História Casamento Arranjado - Imagine do Park Jimin - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Chungha, Got7, Monsta X
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Ki Hyun, Kim Chung-ha (Chungha), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé
Tags Bangtan Boys (BTS), Casamento Arranjado, Jeoneund, Jimin
Visualizações 253
Palavras 584
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~~boa leitura💕🍭

❌Não revisado❌

Capítulo 29 - Capítulo 28


Fanfic / Fanfiction Casamento Arranjado - Imagine do Park Jimin - Capítulo 29 - Capítulo 28

JM : Calma amor! A história é simples

S/N : Tão simples que os dois — olhei para eles — estão enrolando — revirei os olhos.

CH : Se essa besta, que você chama de marido, não contar, eu conto então — se ajeitou no sofá e olhou nos meus olhos.

O olhar dela me dá arrepios, cruzes!

CH : Eu sou adotada — abri a boca em um perfeito "O", chocada com a notícia — A senhora Park me adotou quando descobriu que não podia mas ter filho. Como Jimin não tinha muitos amigos, a nossa mãe deve a ideia de me adotar para, também, não deixar o filhote aqui solitário — apertou as bochechas do loiro ao meu lado — Apenas isso, nada de mais. — deu de ombros.

S/N : De certa forma, estou chocada — ri — Então quer dizer que o meu bebê era solitário? — fiz uma voz fofa, apertei de leve sua bochecha e o mesmo me puxou para sentar no seu colo.

JM : Era. Não sou mais, sabe por que? — segurou na minha cintura, entrelacei meus braços no seu pescoço e me aproximei.

S/N : Por que?

JM : Porque você está comigo — sorri corada e o beijei.

O beijo dele vicia, é tão bom que eu queria poder beijar ele toda hora.

CH : Vão se pegar na minha frente mesmo? — nem prestei atenção no que ela disse, apenas continuei beijando o Jimin — Fui ignorada, beleza. Já vou.

Nem vi a Chung-Ha sair, só ouvir o som da porta fechando.

Naquela casa, só se ouvia os estalos dos beijos que eu e o meu marido compartilhavam. Ora ele apertava a minha bunda, ora ele apertava a minha coxa.

S/N : Quer mesmo transar no sofá da sala? — sorri sapeca e comecei a beijar o seu pescoço.

JM : Por que não?

Quando íamos voltar a nos pegar novamente, o telefone dele começa a tocar. Ele tentou pegar o aparelho celular, mas não deixei.

S/N : Estou necessitada, sabia? — falei manhosa — Eu preciso de você...

JM : Amor... — suspirou fundo quando peguei no seu membro, rígido — S-só deixa eu atender

Bufei impaciente e saí do seu colo. Voltei para o quarto e me deitei na cama.

S/N : Vou dormir um pouco — me cobri toda, esperando o sono vir

POV's JIMIN

Ri fraco, pela atitude infantil da minha esposa. Peguei aquele bendito telefone e atendi.

— Alô?

— Park Jimin?

— O próprio. Quem é?

— Só vim avisar que é para tomar muito cuidado

— Do que está falando? Quem é?

— Você não quer que a sua preciosa esposa se machuque, certo?

— Se não falar quem é, considere-se um homem morto!

— Vai matar o seu melhor amigo?

— Jin?

— O próprio! — ouvi sua risada do outro lado da linha — Voltei para Seul

— Sério? Desde quando?

Kim SeokJin é um grande amigo meu, melhor amigo na verdade. Sempre me ajudou e sempre esteve ao meu lado.

Faz uns 2 anos que ele foi para Xangai, para focar na sua carreira de modelo. Jin prometeu voltar o mais cedo possível, que bom que ele voltou agora.

— Desde hoje de manhã

— Tá hospedado em que hotel?

— No de sempre

— Em dez minutos chego aí

Desliguei o telefone e guardei o mesmo no bolso da minha calça. Peguei as chaves do carro e saí de casa, indo direto para o hotel onde o meu caro amigo estava hospedado.








Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...