1. Spirit Fanfics >
  2. Casamento arranjado-Park Jimin >
  3. Dia complicado

História Casamento arranjado-Park Jimin - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Eai coisas mais gostosas desse Brasil,tudo bem? Eu espero que sim.

Bem já vou avisando que o Jin e o namorado-ou ex,sei lá-da Lisa ok? Ok. E tambem que vocês vão sentir muita raiva do Jin,eu pelo menos senti quando estava escrevendo.

E também queria pedir mil desculpas por demorar,muito,muito,mais muito tempo para atualizar. Leia a notas finais que tem um aviso lá,ok? Ok

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A


Amores!

Capítulo 17 - Dia complicado


Fanfic / Fanfiction Casamento arranjado-Park Jimin - Capítulo 17 - Dia complicado

Depois de exatamente 1 semanas depois do meu irmão ter voltado para Coréia não vi mais Jimin. E sinceramente eu não acho isso muito bom.

Minha mãe disse que eu tinha que ficar mais próximo dele o possível para conhece-lo, eu até aceitei, mais eu e ele não nos damos muito bem quanto minha mãe pensa. Ele é safado,idiota,canalha e galinha,mesmo que aquele dia a gente tenha se dado muito bem enquanto jogavamos,e eu tivese visto um lado mais doce e simpático de Park Jimin,eu ainda penso que ele pode me magoar e muito.

Enquanto pensava sobre isso continuava a olhar o teto branco do meu quarto enquanto meu irmão fazia carinho nos meus cabelos. Antes disso,eu tive que contar tudo que estava acontecendo na minha vida complicada para ele.

Ele entendeu o que mamãe e papai estão fazendo para sua empresa não falir. Mais também não concordou em me usarem como parte disso.

Ele me explicou que eu devo fazer isso para o bem da nossa família,e que quando eu e Jimin casarmos era pra mim encontrar qualquer precha para um divórcio fácil e rápido.

Claro eu não contei da parte que Jimin consiguiu uma foto minha nua e usou isso contra mim para transar comigo. Se eu contase Jimin provavelmente não estaria mais entre nós na Terra.

Começei a cansar daquela conversa quando meu irmão entro no assunto de mulheres que ele já pegou. Sai dali o mais rápido possível direto pro banheiro,queria esquecer tudo a minha volta com um banho relaxante na minha banheira.

¤<><><><>QUEBRA DE TEMPO<><><><>¤

Já era noite e meus pais,eu e meu irmão esvamos jantando na grande mesa que temos na sala de jantar.

-Filha precisávamos que você faça uma coisa para nós-meu pai falou

Desconfiei.

As últimas conversas que eu e meu pai tivemos não foram muito boas. Dei minha última garfada e fiz um sinal com a cabeça para ele prociguir com o assunto.

-Bem,eu e senhor Park conversamos sobre uma viajem entre você e Park Jimin em uma casa na praia pra vocês se conheserem melhor,ele vai vir amanhã para pedir diretamente a você,e eu espero que você aceite-terminou

-O QUE?-meu irmão foi mais rápido que eu-Como você pode ter coragem de deixar uma menina menor de idade com um meleque idiota numa casa sozinhos!-perguntou

Tentei entender oque estava acontecendo naquela sala. Minha mãe estava calada parecia que estava seguindo a ordem do meu pai. Bryan estava levantado olhando fixamente para meu pai,que estava sentado tranquilo por que saberia oque fazer nesas ocasiões que ele e Bryan discutem.

Meu pai simplesmente joga na cara do meu irmão o passado constrangedor dele. Ele sabia manipular tudo e todos a sua volta e isso me irritava e muito.

Eu já sabia oque iria acontecer,então simplesmente sai daquela sala e subi as escadas em direçao ao meu quarto fazer o que eu sempre faço quando isso acontece,fujo.

Peguei minha mochila tirei todo o meu material escolar de dentro e coloquei tudo o que precisarei para uma noite fora de casa. Quando terminei sai pela janela descendo pela escada de flores que meu pai queria tirar para eu parar de fujir.

Quando estava quase terminado de descer a escada dei um pulo no jardim lindo de minha mãe.

Eu sentia que minha mãe não queria isso para mim,ela e meu pai também foram arranjados e isso me deixa triste,pensar que minha mãe nunca foi e nem vai ser feliz ao lado do meu pai vai ficar comigo para toda a eternidade.

Peguei meu celular no bolso da minha bermuda jeans,liguei ele, coloquei minha senha,e vi no meu papel de parede uma foto minha e de Lisa dando um selinho de amigas. Eu já tentei muitas vezes mudar esse papel de parede,mais uma força maior fala que eu não posso fazer isso.

Parei de olhar a foto e fui para meus contatos,entrei e procurei por Taehuyng,apertei ligar e coloquei o celular no ouvido. Taehuyng sempre vai ser meu escape quando eu fugir de casa,e ele adora isso.

Quando deu a terceira fez para a caixa postal eu acabei desistindo de ligar para ele. Eu achei que ele deria estar numa festa ou algo do tipo.

-Merda-murmurei

Eu não sabia para onde ir minha única opção era voltar para casa,mais eu me recusava a fazer isso. Fiquei andando até aceitar que eu não tinha alternativa a não ser voltar pra casa.

