História IMAGINE,;; Casamento arranjado - Jeon Jungkook - BTS. - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens JB, Jeon Jeongguk (Jungkook)
Tags Casamento Arranjado, Jeongguk, Jjk, Jungkook
Visualizações 390
Palavras 1.811
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ME PERDOEM KKKKKKKKKKKJ
VELHO DEPOIS DISSO EU ME MATO KKKKKKKKKKKKJ

Capítulo 7 - 06 - O beijo


Fanfic / Fanfiction IMAGINE,;; Casamento arranjado - Jeon Jungkook - BTS. - Capítulo 7 - 06 - O beijo

- Capítulo 06

O beijo -


Narrado por Jeon Jungkook


- Eu não sei o que deu eu mim, mas hoje ela estava muito linda...


- Cara, admite logo que você gosta da ____! Tá na cara! - Disse dando um tapa na minha cabeça.


- Não! Quantas vezes eu vou ter que falar? Eu NÃO GOSTO dela! Para se ser chato Jimin! - Jimin era um dos meus melhores amigos. Ele era muito inteligente, interessante e sedutor. Não é à toa que ele pega qualquer mulher só com seu charme natural. Nesse momento, eu diria que sou gay, mas lembrei que não sou.


- Jungkook, você tem certeza? - Disse me olhando.


- ... Sabe... Eu acho que tô gostando dela... - Disse de cabeça baixa.


- Eu sabia! Vocês formam um casal tão lindo, tão lindo, que eu sempre desejei que vocês se amassem de verdade! - Disse pulando feito uma criança.


- Ah! Então é sua culpa isso, né?! Macumbeiro! - Disse rindo e jogando uma bolinha de papel no "macumbeiro".


- Sou mesmo! AlalalalalalLalalalalalalaaaaaaaaaaa alaaaaaaaa! - Disse falando em uma língua desconhecida em todo o mundo. Ok, Park Jimin é realmente um macumbeiro.


- Eu só queira ter amigos normais... - Disse negando com a cabeça e rindo ao mesmo tempo.


- Ué, eu sou normal. - Disse com cara de cu.


- Certeza? - Disse irônico.


- Idiota! - Disse pegando a bolinha em que minutos atrás usei para acertar o menor, jogando em mim. Mas, como eu sempre me acho o foda, desviei. - Vai lá Matrix!


- Vou! Vou é beijar essa sua boca gostosa!


- Vem que tô te esperando gato! - Disse rindo e fazendo uma pose "sensual", me fazendo rir também.


Narrado por Jeon ____


- Toma cuidado por onde anda! - Resmunguei após sentir alguém se esbarrar em mim.


- Desculpa, a culpa é minha. Eu não prestei atenção. - Disse se curvando.


- Isso não teria acontecido se... - Fiquei paralisada após ver o tamanho da beleza do mesmo. - Se você tivesse prestado atenção...


- Realmente, me desculpe, não foi minha intenção. Ah, antes que eu me esqueça, qual é o seu nome?


- M-meu nome é ____...


- ____... Interessante! Seu nome é bonito, assim como você. Mas eu acho que a dona é mais, com todo respeito. - Corei. - Ah, quase ia me esquecendo. Prazer, meu nome é Jaebum, mas pode me chamar de JB ou de oppa! - Disse rindo.


- Ok... - Disse ainda apreciando a beleza do garoto, que há alguns segundos atrás, eu não sabia nem mesmo o nome.


- Olha, eu tô muito atrasado agora, tem como a gente se ver mais tarde? Toma aqui o meu número, me liga mais tarde, tá?! Tchau! - Disse me dando um tipo de cartão de visitas, logo após depositando um beijo em minha bochecha e saiu correndo como um doido. Bem, realmente ele parecia bem atrasado.


- Tchau... - Fiquei observando o mesmo até ele sumir de minha vista.


- Gostou do seu novo amiguinho, ____zinha? (Seu nome zinha. Como por exemplo: Carolzinha, Mariazinha, etc.) - Me assustei após sentir uma mão em meu ombro. Mas logo me acalmei após reconhecer o dono da voz.


- Que susto Jungkook! - Disse me virando para o mais velho. - O que faz aqui? - Perguntei o encarando.


