1. Spirit Fanfics >
  2. Casal de três >
  3. Lembranças

História Casal de três - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oii, bom, essa fanfic já existiu, mas num passado nourry, quando vi Taekookmin achei que se encaixaria bem e a reescrevi. Será uma short fic e já está pronta então logo atualizarei.
Boa leitura!

Capítulo 1 - Lembranças


Tudo está escuro para mim, não porque estou caminhando a noite no dormitório a cegas a procura do interruptor, mas sim como me sinto sem eles. 

Em algum momento acho o interruptor, também acho uma garrafa de vinho, a qual abro e bebo no gargalo mesmo enquanto vou para o quarto. Depois de pegar uma caixa no armário do quarto me jogo ao lado da cama, no chão mesmo, com minha garrafa de vinho e fotos de um passado que eu não era escuro. Um passado que eu era um Taehyung alegre e bobo, apenas uma criança. As fotos vão passando e então eles aparecem. Lá estão eles de novo.  

Jimin dono de uma postura de dançarino maravilhosa, mãos fofas e lábios deliciosamente desenhados, já Jungkook com seus lindos olhos de jabuticaba, sorriso fofo de coelho e corpo esculpido pelos deuses.  Meus dois amores, minhas duas pessoas, eles. 

Passo a mão pelas fotos e bebo mais um gole me lembrando de uma época que não foi assim, uma época que era boa, mas estão Jikook interferiu... 

 

Sinto minha barriga rir de tanto rir, talvez por ter bebido um pouco além da conta ou pelo fato que dois dos meus melhores amigos tenham me convidado para um ménage. 

- Tae isso é sério – Jimin diz manhoso tentando me segurar, eu me afasto negando com a cabeça. 

- Não sou gay Jiminie – falo tentando me controlar e não rir, Jimin faz bico e eu não aguento, sorrio para ele, como ele consegue ser tão fofo? 

- Jungkook-ah convença ele – seu tom é de ordem e já sem a fofura anterior, nego com a cabeça, sempre amei a dualidade de Jimin.  

- Taetae, por favor – Jungkook passa a mão por meu peito – queremos muito isso, mas o Minnie não aceita se não for com você. 

- EU.NÃO.SOU.GAY – falo pausadamente, mas isso não parece fazer diferença, ainda mais para Jungkook que acabou de pôr a mão em meu membro ainda por cima da calça e faz uma leve pressão. 

- Não precisa ser gay pra isso, bom talvez um pouco – ele diz debochado e ri, me acariciando sem tirar seus olhos dos meus – nós só vamos curtir um pouco, hm? – ele olha para o lado e o vejo fazer sinal para que Jimin se junte a nós, ele obedece rapidamente e beija meu pescoço, me fazendo soltar um leve gemido, penso em sair, mas parece que eles têm algo que controla meu corpo e faz com que eu não queira sair, não me deixa lhes afastar, me afastar de seus toques, algo que me faz querer mais – Tae, por favor... 

- Por que eu? – pergunto baixo, porque não quero soltar os gemidos que teimam em sair por meus lábios a cada sugada que Jimin dá em meu pescoço ou conforme a pressão que Jungkook aplica meu membro já duro.  

- Você nos excita – Jimin me responde rouco, respiro fundo, me sentindo completamente quente e excitado. Sinto-me incomodado com a calça apertada, a vontade de tirar ela aumenta. 

- Já imaginei tantas coisas para fazer com você hyung – Jungkook fala se sentando em meu colo e eu mordo meu lábio inferior ao que ele começa a rebolar – seja nosso Taehyung, pelo menos por uma noite – seu tom é tão pornográfico que quase me faz gozar. 

- Vocês ganharam, eu faço, por favor, eu faço – falo quando Jungkook quica em meu colo, sinto meu rosto ser puxado e olho para Jimin que sorri safado, seu rosto se aproxima do meu e ele chupa meu lábio inferior – por favor – sussurro e ele me beija de uma maneira que nunca fui beijado. 

 

 

Nunca imaginei que aquilo poderia acontecer, muito menos ir tão longe, bebo mais um longo gole quando vejo qual é a próxima foto, meu coração se contrai e meus olhos se enchem de lágrimas. 

 

Entro no nosso dormitório e os vejo sentados ao sofá encolhidos um no outro, Jungkook é o primeiro a me ver, sorrio sem graça, Jimin segue o olhar do Kookie e me encara também. 

- Oi – murmuro indo até o sofá, com as mãos atrás do corpo. 

- Onde estava? – Jimin pergunta chateado – disse que só ia trocar de roupa e saiu de casa. 

- Quis fazer uma coisa, pra vocês – me sento ao lado do Jimin e entrego o embrulho. 

- O que é? – os olhos curiosos de Jungkook vão para as mãos de Jimin que está me olhando com aquele sorriso que o faz fechar bem os olhinhos. 

