1. Spirit Fanfics >
  2. Casamento arranjado - Kim Namjoon >
  3. Volta pra mim

História Casamento arranjado - Kim Namjoon - Capítulo 24


Escrita por: beajulia e Hacker__They__18

Capítulo 24 - Volta pra mim


Fanfic / Fanfiction Casamento arranjado - Kim Namjoon - Capítulo 24 - Volta pra mim

Namjoon on

Aquela voz, quanta saudade eu senti, a quanto tempo eu desejei ouvi-la; e porque ainda me sinto quebrado mesmo depois de ouvir e saber que ela ainda poderia me achar mesmo que eu não pudesse a achar ou tocar.

Aquele envelope era o meu foco nessas ultimas duas semanas, o numero que me ligou era bloqueado e eu não poderia descobrir onde a dona do meu coração se encontrava ou onde ela se escondia de mim, meu coração se quebrava a cada manhã ao saber que ela estava longe de mim. 

Jimin estava animado com o casamento e eu estava com a cara de defunto como se houvesse morrido e realmente eu morri quando ela me deixou

Namjoon off

Mary on

Esquecer qual é o som da voz dele? É impossível e algo que eu realmente desejo nunca esquecer, como meu coração saltou ao ouvi-lo e como eu queria dizer onde estou e ver ele entrar por aquela porta e o beijar e agarrar e nunca mais soltar. Quanta saudade eu sinto dele... mas eu fiz uma escolha pensando no nosso bem e agora no bem do nosso filho, não quero que ele cresça tendo o ódio dos avós pela mãe e que muito menos tenhamos brigas frequentes.

Remendar o que foi quebrado, desdizer estas palavras ditas e encontrar esperanças na falta dela? Não tinha como; mesmo sendo solitário, não há um lugar para se apoiar e mesmo sendo doloroso eu preciso continuar sem ele

Mary on

- até quando você vai continuar se negando a felicidade? – eu pela primeira vez vi Joana irritada

- Não estou negando, apenas pensando antes de sentir – disse me levantando para pegar um pouco de suco

- Então pensa mais um pouquinho... e seu filho não merece ter o pai por perto?

- Merece, mas eu não por isso escolhi a distância; estou machucada e machuquei pessoas que eu amo – disse me sentando ao sofá

- e acha mesmo que se afastando de alguém que você ama vai diminuir o buraco que tem ai?

- Não vai Joana, mas vai evitar mais sofrimento

- Você vai aumentar o seu sofrimento isso sim... por acaso você não o ama?

- Eu o amo do fundo da minha alma, mas isso não é plausível quando se machuca

- Quando machuca a gente conserta, a gente muda; não se afasta e enfia uma faca no próprio peito

- Eu não estou fazendo isso Joana! – a olhei surpresa com as palavras

- Esta sim e pior, esta se enganado achando que não e se continuar assim você ira afastar seu filho dele e quem vai sentir será essa criança. Acha que ela não sente o que você sente? E pior que sentir é ele ser afetado ainda antes de nascer por tais atos e sentimentos, se vocês se amam e se você o perdoou nada pode afastar vocês a não ser você Mary!!!

- Eu preciso de tempo...

- Quanto tempo? Cicatrizes demoram a se curar, mas não é algo eterno e talvez quando você quiser pode não o ter mais

      Mary on

Ela saiu do cômodo e eu comecei a chorar e porque eu não sei, mas doeu cada palavra pois não era o que eu queria ouvir e sim o que eu precisava ouvir naquele momento para abrir os meus olhos, mas eu deixei o medo falar mais alto e me recusei a falar com ele novamente.

Naquela ligação após desligar eu chorei tanto e me recusava a ter o luxo de ter ele novamente, os dias foram se passando e eu tentava me distrair, mas o casamento de Rari estava chegando e eu estava aflita pois eu o veria e não saberia como agir nessa situação

        Mary off

- O casamento já está próximo e eu estou nervosa – risos –

- Eu sei que esta, mas vai sair como nós planejamos meu amor – Jimin me beijou

- Jimin minha maior preocupação é Mary! Ela vira e eles vão se ver e eu não sei o que pode acontecer... ela esta gravida!

