História Casamento Forçado - BTS - Capítulo 20


Escrita por: e JeonKookita

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, G-Dragon
Personagens G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, Tao, V
Tags Bangtan Boys, Be Black, Exo, Namjoon, Rap Monster, Ztao
Visualizações 2.807
Palavras 2.223
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente q foto da capa é a empresa do Namjoon

Obs: As alianças dela e cravejada de diamante fica em torno e de 6.343 mil
a do Namjoon é de ouro amarelo folheado a ouro branco ficou em torno de 5.648 mil Eu pesquisei kkkk, carinhas. O brinco de diamante foi 2.251 mil o bracelete de ouro branco fica 972 reais a bolsa prata fica 2.182
Tudo que eles usarem de roupa e jóias são tudo de verdade de marca

GENTE VOCÊS VÊM AS NOTAS FINAIS PORQUE DA MO TRABALHO PARA PESQUISA E SE VOCÊ NÃO VEREM EM NEM VOU COLOCAR MAIS

Capítulo 20 - Primeiro dia


Fanfic / Fanfiction Casamento Forçado - BTS - Capítulo 20 - Primeiro dia

                  S/N P.O.V


 Assim que saí do banho, enxuguei-me e passei hidratante corporal, em seguida  vou secar o cabelo, ligo o secador e fico o secando por uns minutinhos.  Optei por deixá-lo solto, amo ele solto.

 

Como meu cabelo é meio ondulados nas pontas,  pego o babyliss e faço cachos suaves, só para deixar cacheadinho, mas nada muito exagerado. Vou no closet e encaro as roupas por um tempo, pensando no que vou vestir. Não tenho vestido para trabalho, meus vestidos  são de festas, ou curtos demais, decidi vestir um curto mesmo... Pego um preto com decote em forma de X atrás, um dos poucos que não têm decote na frente, gosto de usar vestidos com decote, já que tenho seios fartos, porém, meus pais não gostavam muito.

 

O visto e vou fazer uma maquiagem básica, base, pó, rímel, um delineador de tipo egípcia e um batom nude. Calço um salto da mesma cor. Coloco um brinco não muito grande de diamantes e um bracelete de ouro branco,  não coloquei nenhum anel, minha aliança brilhava demais, já que era cravejado de brilhantes. Passo um perfume não muito doce, fico me olhando no espelho, mas logo vou no quarto do Namjoon, pedir opinião, bato na porta e ele manda entrar. Adentro,  ele estava colocando a gravata, me olhou descontraído e arregalou os olhos.

 

- O que foi, não gostou? - Perguntei me olhando. - Achei esse vestido um pouco demais, mas todos os meus vestidos são curtos ou decotados.

 

- Não, você tá linda. E muito gostosa, esse é o problema. - Mordeu o lábio inferior vindo até mim.


- Não entendi, qual o problema em eu estar linda e gostosa? Você preferiria que eu estivesse feia e seca? - Arqueio a sobrancelha o encarando, o mais velho dá risada e me puxa pela cintura.


-  Não, é que não vou ficar tomando conta de você o dia todo, e você está chamando muita atenção. - Deu um beijo em meu pescoço, fazendo-me arrepiar rapidamente. - Gostei desse seu perfume... Ele não é enjoativo. 


- Ainda bem que estou chamando atenção. - Digo  colocando os braços no seu pescoço, dando-lhe um selinho. 


- Por quê? 


- Por quê? Todos vão ver como a mulher do chefe deles é linda, e morrerão de inveja.  -  Digo dando risada, ele faz o mesmo.


- Tem razão, muitos  gostariam  de ter minha vida.. Ainda mais, com essa mulher linda como minha. - Termina e me beija, verifico a hora e o relógio marca 08:17. 


- Vamos. -  Ele concorda, ajudo ele com a gravata e vou no meu quarto pegar minha bolsa PRADA preta. 

 

Descemos para tomar café, fomos rindo para cozinha, chegando lá Sook estava sorrindo para nós dois, como se dissesse que estava feliz em nos ver  tão felizes, já Sun estava de cara fechada.

 

 Namjoon fala para a Sook servir algo rápido para não nos atrasarmos, fomos para sala de jantar e sentamos, como sempre ele na ponta e eu do lado esquerdo da mesa, logo Sun traz salada de frutas.  Quando a mesma foi servir o suco, ela derramou todo o suco do copo em mim, me deixando toda molhada e com muita raiva. 


- VOCÊ É LOUCA GAROTA!? - Grito me levantando da cadeira, empurrando ela para o lado.


- Ops, desculpa, foi sem querer. - A prostituta fala com um sorrisinho cínico.


- Sem querer? Você derramou porque quis.


- Nunca faria isso. - Ela continua com o cinismo.

 
- Ah é? Isso foi sem querer também. - Peguei a jarra e despejei todo o suco em sua cabeça.


- SUA IDIOTA!  - Ela grita.


