História Casados - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathanaël, Nino
Tags Adrien, Cat, Chat Noir, Ladybug, Marinette
Visualizações 201
Palavras 2.015
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Magia, Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Haaaaa esse capítulo tá um espetáculo

Capítulo 15 - Gravida !


Visão de Adrien .

 

Minha esposa estava comendo tranquilamente em minha frente , percebi que sua fome tinha aumentado ultimamente e principalmente os seios e sua barriga . Estava começando a dar uma volta perfeita em seu ventre e isso me deixava louco . 

 

Gorda ou grávida ? 

 

Era oque eu estava pensando , gorda não poderia ser óbvio que não se fosse assim seu rosto que era magro tinha que dar umas enchidas , oque era ao contrário Marinette possuía um rosto bem marcado devido a sua “magreza” . Minha esposa não era aquelas magras mas também tinha um corpo magnífico . 

 

-Amor.-A chamo tentando não atrapalhar ela a comer .-Estava pensando comigo ....

 

-Hum ? -Inclina sua cabeça ao lado direito fazendo uma cara de interrogação . Ela estava esperando minha fala , além disso estava com uma preocupação na sua face . 

 

-Você poderia está .....-Tento respirar fundo .

 

-Grávida !? -Interroga sorrindo para min vendo o meu desespero ao falar aquilo . 

 

-Sim.-Digo já calmo , não sei se ela queria uma criança aliás somos jovens para ter filhos ao máximo minha esposa tinha vinte e sete anos e eu vinte e nove .

 

-Também cogitei isso hoje mais tarde , estava tomando banho e percebi o meu corpo .-Diz ela um pouco corada .-Ceus! Só em pensar em ser mãe ...

 

-Você será uma ótima mãe ....-Sorrio tentando acalmar a minha esposa que permanecia inquieta . -Venha meu amor , venha até min .

 

Ela de imediato se levanta da cama e coloco aquela bandeja na mesinha de madeira , assim fica em minha frente me olhando com curiosidade. 

 

-Aqui em meu colo .-Bato em minhas coxas  vendo ela de imediato engatinhar até ficar em cima de min .

 

Céus que mulher tentadora ! Poderia sentir daqui a sua luta contra a timidez . Mas só em vê ela andando em forma de gatinhar já me deixou excitado só de imaginar a boa visão que eu irei vê . 

Ela com cuidado senta em meu colo e logo em seguida olhar para min . Mas não consegue manter o contato por muito tempo com os meus olhos . Logo fica vermelha e esconde seu rosto contra o meu pescoço.

 

-Já imaginava ...-Dou uma risada bem alta vendo a minha menina se encolhe em meus braços . Ah ! Céus ! Deixei ela com mais vergonha ainda . 

 

A aperto comigo vendo ela retribui de maneira intensa, abraço bem a minha esposa sentindo aquele sensação gostosa de um pai protetor , tinha uma ligação tão boa com ela que não imagina que ficaria mais forte ...

 

-Vamos vê .-Digo sussurrando para ela .-Mostre-me sua barriga amor ..-Falo calmamente ao pensar que teria algo de min dentro dela já me deixava em êxtase de tanta euforia . 

 

Minha esposa suspirar fundo e abre a pequena camisola que estava em seu corpo em minha frente , apenas permanecia com a roupa íntima que eu mesmo tinha a escolhido . 

 

Ao abrir aquela peça quase choro de alegria , ela estava perfeita . Seus seios realmente estavam grande provavelmente devido ao leite que estava começando enche-los enquanto isso observo a sua barriga uma perfeita voltinha tinha se formado naquele lugar . 

 

Nunca havia imaginado isso , mas ao olhar a cena já sentia o amor sendo me pegado de força e mesmo sem comprovação de que ela estaria realmente grávida , aliás sua barriguinha estava bem pequenina mas dava para vê o formato oval se formando . 

 

Um grande amor me consumiu por dentro só de imaginar meu bebê ali . Dentro de alguém a qual eu amava . Um sentimento tão forte e acolhedor se instalou em min que eu não aguentei e passei a mão . Céus ! Que coisa mais linda .

 

-Adrien ? -Sair de meu pequeno mundinho sendo interrompido com a doce voz de minha mulher . 

 

-Eu não tenho palavras...-Digo pensando num turbilhão de coisas . 

