1. Spirit Fanfics >
  2. Casamento forçado - Kim Taehyung >
  3. Um suspiro de amor! ( Parte 2 )

História Casamento forçado - Kim Taehyung - Capítulo 34


Escrita por: MerySlytherin

Notas do Autor


○ Boa leitura meninas!💕

○ Caso ocorra algum erro ortográfico me desculpem!🤡🙏

Capítulo 34 - Um suspiro de amor! ( Parte 2 )


Fanfic / Fanfiction Casamento forçado - Kim Taehyung - Capítulo 34 - Um suspiro de amor! ( Parte 2 )

  
S/n soter..on

  Em quando eu estava toda encantada ao vê-lo novamente depois de anos, ele continua lindo, perfeito, maravilhoso e cheiroso..

  ‐ S/n : comprei pizza você quê? — ele estava me secando com aqueles olhares profundos, esse olhos negros esses cabelos escuros caídos sobre a testa, ele não mudou nada...

- kim Taehyung: por que, só agora? — perguntou levando a cabeça e olhando para o teto e depois direcionado seu olhar novamente para mim..

- S/n: podemos conversa, eu posso explica por que voltei, e tudo que aconteceu.  — digo com uma voz calma e doce, tento me aproxima mas ele se afasta, ele foge dos meus olhares, e agora foge dos meus toques.

-Kim Taehyung: eu sei porque voltou e não foi por mim, só voltou porque seu pai está morto, nunca foi por mim... — ele fechando os punhos por conta de raiva eminente em seu olhar,  sua voz está alterada, vejo em seus olhos o lampejo de raiva envolta em tristeza..



-S/n: Eu posso ter voltado pelas razões erradas, mas todos esse anos nunca deixei de te ama, sempre foi você.. — digo pegando em seu punho fechado e o segurado com minhas duas mãos, vejo ele fecha os olhos e uma lágrima cair..

-Kim Taehyung: Eu procurei por você, eu liguei mas seu irmão atendeu e me convenceu a deixa você viver uma vida, depois de um ano eu procurei por você novamente e descobri seu relacionamento com jeon jungkook... — disse tirado sua mãos das minha, se afastando de mim, eu dei uma passo em sua frente e ...


-Kim Taehyung: NÃO, por favor é  tarde demais para volta aqui pelas razões erradas com você mesmo falou e acha que vai recupera um amor que não existe mais —quando ele gritou algo em mim paralisou, e o passo que dei para frente, foi em vão ele deu dois para atrás...


-S/n: foi um relacionamento de duas semanas, não durou muito, eu posso ter errado em ter indo embora deixando você naquele estado sozinho, mas estou aqui e ainda te amo... — quanto tentei falar mais algumas coisa ele me interrompeu dizendo..

-Kim Taehyung: por mas que eu ainda ame você, eu não desejo acorda novamente seja em um hospital ou na minha cama e não encontra você la, acorda e saber que a mulher da qual você quase deu sua vida foi embora,  você não sabe o que sentir, acordei preocupado com você, gritando seu nome e descobri que fui abandonado.. — Ele disse ficando furioso pegando a pizza e jogando no chão, sua respiração estava pesada, seu rosto vermelho de raiva, seus olhos vermelhos.

-S/n: Eu nem sei o que te dizer, me perdoa? Por tudo, por ter indo embora, eu tava fragilizada mas isso não justifica ter deixando você, por ser egoísta, por abandona o amor da minha vida, eu te amo e não importa o quanto o tempo passe sempre vou te amar.. — as lágrimas tomaram de conta de mim, uma forte dor no peito, me sentir a pessoa mais egoísta do mundo, me sentir a pior das mulheres.

-Kim Taehyung: Eu não consigo imagina as coisas que você passou, mas eu teria feito tudo por você tudo, também te amo, mas para mim chega... — eu dei um sorriso curto de tristeza, era tarde demais para volta....

-S/n : Você  tem razão, eu já vou até outro dia... — falei saindo sem olhar para trás..

- Kim Taehyung: S/n bate a porta.. — quando ele falou meu nome eu parei para ouvi o resto então eu não olhei para atrás apenas sair e bate a porta como pedido.



S/n soter off
.
.
.
Kim Taehyung ON


Depois que ela saiu pela porta, uma parte minha foi junto, um lado meu só queria beija-lá, levá-la para cama e fazê-la  minha matá toda essa saudade tira essa dor do peito, mas a outra parte de mim me dizia para deixa ela de uma vez esquece ela, afinal ela me abandonou e mesmo assim eu amo ela não deveria ama mas amo...

Comecei chora feito o trouxe que sou..

Kim Taehyung off
.
.
.
Park jimin on


A noite está fria, vem tempestade por aí, um nevoeiro se forma nos céus, a mansão soter e silenciosa, não Sei por qual motivo minha irmã quis fica nesta casa..

Passei o restante da minha noite explorando a casa, em uma conversa com uma empregada descobre que Augusto e minha mãe, tinham quartos separados em quanto ela ainda era viva e que depois de sua morte ele manteve o quarto dela intacto por todos esse anos, ainda não tive coragem de ir lá ver tal quarto que pertenceu a minha mãe.


Uma hora depois ...

Vejo minha irmã chega em casa muito mal, ela estava chorando.. fui até ela e abracei,  logo presumir que as coisas entre ela e  Taehyung não acabaram bem..


-S/n ele não me ama mais — falou soluçando em quanto eu limpo suas lágrimas..

