1. Spirit Fanfics >
  2. Casamento arranjado - camren >
  3. Péssimo negocio

História Casamento arranjado - camren - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Aparecendo de novo e novamente

Capítulo 18 - Péssimo negocio


Pov. Camila Cabello.

Eu tinha apenas duas opções, uma era: eu poderia me levantar, colocar minhas roupas e sair correndo o mais rápido o possível dali, conseguir documentos falsos, me mudar para outro pais e começar uma vida nova fingindo que aquele momento nunca existiu. Minha outra opção era: esperar ela acordar, questionar o que tinha acontecido e agir como adulta enfrentando a consequência das minhas ações. Eu sei que são péssimas opções, até porque eu não faço a mínima ideia de onde conseguir documentos falsos.

Me levantei da cama o mais devagar o possível, sem fazer barulho eu peguei a camisa social que estava em cima da cadeira que pairava próxima a porta e sai em direção a cozinha, para minha sorte eu conheço esse apartamento relativamente bem.

Abri a geladeira e me servi de um copo de suco de uva geladinho, admito que isso melhorou meu estado em pelo menos 15%, me sentei na bancada a minha frente e fui tentando mais uma vez em me lembrar dos acontecimentos do dia\noite anterior. Para minha sorte (ou não) nessa vez eu não falhei miseravelmente.

Flashback on

Assim que eu e vero chegamos ao pub logo procuramos uma mesa para nos acomodar, um pouco ao fundo do local para ter mais privacidade apesar que em qualquer lugar daqui daria para ter privacidade já que o lugar estava praticamente vazio, o que era compreensível já que eram apenas 16:00 da tarde. Acho que esqueci de comentar que entre o ensaio nós fizemos algumas pausas, mas enfim aqui estávamos nos e logo vero apareceu na mesa trazendo duas doses de tequilas ligeiramente generosas e também duas margaritas, impressionante como ela conseguiu equilibrar tão bem a pequena bandeja onde ela trazia tudo.

- Vamos lá, camilinha, isso é para comemorar esse ensaio maravilhoso que tivemos o prazer de fazer.

- eu não vou beber muito, ok? Primeiro eu estou dirigindo e segundo eu tenho um jantar para ir ainda hoje.

- como está toda certinha ela gente

Assim que vero se calou os duas colocamos as doses de tequila para dentro. Vero levantou o braço e pediu mais uma rodada, eu precisava averter ela senão eu iria sair daqui direto para o hospital.

- ei vero, vai com calma

- poxa, eu te conheci menos chata, o que aconteceu foi esse noivado que te envelheceu trinta anos?

- nada disso, eu continuo a mesma camila, mas eu realmente tenho compromisso ainda hoje.

- é com a dita cuja?

- a própria, nada muito especial, vamos só sair mesmo.

- vai me contar agora essa história louca que você vai se casar assim do nada?

- olha tudo começou quando a empresa da família de Lauren precisava de uma generosa ajuda financeira...

Depois de contar tudo a vero de uma maneira nada resumida agora nos já tínhamos passado bem mais de duas doses, inclusive a garrafa já estava na nossa mesa e agora o lugar já estava bem mais preenchido do que quando nós chegamos, também tocava alguma música muito alta e batida era forte.

- Vem nos vamos dançar!

- vero eu preciso ir embora, meu deus eu nem tenho noção de que horas são agora.

- é só uma música, vem logo

Nos juntamos a uma pequena multidão que tinha na parte daquele pub, nem tinha percebido que aqui tinha uma pequena pista de dança, tenho que me lembrar de ser mais observadora. Nós não dançamos apenas uma música e sim pra lá de dez e quanto mais dançávamos mas nos bebíamos e era como se eu estivesse presa ali, não tinha percebido o quanto eu estava precisando desse momento.

Comecei a dançar com uma ruiva que eu não tenho a mínima ideia de onde apareceu, ela tinha entre 1,60 e 1,65, cabelos no tamanho médio, vestia uma regata preta e uma calça, estava bem simples e mesmo assim muito bonita, me virei de costas para ela e comecei a rebolar minha bunda, ela logo colou seu corpo no meu e suas mãos foram para a minha cintura, ela acompanhava bem o meu ritmo e a pressão das suas mãos no meu corpo era algo muito gostoso. Senti que ela se afastou repentinamente de mim mas não me importei muito, continuei dançando até sentir uma mão puxar levemente porém firme o meu braço, quando me virei a última pessoa que eu imaginei encontrar ali foi a mesma que apareceu.

Flashback off

- não vi quando saiu da cama

- meu deus que susto

- para esta se assustando fácil assim só pode estar aprontando.

Ela disse se aproximando ainda mais e com uma naturalidade impressionante.  


Notas Finais


espero que estejam curtindo o desenvolvimento da fic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...