1. Spirit Fanfics >
  2. Casamento arranjado-Kim Taehyung >
  3. Capítulo - 16

História Casamento arranjado-Kim Taehyung - Capítulo 16


Escrita por: Lunar_-_girl

Notas do Autor


Oie amores♡

Já faz um bom tempo que não atualizava,mas espero que vocês gostem do capítulo!

Gente, a descrição da roupa da s/n no capítulo anterior eu tive base nessa foto dessa roupa,caso alguém queria ver é só entrar nesse link: https://pin.it/oqFaT6V

✅Capítulo betado por mim!

📚Tenham uma boa leitura📚

Capítulo 16 - Capítulo - 16


Fanfic / Fanfiction Casamento arranjado-Kim Taehyung - Capítulo 16 - Capítulo - 16

They say: all good boys go to heaven        (Eles dizem: Todos os garotos bons vão para o céu)

But bad boys bring heaven to you

(Mas os garotos maus trazem o céu até você)

It's automatic

(É automático)

— Heaven - Julia Michaels



Suspirando fundo meu corpo já não respondia por mim, a inquietação ao sentir a cada momento a mão do Kim naquela região de minha coxa me deixava com uma sensação estranha, com as pernas cruzadas senti o maior descer mais sua mão para a parte de dentro de minhas pernas,engolindo em seco o encarei em um aviso bem claro de "pare agora mesmo". Descaradamente ele sorriu para mim e continuou com sua mão lá enquanto aproveitava que a atenção de ninguém estava sobre nós.

— Você está linda — seu sussurro perto do meu ouvido me assustou um pouco, mas logo pressionei meus lábios um no outro contendo a vontade de xingar o homem ao meu lado que sorria de forma descarada para mim.

Antes de eu falar algo ele me deu um susto ao chamar o nome de seu amigo que estava em uma conversa distraída com Ângela. 

— Jimin — com a respiração um pouco pesada olhei em direção as duas pessoas a nossa frente tentando por um momento esquecer que a mão do maior estava ali descaradamente. O loiro virou o rosto na hora parando de conversar com a ruiva ao seu lado — Você não disse que iria contar a novidade? Estou curioso para saber o que é — Taehyung falou cheio de interesse por um momento quis rir ao ver seus olhos vidrados no amigo como se fosse uma criança.

Naquele momento pude ver Ângela rir e falar um “Conte logo” na mesma empolgação que o moreno ao meu lado. Olhei para o loiro e vi ele rir fraco vendo como seus amigos estavam agindo.  

— Bom, não é algo tão importante — seu jeito envergonhado me fez morrer de amores,ele não parecia nem um pouco o homem culto e sério de minutos atrás — É que eu finalmente poderei ficar mais tempo aqui,não irei embora tão cedo — antes mesmo que o loiro terminasse de falar mais alguma coisa sua amiga o olhou eufórica sorrindo abertamente,puxando o amigo para um abraço.

— Isso é sério mesmo? — desacreditado o moreno ao meu lado falou sorrindo largamente,naquele momento eu podia ter a certeza que a amizade daqueles três eram valiosa para eles,por um momento me peguei invejando aquela amizade que eu só tinha com Jiwoo.

Ângela tinha me falado que iria ficar á um bom tempo aqui em Nova York,mas no caso de Jimin era bem diferente,no meio tempo em que fiquei conversando com a ruiva ela me contou que o loiro sempre viajava a trabalho não tendo tempo para se verem direito, eles tinham se reencontrado no dia do meu casamento com o Taehyung. Aquilo de certa forma me deixava animada pelo Kim.

— Isso é uma ótima notícia, Park — alegre ditou meu companheiro,sua mão já não estava em minha coxa e eu agradeci por isso — Devemos comemorar isso,vão vocês dois a nossa casa amanhã para um jantar — se antes eu não tinha um sorriso no rosto, podia ter certeza que agora eu estava. Não queria ter que ficar entediada amanhã já que não iria trabalhar e tendo que aturar Paloma lá para me estressar, sem dúvidas Ângela me faria companhia.

— Concordo com Taehyung, vocês tem que ir na nossa casa — atrai a atenção de todos para mim, naquele momento eu tinha certeza que o olhar do moreno ao meu lado estava queimando sobre mim. Não me importei muito vendo o sorriso da ruiva e do loiro na minha direção.

