1. Spirit Fanfics >
  2. Casamento de Negócios (2 temporada) >
  3. Se fosse simples

História Casamento de Negócios (2 temporada) - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei. 🥰🌷

Capítulo 17 - Se fosse simples


Fanfic / Fanfiction Casamento de Negócios (2 temporada) - Capítulo 17 - Se fosse simples

~ SUH ON ~

Talvez seja impressão minha, mas depois de nossa conversa pela manhã Taehyung ficou mais estranho e ao mesmo tempo amável. E Se tudo o que insinuei antes tiver surtido efeito? Tenho que pensar no que fazer agora. Ouvi seus passos se aproximando do quarto.

- Vamos á uma festa hoje. Aqui está seu vestido. Esteja pronta ás 21:00. – foram as únicas palavras que ele disse antes de deixar o quarto.

Tudo isso está muito estranho, não sei se devo me sentir mais insegura ou ter a certeza de que meu plano deu certo. Melhor eu acalmar meus nervos e tentar parecer neutra. Essa noite pode ser a minha chance de fugir. É só o que eu preciso. Um lugar público, e o escândalo estará armado. Assim eu o desmascaro na frente de todo mundo. E se por sorte eu encontrar uma viatura eu corro até eles.

Tenho que pensar. Pensar em todas as possibilidades que me esperam. Só as melhores possíveis. Eu preciso encontrar Park. Preciso fugir dessa prisão. Encontrar minha paz nos braços de meu marido.

Aproveitei o que restava da tarde livre para ler, tentando ignorar a sensação de angustia que me consumia. Mas ao contrário do que eu queria, acabei adormecendo. Despertei com Taehyung ao meu lado. Sentei um pouco agitada, pois sua presença era antônima de paz. Ele estava quieto á me observar.

- Acho que já está na hora de você se arrumar. – sua voz era sempre arrastada e rouca o que me instigava.

- Que horas são? – perguntei um pouco desnorteada.

- 18:00 horas. – disse ele levantando.

- Não está cedo demais? – para uma festa simples, eu não demoraria tanto para me arrumar.

- Mudanças de plano. – foi a única satisfação que ele me deu para tal horário.

- Entendi. Então tá. – o que eu poderia questionar?

- Vou esperar você lá embaixo. – Taehyung saiu e fechou a porta do quarto.

- Ok. – assenti para o nada.

Assim que ele saiu entrei no banheiro e me deixei levar pela leve e refrescante sensação da água em minha pele, agora só o que me restava eram dúvidas. Dúvidas em cada minuto posterior em minha vida, eu não tinha mais o privilégio de estar no comando, tinha que aceitar que agora era ele á quem eu devia obedecer. Não que eu tolere ou goste dessa situação, mas é preciso ter sabedoria para lidar com algo que não se pode contradizer no momento. A hora dele ia chegar. Afinal de contas com essa última visita eu senti que todas as minhas melhores expectativas se esvaía.

Enquanto eu procurava uma meia calça percebi uma leve protuberância na parte inferior do closet, mas antes de me aprofundar na curiosidade decidi verificar se tinha alguém por perto, como não notei nada de anormal corri para a cena e comecei a verificar que ali havia um fundo falso. Se isso foi obra dele, começo á duvidar de sua inteligência.

Meus olhos mal podiam acreditar no que estavam vendo. Uma arma e para minha sorte, carregada. Infelizmente nunca precisei usar uma, mas hoje eu teria que usar ao meu favor. Só tinha que ter uma bolsa para que eu pudesse esconder; e como desta vez a conspiração estava comigo, havia uma bolsa prateada á tira colo que combinava com meu vestido.

Rapidamente escondi a arma e terminei de me arrumar, dei uma última olhada no espelho e desci. Lá estava ele com seu belo traje social preto. Minha cor preferida, mas não gosto quando á vejo nele. Seu sorriso é receptivo.