- EU é quem pergunto! O que VOCÊ faz aqui?! E ainda por cima com um... Com um cara que você nunca viu! - Disse com uma cara de bravo, mas que não deixava de ser fofo, o que me fez rir. - Tá rindo do que?!


- Da sua cara! - Continuei rindo.


- Não tem graça! - Ele ficou me encarando. - Você não tem jeito! - Me empurrou até o carro.


- Aigoo! O que foi dessa vez? - Disse fazendo bico.


- Quando chegar em casa nós conversamos.


- Tá...


Narrado por Jeon Jungkook


[...]


- ____... Pode me dizer por que você saiu e foi para um restaurante sem me avisar?


- Primeiramente, pode me dizer por que saiu mais cedo hoje?


- Porque tive coisas importantes para resolver e acabei te vendo com aquele carinha lá.


- Oh, está com ciúmes? - Disse rindo.


- N-não! M-mas respondendo minha pergunta...


- Oh, isso... Bem, não lhe devo satisfações da minha vida. - Disse rápida.


- Não? - Perguntei incrédulo.


- Isso mesmo que você ouviu. N-Ã-O.


- Garota... Não brinque com o fogo, ou você irá se queimar.


- Eu não estou brincando com o fogo, Jeon. Estou brincando com o próprio inferno. Além do mais, eu moro no próprio inferno. - Disse e se virou para ir embora, indo em direção ao seu quarto.


- NÓS AINDA NÃO TERMINAMOS NOSSA CONVERSA! - Gritei após ver a mesma indo embora. - ____!


- FODA-SE!


- VOLTA AQUI! - Disse enquanto observava a garota se afastando, mas decidi ir atrás dela. - ____!


- POR QUE VOCÊ TEM QUE SER TÃO CHATO?! - Gritou e apressou seus passos. Não era a primeira vez que isso acontecia, mas me assustou.


- C-COMO?! - Perguntei indignado com o que acabei de ouvir.


- POR QUE VOCÊ TEM QUE SER TÃO CHATO?! POR QUE ME ODEIA TANTO?! O QUE EU TE FIZ?! ME DIZ! - Seus olhos brilharam, indicando que a mesma iria chorar.


- PORQUE EU TE AMO! - Disse me aproximando da mesma, que já havia entrado em seu quarto escuro, pois já estava um pouco de noite e as luzes estavam apagadas.


- V-você o-... - Por impulso, acabei por beijá-la, interrompendo sua fala. Por um momento, senti medo de ser recusado, mas não foi isso que aconteceu, pelo contrário, ela cedeu, o que me fez sorrir.


- J-jungkook... - Foi interrompida.


- Shii... - Disse colocando meu dedo sobre seus lábios. - Apenas aproveite. - Disse e beijei a mesma. Em questão de segundos, nos encontrávamos nus. Deitei a mesma na cama com delicadeza, depositando selares em seu pescoço, recebendo um gemido como resposta. Tomei novamente seus lábios, ao mesmo tempo em que explorava cada canto de seu corpo. A morena em movimentos rápidos, inverteu as posições, ficando por cima de mim.


Narrado porJeon ___


- Agora é minha vez... - Disse e sorrir.


- O que vai fazer, hum? - Perguntou mordendo seus lábios. Cara, como eu adoro isso.


- É mais fácil fazer... - Disse e comecei a mastrubar o mesmo com a mão em movimento de vai e vem. Ele gemia como resposta. Seus gemidos eram viciantes. - Tá gostando? - Disse encarando o maior.


- Ficaria melhor se você usasse a boca... Ah...


- Ok... - Abocanhei seu membro e comecei com os movimentos de vai e vem, acelerando a cada gemido que o mais velho dava. Logo ele fez um rabo de cavalo desajeitado em meu cabelo, para aprofundar mais. O que não cabia em minha boca eu apenas mastrubarva com a mão. Logo o próprio chegou ao seu ápice, se desmanchando em minha boca. Eu engoli tudo, logo após o beijando, fazendo o moreno sentir seu próprio gosto.


