1. Spirit Fanfics >
  2. Casamento arranjado (imagine min yoongi) BTS >
  3. Hot! Verdade, EP 04

História Casamento arranjado (imagine min yoongi) BTS - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Demorei né amores? Eu pedir um cap completo , eu iria postar mais cedo, porém quando fui terminar o capítulo, cadê ele? Sumiu desapareceu, então tive que reinscrever do começo affs...mais tá aí..

Capítulo 5 - Hot! Verdade, EP 04


Fanfic / Fanfiction Casamento arranjado (imagine min yoongi) BTS - Capítulo 5 - Hot! Verdade, EP 04

os dias foram normais, agente tinha dado uma trégua, min yoongi tinha parado com as ameaças e tudo mais, só o que me incomodava mesmo era as mulheres que cada dia era uma diferente, mais todo final de semana era de lisa, eu tinha tanto nojo, que assim que ela invadia a sala com aquele perfume horrível eu queria vomitar na cara dela, min yoongi não desconfiava de nada, estava tudo normal, eu estava realmente grávida e minha primeira consulta é hoje, bom se passou um mês desde aquele filme lá, jin se tornou um irmão, agente divide segredos o tempo todo, inclusive ele me contou que tem um relacionamento com namjoon a anos e ninguém sabe, foi chocante mais eu apoiei...

o que mata é que além do suga trazer as mulherada pra cá, ele ainda deixa elas tomar café comigo na mesa, o que eu odeio, ainda mais quando lisa tá aqui com aquele perfume barato de cobra dela, na minha ONG está indo bem, recebemos umas vinte crianças sem pais, o que me deixa triste, muitos deles abandonam seus filhos, isso é de cortar o coração.

como hoje é minha primeira consulta e eu estou de dois meses , tomei um banho rapidinho e me vestir, look( foto 01) , descir as escadas não gostando nada do que vi, vários beijos sendo depositado no MEU marido, rsrs bom não é de fato meu mais, tá no papel ele deveria pelo menos me respeitar...cheguei e fiquei parada na frente dos dois...

Sn: vamos parar com a pegação aí por favor, vadia já deu sua hora, já experimentou do meu marido a noite toda, agora tomar café da manhã na minha casa já é demais, vaza_ ela olhou pra mim com deboche e eu gargalhei da cara dela, ele me olhava intacto_ tá esperando o quê? quer que eu te arraste daí pelos cabelos? ou melhor, vou buscar minha amiga A9 que acabei de comprar, nem inaugurei ainda, vamos minha filha vaza, quer um convite pra sair...._ ela se levanta e sai correndo e atravessa a sala rapidinho...

suga: tá louca é? o que foi isso?_ sorriu perverso_ tá levando a sério demais esse casamento, tô quase achando que daqui um mês não vou ter meu divórcio!_ me olha sugestivo...

Sn: você terá seu divórcio, mais deveria pelo menos me respeitar, não me importo com elas em sua cama, agora na minha mesa toda manhã já é demais, eu não consigo dormir a noite e nem tomar café em paz, tô pensando seriamente em me mudar_ ele fica sério e abaixa a cabeça.

suga: você tem razão me desculpa, eu deixei passar dos limites, eu admito que errei, mas então você vai sair? tá pensando em se mudar? sabe que é perigoso demais morar sozinha quando se é esposa de mafioso e filha de um!_ sorrir pegando meu café...

Sn: querido esposo, esqueceu com quem se casou foi? eu sou mulher de mafioso, filha de um, e especialista em matar pessoas facilmente, eu sou muito malvada...isso vale pras vadias com quem você dormi aqui em casa, mais mudando de assunto, estou pensando sim em me mudar, mais vou aguentar até o divórcio, haa vou sair e não vou dormir em casa, pode trazer a próxima da semana, só não deixe que elas sentem na minha mesa por favor_ ele me analisa com a mão no queixo e para alí...

suga: vai dormir aonde? eu preciso saber , por quê é perigoso_ peguei um pedaço do bolo...

Sn: na casa do Henry por quê?_ ele franze o cenho.

suga: Henry, o mak-nae, como assim vocês estão ficando?_ as vezes ele consegue ser bem ciumento, e não é de mim que ele sente ciúmes, é dos amigos..