- Você vai atrair muitos olhares hoje. – a malícia com que ele distribuía as palavras era muito singular, mas também de causar arrepios.

- Sou algum tipo de troféu? – ironizei.

- Não se preocupa cara, nós estaremos de olho pra nenhum engraçadinho se aproximar. – seu amigo de quase dois metros falou enquanto dava a última tragada em seu cigarro.

- É sério isso? – a perplexidade me consumia.

- Nunca duvide de meus amigos. – eles se entreolharam e sorriram.

- Vamos nessa? – Hoseok falou enquanto Namjoon abriu a porta e todos saímos.

~ SUH OFF ~ 

~ TAEHYUNG ~

Não é tão fácil quanto pensei desvendar as intenções de Suh, no entanto seu olhar a denuncia á cada momento. Hoje foi um dia cansativo demais. Recebi uma ligação de Yangi que sem me dar muito detalhe pediu para encontrar outro lugar para ficar. O que não seria fácil já que eu tinha apenas duas horas para isso, mas com a ajuda de meus amigos talvez não fosse impossível. Imediatamente comecei a arrumar as malas com o necessário e coloquei na van que iria direto para a chácara que consegui. Enquanto isso meus amigos me ajudavam com as demais providências com a maior discrição para que ela nada visse. Caso contrário era capaz de precipitar uma fuga.

- Então Namjoon quanto tempo você acha que devemos ficar na tal festa? – o interpelei quando descia para a sala.

- O necessário para que não chamemos tanta atenção. – sussurrou ele para que Suh não pudesse ouvir.

- Melhor assim. – falei, enquanto ia sentar no sofá.

- E ela? Já sabe? – perguntou Hoseok chegando até nós coberto de suor.

- Não achei conveniente, pois ela pode tentar alguma coisa. – expliquei para que não houvesse duvidas quanto á tais possibilidades.

-É verdade. – Namjoon olhou com nojo para nosso amigo que rapidamente levantou.

- Vou me arrumar. – disse ele e saiu.

Chegamos á festa faltando poucos minutos para o horário combinado, o que já era esperado, uma vez, que a única mulher que tinha para se arrumar demorou uma eternidade. Eu seguia na frente ao lado de Suh e meus dois amigos um pouco atrás. A boate estava lotada e a música estava alta o suficiente para termos que nos comunicar ao pé do ouvido. 

Suh estava discreta em seu tubinho preto, mas mesmo assim retirava toda atenção á sua volta, não que isso me incomode, mas hoje não podemos ser tão notados assim. Quando alcançamos o bar não havia um lugar adequado para ficarmos.

- Você não tinha uma festa menos lotada para nos levar? – chamei Nam que por sua vez deu de ombros ao responder.

- Eu não sabia que estaria assim hoje. – imprevisto é algo muito arriscado em uma situação como essa.

- Lotado demais para um dia de semana. – observou Hoseok enquanto procurava alguém com o olhar em meio à multidão.

- Só vamos pedir a bebida e sair daqui. – falei já chamando o barman.

- Não vamos nem aproveitar um pouquinho? – Suh percorria a mão pelo meu peitoral enquanto me fixava com olhos de mistério e luxúria.

- O que você pretende com isso? – segurei sua mão e a olhei sério demais para que ela entendesse que não podia brincar comigo.

- Te dar o que você merece. – sua entonação tinha um duplo sentido e isso acionou meu alerta.

- Não gostei desse tom. Melhor ficar quieta entendeu? – segurei firme em seu braço e ela não ousou questionar.

- A bebida Taehyung. – Nam a entregou para mim.

- Tome. – dei a taça para Suh, que por sua vez bebericou levemente a bebida.

Algo me dizia que aquela noite prometia muitas surpresas, e uma delas com certeza a minha companheira não iria gostar. Mas o que realmente me importa é manter nossa localização fora de alcance policial.

~ TAEHYUNG OFF ~


Notas Finais


Até amanhã.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...