- Você maltratou demais seu daddy, hum? Acho que terá que ter uma punição, baby girl... - Sussurrou as últimas palavras em meu ouvido, me causando arrepios. O mesmo inverte as posições, ficando em cima de mim, como estávamos antes. Ele faz uma trilha de beijos dos meus lábios, pescoço, barriga, até chegar em minha intimidade. O mesmo abre minhas pernas, depositando um selar demorado em minha intimidade um pouco molhada. O mesmo foi aproximando seu rosto lentamente da minha intimidade, onde foi deslizando sua língua macia e quente, me arrancando gemidos altos. Passei meus dedos por seus fios sedodos, os puxando. Céus, como um ser pode ter uma língua tão perfeita?! Jungkook passou a me chupar com mais voracidade, o que só me dava mais prazer. Quando cheguei ao meu ápice, Jungkook bebeu meu líquido e me observou, depois sorriu. Deus, que sorriso... - Sabia que você tem um gosto maravilhoso? - soltou um riso.


- Tá pronta? - Me encarou com seus olhos doces. Balancei a cabeça em forma de sim como resposta. - Ótimo. - O mesmo pegou um preservativo no bolso de sua calça jeans -que agora se encontrava no chão-, o tirou da embalagem e o colocou em seu pênis de uma forma habilidosa. Deitou sobre mim e se ajeitou entre minhas pernas, colando nossos lábios em um selar molhado e demorado.


- Quer mesmo isso? - Perguntou me encarando de uma forma que me passou certa tranquilidade. Apenas concordei com a cabeça. - Prometo ser carinhoso... - O mesmo esfregou a cabecinha de seu membro em minha entrada, me fazendo gemer manhosa. Trocamos carícias, enquanto Jungkook ia penetrando devagarzinho seu membro em mim. Foi tudo um completo prazer, até eu sentir uma pequena ardência dentro de mim, me fazendo soltar um pequeno gemido de dor.


- Tá tudo bem? Tá doendo? Quer que eu pare? - Perguntou preocupado.


- Só um pouco. Não precisa parar. - Respondi meio ofegante.


Jungkook me beijou, para eu me distrair um pouco, até que senti um enorme prazer quando senti o mais velho dentro de mim por completo.


- E agora? Ainda tá doendo? - Perguntou me olhando.


- Não. - Realmente não estava doendo. Ardia um pouco, nas nada que interferisse no enorme prazer que estava sentindo. Jungkook então começou a se movimentar dentro de mim, em movimentos de vai e vem, fazendo ambos gemerem. A cada gemido Jungkook ia acelerando os movimentos.


- ____... T-tão apertadinha... Aaaaah... - Sussurrou em meu ouvido com um pouco de dificuldades, por conta dos gemidos. O quarto que tinha um cheiro de rosas, agora tem o cheiro de sexo. Apenas nossos gemidos e o som dos nossos corpos se chocando podiam ser ouvidos naquele cômodo. Nossos corpos suados estavam em perfeita sincronia. Jungkook meteu com um pouco mais de força, tocando em meu ponto sensível. E quando ele percebeu, não perdeu tempo e focou somente ali. Depois de algum tempo, cheguei ao meu ápice, enquanto Jungkook ainda dava algumas estocadas, finalmente chegou no seu ápice, saindo de dentro de mim logo em seguida. O moreno deitou-se ao meu lado logo em seguida encarando o teto. Ambos estávamos suados, com as respirações ofegantes. Nossos olhares se cruzaram e o mesmo sorriu. Deus, já disse que o sorriso dele é lindo? - ____... Eu te amo... - Disse e o mesmo me abraçou, colocando minha cabeça em seu peito. Dormimos abraçados um ao outro a noite inteira, então eu pudi sentir a respiração quente batendo em meu pescoço, acho que essa é minha posição favorita para dormir. Depois de um tempo senti que o mesmo dormiu.


- Eu também te amo... Jungkook... - Disse e após algum tempo eu dormi.


Notas Finais


QUE VERGONHA! ME DESCULPEM KKKKKKKKKKKJ MANO EU VOU ME MATAR TCHAU KKKKKKKKKKKKKKKKKKJ SIDJKKASLALZKAJAJAI #SAVEDEBRA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...