Sn: não embraza não meu filho, o JK é um gato, mais ele é novo, eu até poderia ensinar muitas coisas a ele, mais não é ele o mesmo Henry que estou falando, é um cara aí que eu pegava e tals, ele acabou de voltar pra Coréia e me ligou, é tipo um ficante fixo, eu preciso descarregar meus hormônios de alguma forma...e não opto pelo dedo, não sou de me masturbar, gosto de sentir a coisa entrando..._ ele sorrir.

suga: e o nosso trato sobre você não transar com ninguém?_

Sn: qual é, eu sou bem grandinha, e não vou estar bêbada, te garanto também que o Henry é muito cuidadoso, ele é como eu, e não gosta de se apegar, mais como sou profissional ele não quer me despensar e nem eu quero descansar um homem daqueles , o cara manda bem, e só ele pra apagar esse fogo aqui, como você quer prender uma mulher como eu, que tinha uma vida super ativa dentro de casa, e ainda sem transar, assim não dar_ ele se levanta e vem até a mim, e beija meu pescoço, como assim? que arrepio foi esse?

suga: eu posso apagar o seu fogo, sabe disso, eu tenho energia e muito, você fala como se eu não fosse suficiente, vamos lá, você pode ser uma delas_ falou rente ao meu ouvido, deu até um

calafrio...

Sn: não fala bobagens, o máximo que você pode fazer é ficar no quarto fazendo aquelas vadias gemer sem motivo, e tem mais você não faz meu tipo, é muito fácil, eu gosto das coisas difíceis, não dificulta as coisas..._ me levantei e sair, voltei_ mais o JK eu aceito, fala pra ele kkk_ ele pica o copo na parede e eu saio correndo pra fora, jin já me esperava_ ele é louco_ falei sorrindo e vi o sorriso de jin surgir...

jin: deixa eu adivinhar, você o deixou irritado kk, você é louca, procure não fazer isso quando ele estiver armado por favor_ entrei no carro e jin fechou a porta dando a volta e entrando em seguida...

Sn: acredita que ele queria saciar os meus desejos kkkk, foi patético, acho que as vezes o min yoongi não resiste aos meus encantos e não admite isso, jin hoje depois da consulta você está liberado pra ir...eu vou sair hoje com um boy meu que chegou de viagem_ jin me olha estranho_ qual é? você também? kkk....

jin: você não pode fazer essas coisas assim, você está grávida Sn pode prejudicar seu bebê..._ foi coisa de se pensar o Henry é violento na cama, ele poderia me machucar , eu até que gosto, mais meu bebê affs não vou ter que cancelar esse compromisso...

fiquei emburrada..

Sn: aixi, nem isso eu posso fazer, haaa não jin como vou resolver meus problemas de hormônios?_ ele me olha e cai na rizada.._ ué qual é a graça?...

jin: haa sê sabe, tenta se masturbar vai dar certo, isso funciona na maioria das vezes_ eu comecei a rir, quase mijei de rir...

nossas conversas eram sempre assim, jin é um amor de pessoa, como pode existir uma pessoa tão amável a esse ponto?...

fiz minha consulta e voltei pra casa , fazer o quê? assim que entrei topei o outro deitado no sofá assistindo tv, passei por ele emburrada e fui pro quarto, já estava anoitecendo, queria um bom homem pra me ajudar com meus problemas?... entrei no banheiro e tomei um banho, vestir uma camisola e desci pro hall, estava indo jantar pra dormir, mais antes me sentei perto do branquelo pra poder pegar o capítulo de friends que estava passando...

ele olha pra mim confuso...

suga: por quê tá emburrada? disse que não voltaria pra casa hoje, deu errado?_ olhei pra ele querendo mata-lo...

Sn: é fazer o quê, deu ruim, o Henry me mandou mensagem avisando que teria que voltar pra uma reunião de negócios..._ fechei a cara pondo os braços na frente do peito...

não demorou e me veio uma idéia, vou ter que pular pro plano B...me levantei e tirei a camisola ficando só de lingerie na frente do suga, que me olha dos pés a cabeça...