 

Eram tantas coisas para falar e dizer . E principalmente sentir . Terei que ficar mais próximo dela nesses meses de gestação para a apoiar aliás . Minha menina já era sensível , grávida ainda piorou a situação. Mas não era algo ruim . Nunca será .

 

Meu filhinho ali dentro . Céus ! Que felicidade . Passei minha mão por toda a sua barriga sendo observado por ela que não estava entendendo nada . Que amor que eu já sentia por aquela criança sem antes a vê . 

 

-Então realmente acha que eu estou grávida ? -Interroga com as bochechas vermelhas . 

 

-Está mais que óbvio , mas do mesmo jeito amanhã não irei trabalhar e sim acompanhá-la ao médico para saber se realmente é verdade .-Digo sentindo minha esposa fica um pouco preocupada . -Oque foi amor ? ..

 

-E se não for , não quero tirar essa alegria de você . Queria tanto ser pai ...-Falou baixinho .-E se for somente gordura acumulada ou coisa pior .-Falou totalmente insegura com o seu próprio corpo .

 

-Hey , mesmo se não fosse eu não ficaria bravo com você meu anjo .-Acaricio seus cabelos azulados vendo ela derrama uma lágrima . Céus ! Ela está sensível demais já está começando a chorar . 

 

Está grávida ! Sorrir com os meus pensamentos . Totalmente grávida e minha . Penso logo em Nathaniel aquele maldito . 

 

-Bom , venha dormi comigo hum !-Digo apagando a luz do abajur ao lado permitindo eu ajeitar minha esposa para ela ficar mais confortável. Agora mesmo agarro ela bem transmitindo o amor de um pai para a pequena sementinha que estava em sua barriga . 

 

Céus ! Que felicidade que eu estou ! Nunca imaginei isso . Oque é um casamento estável com uma boa condição financeira. Fico feliz extremamente por anos de luta de trabalho para ser oque eu sou agora . 

 

Abraço minha esposo e me aconchego nela não permitindo que ela cobrisse o seu corpo novamente com a camisola mas apenas a coberta entre nós . Pego minha mão e depósito em sua cintura ao meu lado . Logo automaticamente indo para o seu ventre onde eu acaricio constantemente aquele pequeno contorno . 

 

Meu pequeno estava ali , Sorrio bobo e afago os cabelos de Marinette vendo que a menina já se apagou . Mas logo sinto seus dedos se entrelaçar com os meus vendo que a mesma mão estava também sobre a sua barriga . 

 

Autora : ( mas gente que capítulo mais Haaaaaa) :) 

 

. .......

 

-Hey vida . Está com muito sono ultimamente .-Falo ao vê ela já querendo dormi em pleno médico . Era algo rápido aliás quando se tem um médico particular tudo era possível . 

 

Minha menina estava agarrada em meus braços como se fosse um travesseiro . Seus cabelos completamente bagunçando devido ao carro , aonde começou a sentir enjoou então acabei abrindo a janela do carro para ela respirar melhor . 

 

Mas outra desconfiança...

 

-Senhor e senhora Agreste ! - Diz o Médico logo nos chamando para ir até a sua sala . 

 

Levo a minha menina ainda sonolenta fazendo o possível para ela se manter acordada . Mas logo quando pronunciou o nome médico ela deu um pulo e acordou . Estava ansiosa . 

 

Adentro aquela sala gelada de um típico hospital sendo seguida por minha esposa que entra logo em seguida agarrando-me por trás . Ela estava com frio mesmo com um casaco quente . Aconchego minha menina em meu colo . Não a motivos para sentamos em cadeiras diferentes aliás é para isso que eu pago o médico . 

 

-Bom, Eu acabei de notar o quão sua esposa está cansada ...-Dita o médico olhando alguns papéis .-Oque ela está sentindo ? 

 

-Muita sonolência , se cansa rápido e come bastante também . Além de está com enjoos matinais e principalmente sensível a qualquer coisa . 

 

-Um bom argumento para uma gravidez .-Dita o médico sorrindo . -Não a dúvidas que sua mulher está grávida . 

 

Aquela frase, nem fiquei tão eufórico eu já sabia mas minha menina acabou dormindo em meu colo acabando que não ouviu nada . 

 

-Meu Deus , já dormiu ! -Digo sorrindo afagando o seu cabelo sentindo aquele cheiro delicioso que ela tinha . Nunca me cansava de seu cheiro . 

 

O médico sorriu para min mas logo mudou seu olhar . 

