1. Spirit Fanfics >
  2. Casal Mortal >
  3. Capítulo dois

História Casal Mortal - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Gentee
Eu sei que sumi, mas acontece que meu notebook deu uma de louco de novo, meu estágio começou, acabei tendo bloqueio criativo, aí tive que procurar um bom App que desse pra mim escrever a história pq era chato e meio difícil escrever no docs do drive pelo celular... Enfim aí eu achei o App Inkspired que é otimo pra escrever e agora tambem tô publicando por ele!
Enfim vou voltar a publicar e vou tentar manter toda semana um capítulo novo e para os leitore da minha outra história tem RECADINHO no final do capítulo!
Boa leitura,
Ass: Bruxinha 🎃
P. S.: obrigada aos que não desistiram de mim, aos qie favoritaram e boas-vindas aos novos leitores do meu trabalho !

Capítulo 2 - Capítulo dois


Fanfic / Fanfiction Casal Mortal - Capítulo 2 - Capítulo dois

Melody POV

Imaginando coisas, eu estou imaginando coisas onde não existem e talvez Clara tenha razão que estou ficando louca de tanto estudar. É o primeiro dia de aula, estou feliz porque Clara e os outros estão na minha sala, ou seja, todos os dias juntos na mesma sala. Nos dirigimos a nossa sala que era a 3C, tomamos nossos lugares na seguinte ordem, eu e Adam na frente perto da mesa do professor, enquanto Bob e Clara iam mais para o meio da sala onde ficam geralmente a galera popular.

Os outros alunos foram entrando e tomando seus lugares, os nerds mais na frente, os populares no meio, os encrenqueiros no fundão e os que dormiam nos cantos perto das janelas e paredes. Vi todos entrarem, cumprimentei alguns, mas não vi os Valencia entrarem e eles devem ter ficado em outra sala, Adam estava falando alguma coisa sobre as novas matérias e eu não ouvia nada do que ele dizia.

- Melody, você está prestando atenção? - Adam me chamou tocando meu ombro - Você parece esta com a cabeça em outro lugar, aconteceu algo?

- Desculpe Adam, é que eu acho que vi algo que não deveria ter visto… - comecei a falar, mas fui interrompida pela entrada do professor de matemática e fiz um sinal lhe indicando que contaria depois.

O professor estava falando de como seria a dinâmica desse semestre e a divisão do seu conteúdo, passaram-se uns 30 minutos desde o início da aula e já passara seu primeiro trabalho assim como dera a Adam a lista de frequência. De repente a porta da sala se abre e os Valencia entram por ela, o professor parou de anotar a matéria no quadro e se virou para eles com uma carranca horrível, mas que aparentemente não surtiu o menor efeito nos dois parados na porta que apenas o olharam indiferentes.

- Posso saber onde os dois turistas estavam em vez da sala de aula? - o professor perguntou ressaltando a palavra turistas.

- Nos perdemos… - Simon falou e Isabelle concordou com ele, mas o professor era do tipo que detesta atrasos e não ia aceitar com tanta facilidade essa desculpa.

- Se perderam? Ah, que pena! Talvez se eu desse um mapa vocês não se perdessem… - o professor falou, ele gostava de humilhar os alunos, mas parecia que seus comentários não surtiam o menor efeito nos Valencia - Sentem-se ou por acaso não conseguem achar seus lugares na classe?

Alguns idiotas deram risinhos da situação, o professor seguiu com a aula e logo passou uma atividade bem complicada dizendo que quem terminasse podia sair. Olhei ao redor, muitos faziam cara de confusos e alguns estavam com o celular em mãos procurando as respostas na internet. Senti alguém tocar meu braço, me virei vendo Adam que mexeu os lábios dizendo “Está conseguindo?” e eu balancei a cabeça negando, então de repente duas pessoas passaram por nós e quando vemos são os Valencia entregando a atividade ao professor que os encarava de boca aberta.

