História Casais - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia), Fairy Tail, One Piece, One-Punch Man
Personagens All For One, Boa Hancock, Brook, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Franky, Fumikage Tokoyami, Genos "Demon Cyborg", Hanta Sero, Hitoshi Shinsou, Inko Midoriya, Izuku Midoriya (Deku), Jellal Fernandes, Jinbei, Katsuki Bakugou, Kurogiri, Kuzan (Aokiji), Kyoka Jiro, Lucy Heartfilia, Mashirao Ojiro, Mei Hatsume, Melissa Shield, Mina Ashido, Minoru Mineta, Momo Yaoyorozu, Monkey D. Dragon, Monkey D. Garp, Monkey D. Luffy, Nami, Natsu Dragneel, Nico Robin, Ochako Uraraka (Uravity), Portgas D. Ace, Roronoa Zoro, Saitama "Caped Baldy", Sanji, Shanks, Shouto Todoroki, Tenya Iida, Tetsutetsu, Toga Himiko, Tomura Shigaraki, Tony Tony Chopper, Toru Hagakure, Toshinori Yagi (All Might), Tsuyu Asui, Usopp, Yuga Aoyama, Yuuga Aoyama
Tags Casais, Comedia, Romance
Visualizações 13
Palavras 3.878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Salve boys and girls! Aqui estamos com o primeiro cap da fic casais, e antes de começar devo avisar que todas as sugestões mandadas por vocês já estão em produção. E é claro eu tenho que lhes anunciar que com esse cap eu vou fazer fics separadas de One piece e outras obras que aparecerem aqui. E mais uma vez não se preocupem pois os casais que vocês comentaram já estão encaminhados, tenham paciência.

Capítulo 1 - Luffy e Hancock


Fanfic / Fanfiction Casais - Capítulo 1 - Luffy e Hancock

Narrador on....


conquistado toda a Grand Line o rei dos piratas Monkey D. Luffy retorna para a sua amada Boa Hancock para o casamento com a imperatriz depois de uma promessa feita antes de ter se tornado o rei. Após ter tomado a imperatriz em seus braços quando se encontraram em Wano antes da guerra, ele se casaria com ela depois de ser o rei dos piratas e ela com seu amor incessante como um furacão disse sim. pós tanta guerra e conquistas ele e seu bando finalmente retornam para Amazon Liliy.


Narrador off...


—ei Luffy já estamos chegando!—uma voz masculina estando levemente distante com bandejas de comidas nas mãos e um cigarro na boca o avisa.


—já estava na hora...-com a cabeça inclinada para baixo,o rei pirata admira a beleza de sua amada eternizada em uma foto- é hoje.-Luffy levanta a cabeça com um sorriso e vê uma tremenda audácia vinda de seu vice capitão- ah ei Zoro essa é a minha cadeira especial!—


Vinte minutos de pura tentativa vinda de Luffy para retirar Zoro de sua cadeira especial se passaram agora Amazon Liliy é ainda mais visível. Luffy levanta a postura,o vento bate em sua camisa branca aberta e na sua calça que vão até as canelas e seu chinelo. Zoro está deitado na cabeça do Thousand Sunny recusando se a sair dali mesmo com as reclamações de seu capitão logo Zoro muda de posição e fica sentado observando a ilha junto a Luffy.


—tudo vai ser diferente daqui pra frente.—diz Zoro calmamente com um sorriso olhando para uma parte qualquer da cabeça do Thousand Sunny.


—sim,para todos nós.—responde Luffy.


—vai cada um para um lugar depois disso tudo?—pergunta Zoro sem olhar para Luffy.


—todos nós completamos nossos sonhos seja desenhar o mundo todo,ter a cura para todas as doenças, descobrir a história perdida,ser um guerreiro destemido,encontrar o mar lendário, ser o melhor espadachim…ah, agora eu percebi, nós nunca paramos para pensar oque faríamos depois.—diz Luffy enquanto observa seus companheiros dando risada e conversando entre si.


—o depois não importa e nunca importou,nunca sabemos se vai ter um depois,pra quem socou um tenryuubito você devia saber disso.—rebate Zoro levantando a cabeça e a inclinando um pouco para o lado de Luffy com um sorriso.


— shishishi você tem razão.—ri com seu sorriso de orelha a orelha. A conversa entre eles vai se ampliando enquanto Thousand Sunny vai chegando perto do porto onde ele vai ancorar.


