História Casamento Forçado - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Avenged Sevenfold
Personagens Johnny Christ, M. Shadows, Personagens Originais, Synyster Gates, The Rev, Zacky Vengeance
Tags Brigas, Essa Fic De Novo, Morte, Por Que Sim, Syn
Visualizações 18
Palavras 2.095
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie gentem :3
Então foi muita emoção nesse cap anterior neeh, pois bem então nesse tbm é. Enfim nesse cap tem a entrada de duas novas personagens, uma vai ser ruim e a outra um amor, porém não quero ninguém julgando antes sem conhecê-las tá! Enfim é isso espero que todas gostam e apareçam, todas fantasminhas são bem vindas aqui!

Boa leitura :*

Capítulo 34 - Grávida?


Fanfic / Fanfiction Casamento Forçado - Capítulo 34 - Grávida?

POV’s BRIAN

 

Um dia, dois dias, uma, duas semanas havia passado e eu estava já ficando louco, claro que eu ligava para Nicole quase o tempo todo, porém conseguia falar com ela uma vez por dia apenas, isso quando não caia na caixa, eu estava a ponto de pegar minhas coisas e voltar correndo para HB sem pensar duas vezes, porém fazendo isso eu só ia piorar as coisas para todo mundo e mais para mim e Nicole. Durante essas semanas eu nem vi a cara de May, pois a agenda de shows para essa semana foi longa então era, um show, depois entrevistas, fotos e, mas fotos, logo a noite já estendia e era só descansar o corpo na cama que logo já era hora de levantar. Porém hoje era domingo e por milagre não teríamos nada para fazer o dia inteiro, e por conta de todos os problemas que tivemos ultimamente está um clima tenso hoje, e eu tive a infelicidade de participar de um café da manhã com May e Carol que cochichavam o tempo todo, deixando Nat, Johnny e eu putos da vida.

Liz e Zacky estavam aproveitando a viagem por todos, por que os dois eram os únicos que estavam bem de nós todos, Matt e Nat estavam meio brigados por que Matt estava puto com a agenda de show imensa que meu pai criou com setlists enormes, Johnny nem queria falar com Carol, e bem Jimmy era o único que sempre se mantinha neutro, e eu bem tentei me manter afastado, já que tudo agora é culpa minha.

Estávamos todos no hall do hotel, claro que tinha muita gente ali e principalmente fãs, óbvio já que os brasileiros sãos os mais calorosos, porém enquanto os meninos estavam mais próximos as pessoas eu estava em um canto mais discreto tentando ligar pela milésima vez para Nicole que não me atendia e isso já estava me irritando. Quase joguei o celular para a puta que pariu quando resolvi ligar para Jully, tinha mais de 99% de ela não me atender, mas foda-se eu precisava tentar,e  não deu outra, ela atendeu, o que?

_O que quer Haner, deixa de incomodar, Nicole está deitada! Falou com sua típica voz de mal humor.

_ Dane-se eu só quero saber como ela está! Falei rolando os olhos.

Céus, como essa mulher me irrita.

_Ela... El...a Ah ela está ótima, só um pouco cansada por que fomos dormir tarde ontem! Falou meio sem jeito e eu franzi o cenho.

Por que quando uma mulher diz que está tudo bem é por que não está nada bem, mas eu sentia que estava tudo bem, mas né eu tenho que ser uma marido cuidadoso agora, tenho muito o que me redimir com Nicole.

_ Quero falar com minha mulher! Insisti.

_ Não Brian, nossa você não tem autógrafo para dar não? Nicole não quer falar com ninguém! Falou irritada e desligou o telefone na minha cara.

Olhei com cara de otário para o aparelho, mas que ousadia ela tem, okay Brian deixa de paranoia meu filho, você tem que ter autoconfiança e controle também, por que assim fica difícil, desse jeito você já está parecendo um velho, ah quem estou enganando eu sou velho, não espera, ah mais que bosta eu estou fazendo? Fiz cara de indignado enfiando o celular no bolso. Respirei fundo me virando rapidamente, porém eu dei de cara com alguém e quase a mandei para o chão, mas eu fui mais rápido e a segurei pelos braços, e ao notar pela finura parecia uma mulher, fiz cara de susto e encarei a figura a minha frente, de óculos e chapéu de praia, lábios avermelhados, cabelos longos e loiros, e uma carinha atordoada, uma carinha muito, mas muito familiar.

_ Pode me soltar agora! Falou constrangida.