- Se soubéssemos que o seu nível era tão básico teríamos continuado perdidos! - Simon disse ao sair com Isabelle da sala deixando todos boquiabertos.

- O que estão olhando? Voltem a fazer suas atividades! - o professor exclamou.

Eu voltei fazer o exercício, depois de uma hora Simon e eu conseguimos terminar e sair da sala, estávamos comparando nossas respostas quando uma garota esbarrou em mim. Ambas caímos, meus cadernos que estavam nas minhas mãos se espalharam pelo chão e entre eles meu diário, a capa rosa com purpurina e laços chamaram a atenção da morena a minha frente e foi nesse momento que percebi o problema que havia me metido.

Carla Hargreeves era a garota que esbarrou comigo, ela era italiana, popular, bonita, morena, olhos castanhos, bronzeado perfeito e cheia de curvas… Ela era perfeita! Então suas unhas grandes pegaram meu diário, ela me olhou furiosa e depois sorriu de uma forma maliciosa, Adam a ajudou para se levantar, mas é claro que a ajudou já que é sua namorada. Ele não me ajudou a levantar, não me ajudou com os cadernos espalhados no chão e muito menos com o que veio a seguir.

- Dios mio! Além de pobretona a baleia é cega tambem… - Carla falou alto para que todos no corredor ouvirem, ninguém interviria e as lágrimas já começavam a encher meus olhos - Ah não, a bebezinha vai chorar agora, voce quer uma mamadeira?

Todos me olhavam rindo da minha cara enquanto ela fazia aquilo, olhei ao redor e vi Adam, Clara e Bob no meio de todos ali. O Bob ria e vaiava, Clara virou o rosto para não me olhar e Adam olhava tudo aquilo encolhendo os ombros como se me pedisse desculpas. Meus melhores amigos não me ajudariam, ela continuou lá me xingando de baleia, feia, esquisita... Ela começou a ler trechos do meu diario também, me humilhando cada vez mais, as lagrimas escorriam pelo meu rosto quente pelo rubor da vergonha e raiva que estava sentindo na hora.

— Bruxa... — sussurrei baixinho, mas ela ouviu e não gostou nada.

— Bruxa? Eu sou uma bruxa pra você, bebezinha? — Carla falou em tom debochado enquanto pegava meu rosto com suas unhas enormes que me machucavam.

— Carla, acho que deveria parar com isso agora... — Adam tentou falar com a namorada, mas ela não só precisou olhá-lo para que este se calasse.

Eu estava perdida, Carla não iria parar com aquela humilhação tão cedo e ninguém me ajudaria. Ela voltou a ler os trechos do meu diário rindo, todos riam com ela e então a mesma começou a rasgar as páginas dele. Implorei para que ela parasse, mas não fui ouvida e as paginas rasgadas flutuavam em direção ao chão.

— Vou falar uma unica vez e espero que a projeto de Barbie ouça muito bem... — uma voz calma se fez presente em meio a multidão, todos olharam na direção do casal de novatos e viram que a voz pertencia a Isabelle — Deixe-a em paz ou vai se machucar!

— E quem você pensa que é? — Carla falou sem demonstrar medo e todos faziam silêncio para assistir aquela cena se desenrolar.

— Penso que sou alguém que sabe que isso é bullying e que não fica parada vendo pessoas puras e gentis serem maltratadas! — Isabelle falou ao se aproximar de Carla enquanto Simon veio até onde eu estava e se abaixou me analisando — Não conheço essa garota, mas tenho certeza de que ela é inofensiva e não lhe fez nada que merecesse um tratamento desses...

— Oh nossa! Uma defensora dos pobres que lindo, vamos bater palmas pra ela! — Carla exclamou rindo e batendo palmas — Garota vê se fazer esse seu discursinho heroico em outro lugar!