- Eu também tenho medo doque pode acontecer, mas vamos pensar positivo e torcer para que Mary esteja disposta a mudar de ideia pois ele não se recuperou e já fazem 4 meses Rari – beijei a mão dela

- Isso também me preocupa, eles se amam; mas por causa do incidente ela se culpa e não consegue tirar da cabeça o quanto os pais dele estão a odiando nesse momento e o quanto isso pode afetar o bebê... vamos tentar convence-la

Milão

- Mary, vamos querida quero ver o vestido! Ainda tenho um encontro – dizia Claudio empolgado tanto com o vestido como o encontro

- O que acha, esta marcando muito a barriga, não esta? – perguntei me olhando ao espelho e vendo ele me olhar decima a baixo

- Esta linda, mostra sua linda barriga de 4 meses... – Claudio fala pegando a minha mão e me rodando, era um vestido azul bebê bem soltinho, mas moldava minha barriga

- Você vai comigo no casamento né! – o encarei

- Vou sim, meu amor também vai pois queremos conhecer o amor da sua vida e o pai dessa menininha que esta a caminho

- não vamos para ver Namjoon e sim para comemorar com Rari... o objetivo é evitar ele o máximo possível.

O grande dia

- Eu estou nervoso. – diz Jimin ajeitando a gravata

- Nervosos porquê? Você já conhece cada detalhe de Rari, não sei para que tanta aflição – Disse Jeon

- Não só pelo casamento, mas por Mary e Namjoon; ele não sabe que ela vira – procurei falar o mais baixo possível

- Agora podemos ter uma baita briga por isso, se ele a ver sabe-se lá Deus qual será a reação dele – diz Tae

- Pois é por isso preciso que fiquem de olho nele, ela não vira sozinha justamente para tentar manter distancia dele e sabemos que pode sim rolar uma briga nisso tudo ainda mais sabendo que Namjoon é explosivo em relação a ela – disse Jimin

- Vamos ficar de olho – diz Hobi

- Hora de ir Jimin – falou Namjoon ao entrar no quarto... O casamento seria no Jardim da casa dos pais de Mary a casa era enorme e eles teriam mais privacidade com família e amigos...

- Você é a noiva mais linda que eu já vi sabia! – diz Mary olhando Rari dar uma volta com o vestido

- esta mesmo bom Mary? será que Jimin vai gostar? – ela parecia nervosa

- Vai amar seu vestido e ainda mais com esse corte na perna, se eu fosse você tomava cuidado quando fosse sentar ao lado dele – ela me deu um leve tapa – ai, não estou falando nada de mais

- Como você esta? E essa pequena ai? Você esta linda gravida Mary – Rari diz acariciando minha barriga

- Estamos bem...

- E Namjoon? Reconsidere Mary!

- Não vou, vim por consideração a você e Jimin, não insista – disse me afastando dela

- Tudo bem... – fomos interrompidas pela mãe de Mary a nos alertar que precisávamos ir. E a decoração estava linda, maravilhosa, Mary chegou semanas antes para me ajudar com tudo e não poderia estar melhor...

Mary on

Meu coração parecia que iria sair pela boca quando entramos no jardim porque a primeira visão que eu tive foi dele ao lado de Jimin, com os cabelos pouco cumpridos e meio acinzentado com aquele terno preto que destacava sua pele, meu coração acelerou e vejo os olhos dele pousarem em mim e um leve sorriso se formar ao seu rosto e como eu tive saudades do seu sorriso, suas covinhas, saudades de vê-lo, mas não podia demonstrar.