Sn: tá calor aqui não tá?_ ele nega_ eu tô com muito calor, acabei de tomar banho, isso não é normal, vou beber água_ sair pra cozinha rebolando e peguei um copo com água, mais uma mão me parou, sentir uma respiração no meu pescoço, me subiu um arrepio, eu amoleci toda com uma respiração, eu não sei se ele é bom de cama por quê eu não lembro...

então ele me pegou pela cintura e me prendeu eu peguei mina mão e de costa pra ele puxei seus fios de cabelo, comecei a roçar em seu membro já duro, ele beijava meu pescoço afastou meus cabelos longos pro lado e deixou ainda mais visível meu pescoço, era uma sensação única, não era só sexo, tinha desejo carnal alí, isso me envolveu de um jeito...me dei por vencida e me virei pra ele, já estava excitada ao nível dez, só então reparei que não tinha empregados na casa, e nem o jantar estava pronto, com o dedo indicador ele segurou meu queixo e virou pra pra mim olhar em seus olhos, fiquei perdida por um momento em suas íris profundas...

suga: vamos resolver esse problema de uma vez, estou duro e você tá excitada, então podemos pular a parte em que quebramos o acordo, e blá blá..._ sem mais delongas ele toma meus lábios o que era inusitado, aquele beijo, nossa como isso é possível, um beijo quente, dividindo as línguas , a coisa foi esquentando_ adoraria te levar até o quarto, mais podemos começar da cozinha o que acha?_ permaneci em silêncio, como eu podia ficar tão molenga em seus braços eu não sei, algo estranho havia entre agente...ele me pegou pelas cochas e me encaixou em sua cintura tão facilmente, e me botou sentada na mesa de mármore , começou a me beijar intensamente, um fogo subiu em mim, eu queria dar pra ele alí mesmo, não estava em meus planos, mais está acontecendo...

Sn: podemos pular as preliminares e chegar ao ponto certo, estou muito nescessitada_ falei com dificuldade...ele me deitou na mármore e fitou todo meu corpo, beijou minha barriga, onde sentir tremer por que tem um filho alí, desistindo ele me pegou no colo denovo e saiu comigo da cozinha, subindo as escadas entrando em meu quarto, me deitou na cama, e beijou meu corpo todo, tirou primeiro o meu sutiã e sorriu ao ver meus peitos durinhos de tesão...

não demorou pra que ele chupasse um deles, e o outro, e assim foi a tortura...quando ele desceu pra Barra da minha calcinha já estava molhada, ele rasgou a peça sorrindo malicioso..

suga: molhadinha adoro_ ditou rouco_ parece docinha também_ passou a língua refrescante me dando arrepios...

sua língua passou por toda a extensão da minha intimidade, quando finalmente atingiu meu ponto sensível, eu comecei a delirar...

Sn: hooo, haummm suga, eu vou_ gozei em sua boca, me subiu o alívio, olhei pra ele que tinha um pouco do meu gozo em sua língua, e tratou de chupar tudo... rapidamente quis mudar o papel, virei ele rapidinho ficando em cima dele, comecei a simular uma cavalgada, rebolando em seu pau, sobre a roupa, ele segurava minha cintura com força, adoraria ver esse pau imenso dentro de mim , mais vou tortura-lo mais um pouco...

ataquei seus lábios com força, tirei a blusa dele e depois a bermuda, ele já estava nu pra minha surpresa, não usava coeca , bem melhor, quando saltou aquilo tudo pra fora do short eu salivei , botei a boca cuidadosamente, passei a língua como se fosse um picolé, depois pos tudo em minha boca, segurei uma parte e a outra eu botei na boca, com meus movimentos precisos e uma massagem em suas bolas ele ficou louco, ele pegou todo o meu cabelo que tampava a visão dele com e prendeu em suas mãos esticando e me ajudando com os movimentos, seus olhos brilhavam ao me ver com ele na boca, aumentei o ritmo...

suga: hoooo hummmm aummm Sn que boca gostosa, hummmm isso assimm vaii_ ele gemia loucamente...

assim que ele gozou em minha boca, eu engolir tudo, subir pra cima e sentei em seu pau, o pegando de surpresa, ele segurou em minha cintura por impulso, deixei um gemido escapar, ele se sentou comigo na cama, eu ainda em cima de seu pau, com os peitos ao alcance de sua boca, ele forçou meu corpo pra baixo, querendo mais contato, foi então que eu deixei um "aí " sair, por quê atingiu o meu útero, ele me olhou preocupado...

suga: te machuquei? achei que tivesse acostumada?_ passou a língua no bico do meu peito..

Sn: tem alguns meses que eu não faço isso, vai com calma dessa vez por favor_ ele afirma e começa a me beijar, e eu continuo com minhas cavalgadas, nada leve, já estava pra enlouquecer de tesão, depois de mais uma 40 cavalgadas ele troca a posição ficando em cima de mim, e assim por diante, até de quarto ele me pôs, e eu adorei lógico, dessa vez foi diferente, pelo menos vou me lembrar que foi bom... gozamos juntos e ele me preencheu sem se preocupar...