- Não é nada demais, só queria dar algo para lembrarem de mim, de ontem – sinto meu rosto ficar quente e olho para minhas mãos. 

- Taetae você me deu ontem muito, impossível me esquecer – o tom de Jungkook me deixa mais quente ainda possível, meu rosto deve estar muito vermelho. Eles riem. 

- Kook-ah pare – Minnie diz abrindo o embrulho, revelando um simples porta retrato, mas o que importava ali era a foto, que tirei quando acordei e nos encontrei ainda agarrados. Quando sai do quarto deles, prometendo voltar rápido, tive a ideia de revelar a foto e a emoldurar, e bom foi isso que eu fiz. 

- Wow é lindo Tae – Jimin diz animado e ganho um selinho inesperado dele. 

- Amei, já sei até onde vou por ela – diz Kook pegando o porta retrato da mão de Jimin e vai em direção aos quartos. 

Jimin me puxa pela mão para que eu me levante e me arrasta com ele, vamos atrás de Jungkook – Vai pôr ao lado da nossa cama? – ele pergunta e Kook olha para nós antes de entrar no quarto, acenando positivamente com a cabeça. 

Sento-me na cama com Jimin e vemos o mais novo tirar o antigo porta retrato com uma foto deles e pôr o que eu dei. 

- Não, essa foto é perfeita, não a tire daí – reclamo e Jimin aperta minha coxa. 

- Sim ele vai tirar, essa foto é importante para nós, sei que sabe disso, mas o seu presente, essa de nós três é ainda mais importante. 

- Então... será que posso ficar com ela? – Pergunto e os vejo se olhar, perguntando um para o outro se estava tudo bem, mas só com o olhar, sem emitir a pergunta oralmente, Kookie me entrega a foto e nós três trocamos um selinho triplo. Acho que nunca me senti tão feliz. 

 

Deixo um soluço escapar, me perguntando do porquê deixei isso ir em frente e não parei por ali, por quê? Mas mais um gole vem e outra lembrança vem com ela. 

 

Desde a noite em que passamos juntos, não consigo tirar ambos da minha cabeça. Isso tudo é tão surreal, nunca me imaginei em uma situação dessas, eu me apaixonar por dois caras, dois de meus amigos, e o pior, um casal de namorados. 

Saímos do palco, animados vamos para o camarim, estou me preparando para sair da arena quando um Jimin muito animado pula sobre mim, o que me faz cair no chão com ele em cima de mim. 

- Que porra Jimin – exclamo irritado ao sentir uma pontada nas costas, mas a irritação passa rápido ao o ver sorrindo para mim. 

- Pare de me evitar, está me magoando – ele diz baixo ao me abraçar. 

- O que quer que eu faça? – pergunto também mais baixo e vejo malicia em seus olhos. 

- Seja meu mais uma vez – Jimin diz e se senta sobre meu quadril, sinto meu corpo se enrijecer. 

- Jimin-ah – murmuro e ele ri, antes de me atacar com cocegas – pare Jimin, voc-cê vai me ma... mata-ar – tento falar em meio aos risos. 

- Kook-ah me ajude – ele diz e logo sinto mais um par de mãos em mim, me fazendo me contorcer ainda mais no meio do camarim, enquanto todos que veem a cena riem de mim. 

- Jk pare... Jungkook-ah, par...pare com isso a-agora – o peço, meus olhos estão cheios de lágrimas de tanto rir, e sei que estou todo vermelho. Ele sorri, sabe aquele sorriso largo, que mostra seus dentinhos de coelho e seus olhos ficam cheio de ruguinhas do lado. Não sei explicar, mas isso me faz amolecer, sinto que preciso desse sorriso para viver feliz. 

- Quem vê eles assim pode pensar até que esses três tem algo a mais – ouço Hobi hyung dizer ao longe e acho que Jikook ouviu também, por que as cócegas param na hora e os dois me encaram. 

- Nós poderíamos ter algo a mais – Jungkook sussurra, para que só Jimin e eu ouçamos. 

- Eu adoraria – Jimin sussurra animado. 

- Não sei – falo alto fazendo ambos se assustarem e chamando atenção de todos que estão na sala. 

- Não sabe o que? – Yoongi hyung pergunta se levantando do sofá. Empurro Jimin que ainda está em cima de mim e levanto. 

- Se nossos armys iam gostar de saber que alguém está se metendo entre seu amado Jikook. 

- Ninguém tem que gostar de nada – Jin hyung diz chegando perto de mim – você é meu – ele pisca e eu acabo rindo. Olho para o lado encontrando um Jimin de cara fechada e Jungkook com uma expressão nada boa, sorrindo de leve, nego com a cabeça. 


Notas Finais


Bom, espero que tenha gostado e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...