História Casamento Forçado - Capítulo 34


Escrita por:


Capítulo 34 - Capitulo 31


Alexander Lightwood

Finalmente eu sou um homem casado, sinceramente eu não estava totalmente pronto para esse passo, mais nao poderia deixar Magnus morrer nunca, por isso enfrentei meus medos e aqui estou eu.

Sendo carregado em estilo noiva, pelo meu marido até meu quarto, já que magnus ainda não estava cem por cento bem para abrimos um portal.

A minha mãe nos deu a suíte de lua de mel do instituto para que passasemos a noite, e minha irmã ficou responsável por arrumar o quarto todo, deixando o ambiente aconchegante.

Tinha velas espalhadas em pontos estratégicos e várias pétalas de narcisos sobre a cama.

Magnus me colocou sentado sobre a cama, e ficou em pé em minha frente. Ele começou a tirar o blazer e a gravata que vestia e olhou no fundo dos meus olhos.

— Sabe que não tem que fazer isso não é? Não foi sua culpa, nada disso. Não tem que desistir de sua pureza ou divindade por mim — Magnus olha no fundo dos meus olhos enquanto diz as palavras.

Ele olha diretamente para o meu colar e sorri.

Eu levo minha mão até o fecho do colar e tento retirar, mais mags me impede.

Ele me beija para me distrair do meu proposito.

— Eu quero fazer isso, quero ser seu marido, poder construir uma família ao seu lado.— Tento por toda a minha sinceridade nestas palavras.

— Sua boca diz algo mais seu corpo diz outra coisa, você não está pronto para consumar o casamento ainda, e não tem que fazer isso contra sua vontade, ainda temos tempo, caso você consiga se sentir a vontade e ir até o fim. — Magnus beija minha tempora e um sono me imvade imediatamente.

Sinto ele ajeitar meu corpo sobre a cama e retirar meus sapatos, gravata e blazer.

— Durma bem meu menino, e obrigada por tudo isso — Sinto um último selar em minha testa.

No outro dia.

Acordei sentindo um pesso em cima da minha barriga, tateei com a mão e sentir os braços musculosos de Magnus, sorri involuntariamente.

Me viro para ele e fico encarando, nunca vi ninguém tão bonito até mesmo dormindo.

— É  feio, encarrar as pessoas enquanto dormem — Sua voz me pegou de surpresa.

— Não quando está pessoa e o seu marido — Me virei para alcançar seus lábios.

O beijo começou lento e delicado, mais felizmente as coisas entre eu e mags nunca ficavam lentas, o beijo ganhou fogo e paixão, rapidamente eu estava em cima do colo de Magnus enquanto rebolava ao passo que o beijo ia ganhando velocidade.

Não demorou muito e eu comecei a sentir a ereção de Magnus crescer dentro da calça moletom que ele vestia, desta vez ele não ia fugir. Nós faríamos amor.

Levo minhas mãos até sua blusa e arranco para fora de seu lindo corpo, deixando seu abdômen definido, totalmente descoberto .

Sua pele dourada, parecia que brilhava ainda mais com alguns reflexos de sol que entrava pela janela.

Magnus olhou nos  meus olhos procurando algum vestígios de negação de minha parte, mais não achou.

Sorri para ele, enquanto eu mesmo tirei minha blusa, aproveitando e puxando minha  calça junto com a cueca.

Eu tinja perdido qualquer tipo de timidez e agora me encontrava totalmente  nu em cima de seu colo.

— Tem certeza? — Magnus perguntou depois que conseguiu afastar sua boca da minha por um instante.

— Absoluta, me faça seu — Beijei sua boca novamente.

As mãos de Magnus passearam por cada pedacinho do meu corpo, apertando e me fazendo gemer ainda mais.

— Você é tão doce, meu precioso menino — A boca de magnus abandonou a minha e foi em direção ao meu pescoço.

Suas mãos me apertavam sem me machucar, seus beijos em meu pescoço me faziam tocar o céu.

Sua boca desceu até meus mamilos e sugou um de cada vez com ganas, a esta altura meus pés se contorciam na cama de um jeito maravilhoso.

Magnus deixou meus mamilos sensíveis e salpicou varios beijos por todo o meu abdômen, chegando na minha parte íntima mais necessitada.

— Você é uma delícia, tenho sorte de te ter ao meu lado.— A boca de magnus alcançou a cabeça do meu pênis e sugou bem devagar.

Há esta altura todos no Instituto, ouviriam meus gemidos se esse quarto não fosse a prova de som.

Magnus engolia toda minha ereção, enquanto olhava em meus olhos. O seu esverdeado dourado no meu azul, fazia eu chegar ao céus .

Quando eu estava quase gozando, sinto o dedo médio de magnus invadir minha entrada, melecada de lubrificante. No momento em que senti seu dedo entrar bem lá no fundo e alcançar meu ponto doce, gozei.

Magnus adicionou um segundo dedo e começou a tesourar com paciência, gemidos saiam a todo momento de meus lábios e eu via que magnus se deliciava com cada um deles.

Até que eu sentir ele tirar os dedos e eu resmunguei.

Senti ele alinhar a cabeça do seu pênis na minha entrada e começar a entrar devagar, olhando nos meus olhos a todo momento.

— Você é incrivelmente, apertado e quente meu amor — Eu gemi assim que senti ele entrar por completo em mim e esperar eu me acostumar.

Eu sentir dor, mais a vontade de dar prazer ao homem que fez de tudo por mim era maior.

Mexi meus quadris e senti magnus firmar eles fazendo eu ficar quieto.

Magnus recitou algumas palavras e de repente a dor sumiu por completo.

Ele começou a se movimentar lentamente e aos poucos aumentava a velocidade, de acordo com os meus gemidos.

Eu estava tocando os céus.  Nossos lábios se tocavam a todo o momento, suas maos apertavam minha cintura enquanto as minhas arranhavam suas costas.

Quando eu atingir o ápice, foi o momento mais especial da minha vida, eu sussurrei as palavras que a feiticeira me disse e senti a minha alma e a de Magnus se unirem e se tornar uma só.

Eu sentir minha divindade ir embora, e  senti a semente de Magnus me inundar por dentro.

No final senti que tudo valeu a pena, eu e Magnus finalmente eramos um só. 

Continua....

Comentem bastante e me desculpem se decepcionei alguém, mais eu sempre imaginei a primeira vez deles assim. 

 


Notas Finais


Postei e corri


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...