Adentrando no palácio com as pernas cruzadas sentada no trono toda poderosa está ela a rainha,a Imperatriz pirata e ex Shichibukai Boa Hancock cercada por suas irmãs fazendo tudo que elas podem, tentar,a única alternativa restante é tentar acalmar sua irmã. Os mimos e palavras de conforto como "ele vai vir","ele deve estar pensando em você" não funcionaram ou foram demasiado fracos se comparado as marteladas cujos pregos são a navegadora e a arqueóloga de seu noivo.


—ele deve estar se engraçando para o lado daquelas duas.—só de pensar nisso a imperatriz fecha o punho estralando os dedos se tornando ainda mais melancólica e amargurada.


—"aquelas duas"?—uma das irmãs de Boa se questiona.


—a navegadora e a arqueóloga. Vocês duas a viram uma vez no arquipélago de sabaody quando ajudamos Luffy a fugir de uns marinheiros.—


—agora que você falou…eu continuo no lembrando delas.—


— você realmente acha que ele estaria com elas mesmo depois de Wano?—questiona a outra irmã.


—é isso que me corroe.—respondo Hancock cabisbaixa.


— irmã,um relacionamento nunca anda pra frente se não houver confiança nos dois lados.—


—isso foi de certa forma bonito, você já teve um relacionamento assim antes?—pergunta Hancock.


— não, é que de fez em quando eu tenho uma brisa filosófica e sai esse tipo de coisa.—responde a irmã.


—ah—diz Hancock em um olhar perdido.


—H-Hancock-sama!!—os portões que dão acesso a sala do trono foi aberta por uma das guerreiras de Amazon Liliy. ofegante ela para e se ajoelha de frente a sua rainha.


—o que houve?—pergunta Hancock calmamente a sua honrada guerreira.


—L-Luffy-san chegou,ele está no porto!—com pausas de segundos em algumas de suas palavras a guerreira anuncia a chegada de seu amado fazendo com que essas palavras cansadas e ofegantes soem como a mais bela melodia nos ouvidos de Hancock.


No porto…


Luffy e seu bando estão ancorando o Thousand Sunny enquanto as guerreiras de Amazon Liliy estão aplaudindo e aclamando o nome de Luffy,isso se deve ao tempo que ele ficou fora.


—maldito,como pode ser tão popular com as mulheres?—pergunta Sanji amargamente sem esperar uma resposta.


Não a motivos para esperar. Luffy pula do navio direto ao chão segurando seu chapéu de palha para não voar, sem demora Luffy ergue sua postura e da passos na direção das guerreiras,em instantes elas abrem caminho para Luffy que passa por todas elas com sua jaqueta escura de rei dos piratas com um jarro de barro com rachaduras,marcas do tempo vindas de muitos ocorridos até o trono de rei. Uma planta ainda na raiz pois o jarro estava com terra até a boca fora o laço de presente. A espera é um luxo que Hancock não se permitiu ela saiu de seu palácio indo até Luffy,seus passos são apressados,ela não corre pois tem uma postura a se manter. Luffy anda tranquilamente já dentro da vila, Hancock está aproximando se do centro da vila. Luffy está a poucos metros do centro da vila. Hancock vê Luffy, Luffy vê Hancock, eles aceleram os passos e ficam de frente.


—L-Luffy…—pronuncia Hancock medianamente corada com um sorriso tímido.


—Hancock…—pronuncia Luffy com um sorriso olhando para Boa.


Hancock dá passos com curtas distâncias entre si, Luffy da passos com distância normal entre si aproximando seus corpos aumentando os pensamentos de Hancock de inúmeras atitudes que ela possa tomar a que mais lhe rodeia é um abraço para sentir o calor do corpo de Luffy. A tripulação de Luffy se aproxima de onde o casal está e um sorriso imediato toma conta de toda a tripulação ao ver mesmo que um pouco distante o reencontro de Luffy e Hancock.


— Luffy…— levantando os braços levando as mãos até o rosto de Luffy Hancock olha para atrás de Luffy e vê a tripulação mas seus olhos só reparam na navegadora e na arqueóloga.


Aquele sorriso é claramente um desafio vindo de Nami e Robin logo Boa não pode permitir ser desafiada em seu reino,ela põe as mãos em cima das orelhas de Luffy agarrando sua cabeça e o puxando para um beijo na boca deixando Luffy de olhos arregalados e surpreendendo o bando de Luffy igualmente surpresos. Hancock sai do beijo estando ligada ao chapéu de palha por uma fina linha de baba.