— Você sem dúvidas é a melhor! — não pude deixar de rir com a fala da mulher à minha frente. Jimin olhou surpreso para ela assim como o moreno — Que foi? Só disse a verdade — ela deu de ombros me fazendo agora rir mais ainda, era de fato de se estranhar. No lugar deles eu também teria estranhado a fala da ruiva já que a abordagem dela no início não foi tão legal e desejada.

— Só é estranho ver você se tornar amiga de alguém tão rápido assim, todos nós sabemos que você não é fácil de lidar, Ângela — constatou o Park fazendo meu companheiro concordar. De fato eles estavam certos até porque ela riu sem graça tentando fugir do assunto.

Antes de prolongarmos aquela conversa sobre a ruiva,nossas comidas chegaram. O garçom super educado e simpático colocou a refeição de cada um e logo saiu. Bem diferente da recepcionista.

Comecei a desfrutar de minha refeição enquanto via Jimin e Taehyung entrar em uma conversa sobre alguns projetos do loiro. Não estava de fato interessada naquele assunto, enquanto comia eu olhava para o lado de fora pela grande janela de vidro.

Franzi o cenho e engoli em seco quando vi do outro lado da rua em frente a empresa uma mulher de cabelos loiros, ela estava de costas falando com um dos seguranças que ficavam por ali. Seu modo que gesticulava com as mãos parecia que estava exaltada,pensei em desviar o olhar, contudo a raiva e o rancor subiu pelo meu corpo ao ver a loira se virar em direção ao restauraram, como não era longe podia perceber muito bem quem era . Jenna

Apertei os talheres em minhas mãos ao vê-la ir em direção à um táxi parado a sua espera entrando por fim nele, em meus pensamentos eu xingava de tudo que era nome aqueles dois, principalmente Kim Taehyung que ria de algo ao meu lado.

"Não é possível que eles continuam se encontrando! " Aquilo ficou martelando em meus pensamentos me remoendo cada vez mais. Não podia tirar decisões precipitadas,mas naquele momento tudo estava turvo para mim.

Saí de meus pensamentos quando escutei a voz da mulher a mesa me chamar, piscando algumas vezes olhei em sua direção vendo ela franzir o cenho, mas logo voltar ao normal.

— Já estou te chamando várias vezes, está no mundo da lua é mulher? — questionou brincalhona, rir sem graça não querendo chamar atenção.

— Só estava pensando em algumas coisas — falei em um tom um tanto incerto, podia ver o olhar do moreno ao meu lado de soslaio.

Voltei a comer minha comida escutando a ruiva voltar a falar algo comigo, mas tudo o que eu pensava naquele momento era se eu estava fazendo o certo ao confiar no homem ao meu lado.

                                     [...]

O almoço acabou que sendo tranquilo, Taehyung em alguns momentos ainda me provocava,mas a maioria da refeição ele conversando com o Park.

Me despedindo de Ângela e Jimin, me virei indo em direção a rua para atravessar sendo seguida pelo moreno atrás de mim. O silêncio entre nós de certa forma me incomodava, de soslaio o olhei vendo ele focado olhando para a pista.

Antes de atravessar sou pega de surpresa ao sentir a mão quente do moreno contra a minha segurando a mesma. Franzi o cenho e o olhei vendo seu olhar virado para frente,estranhando aquele ato dele dei de ombros e o segui quando atravessamos a pista quando os carros pararam, podia ver de longe meu pai na entrada principal do prédio o que me fez revirar os olhos em tédio.

— Era só o que faltava — murmurei mais para mim enquanto andava lado a lado com o moreno.

Agradeci mentalmente por ele se manter em silêncio até o momento em que chegamos a entrada, não estava com paciência alguma para escutar sobre nada naquele momento, só queria ir para minha sala e terminar toda a papelada podendo ir embora mais cedo.

Olhando de soslaio para o Kim,pude perceber que ele olhava de forma fria e dura para meu pai que devolvia o olhar,podia ter certeza que ouve alguma briga entre os dois depois da reunião que tiveram quando voltamos da lua de mel.

— Boa tarde, senhor Jung — comprimentou o mais velho ainda segurando minha mão e com a outra mão estendeu para cumprimentar ele.

— Boa tarde, Kim! — rude devolveu o cumprimento,já cheia daquilo nem falei nada, estava sem vontade alguma de trocar palavras com aquela pessoa e nem era obrigada aquilo.

"Que desagradável." Pensei mentalmente desviando o olhar para o mais velho a minha frente que me olhava feio como se estivesse me amaldiçoando de tudo é que nome,o que não era surpresa, revirei os olhos e rir baixinho, mal sabe ele que é recíproco.