Sn: costuma transar sem camisinha com essas vadias?_ olhei pra ele furiosa..

suga: não , claro que não, eu uso em todas, menos com você, eu não sei mais me sinto apertado quando uso com você, naquela noite eu coloquei a camisinha , mais tava me apertando demais, tive que tirar, quem manda você ser apertada...as outras são mais largas então não aperta...e é com você é diferente, somos casados pra todos os efeitos , então nada de camisinha...

ele só pode ter ficado louco...

Sn: então eu ficar grávida de você tudo bem, agora as outras não?_ ele pensa um pouco..

suga: se fosse pra ter um filho e tivéssemos em uma situação diferente, e nos amasse-mos eu iria querer ter um filho com minha esposa, mesmo na situação que nos estamos, seria menos prejudicial se o filho fosse seu..._ eu feito de burso e ele beija minhas costas... aquilo foi surreal...

Sn: e seu tivesse mesmo grávida daquela vez? você teria mesmo coragem de me fazer tirar nosso filho? mesmo que não seja fruto de amor, mais é um filho, ninguém abandona um filho assim min yoongi, meu trabalho é totalmente isso, cuidar de filhos abandonados , e se fosse o meu, mesmo que fosse com você, eu nunca iria querer mata-lo, isso é crueldade demais, o limite da minha crueldade não chegaria a esse nível, matar um inocente, mais vendo como você ficou feliz ao ver o envelope, você faria isso com toda certeza, sei que eu não sou a esposa que você sonhava ou sonha, mais não precisava ser tão impulsivo em me pedir pra tirar uma criança, eu criaria ela sozinha, de qualquer maneira, se pudesse prometeria ir embora de vez do país levando a criança e nunca mais voltar_ desabafei...

suga: eu sei que pra mulher é difícil, e sinto muito, realmente iria te pedir isso, por que sei que se meu pai soubesse ele não deixaria agente se divorciar de jeito nenhum, uma criança iria nos impedir de ser feliz livre um do outro, e não eu não tenho nada contra você ser a esposa , o problema é que eu não quero te prender sem amor, me entenda, você não me ama e eu não te amo, seria ruim pra criança e pra nós dois viver assim..eu pensei em nos dois naquele dia, eu sei fui imaturo por não usar preservativo e você por não ter tomado a pílula do dia seguinte, você viu que eu não usei preservativo, mais tudo bem, já passou né, olha não fica com raiva pro isso, eu não fiz por mau, eu sei ter um filho deveria ser um sonho, mais pra mim, é um sonho sim, claro que quero ser pai, mais que seja fruto de amor...e isso eu nunca vou ter, nunca soube o que é amar alguém..._ me dói as palavras duras que ele usou, me virei de barriga pra cima e ele estava deitado me olhando, minhas lágrimas desabam...

então peguei a mão dele e botei em minha barriga, ele não entendeu, e ficou me olhando e olhando pra minha barriga, com a minha mão em cima da dele eu chorei...

Sn: me dói ouvir você dizer isso, e é por isso que escondi a verdade , mais eu não quero que se preocupe com ele, ninguém sabe nem mesmo nossos pais, eu não te contei por que sabia que me pediria pra abortar, olha min, eu sempre estive grávida, e é por isso que não fui na casa do Henry hoje, eu te peço que não toque em meu filho, ele é uma sementinha tão pequena , não dar pra voltar atrás estou esperando um bebê, o exame eu falsifiquei , tinha medo disso tudo, não queria abortar meu filho, e um dia sofrer de remorso, amanhã vou assinar seu divórcio, e deixa o que é meu no lugar que é meu, não te peço nada além de meu filho, eu quero ele, você pode ficar com a casa e seus negócios , mais os meus, não, vai ficar pra ele quando crescer...espero que esteja feliz , assim que eu assinar o divórcio, minha mala estará pronta pra mim ir pro Brasil, vou morar lá, como ja havia lhe dito antes....



Ele me olha e se levanta , tira sua mão de minha barriga, e olha pra mão, assustado, desorientado, talvez surpreso, eu não queria contar, mais a felicidade dele estava me corroendo por dentro, só dele falar que se sentia feliz em não ter um filho me deixava frustrada...



Continua....


Notas Finais


E então, o outro cap tava bem maior, mais deu ruimmm


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...