—…….—Luffy não consegue responder,sua mente não pensa em nada para dizer só a vontade de a beijar predomina a mente do rei cabeça oca.


— eu senti sua falta.—diz Hancock sorrindo para Luffy.


O chapéu de palha se inclina para frente com um beijo feroz em Hancock pondo uma mão na nuca e a outra na cintura da Imperatriz a puxando para perto, Boa em seguida passa as mãos no cabelo de Luffy o bagunçando logo Luffy põe a mão na coxa de Hancock e a levanta, a tripulação se aproxima, quase todos estão corados.


— francamente..deixe isso para a lua de mel.—diz Zoro puxando e esticando a bochecha de Luffy.


Luffy se separa do beijo com Boa dando risada,vo bando cumprimenta a rainha em seguida vão para o castelo onde comem bastante. Risadas vinda de todos os lados, amizades feitas assim como paqueras fazendo o bando ir dormir bem tarde com excessão do rei e rainha que durante toda uma noite matando a falta e saudade um do outro.


No dia seguinte...


Boa dorme abraçada a Luffy,ambos nus cobertos com um lençol branco, Luffy abre seus olhos e sente falta de algo,uma canção,a canção de Brook que o desperta todas as manhãs agora o despertar de Luffy vem naturalmente oque não é ruim mas não é tão bom quanto acordar ouvindo uma bela música. Luffy levanta aos poucos já tendo percebido Hancock abraçada a ele, lentamente ele se solta do abraço sem a acordar e sai da cama e corre para o banheiro para urinar,ele não se aguenta mais. Ele sente um arrepio pelo corpo seguido de um relaxamento. Enquanto se alivia no banheiro Hancock acorda com um sorriso de satisfação garantida,ela não vê Luffy ao seu lado e se levanta segurando o lençol para não ficar amostra seus seios então ela escuta o barulho de água no vaso e percebe onde seu amado está,olhando ao seu redor Boa vê o lençol dobrado agora bagunçado,o cheiro de Luffy no seu quarto fazendo Hancock por a unha do dedão na boca com um sorriso de quem sabe oque aconteceu e que vai acontecer de novo.


— hehe…Lu-— Hancock é interrompida de chamar por seu amado pois alguém bate na porta.


— irmã os ajustes finais da festa estão prontos!—do lado de fora do quarto a irmã de Hancock diz oque Hancock mais queria ouvir estando atrás somente da voz de Luffy.


—perfeito, Luffy Está tudo feito!—grita Hancock olhando para a porta do banheiro.


—o que está feito?—pergunta Luffy com a voz distante que ecoa minimamente no banheiro.


—nosso casamento,a festa e todos os outros preparativos foram concluídos!—responde a Luffy que sai do banheiro.


—então eu e você já.. podemos casar?—pergunta Luffy da porta do banheiro totalmente nu e Hancock com a cabeça acena para positivo alegre.


—finalmente-lacrimeja-eu e você,juntos não só no corpo mas na alma e coração também.— Hancock limpa suas lágrimas com um sorriso feliz usando o seu dedo indicador curvado.


—o que estamos esperando? Temos que avisar a todos!—exclama Luffy correndo e pegando suas roupas espalhadas pelo chão.


—Luffy espere!—Boa pede pra que Luffy espere mas não foi ouvida, Luffy veste seu short e corre até a porta.


Luffy abre a porta com alegria e vê a irmã de Boa e a abraça e gira com ela nos braços, Luffy a põe no chão e corre pelo corredor e vai até a porta da esquina do corredor e chuta a porta a abrindo com tudo.


—mas que diabos?!—indaga Zoro assustado pois foi acordado com um barulho alto.


—Luffy,o que houve?—pergunta Robin.


—o casamento está pronto! Eu vou me casar daqui umas semanas, Zoro e Robin levantem!—Luffy grita de alegria pulando em cima da cama e puxando Zoro e Robin pelo braço.


—idiota não está vendo que nós estamos pelados?—pergunta Zoro irritado.


—hehe—Robin ri com o braço direito segurando o lençol branco que cobre seus seios.


—vocês tem cinco minutos esse é o tempo em que eu volto!—diz Luffy pulando para fora da cama e saindo do quarto para os outros.


O mesmo procedimento é feito em todos os quartos em que sua tripulação ficou. Após irritar,assustar e soltar boas gargalhadas dos outros membros da tripulação todos estavam na mesa tomando café.


