendo saber mais alguns detalhes sobre sua família e sobre ela.

"O nome do meu pai é Lee Sejun." Ela respondeu e eu assenti.

"Lee Sejun?" Eu perguntei e ela balançou a cabeça antes de morder o lábio inferior. Seus pequenos dentes apareciam enquanto ela sorria, seus olhos formando pequenas crescentes lunares.

"Você conhece meu pai?" Ela perguntou enquanto colocava as bonecas de volta na mesa e se aproximava lentamente de mim.


"Seu papai não é o famoso ator?" "Curiosamente perguntei a ela, pensando continuamente em tudo o que me foi dito. Ela assentiu em resposta e eu balancei a cabeça lentamente.

"Meu pai é ator, e minha mãe é cantora." Ela disse e ela se sentou no sofá ao meu lado.

"Ah, então seus pais são famosos?" Eu perguntei a ela e ela assentiu.

Ela continuou, "sim, mas minha mãe e meu pai não são casados".

"Sua mamãe e papai não são casados?" Eu perguntei a ela em um tom mais alto do que o habitual e ela assentiu.

"Meu pai não queria se casar com a minha mãe. Isso é o que minha mãe sempre me disse. Mas eu sei que eles se amam tanto." Hana disse enfatizando o repetido 'so'.

Eu levantei minhas sobrancelhas, "você sabe se sua mãe tem outro cara se ela não é casada? Quero dizer, seu pai deve estar muito ocupado, então como ele saberia se sua mãe tem outro cara?" Eu disse e ela franziu as sobrancelhas, destacando o fato de que ela estava confusa com a minha pergunta repentina.


"S/N unnie, o que isso significa?" Ela confusamente disse. Eu segurei minha boca sabendo o que eu acabara de dizer.

"Eu não disse nada, não se preocupe, esqueça tudo sobre o que eu acabei de dizer, você vai entender quando for mais velha." Eu disse e me levantei e fui até a minha mesa.

A garotinha me seguiu e sentou na cadeira à minha frente.

"S/N unnie, você acha que minha mãe teria esquecido de mim?" Ela perguntou com as mãos entrelaçadas, colocando-as na mesa e ela falou.

"Claro que não, ela nunca se esqueceria de uma menina tão fofa como você", eu disse e ela brincou com o cabelo longo, que estava em tranças.

"S/N unnie, posso te contar um segredo?" Ela perguntou e eu levantei minhas sobrancelhas antes de colocar a pasta que estava atualmente em minhas mãos.

"Claro, qual é o segredo?" Eu me inclinei mais perto dela desde que ela estava muito quieta e eu não podia ouvi-la corretamente.


"Mas você promete não contar a ninguém porque ninguém sabe sobre isso. Nem mesmo minha mamãe ou papai." Ela disse e ela agitou seus cílios. Eu assenti em resposta.

"Eu prometo não contar a ninguém", prometi a Hana e ela sorriu mostrando seus pequenos dentes.

"Ok, então eu normalmente estou sozinha em casa porque minha mãe e meu pai estão no trabalho, mas toda vez que minha mãe chega em casa, eu normalmente vejo um homem com ela entrando em casa. O homem não se parece com meu pai. Eu os segui para ver do que estão falando e muitas vezes a ouço dizer "Jungkook". Ela explicou lentamente, meus olhos se arregalaram.

"Você acabou de dizer ....... J-Jungkook?" Eu gaguejei e ela cutely assentiu.

"S/N unnie, você o conhece?" Ela perguntou.

Eu olhei para ela e disse: "sim, eu o conheço".



Notas Finais


N / A: Ahhhh Hana é tão fofo! Eu estou tentando fazer todas as crianças fofas neste livro, mas não tenho certeza se está funcionando.😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...