Então Carla tentou empurrar Isabelle, mas ela não esperava que a platinada segurasse seu pulso e o torcesse levando-o para suas costas. Isabelle havia se movido tão rápido e com tanta flexibilidade ao girar o pulso da italiana que não conseguiu reagir, todos ficaram surpresos ao ver a cena.

— Você está bem? — a voz baixa e grossa de Simon me fez arrepiar pela surpresa, olhei para ele e assenti em seguida corei pela proximidade de nossos rostos — Ótimo! Tome e me segure com firmeza.

Eu não entendi a princípio o que ele estava fazendo, então Simon colocou seu casaco em meus ombros, passou um de seus braços por debaixo de meus joelhos e o outro por minha coluna, automaticamente segurei em seu pescoço corando de forma violenta e então ele me ergueu em seus braços. Vi que algumas pessoas nos olhavam, eu estava envergonhada com os olhares deles, então escondi meu rosto em seu peito e Simon deu meia volta começando a andar.

— Eu sou muito pesada, me coloque no chão por favor! Todos estão olhando... — pedi para ele que me ignorou, eu estava insegura por conta de meu peso e fiquei mais envergonhada do que já estava.

— Fique quieta! — ele disse ao parar e se virou olhando para atrás vendo as duas garotas paradas no meio do corredor — Isa, solte-a e vamos agora!

Criei um pouco de coragem e olhei para elas, Isabelle ainda imobilizava Carla que grunhia tentando se soltar, mas pelo visto a menor ainda era mais forte que ela. A platinada soltou o braço da morena e saiu dando-lhe as costas, mas Carla irritada com a humilhação sofrida segurou os cabelos platinados de Isabelle com uma mão puxando-a para atrás e arranhando-lhe o rosto com a outra.

Isabelle pega de surpresa logo reagiu, segurou a mão que puxava seu cabelo, impulsionou seu corpo para atrás fazendo com que Carla soltasse e fosse jogada para frente. Então ela segurou o braço da morena torcendo e segurando-o nas costas dela, impulsionou seu joelho na direção da lombar de Carla, empurrando o corpo dela direto nos armários e a soltou.

Carla caiu no chão gemendo e chorando de dor, seu nariz sangrava devido a colisão com o armário e a platinada novamente lhe deu as costas vindo em nossa direção. As amigas de Carla, entre elas Clara, foram ajudar a morena e então Clara se virou em nossa direção me olhando indignada.

— Olha o que você causou, Melody! Você a fez se machucar! — ela gritou e comecei a me sentir horrível.

— Eu não fiz isso... eu não queria! — falei com a voz embargada pelo choro, mas ela me deu as costas.

Escondi meu rosto novamente no peito de Simon, ele esperou Isabelle se aproximar mais e então saiu andando comigo sendo carregada. Não sei pra onde eles estão me levando, só espero que seja obde não tenha ninguem que me veja chorar.





Notas Finais


E então o que acharam? Valeu a pena a demora pra postar? Espero que sim e que tenham gostado!
⚠RECADINHO SOBRE A OUTRA HISTÓRIA⚠
Gente a história "Eu odeio você..." esta em processo de revisão e reescrita por minha parte pq fui reler ela e acabei percebendo que alguns trechos não estavam fazendo sentido pra mim, assim com o tempo cronológico me pareceu meio bagunçado e tals
Então eu vou revisar, organizar e reescrever ela, mas não vão ser grandes mudanças no desenvolvimento vai ser só alguns detalhes, mas não vai mudar a historia totalmente ok?
Então peço paciência para vocês pq vão demorar um pouquinho, mas acho que nessa semana eu ja posto dois capítulos revisados e corrigidos!
Obrigada pela atenção e carinho de vcs por lerem minhas histórias, pq isso é muito importante e motivador pra mim!
Sério mesmo vcs são muito importantes para a bruxinha!
Um beijo e até o próximo susto 😱
Ass: Bruxinha 🎃


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...