—eu pensei que o casamento seria aqui.—diz Nami tomando uma xícara de café.


—eu nunca disse isso,eu disse que iríamos retornar a Amazon Liliy.—explica Luffy sentado de frente a Hancock com doze metros de distância dado pelo tamanho da mesa.


—e onde vai ser?—pergunta Usopp.


—vai ser surpresa.—responde Luffy.


Eles enchem a barriga,se levantam e saem do palácio passando pela vila sendo aplaudidos. Uma despedida a sua rainha e a um grande amigo que estranhamente estica seu corpo, Chegando perto do porto Thousand Sunny foi carregado com comidas e bebidas para os deixar bem até chegarem ao destino. Eles embarcam e navegam dando adeus as guerreiras de Amazon Liliy que os serviram e trataram eles tão bem mesmo que por um dia.


—qual o nosso destino capitão?—pergunta Nami a Luffy que está em pé ao lado dela.


— East Blue é nosso destino, navegadora.—responde Luffy com um sorriso confiante então ele cruza os braços.


A navegação em direção ao East Blue começa. passado semanas de viagem com Hancock abordo do Thousand Sunny acomodada no quarto de Luffy. Terra é avistada,em poucos minutos Thousand Sunny solta âncora e para no porto, sem demora um por um dos membros vão descendo e andam por uma vila,vila essa cujo os moradores estão incrédulos ao verem o rei dos piratas que a muitos anos atrás sonhava e o fazia parte de um fato com suas palavras cheias de determinação que de alguma forma fazia alguns moradores terem a fé de que isso realmente fosse se concretizar. Luffy para de andar com sua tripulação e Hancock no meio da vila ao lado de um bar.


—me esperem lá dentro.—diz Luffy de costas para a sua tripulação.


—meu bem aonde você vai?—pergunta Hancock estando atrás de Luffy e a frente da tripulação.


—vou reencontrar uma bandida.—responde Luffy iniciando sua caminhada pegando distância de Hancock e sua tripulação que entram no bar como ordenado.


Luffy entra em uma trilha adentrando na mata,ele caminha por cerca de cinco minutos quando finalmente chega no alto da montanha ficando de frente a uma casa velha. Luffy sorri e anda em direção a casa Enquanto recordações tomam conta de si, recordações da infância de quando sonhava em ser um infame pirata com seus irmãos.


—Luffy!—uma voz infantil vinda da esquerda chama por Luffy.


Luffy para sua andada até a casa pra olhar a voz que o chama, olhando para o lado da voz Luffy via Ace mais novo virado de frente a ele.


—  pela última vez minha resposta é não,eu não vou entrar para nenhuma futura tripulação sua só pra receber ordens suas!—exclama e reclama Ace.


—…….—Luffy sorri e se vira para Ace tocando na ponta do chapéu de palha e ligeiramente se inclina junto a seu chapéu como uma forma de entendimento sobre a resposta. Luffy então volta a estar virado para a frente da casa.


—estou orgulho de você, finalmente você conseguiu.—diz Ace. Luffy arregala os olhos e olha para o lado esquerdo mas não vê mais Ace.


Luffy volta a sorri, voltando a andar até a casa logo Luffy para na frente da casa e bate na porta. Não a resposta então Luffy bate novamente.


—quem diabos é você e o que faz na minha casa?—pergunta feita por uma voz feminina rouca,velha e nervosa.


— não me reconhece…? Dadan.—diz Luffy se virando com as mãos levantadas,ele vê a aparência mais velha da mulher com a cabelos que vão do laranja natural ao branco cinzento,sua pele está tão enrugada que a faz parecer uma ameixa.


— não pode ser…—seus olhos se enchem de emoção vendo ele.


Dadan não se aguenta e corre até Luffy e pula no colo dele chorando, Luffy ri enquanto abraça fortemente Dadan.


Minutos depois No bar Zoro não para de beber assim como Sanji não se cansa de paquerar as garotas. Nami engana os homens para pagarem bebidas para ela e Robin e Hancock já Usopp está fazendo oque ele faz de melhor…mentir, mentiras sobre aventuras que ele não viveu sendo que histórias de aventuras foi oque ele mais viveu durante esses vários anos de tripulação. A porta do bar se abre com força,a risada rouca e velha se amplia pelo estabelecimento fazendo todos a olharem.