 

-Senhor Agreste , ela está grávida já faz um mês . Para ela está sentindo isso a gravidez dela deve ser algo que tem que tomar mais cuidado . Oque eu estou falando não é problemas com o parto normal da criança . Mas sim na gestação . 

 

-Entendo ... prossiga .-Digo mais sério . 

 

-Continuando , devido a gravidez ainda está no começo e ela já se sentir assim provavelmente nos próximos meses irá piorar , no caso oque eu falo seria em forma de carinho e sensibilidade ainda mais ao fato de ela está sonolenta . O bebê está pegando toda a energia dela . -Diz sorrindo para min . 

 

-Mas isso é normal . Não se preocupe . Provavelmente você deve ter sentindo uma forte conexão quando tocou na barriga dela . Isso é o famoso amor de Pai . Mesmo ainda pequeno o bebê reconheceu que você era o progenitor dele e por isso essa sensação . Posso dizer que é algo raro isso acontece pois nem mesmo corpo o bebê possui ainda ..

 

-Sim , eu sentir sim . Foi algo tão bom ...

 

-Nunca irei entender mesmo sendo pai . Mas o caso de vocês são raros dês de que entrou aqui e vi a sua esposa e já percebi . 

 

-Percebeu ? 

 

-Enquanto tocava na barriga dela eu poderia vê a conexão que tem com o pequeno que está aí .-Aponta para a barriga de minha esposa .-Creio eu que irá aumentar ainda mais tanto com o seu pequeno quanto com a sua esposa .

 

-Entendo ..

 

-Bom, por isso . Fique o mais próximo de sua esposa de carinho e atenção especial para este pequeno .-Sorriu para min .-Se precisar falta trabalho para os dois faça isso e caso se sinta péssimo em algun dia simplesmente se aproxime deles . Todos os problemas sumirão só em estar perto deles . Trate sua mulher com carinho e seja o máximo cuidadoso e principalmente não a estresse ou brigue com ela , isso só não afeta ela como também o bebê que era aí dentro . 

 

 

-Mais alguma coisa ? 

 

-Sim, quando chegar ao quinto mês de gravidez venha até aqui  para eu analizar a barriga de sua esposa . Espero que ela possa estar acordada no dia .-Rimos juntos ao ouvir aquilo .-Ela terá muito sono então não se preocupe ao vê ela dormindo quase toda hora ou roubando coisas na geladeira para comer . Isso é normal . Caso sinta a necessidade de ir até a sua casa só para vê sua esposa faça isso de imediato isso é devido a conexão que tem com ela e o pequeno .

 

-Mas por que essa conexão? 

 

-Bom , eu não sei se é verdade mas a cada século acontecesse isso . Eu li em uma revista sobre paternidade quando minha mulher estava grávida achei mentira mas quando vi você e ela junto percebi a conexão de longe . Quando for para a sua casa junto com ela pesquise mais sobre isso . Tenho certeza que te dará suporte para entender melhor . 

 

-Entendo...

 

-Mas principalmente amor ,  carinho , atenção e se for possível a sacie com a língua . Infelizmente quando a mulher chega ao sétimo mês de gravidez nós homens não podemos toca-lá mais . Por isso se for possível de o prazer que toda mulher necessita de um homen . Mas principalmente faça tudo com amor e converse com o seu pequeno também . Fale tudo oque sente para ele ou ela -Sorriu .-O bebê fica triste quando não está com você por perto . Por isso seja cuidadoso com ela . 

 

-Muito obrigada , digo a você que me despertou curiosidade sobre essa conexão . Prometo pesquisar e saber mais qualquer dúvida eu digo a você . -Falo isso fazendo o meu médico sorrir e fazer um sim com a cabeça . 

 

Pego a minha pequena em meus braços sem acorda-la sendo ajudado pelo o médico até o meu carro para eu não fazer tudo sozinho . Assim finalmente ela estava dentro do carro ainda dormindo e eu perdido em meus pensamentos . 

 

Como assim conexão? Repito a min mesma sentindo algo dentro de min falando para eu colocar a mão sobre sua barriga . Assim eu faço como o médico disse fazendo eu sentir uma sensação muito boa ao fazer aquilo . Acaricio suavemente a barriga de minha esposa .

 

Meu pequenino


Notas Finais


Espero que gostem
Comentem
Curte
Desculpe os erros ortográficos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...