-Park jimin: Eu sinto muito — digo tentando acalma ela, mas é inútil..

-S/n: Como vou segui em frente.. — vejo a dor no seu olhar, a dor no som da sua voz, saber que alguém faz ela sofre isso me deixa furioso.

- Park jimin: olha para mim,  você não é mais uma menina é uma mulher forte e corajosa vai encontra um motivo para viver, para acorda todos os dias,  vocês tem seus negócios suas empresas, essa é a hora que você deve coloca a mulher forte que você tem aí dentro para fora.. — falei na tentativa demonstra para ela que sinto muito pelo seu relacionamento mas que ela precisar segui em frente, com ou sem ele.



S/n soter on
.
.
Dia seguinte


Acordei com uma dor de cabeça terrível,  coloquei minha roupa de executiva e falei três vezes para mim no espelho do banheiro.

" eu sou forte, uma mulher incrivelmente forte"

 

   Terminei de me vesti e fui toma meu café da manhã, a mansão soter e enorme, vejo jimin entra na sala de café da manhã..

-Park jimin: bom dia, dormiu bem?— falou se sentando e colocando café..

-S/n : bom dia, dormi bem, se bem você quê dizer péssima sim — ele rir e eu jogo uma uva nele..


Minutos depois, nos saímos para empresa do meu pai, hoje vou conhece todos os acionistas e sócios, consequentemente vou ver Taehyung mas não posso me abala..

Quando chegamos na sala eu e jimin comprimenta todos, vejo Kim Taehyung é sua secretária Rose, ainda é secretaria dele não me admira, Jimin, os comprimenta e se sentamos, horas se passaram, fui questionada sobre minha especialidade é coloquei todos aqueles que duvidam de mim em seu devido lugar.
  Jimin ficou olhando para Rose com ela fosse carne fresca e pronta para o abate.
Quando finalmente a reunião terminou depois de  2:30h de transações financeiras, comercias e as principais importação e exportação.


Jimin saiu da sala com Rose, com sempre ele deu o bote..

Quando estava arrumando minha coisas para sair..

-Kim Soo-hyun: parabéns você foi brilhante, tem muito do seu pai, você realmente tem tino para os negócios.. — falou ele sorrindo, animado, ele é a primeira pessoas que diz que tenho algo do meu pai, que vê algo dele em mim..


-S/n: Você acha, foi bem difícil faz eles me dar um voto de confiança.. — disse guardado os papéis em minha pasta.

-Kim Soo-hyun: com o tempo, eles vão ver que você tem boas intenções para empresa e que pode trazer inovações. — bom vejo que eu estava errada o Soo-hyun é um bom homem, ele me deu muita força na reunião de hoje..

-S/n: obrigada, depois conversamos mais,  um jantar talzes? — fiz a propostas na esperança que ele aceite, quero conhecê-lo, meu pai não o tornaria vice-presidente sem que ele seja um homem inteligente e que saiba negocia.

-Kim Soo-hyun: claro, quando quiser e só me liga — falou me entregando seu cartão de contando, eu peguei e sai da sala..


Quando sai da sala vejo Taehyung parado conversando com uma acionista no corredor, e vejo que elevador está a poucos metros.

Ele se despede dela e vem até mim.

-Kim Taehyung: Você foi bem, Senhorita Soter — disse ele em tom de ironia meu sobrenome

- S/n : lhe agradeço pelo elogio, senhor Kim Taehyung — digo também ironizando seu nome..

-Kim Taehyung: quando foi que ficou tão irônica? — perguntou ele dando um passo em minha direção, arquiando uma de suas sobrancelhas de forma arrogante.

-S/n: se quiser falar de negócios procure por Kim Soo-hyun, senhor Kim — digo de forma impetuosa e arrogante.

-Kim Taehyung: Se eu não quiser falar de negócios.. — disse ele dando mais um passo em minha direção, meu estômago parecia está cheios de borboletas.

-S/n: Fora isso nos não temos nenhum outro assunto pendente, senhor Kim me desculpe pelos modos mas tenho que ir.. — falei dado passos para atrás e saindo de seu campo de visão o deixando sozinho sem dá chance dele me dizer mais alguma coisa.

Entrei no elevador, ele tentou entra mas a porta se fechou antes, um suspiro de alívio saiu de meus lábios, as borboletas pareciam da uma festa na minha barriga.


    Um suspiro de amor saiu de mais lábios.


Quando finalmente cheguei no último andar aonde era a sala do meu pai..
Uma grande sala com uma decoração não muito diferente da mansão soter, uma sala branca com detalhes em preto, olhando melhor tem muita preto, e detalhes em madeira.

Me sentei na cadeira que foi do meu pai, sua mesa todas, as aquelas coisas, me sentir poderosa sentir o poder que aquele lugar trás, a Sensação de ser uma mulher poderosa..

Peguei minha bolsa, tirei de dentro dela a carta que meu pai me deixou, por mas que eu lute contra isso, ele era meu pai, a Sensação de poder me consome a cada dia, o fato de algumas pessoas dizerem que tenho algo dele em mim, sinto que vou me arrepender se não ler tal carta..

Fico encarando a carta na minha mão, depois coloco ela sobre a mesa... fico a encara-lá.


Continua...




Notas Finais


○ O que vocês acharam?🤔

○ A S/n deve ou não ler a carta? ✉

○ Caso ocorra algum erro ortográfico me desculpem.💕🤡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...