—hoje é um dia especial,bebidas por minha conta!—diz a voz feminina alegre.


—Dadan-san você fez algum roubo milionário?—pergunta a atendente do bar.


—ele voltou,ele está vivo hahaha— ninguém entende o motivo de tamanha felicidade de Dadan que por muitos anos ficou amargurada pela perda de Ace.


Uma sombra masculina de chapéu se forma dentro do bar fazendo todos olharem e verem o rei dos piratas,mais conhecido por ele como Luffy. A atendente com uma garrafa na mão entrega a Zoro mas ao ver Luffy ela logo solta a garrafa a fazendo cair no chão antes de Zoro a pegar,ela tampa a boca com a mão esquerda sentindo se indecisa entre chorar muito ou passar pelo balcão e ir abraçar Luffy, talvez a opção mais cabível a todos era chorar e pular de alegria.


—pessoal…eu estou de volta.—diz Luffy com um sorriso com o chapéu de palha tampando seus olhos.


—Luffy!!!—o gritos de todos no bar,a dicção não é das melhores pois estavam aos prantos ao verem Luffy.


A comemoração as custas de Dadan foi bem aproveitada por todos,o estoque de bebidas do bar foi esvaziado acredita-se até hoje que foi Zoro praticamente sozinho que fez isso, três horas se passam e a comemoração se mantém de pé deixando cada vez mais claro que Dadan realmente roubou alguém com dinheiro de sobra. Um navio vindo de Amazon Liliy carregado com tudo que uma festa de casamento necessita chega e solta a âncora parando no porto,sem que ninguém veja as guerreiras de Amazon passam pela vila com inúmeros acessórios de casamento. Bem mais tarde já quase na hora do por do sol todos não aguentam mais beber.


—pessoal eu quero aqui e agora convidar todos vocês para o meu casamento com essa.. Deusa.—diz Luffy com Hancock nos braços aplicando um cheiro no pescoço dela após terminar de falar.


—todos ficaremos honrados em participar, quando vai ser?—pergunta o prefeito.


—hoje.—responde Hancock soltando leves gargalhadas para as palavras de Luffy em seu ouvido.


—hoje?! Mas uma hora dessa não dá mais.—diz Dadan.


—eu disse a minha tripulação que seria uma surpresa o local do casamento e o mesmo se aplica a vocês.—diz Luffy para todos presentes ali.


—isso mesmo e por falar em surpresa o local exato não é distante daqui.—diz Hancock abraçada a Luffy.


— me sigam minha família.—diz Luffy levantando e andando até a porta.


Todos seguem Luffy,eles saem do bar e pegam uma trilha que continua dentro do mato,todos estão convidados para algo que não sabem ao certo do que se trata, talvez seja o álcool que está limitando o raciocínio lógico de todos,ele andam por cerca de cinco minutos até que chegam na casa de Dadan. Algo está diferente do normal na casa da bandida, será as decorações como cadeiras,um altar feito com madeira refinada com três degraus até o topo do altar os esperando. Luffy e Hancock sobem até o altar bêbados,roupas bonitas e menos bebida na cabeça de todos não importa oque importa agora é que a união está para acontecer,um rei precisa de uma rainha e acima de alguém que divida o trono com ele Luffy precisa de alguém que acorde todos os dias ao seu lado.


—vamos dar início ao casório. Monkey D. Luffy, você aceita Boa Hancock como sua esposa?—pergunta o padre idoso.


—aceito! hic!—responde Luffy soluçando.


—Boa Hancock, você aceita Monk-


—aceito.—ela já sabe a resposta a anos, ela aguardou pacientemente por isso, só queria a pergunta.


—muito bem então,pelos poderes concedidos a mim eu os declaro marido e mulher. Pode beijar a noiva.—diz o padre.


Luffy e boa se beijam apaixonadamente e todos aplaudem, depois veio a dança e Luffy e Hancock se divertiram em sua dança no meio de todos os convidados que também dançaram. horas mais tarde já perante o por do sol os chapéu de palha estão todos em  bosque observando o mar.


—então é aqui que encerramos…onde tudo começou.—diz Nami sentada em uma pedra olhando o sol indo para sua cama.


—ao que parece, sim.—ao término das palavras Sanji tragou profundamente o cigarro.


—foi muito bom, cada momento com vocês…—diz Chopper em pé.


—cada um vai encontrar o seu caminho eu tenho certeza—diz Robin.


