História Casamento Forçado - JIKOOK - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Comedia, Ecchi, Jeonjungkook, Jikook, Kookmin, Lemon, Novela, Parkjimin, Romance, Shoujo, Slash, Yaoi
Visualizações 146
Palavras 1.390
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oee de novo ^~ ♥

Eu demoro porém apareço :v KJHSDHJKFD

Boa leitura ..

Capítulo 5 - Descomplicar


Fanfic / Fanfiction Casamento Forçado - JIKOOK - Capítulo 5 - Descomplicar

 

 

- Você não devia beber tanto Jiminnie... -Yoongi olhava assustado para o amigo que, embebedava-se. Talvez, telo trazido para uma boate não tivesse sido uma ideia tão inteligente-

 - Não foi você quem disse que eu precisava livrar-me dos problemas?! Estou fazendo oque mandou. -Retrucou-

 - Desde quando você me escuta? Disse que você devia se livrar dos problemas, e não ganhar mais problemas!

 

 A boate, como qualquer outra, era escura, cheias de luzes coloridas piscando. Em dias comuns, elas doeriam a vista de Park, no entanto, hoje não era um dia comum. Era o dia de ''Livrar-se dos Problemas''.

 Em hipótese alguma, Min não gostava de passar a noite, sentado em uma das mesas distantes da pista de dança, bebendo qualquer porcaria, mas tinha um compromisso com o amigo: Não deixa-lo acabar a madrugada, metido em confusão!

 

 - Yoon, relaxe. Sei me cuidar, okay?! -Tentou despreocupar o amis velho, não conseguindo progresso algum ao virar outro copo de Soju-

 

 Min revirou os olhos. Sabia que no final das contas, teria um amigo bêbado para cuidar.

 

 - Yoon, você não vai dançar?

 

 Hoseok mal sentara ao chegarem na casa noturna. Já tinha a testa escorrendo suor, de tanto dançar.

 

 - Estaria dançando se não tivesse que cuidar de um perigo para a sociedade! -Apontou para Jimin. Qualquer provocação que lhe fizesse, definitivamente não surtiria efeito. Park estava disposto a beber até o último gole-

 - Cuidar de um perigo para a sociedade? ta falando do Jimin? Porra Yoongi, Jimin já é bem grandinho para beber o quanto quiser.

 - Está vendo? Até Hoseok está do meu lado.

 

 Hobi sorriu, puxando o platinado para a pista de dança.

 Minnie estava livre do amigo tão protetor!

 

 Yoongi é tão exagerado. Como se eu não tivesse alto controle... A última vez que, lembro-me de ter bebido mais do que devia foi mês passado. Passei aquela semana inteira com olheiras fortes (é isto que se ganha por beber alcóol como se fosse suco de soja).

 

 

 

 - Consegue ver o Jimin? -Yoon ficava nas pontas dos pés, procurando pelo garoto de madeixas escuras. Com toda certeza Park estaria arranjando encrenca que não devia-

 - Relaxa aí Yoongi, vai ver ele só foi ao banheiro -Respondeu despreocupado-

 

 Não deviam afzer nem 30 minutos, e Jimin já havia feito a proeza de sumir no meio da multidão eufórica.

 

 - Acha que adiantaria gritar o nome dele? -Perguntou apreensivo-

 - Sinceramente, não acho que ele te escutaria com a altura desse som, a menos que vocês tenham algum tipo de chamado dinossauro.

 - Porra, o Jimin é uma topeira!

 - Não conhece a nova tecnologia da atualidade? -Debochou, tirando o celular do bolso. Min definitivamente não era a melhor pessoa pensando quando o nervosismo decidia o atacar.

 - Me dê o celular!

 

 Discou o número de Minnie, tampando um dos ouvidos, para que pudesse escutar melhor a chamada.

 

 - Jimin? Alô? ...  O desgraçado desligou na minha cara!

 

 Hobi segurou a risada, passando o olhar brevemente pelo local.

 

 - Ei, a boate não é um buraco negro. Podemos apenas procura-lo.

 

 Yoon assentiu. Alias, não procuravam por uma tarraxa de brinco, mas sim uma pessoa.

 - O procure no banheiro que olharei... -Antes que pudesse continuar, foi cutucado por Hope, que apontava para um Jimin completamente fora de si, mandando beijos para o barmen, que só não superava a vermelhidão de um tomate-

 - Será que o Jimin consegue dar uns amassos no barmen bonitinho?

 

 Yoongi ignorou, indo ''salvar'' Jimin da vergonha que pagava.

 

 - Poxa, Yoon. Você já foi mais descontraído!

 

 

 

  - Você vai estar livre no sabádo? -Jimin enrolava uma mexa de cabelo nos dedos, mantendo um biquinho de beijo nos lábios-

 - Ahh... Não, eu também trabalho aos sabádos... -Respondeu sem graça, servindo outra bebida para Park-

 - Também não estarei livre, vai ser meu baile de formatura da escola -Assim, virou outro copo-

 - Você não é meio velho para ter uma formatura na escola?

 

 Park recebeu um forte beliscão, formando um enorme bico nos lábios.

