História Casados da noite pro dia - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Cameron, Camila X Lauren, Camren, Fifth Harmony, Hentai, Lawrence, Mundos Inversos, Norminah, Romance
Visualizações 104
Palavras 986
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Hentai, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem :33 muito
Comentem
Gosto de ver suas opiniões ❤❤❤
Espero que aproveitem
E acho que irei oficializar o dia de postagem como sábado :3
Todo sábado (sempre que tiver internet) irei postar cap novo :33
E se vocês manifestarem tb :3 as opiniões de vcs e sugestões, eh claro!
Até o próximo!
😘😘❤❤❤

Capítulo 4 - O começo de uma vida estranha


Fanfic / Fanfiction Casados da noite pro dia - Capítulo 4 - O começo de uma vida estranha

Acordo com a cabeça pesada e uma dor entre as pernas.
Resmungo e me levanto, me sentindo um pouco diferente.
Reclamo um pouco como sempre, pego o celular e vejo as horas.
Nada mais me importava além das horas.
Duas da tarde.
Já tinha faltado a faculdade, então eu ia dormir mais um bocado, quando meu celular grita do lado.
Odeio que façam isso enquanto eu tô de ressaca…
Vejo que é só o despertador e desligo.
Passo as mãos no rosto e pelos cabelos e noto uma coisa diferente.
-Cadê meu cabelo…?- tento puxar novamente e nada.
Será que eu terminei com algum traficante?
Não me lembro de nada, nem do que aconteceu pra eu estar aqui.
Corro pro banheiro e olho no espelho e vejo minha fisionomia.
Só aí eu começo a entender…
Depois de acordar, olho pra baixo e vejo a razão da dor entre as pernas.
Eu estava duro.
Muito duro.
E com uma grande vontade de mijar.
Como se mija de pau duro??
Essa dúvida ficou martelando na minha cabeça enquanto eu tentava acertar o vaso, minha mãe iria me matar.
Na verdade, minha mãe sabe como eu tô??
E se ela visse isso??
-Cameron!! Café, filho!- ouço a voz da senhora Sinuhe Cabello, vulgo minha mãe berrar.
Quem diabos é Cameron?? 
Depois de ter feito o que deveria fazer, limpei aquela coisa e tentei guardar meu pau dentro da cueca.
Como eu estava de cueca??
As perguntas cada vez aumentavam e não fazia ideia do que fazer.
Pego uma toalha e tomo um banho, vou pro quarto com a toalha amarrada no corpo e pego o celular
O nome Dylan brilhava na tela
-Cameron, fez o dever???- Escuro um berrar masculino do outro lado
-Quem é Cameron??- Falo e percebo minha voz- Quem é você??
-Ta zoando comigo é??Dylan, pô…- escuto seu tom de voz diminuir e um barulho de buzina
-Que Dylan? tenho algum amigo chamado Dylan?? Seu nome parece com o de uma amiga minha, vocês iriam amar se conhecer!- solto sem pensar e o mesmo depois de um tempo ri
-precisamos conversar então, garanhão, por que pelo visto, tua cabeça tá mal, fala pra senhora Sinuhe que estou indo aí falar com o filho dela- o mesmo grita e prevejo ele desviando de alguns carros.
-ok…que filho?- o telefone desliga e fico sem entender.
Lembro da minha mãe e começo a procurar alguma coisa pra vestir
Vejo uma box azul e acabo vestindo ela.
-acho que está limpa.…-murmuro enquanto visto uma bermuda.
Fiquei sem camisa mesmo e desci as escadas.
-meu amor!!- escuto um gritinho animado da minha mãe- Fiz uma vitamina de banana com granola pra você, tem torradas e biscoitos- a mesma me dá um beijo na bochecha- hoje é aniversário de quem??- ela sorri escancarada procurando uma resposta
-anh…seu??- a mesma nega- do papai?- negativo de novo- da Sofi??
-Seu, Cameron?- Ela sugere e suspiro
-ah………legal, o Dylan quer falar com a senhora- solto ainda sem saber quem é Dylan
-Acho ele lindo…Ele é namorado daquela menina??
-Que menina, mãe?
-a Shane!
-Quem diabos é Shane??- pergunto e escuto a porta bater
-DYLAN CHEGOU- o mesmo berra na minha cara- Veio me receber semi nu?? Que lindo! Toma cuidado se não eu agarro- ele sorri e entra me jogando pro lado- TIA SINUU- Ele berra minha mãe e a abraça quando a vê- Meu amor- Dylan aperta minha mãe- vim falar contigo, mas antes quero falar com seu filho, ok??- Ele sorri e me arranca do lugar
Entramos no quarto e fecho a porta
-Devo dizer que está muito gostoso hoje, mas o assunto principal é, o dever- Arregalo os olhos
-você veio, até aqui, pelo dever inferno??- ele ri e se taca na cama
-não, pela Shane também- Dylan tira e taca a camisa na minha cara- A baixinha tá te procurando- Ele me encara e suspiro
-não conheço você, nem essa tal de Shane, e mesmo se conhecesse, eu não sou lésbica- falei e ele arregalou os olhos rindo assustado
-ookahy…?Tá tudo bem?? Pode falar cara, sou seu amigo!tipo…desde sempre-Dylan se sentou e eu sentei do lado dele
-eu acordei cara….-ele faz uma cara tipo "edaí?- tipo..com um pipi
-pipi?O que é isso??alguma doença?
-Pipi..tipo, pênis, pau- murmuro e ele deita
-aahh, pinto, pau, rola, saco escrotal- e ele começou a falar os vários derivados de pau- tu é homem, seria estranho não ter- ele murmurou
-não, tipo, eu me chamo Camila- afirmo e ele ri
-Cameron, você não tá bem, cara! Bom, feliz aniversário, bora sair pra comer umas vadias?- ele sorri e depois frustra- soh que eu não posso, o Norman iria me matar- ele suspira e rola na cama- enfim……eu pensei em te levar em uma boate legal nesse final de noite.
-Eu….meu nome é Cameron?E eu sou lésbica? Quer dizer, hétero? Por que sou um cara certo?
-o que tem no meio das suas pernas?Acho que te responde, vamos dar um oi pra tia Sinu, por que preciso ir pra casa do Norman
-Quem é Norman??
-meu namorado?
-você é gay?- acabei perguntando
-sim??- ele ficou me encarando e deu de ombros
-Mas então, você não tinha que conversar com minha mãe!?- pergunto e ele dá uma risada nasal
-Era desculpa pra te chamar pra boate, mas enfim…Tia Sinu!!- Dylan abraça minha mãe- queria chamar seu filho pra uma festa na casa da minha família, só gente fina, um jantar de família, com meus tios, pais, primos e etc!- ele sorri apertando ela e a mesma sorri
-claro, por que não??? Que horas??
-As nove- ele sorri pra mim
-claro que sim, Dylan, e a Shane?
-vai estar lá também!- ele comenta e eles se abraçam.
Levo ele pra fora e o mesmo puxa a chave do carro
-Hoje te levo pra uma boate maravilhosa- ele sorri e sacode as chaves do carro- às nove te pego aqui.

 


Notas Finais


Perdoem qlqr erro :3
Amo vocês dmais
Sério
Comentem :33 os comentários me incentivam a continuar
❤❤ Vamos sofrer cm essa história juntos KKK
Até o próximo, meus amores :33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...