—por quê estão tão melancólicos?—pergunta Luffy andando até eles.


—é que…todos nós vamos ter que nos separar…—fala Nami agora cabisbaixa.


—não fiquem assim, sempre vai haver um momento em que vamos nos ver... seja em semanas ou meses ou anos. Isso que estamos fazendo bem aqui nesse momento não é um adeus...é um até logo.—fala Luffy sereno tanto em expressão quanto em tom de voz.


— nós sabemos é que...nunca encontramos um tempo para nos prepararmos para esse momento...— seus olhos estão por um triz para transbordar as suas lágrimas só que ele as sustém. Como esperado do grande capitão Ussop.


— é incrível como viemos de volta a onde tudo se iniciou... East Blue...-sorri-—fala o rei dos piratas.


— o início de uma nova era.—fala o imediato.


—a era de um bobão.—diz Sanji. Todos riram.


—... vocês podem achar que estou inventando mas de certa forma eu sempre imaginei que seria assim o final da jornada mesmo não estando ligando muito para isso, lá no fundo eu sempre soube.—


—depois de tudo que passamos invenção seria dizer ou pensar que você está inventando.—fala Robin.


—por falar em invenção... cadê o Frank?— pergunta Chopper olhando ao redor.


—eu pedi a ele que buscasse o Thousand sunny.—responde o chapéu de palha olhando para o horizonte alaranjado vermelho.


—mas por quê?—questiona Nami.


— de longe eu vi vocês melancólicos e tomei uma decisão.— Luffy levanta os braços mirando no Thousand Sunny.


— EI LUFFY! ESTÁ TUDO PRONTO!— grita Frank do navio para seu capitão e consequentemente para o resto da tripulação.


— está tudo pronto para o que?—pergunta Zoro.


Luffy do chapéu de palha abre seus braços para um super abraço coletivo. Todos de uma vez só. Luffy quer tanto isso que estica suas braços até o Thousand Sunny e agarra o mastro com as duas mãos a segura com força. —e-ei Luffy...— Zoro soa frio, ele não tem boas recordações quando Luffy faz isso.— mais uma...— ninguém da tripulação ali entende oque isso quer dizer e muito menos oque ele quis dizer com isso. O rei olha de canto para Hancock, o olhar que expressa mais que qualquer palavra, ela entende o quão importante isto é para seu esposo. Ela acena com a cabeça, o consentimento que ele queria foi recebido com alegria. Com impulso Luffy vai para frente e abraça seus companheiros enquanto todos voam até o Thousand Sunny.


—AHHH!! EU TE ODEIO!— grita Zoro que se sente indeciso em ficar com raiva ou medo ou os dois de uma vez só.


—mais uma...mais uma aventura!— seu sorriso transparecente acima de quaisquer defeito está a postos. 


—seu bipolar maldito...! Você disse que isso não era um adeus, era só um até logo!—reclama Sanji.


— talvez eu tenha dito cedo demais!— fala Luffy em um tom de voz gargalhante perante aos gritos assustados da tripulação.


Todas as aventuras vividas, todos os inimigos derrubados, obstáculos superados, perdas de pessoas importantes, a fé depositada passada adiante seja por meio de um chapéu ou de um(a) companheiro(a)...nada disso foi em vão. Tudo que ocorreu junto a todos que apareceram e se foram em suas vidas serviram de motivação para o sonho almejado. Entre todos os acertos e erros uma coisa pode-se dizer com orgulho, mais orgulho cujo a lenda que morreu de pé, eles viveram suas vidas ao máximo com todos os riscos; até porque uma vida que não se arrisca, não merece ser vivida. Até outro dia Luffy do chapéu de palha, capitão dos chapéus de palha, todos iremos aguardar ansiosos pelo dia em que alguém herdará sua determinação e virará o mundo de cabeça para baixo assim como Gol D. Roger fez. Como você fez. E esse(a) alguém também fará. 


Fim...











Notas Finais


Espero que tenham gostado e como perceberam esse cap não teve só foco no casal em si ksks, isso se deve ao fato de ser uma inauguração as fics de One Piece aqui. Não estou dizendo que em todas os caps novos da fic de obras que não apareceram não vai ter foco em casais... estou dizendo que One Piece é minha segunda obra favorita estando atrás de Naruto. E último aviso, vai ter sim Yaoi e Yuri aqui, afinal de contas são casais que se amam e amor não tem nada haver com opção sexual.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...