— Vamos,Taehyung! Ainda temos muitas coisas para resolver — chamei a atenção do maior que me olhou de modo divertido, queria bater nele naquele momento, porém não podia — Passar bem! — direcionei meu olhar ao meu pai que bufou estressado quando começamos a andar deixando ele parado lá.

Caminhando em direção a entrada do prédio algumas pessoas cumprimentava eu e o Kim,esse que não se importava se segurava minha mão ou não. Suspirando fundo apertei a alça da minha bolsa com a mão livre, me sentia um pouco incomodada pela atenção que a gente recebia,contudo em momento nenhum abaixei a cabeça, eu sou uma das donas daquela indústria e em momento nenhum poderia fraquejar mesmo estando em uma situação complicada. Fria e elegante como mamãe seria se estivesse entre nós.

— O marido da sua amiga me ligou hoje falando que eles iriam comparecer a festa que terá da empresa — olhei para o homem ao meu lado e pisquei algumas vezes ainda perdida.

— O Yoongi? Dês de quando vocês são amigos? — franzi o cenho vendo ele rir fraco ainda olhando para frente enquanto andava.

— Conversei com ele enquanto estava no altar no nosso casamento. Ele pareceu ser uma pessoa boa assim como sua amiga — concluiu. Fazia sentido o que ele tinha falado, até porque eu também conheci alguns colegas dele. 

— Eles são pessoas boas! — suspirei fundo — Jiwoo foi minha amiga por longos anos e sempre esteve comigo,o casamento deles também foi arranjado — perdida em meus pensamentos eu continuava a falar, eu era grata a amizade da coreana que esteve ao meu lado sempre.

Passando pela grande porta do prédio em silêncio agora,caminhamos lado a lado no hall indo em direção ao elevador do presidente,agradeci mentalmente pelo homem que se dizia meu pai não ter seguido o mesmo caminho que eu.

Entrando dentro da cabine de metal, Taehyung apertou o botão para o penúltimo andar onde ficava a sala da presidência e as outras salas onde ele e eu estamos por enquanto. Desejava mais que nunca que meu progenitor se afasta-se logo das empresas assim me veria livre dele.

Quando a porta se fechou de vez,senti meu coração mais agitado que o normal e eu sabia o nome e sobrenome daquele motivo,vulgo Kim Taehyung. Esse que soltou minha mão de leve quando escutou seu celular tocar.

— Que merda. — murmurei ao ver a luz do elevador piscar algumas vezes, a inquietação já estava me deixando nervosa.

Olhando de relance para o Kim pude ver ele franzir o cenho ao ler uma mensagem em seu celular, naquele momento queria ser uma mosca para saber o que estava deixando ele com raiva,podia ouvir bem baixinho o mais velho xingar.

— Está falando com algum acionista? — me xinguei de todos os nomes possíveis naquele momento pela minha curiosidade, praquejei e pressionei meus lábios depois disso.

A atenção dele voltou-se para mim ainda com um olhar enigmático,contudo em um piscar de olhos ele guardou seu celular,tinha percebido que algo o deixava incomodado.

— Sim,estava reclamando que não houve ainda a reunião da presidência para discutir sobre quando vamos assumir o cargo de presidente e vice — sua convicção me fez acreditar em suas palavras, me sentia uma idiota por desconfiar de tudo relacionado a ele.

— Ah — assenti e suspirei pesado, não conseguia falar mais nada naquele momento.

O silêncio se fez presente naquela cabine,em meus pensamentos eu desejava mais que nunca sair dali e voltar para minha sala correndo. Mas eu podia ter certeza,o universo conspirava contra mim.

O barulho alto do elevador parando enquanto a luz começou a piscar fez meu coração saltar rapidamente,sentindo minhas mão soarem e prendendo um grito em minha garganta respirei fundo e fechei meus olhos. Odiava ficar muito tempo em elevadores. 

— Droga — escutei a voz rouca e grave do moreno,pelo barulho que escutava ele estava apertando os botões que tinha ali — Alguém está aí? — Provavelmente alguém da segurança iria aparecer ali ou era ao menos o que eu esperava.






Notas Finais


Oie amores ♡

Esse foi o capítulo de hoje, espero que tenham gostado! O próximo capítulo talvez eu poste essa semana, ainda não sei.

Bom, vejo vocês no próximo capítulo amores 🤗💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...