Me sentei ao lado de Claudio que logo me encarou perguntando se eu estava bem e com certeza por dentro eu não estava, meu coração estava a mil, querendo correr para os braços dele e nunca mais soltar.

Logo Rari entrou e todos ficamos de pé e percebia que seus olhos estavam em mim e mesmo todo foco sendo Rari ele insistia em me olhar e isso só me deixava mais inquieta ainda. Após a cerimonia que foi iniciada no final da tarde entramos para o grande salão de festa que havia na casa eu procurei o lugar mais escondido possível para ficar junto a Claudio e Noah, mas parece que Jimin fez de propósito e veio sentar a minha mesa

- O que pensa que está fazendo Park Jimin? – o encarei

- Estou sentando com a minha esposa junto a minha amiga e prima – diz de maneira debochada

- Se vocês não sumirem daqui eu juro que nunca mais falo com vocês – os encarei já com o sangue fervendo, pois, a tropa toda veio a nossa mesa e a festa já estava formada não é mesmo

- Que saudades Mary – diz Tae vindo a minha direção querendo me abraçar – então quer dizer que você vai ser mamãe!

- Vou sim Tae, eu estou bem e vocês, soube que você e Stela estão namorando onde ela esta falando nisso?

- Ela foi ao banheiro

- Mary achei que você não ia vir em! – disse Jeon todo animado em me abraçar

- Não poderia perder o casamento de Jimin e de Rari... quero que conheçam Claudio e Noah são de Milão – todos se cumprimentaram, mas Namjoon não trocou uma palavra sequer comigo desde que se aproximou

- Bom eu vou comer estou com fome – Disse Hobi – Vamos Nam! – e assim os dois saíram da mesa

- Eu odeio todos vocês - me levantei procurando ar fresco

- Mary, porque saiu daquele jeito? – perguntou Claudio ao se sentar ao meu lado no banco do jardim

- Eu não queria o ver já sabendo que veria, minha barriga se encheu de borboletas ao vê-lo, meu desejo era estar nos braços dele, sentir seu cheio, seu beijo

- Você só não está fazendo isso porque não quer... ou melhor está deixando seu medo falar mais alto sabia..

- Como pode me conhecer também em pouco tempo – deitei minha cabeça no ombro dele – é por isso que eu te amo

- foi por isso que não quis voltar pra mim? – meu coração congelou ao ouvir aquela voz, meu corpo estremeceu e não sabia como reagir – vocês estão juntos, por isso não me quer Mary?!

- É por isso Namjoon – Droga Mary! Não é por isso, porque não pode ser sincera – Não temos mais nada!

- Entendi... me desculpa atrapalhar o casal – vejo ele sair e respirei aliviada até –

- Chega Mary, já estou com raiva de você; Namjoon é esse seu nome, não é? – ele me olhou

- Sim, eu já estou de saída – ele ia sair andando mais Claudio segurou o braço dele

- Olha eu não tenho muito o que dizer ta, eu e ela não estamos juntos - ele apontou para si mesmo - eu sou gay e meu namorado está lá dentro... então acho melhor vocês se resolverem antes que eu a mande em um baú para o Brasil – Claudio saiu e Namjoon se sentou ao lado de s/n

- Porque? – diz ele

- Porque eu estou com medo...

- por isso me ignora todo esse tempo? Me rejeita, me despreza? – diz ele encarando o jardim

- É por isso que mantenho distancia – esse jardim é o mesmo onde ele veio bêbado se declarar

- O meu amor, carinho não é o suficiente para você?

- Não é isso Namjoon, eu... – ele me interrompeu

- Você ainda me ama?

- Sim – eu olhei para ele, mas ainda estava concentrado no jardim

- você acredita e vê que eu ainda te amo?

- Sim.

- Então volta para mim, pelo nosso amor; pelo nosso filho – ele me olhou com lagrimas – não percebe que você me mata a cada dia e a si mesma?

- Eu sei disso...