- Ops, foi sem querer. - Digo cinicamente também, Namjoon estava quieto, apenas observando, ele levanta quando Sun ameaça vir para cima de mim, eu nem me mexi do lugar, queria que ela tocasse um dedo em mim, pobre garota, não sabe com quem está brincando.


- SUN-HEE! - Namjoon grita quando ela fica frente à frente comigo, ela o  olha assustada, eu continuo com meu sorriso debochado. - Volte para a cozinha, antes que eu me irrite mais.


- Ela que começou, você viu Namzinho, eu derrubei sem querer e... - Namjoon a interrompe.


- NÃO ESTOU PERGUNTANDO O QUE ACONTECEU, EU VI TUDO, VOLTA AGORA ANTES QUE EU FAÇA ALGO PIOR COM VOCÊ DO QUE DERRAMAR UMA JARRA DE SUCO, E NÃO ME CHAME DE NAMZINHO. -  Ele termina e ela bufa, abaixa a cabeça e sai dali, fico muito irritada.  Demorei para achar um vestido sem decote.

 

- Vou te emprestar um vestido. -  Ele diz.


- Meu Deus Namjoon! Você gosta de se vestir de mulher? - Digo tirando sarro, ele dá uma risada falsa e fala.


- Muito engraçado... Mas tenho uns vestidos femininos.

 
- Como? - Quero saber como ele conseguiu.


- Uma loja de roupas femininas me mandava vestidos como agrados... Sempre dava para minha mãe, mas tem uns tamanhos menores que não cabe em minha mãe, então é um desses tamanhos menores que eu vou te dar. - Vou com ele até seu quarto novamente, entramos, ele vai no closet e sai com um vestido curto, com umas prendarias como se fosse um decote e uma fenda na perna direita, ele me entrega e fala.

 
- É o que menos parece de festa.


- Ok, vou no meu quarto me vestir. - Digo me direcionando ao meu quarto, ele para na frente da porta e fala.


- Se troca aqui.


- Não, eu tenho que ir pega um sutiã. - Digo, eu estava  só com uma calcinha cor vinho, porque o vestido não precisava de sutiã.


- Tudo bem. - Ele fala sem insistir, fui pro meu quarto, peguei o conjunto da calcinha um sutiã vinho, como o vestido tinha uma alça mais grossa não iria mostrar, tirei o vestido molhado e vesti o sutiã, quando estava abrindo o zíper do vestido para vesti-lo, Namjoon entra no meu quarto, se senta na minha cama eu só fico o olhando.


- O que foi? - Ele pergunta.


- Nada, mas não era para vir aqui, tô me trocando e não quero que me veja. - Disse vestindo  o vestido.

 
- Você não falou que eu não podia ver. - Ele deu um sorriso de lado e veio até mim fechar o zíper invisível atrás do vestido. -  Você falou "tenho que pegar um sutiã". - Ele fala me imitando. - Não que eu não podia vir para cá. - Ele fecha o vestido e se afasta. -  Ahh, e adorei o conjunto. - Diz se referindo a lingerie, dou um risinho de vergonha  ele dá risada também. Não tirei os saltos porque combinou com o vestido.

 

 Descemos de novo, ele perguntou se eu queria comer algo, respondi que não estava com fome pois tinha perdido a mesma, olhei no meu celular e já eram 08:28. Fomos para o carro e saímos a caminho da empresa, às vezes Namjoon olhava para minha perna cruzada de relance, a fenda deixava minha coxa mais aparente, ri baixo. Chegamos na empresa, ela era enorme, um prêmio com uma espécie de piso preto, que parecia espelhos de tão limpo, era linda, tinha um letreiro enorme escrito KIM. 

 

Descemos do carro, ele pegou minha bolsa junto da sua maleta, fechou o carro e segurou em minha mão, entrando na recepção as balconista olhavam de boca aberta para nós dois, quando estávamos esperando o elevador, ouvi umas moças cochichando.


Essa é a esposa dele? Que linda.


- Ele parece ser tão gentil com ela. - Outra fala.

 
- O Sr.Kim gentil? Essa é novidade. 


- Parece que Namjoon não tem lá uma boa fama em relação a educação. -  Pensei, logo o elevador abre, ele me deu passagem e entrei junto, ele aperta um dos botões, as moças que estavam esperando não entraram, estranhei.  Por que não entraram se estavam esperando o elevador? Dei uma olhada no relógio e eram 08:57.


- Por que elas não entraram? - Perguntei.


- Porque eu estou aqui.


- Ué, e daí?


- Quando eu entro no elevador ninguém entra junto.


- Ah tá. -  Dou um risinho e ele me olha. - Você ouviu elas cochichando? - Pergunto.


- Sim. - Ele deu risada e que risada gostosa.  - "Essa é a esposa dele?", " Ela é linda". - Ele imitou elas e rimos.


- " Sr.Kim gentil? Novidade". - Imitei. -  Você parece ser bem temido aqui.