-S/n?-olhei para trás,era Lisa

Ela estava diferente. Pintou cabelo,estava de salto alto coisa que ela dizia que odiava,ela também estava com um sobretudo preto,parecia que estava escondendo a roupa naquela casaco gigante.

-Lisa?-fiz o mesmo que ela,falei seu nome. Ele se aproximou olhando para trás de si só vendo vento e escuridão.

-Oque faz na rua essas horas da manhã?-perguntou,parecia preucupada.

Quando se aproximou percebi que ela estava mais magra no rosto,braços e pernas menos na barriga que tinha um pequeno formato redondo. Isso me deixou meio intrigada,será que Lisa estava grávida? Não podia ser,ela sempre foi cuidadosa com essas coisas.

Lisa também e uma pessoa que não via a um tempo. Mais diferente de Jimin não vejo ela na escola faz uns dois messes.

-Oque você acha-falei fazendo ela tentar adivinhar oque eu estava fazendo na rua essa hora. Ela me olhou desconfiada,mais depois eu a vi rir.

Que saudade que eu tenho desse riso.

-Não me diga que está fugindo de casa denovo?-perguntou,mesmo já sabendo a resposta-S/n,sabe que tem que parar de fazer isso,ainda mais a noite-me avisou.

Quando Lisa e eu ainda falavamos,ela sempre me avisava que eu não podia andar essa hora na rua,talvez ela esteja certa,mais eu nunca consigui parar.

Fujir era a única maneira de me afastar de todas as pessoas,mesmo sabendo que essas pessoas sejam minha família ou amigos.

-Eu sei-felei-mais você não e diferente de mim,oque faz essas horas na rua?

Ela me olhou e deu um sorriso fraco sem mostrar os dentes. Percebi que Lisa não estava muito bem,então a puxei para um banco na praça onde estavamos pasando.

A praça não tinha quase nenhuma iluminação,então não podia ver nehuma expressão do rosto da mesma,e eu acho que ela queria isso.

-Lisa me conte o que está acontecendo.

Senti seu olhar em mim,sabia que ela não estava bem e isso me entristece,porra,ela era-ou é-minha melhor amiga.

-A três meses atrás eu e o Jin fizemos sexo na casa dele,só que nós estavamos muito bêbados,tínhamos tomados quinze garrafas de soju,eu não estava na minha sã consciência-falou,senti que ela iria chorar a qualquer momento-Ele falou que não tinha camisinha,eu como uma bela truxa falei que podia ser sem mesmo.

-Depois daquela noite eu comecei a sentir muitos enjoos e vômitos,então o Hoseok me falou para fazer o teste de gravides e eu acabei fazendo-caiu no choro.

Eu entendi onde Lisa queria chegar.

-Acabou dando possitivo,eu parei de ir a escola,e minha mãe percebeu minha barriga crescendo,eu não tinha contado para meus pais depois do meu segundo mês,e quanso contei eles acabaram me expulsando de casa.

Eu não sabia que Lisa estava passando por isso,eu tinha que estar perto dela para apoia-la,mais eu acabei com nossa amizade de dez anos só por causa de um idiota que só pensa em sexo.

-Eu não tinha dinheiro,não tinha casa,só tinha uma mochila e algumas roupas. Então acabei indo pro pior lado-falou

-Que lado?

-O lado da prostituição-falou

Eu não acretitava como Lisa consiguiu chegar a esse ponto? Ela era uma das meninas mais populares da escola,tinha as melhores notas,tudo para talvez estudar em Havard,uma menina de futuro de ouro e promisor. Mais ao invés disso acabou engravidando e indo pra um lado sem futuro.

Eu não culpava só a Lisa,mais sim os pais dela. Como podem ter a coragem de deixar uma menina menor de idade na rua,sem dinheiro,sem casa e com um bebê na barriga?

-E o Jin?-perguntei,será que ele não sabia disso ou não deu bola.

-Ele disse que vai me dar dinheiro todo o mês para pelo menos sobreviver-revelou-disse para mim ficar afastada dele por causa do seu futuro promissor como médico.

Como o Jin foi capas de deixar sua namorada e seu futuro filho na mão,só por causa de uma carreira?

Essa história já estava me dando dor de cabeça.

Falei para Lisa ir para o pequeno hotel que ela está morando no tempo, e me dar seu endereço e novo telefone.

Voltei para casa,e entrei pela minha janela. Tirei toda a minha roupa de dentro da mochila e só soquei no quarda-roupa. Fui para o banheiro e tomei um banho. Eu não queria mais saber de viajem com seu futuro marido,ou,Sua ex-melhor amiga grávida e na rua.

Mais a única coisa que eu sei e que,se eu encontrar SeokJin na minha frente um dia eu vou ter uma conversinha bem legal com ele.

Mais como eu vou ter!


Notas Finais


Eu não sei se esse capítulo ficou muito grande ou não,mais eu dei tudo de mim nesse capítulo,então eu espero que vocês tenham gostado,e também confiram a minha mais nova fanfic do Jungkook,Vizinhos.

Deixem seu comentário que isso me motiva muito a escrever mais e ter mais criatividade.

Beijo,e boa quarentena!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...