- Só depois que você me deu uma nova chance e segurou minhas mãos eu percebi que eu nunca vou poder ser feliz como eu quero se você não estiver comigo.. mesmo que esteja com medo vamos fazer nosso melhor, vamos apenas tentar – com uma de minhas mãos eu segurava a mão dela e com a outra acariciava seu rosto

- Eu estou com medo, assustada...

- Mary é a nossa chance, seja minha; me de sua mão e prometa que vamos apenas correr por nossas vidas – ela se soltou de minhas mãos ficando em pé

- Eu não posso! Namjoon não posso – ele se levantou segurando meu rosto

- Olha pra mim e diz que você não quer tentar pelo nosso amor, que você não quer isso pelo nosso filho que é um erro tentarmos ser felizes!!!

- Não posso... – eu não consegui conter o choro

- Então porque negar o que sentimos, porque não ser feliz, as portas do futuro estão abertas para recomeçarmos e ele foi prometido a nós, eu e você e nosso filho; Mary vamos correr por nos três, por favor não desista de nós só pelo que meus pais acham

- Eu não sei, eu realmente estou com medo de te machucar de novo

- Se você me deixar estará me machucando – eu a beijei e como eu sentia falta dos seus lábios, seu cheio, ter ela envolvida aos meus braços até o ar faltar, juntei nossas testas – Você e eu somos um, um Mary e ninguém pode mudar isso se não nós mesmos

- Eu ainda sinto medo Nam – ele segurou meu rosto fazendo o olhar nos olhos

- Não precisa ter medo, eu estou aqui e o que importa é nos e nosso filho entendeu!

- É uma menina – sorri envergonhada e ele se abaixou a altura da minha barriga

- Uma menina! Espero que seja como a mãe – ele beijou minha barriga - Eu vou sempre proteger vocês filha, saiba que papai te ama 

- E eu espero que seja como o pai – ele se levantou me encarando

- Como eu poderia deixar você ir? Eu ando o que for; faço o que tiver que fazer para não te perder de novo... Volta para mim meu amor, me deixa te fazer feliz, me deixa cuidar de você, da nossa filha? – tenho ela beijando minha boca e como não notar que era cheio de desejo de ambas as partes, um beijo de saudades que nenhum queria que acaba-se

- Eu estou com fome – nos rimos – eu não quero entrar lá, pode pegar para nós duas, eu já quero arrancar esses sapatos – ele me olhou surpreso e eu conhecia aquele olhar – Ainda te conheço muito bem Kim Namjoon

- que bom, pois você já sabe o que eu pensei e desejei... que não quer dizer que eu não esteja pensando em pedir – deu de ombros

- Vai pegar a comida vai, eu vou subir pro meu quarto e trocar de sapatos

- Para quem é toda essa comida Namjoon? – perguntou Jin

- É para mim e Mary! – disse com um sorriso no rosto

- quer dizer que vocês se acertaram? – Diz Jin empolgado

- Não sei ainda, mas elas estão com fome e não posso deixá-las esperando... depois nos falamos – peguei a comida e subi até o quarto dela onde a porta estava aberta e ao entrar não a vi então a chamei – Mary

- Você me assustou, porque não bateu na porta – disse saindo do banheiro com outro vestido

- Me desculpa eu achei que você estaria sentada me esperando – ela se virou de costas para mim

- pode amarrar por favor – me virei e ele estava amarrando o laço até sentir ele beijar meus ombros cobertos apenas pelos cabelos e um vestido de alcinha – Namjoon – saiu como um suspiro

- o que foi? – falei continuando com os beijos

- Eu estou com fome – disse ainda amando cada beijo

- Eu sei – a virei para mim a beijando com um certo desespero, e beijava sua boca trilhando beijos ao seu pescoço

- Joniieee, por favor – ele me encarou

- Desse jeito eu não vou querer parar sabia... – dei um curto selinho nela – vamos comer pois eu também estou com fome



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...