- E sou. - Respondeu-me. - Não sou aqueles chefes que sorri para tudo que seus funcionários fazem. -  Ele termina.

 
- Você deve ser aqueles patrões chatos e ignorantes. - Faço careta.

 
- Sou mesmo. Você vai fica no andar 58. - Ele termina.


- Oi? 58 é muito alto, quanto andares tem esse lugar? -  Confesso que... Tenho medo de altura.

 
- 71 andares. - Ele diz. - Minha sala fica no andar 70, o andar 71 é meio que um terraço para descanso. - Passa-se alguns segundos e a porta abre no meu andar, saímos do andar, encontramos Jin e Hoseok conversando perto de uma salinha de descanso, todos andares tem, pelo que Namjoon falou, todos olhavam para nós, os homens estavam de queixo caído e as mulheres estavam com os olhos brilhando, eles estavam em mesas divididas entre duas pessoas, andamos pelos corredores até chegarmos perto dos meninos.


- Hoseok, cuida da minha mulher. - Namjoon fala.


- Pode deixar chefinho. - Hoseok imita um soldado batendo continência.


- S/N, Jin já separou uma sala para você, ao lado da sala do Hoseok. 


- O Jin trabalha em qual área? - Pergunto.


- Direto de financias. - Jin responde.


- Ah tá.  - Digo.


- Qualquer coisa é só me procurar, minha sala é no andar 61. - Jin fala e eu concordo. - Ok, tenho que ir, vamos   Namjoon, tenho resolver umas financias  da empresa. -  Ele fala e Namjoon concorda, me dá um selinho e me entrega minha bolsa, saindo em seguida.


- Nunca vi Namjoon sendo tão carinhoso. - Hoseok fala com a mão sobre o queixo fingindo estar apaixonado.


- Para. - Dou um tapinha em seu ombro.

 
 - Vou te mostrar sua sala, antes que esses homens te comam com os olhos e as mulheres te fuzilem. -  Ele fala e dou risada, me leva até uma sala do outro lado do andar, tinha uma porta de madeira escura com meu nome e uma ao lado, mas não gruda com o nome do Hoseok.

 

 Entro, a sala é enorme e linda, tem alguns livros na instante, uma mesa preta, uma cadeira grande preta que  parece ser bem confortável e uma poltrona no canto da sala.


- Gostou little boss? - Ele di fazendo uma cara de fodão, logo dou risada.


- Hobi para, eu não sou sua chefe.


- Agora é. - Ele fala rindo. -  Irei gostar mais de ter você como chefe do que Namjoon, você não é tão rabugenta.


- Então não sou little boss... Sou super boss. - Digo rindo e colocando minha bolsa na mesa.


- Ok, vou trazer uns papéis para você examinar então, super boss. - Ele diz saindo da sala, me sento na cadeira.  Aqui na empresa era assim, tinham setores diferentes e o de advocacia não era só para empresa, clientes da empresa podem contratar os advogados daqui também, aqueles que estavam no corredor de mesas são um tipo de secretários, recebem os clientes e levam até Hoseok, e agora para mim a outra metade do setor eram tipo assistentes, tinham umas 11 pessoas ali achei muita gente mas ok.

Depois de um tempinho, Hoseok entra me dando uns papéis dizendo que seriam meus novos clientes, saindo em seguida.  Comecei a folhear os papéis e escolhi um dos clientes para começar, li sua ficha, ele é ex sócio daqui, saiu e montou sua própria empresa, Hoseok seria seu advogado  e seu nome era Jay Park, ele tinha sido processado pela sua futura ex mulher por não pagar sua pensão de 10.000 por mês. Esse era o preço pelo divórcio que ela não queria assinar, ele se recusou a paga e foi processado.

- Que absurdo! 10.000 por mês para se divorciar. - Pensei. Saí da sala e fui até uma moça de cabelos curtos, que ficava em uma mesa perto da minha sala, parecia ser minha secretária.


- Olá. - Falei,  ela se assustou comigo, confesso, cheguei bem devagar sem fazem muito barulho, ela deu um gritinho mas quando viu que era eu pediu desculpas.

 
- Perdão senhora Kim. - Ela pediu de cabeça baixa. -  Sou nova aqui, fui contratada especificamente para ser sua secretária.


- Não tem problema. - Digo sorrindo, ela já estava em pé. - Poderia ligar para esse senhor? - Entrego-a a ficha de Jay Park.


- Claro, marco horário? -  Ela pergunta sorrindo simpática.


- Sim, marque para... 14:45.


- Tudo bem senhora. - Ela se senta, pegando o telefone. 


- Não me chame de senhora, me sinto uma velha. - Me chame de S/N.


- Tudo bem, S/N. - Volto para minha sala, ainda são 09:13, o almoço dos funcionários eram das 11:30 às 12:30 e os do patrões são a partir das 11:30 até às 13:15. Sento e continuo vendo alguns casos que Hoseok me entregou.

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...