 

 - Bebeu mais do que devia, não bebeu?

 

 O moreno cobriu a boca com as mãos, balançando a cabeça negativamente.

 

 - É claro que bebeu! Você sempre age como um tapado quando não está sóbrio! 

 - Está chamando quem de tapado? -Park fechou os punhos, como se ameassase bater no amigo, por mais que no momento aquilo fosse impossível, já que mal tinha sua vista e cordenação motora em perfeito estado-

 - sentindo? Está cheirando à bebida! É outra prova contra você -Yoongi puxou sua orelha, não, importando-se em deixa-la vermelha- 

 - Jiminnie, pode me emprestar seu celular por um momento?

 

 Concordou, dando o celular a Hoseok, que começou a ''fuçar'' a lista telefônica do baixinho.

 

 - Como disse que era o nome do seu noivo mesmo? -Perguntou a Jimin, que respondeu cabisbaixo-

 - Jeon Jungkook.

 

 Era incrível como o assunto conseguia afeta-lo. De uma hora para a outra, o embriagad totalmente ousado, tornou-se quieto.

 O alcóol apenas piorava os sentimentos.

 Foi ao Hobi encontrar um ''Sr Jeon'' salvo, que sorriu, ligando para o telefone do mesmo.

 

 - Para quem está ligando?

 - Para o noivo dele! -Disse simplista, desesperando o único que ainda parecia pensar direito-

 - Ficou louco?

 - Jungkook? Cara, você tem um noivo com problemas.

 

 Enquanto Jung explicava a situação para o noivo do garoto -da maneira mais jogada possível- Yoongi tentava tirar o aparelho eletrônico de seu ouvido; mas, como poderia? Sofria da mesma baixa estatura que Jimin.

 

 - O que pensa que fez, Hoseok? -Perguntou ainda mais nervoso que antes-

 - Resolvi o problema!

 - Você não resolveu o problema coisa nenhuma, seu mal comido! Não tinha dito que a relação dos dois é complicada?

 

 Minnie mantinha-se calado. Mesmo que não sóbio, sabia oque acontecia.

 

 - Bem, então talvez seja a hora de descomplicar.

 

 

 

 Jeon estacionou seu carro em frente a barulhenta boate, não precisando perder tempo em entrar no local. Os dois garotos – desconhecidos para ele- ajudavam Jimin a equilibrar-se.

 

 - Céus! -Assim que fechou a porta do carro, correu para a direção dos que seguravam seu ‘’noivo’’ – Jimin, estava tentando ter uma overdose?

 

 Jungkook e o baixinho não tinham relação alguma, além de serem simples conhecidos que casariam; mas ainda assim, o empresário tinha empatia. Aquele era seu futuro noivo, não seria completamente grosseiro –escroto- de sua parte deixa-lo definhando naquela boate, do jeito que estava?

 

 - Que diferença faz? Você não se importa mesmo...

 - Bêbado, mas continua afiado.

 

 Se Jimin ainda fazia questão de trata-lo mal, então com toda certeza estava melhor do que nunca!

 

 - Vamos, vou leva-lo para casa. – ‘’Se pode responder-me mal, também pode andar sem ajuda’’-

 - Não pode leva-lo para casa, olha o estado dele!

 

 A cada segundo, Yoongi percebia a burrada que Hoseok havia feito. Detestava a ideia de deixar o amigo com o ‘’noivo babaca’’.

 Jeon suspirou pesadamente. Jimin tinha 20 anos, não tinha?!

 

 - E o que espera que eu faça, cara pálida?

 

 Min podia responder mal. Podia xinga-lo e dizer o quão péssimo futuro marido era. Mas não o fez. Calma e paciência era oque precisava, por mais que as duas coisas fossem bem nulas em sua personalidade.

 

 - Você é o noivo dele, não? Se vire!

 

 Notando a guerra de olhares dos dois, Jung interferiu. Não estava nem um pouco afim de, dar um depoimento na delegacia pelos dois acabarem saindo na porrada.

 

 - Ahn, oque Yoon está querendo dizer é: Porque não cuida dele?! Digo, leve-o para sua casa e fale com o pai dele. Vocês são meio próximos, não?!

 

 Jeongguk sabia que eles tinham razão. O casamento realmente aconteceria por seu interesse em recuperar o dinheiro perdido, no entanto, não tinha em mente transformar a vida de Jimin em um terror.

 

 - Cuidar dele?! Tudo bem... –Mais uma vez suspirou, levantando o queixo de Minnie-

 - Consegue andar? -O garoto balançou a cabeça, murmurando um ‘’não’’- Certo, coloque as mãos em meus ombros.

 

 Assim Jimin fez, sendo carregado pelo empresário. Sentia-se estranho, e sua sorte, era não estar totalmente consciente, pelo contrário, sua timidez o atacaria como nunca!

   Sem qualquer outra palavra ser trocada entre eles, Jeon voltou ao seu carro, agora, acompanhado de Jimin.

  Talvez com o tempo, os dois pudessem dar certo juntos, ou, no mínimo, pudessem se tornar menos piores juntos.

 

 

Continua 

 

 


Notas Finais


Até o próximo capítulo ^~ ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...