Franzi o cenho reconhecendo aquela voz.

_Michelle? Perguntei me atrevendo a arrancar os óculos da mulher a minha frente que ficou assustada.

Sim, realmente aquela era ela, que a tanto tempo eu não via, Michelle Dibenedetto.

 

“Vejo que você está fugindo, por uma estrada

Expulso de um mundo que você nunca conhecerá

Fica aí, coloque as suas armas ao seu lado

É uma guerra no final, nós vamos perder, mas tudo bem

Então, tente entender agora, você entendeu agora?”

 

Welcome To The Family 

 

-Avenged Sevenfold-

 

POV's NICOLE

 

_ Grávida Nicole? Meu Deus, Grávida? Jully repetia como se ao conseguisse deixar a fixa cair.

_Eu não sei, é uma hipótese, pode ser que sim, mas certeza que sim! Falei me levantando daquele chão frio e tentando controlar as lágrimas.

Eu não tinha certeza disso, mas eles dizem que uma mulher sabe quando está esperando um filho do homem que ama e eu sentia sim que tinha algo bem pequenino crescendo dentro de minha barriga, depois que Brian foi viajar, passou poucos dias e eu comecei a sentir minha cabeça doer, assim como meus pés e os mesmo estavam inchando como se eu tivesse andando durante um bom tempo, logo dores nos seios e só assim então os enjoos, eu não podia afirmar com clareza, por que ainda não estava na minha semana de menstruação, por isso a dúvida cruel.

_Mas qual é o problema do Brian? Ele não sabe o que é um preservativo não? Perguntou raivosa.

Fui até a pia e abri a torneira assim escovando meus dentes e logo eu molhei meu rosto que estava pálido e meus lábios secos e arroxeados.

_É engraçado, mas Brian e eu nunca nos cuidamos, ele sempre me dava aquela pílula estranha e bem na nossa ultima vez ele disse que me levaria a um ginecologista, mas! Parei um tanto pensativa.

_ Mais nada Nicole, vocês são casados a sete meses mulher você tem dezenove anos, e mesmo que se amem, isso é errado, vocês dois estão sempre em crise, isso não é hora pra ter um bebê! Falou tentando se acalmar.

Tudo que Jully falava era verdade, mas agora tudo já estava feito e não tinha como voltar atrás, de todo modo, eu estava feliz, era uma expectativa e tanto estar talvez grávida, o problema era que agora tudo estava perigoso, e eu estaria ainda mais frágil, além de que eu  tinha medo, muito medo da reação do Brian.

_Eu sei Jully, eu sei disso tudo, mas eu ainda não tenho certeza, mas é quase cem por cento de chances de eu estar grávida, na nossa última vez Brian como sempre não havia usado nada, eu sempre soube que isso era errado, mas eu fui burra de nunca discuti com o Syn, então dessa vez ele teve que sair apressado, ele tinha que falar com James, no entanto eu fui a cozinha no intuito de tomar a pílula, porém Kenna me ligou e eu acabei esquecendo por completo e sai, foi aí que aconteceu tudo aquilo. Expliquei puxando-a para fora do banheiro.

Jully respirou fundo e sorriu, sorri de volta, ela então veio até mim e me abraçou com cuidado.

_ Tudo bem Nic, me desculpe, mas você sabe que eu só quero seu bem, mas se você estiver mesmo grávida, saiba que eu vou estar sempre aqui, para sempre, não deixe nunca em chamar por mim! Disse fraquinha e eu assenti._ Agora vai descansar que é melhor, amanhã eu mesma te levarei em um médico! Sugeriu e eu assenti novamente.

Jully veio até mim e me deu um beijo na testa e seguiu para seu quarto, senti as lágrimas brotarem de novo e dessa vez não era de tristeza e sim de felicidade, eu estava conseguindo, pelo menos era o que eu achava, sorri largo passando a mão por minha fina barriga, deu uma pequena apalpada mordendo o lábio, fechei os olhos e imaginei o sorriso de Brian.

Segui para o quarto devagar e encostei a porta, fui para cama e peguei meu celular, e tinha uma mensagem de voz de Brian, a que eu recebi mais cedo, mas faltou coragem de abrir, então eu cliquei no botãozinho só para ouvir sua voz.

“_Amor, você não deveria ter feito isso, mas agora está tarde, por favor, se cuida, tome muito cuidado e não deixe de me ligar, parece que não, mas estamos em perigo e eu me preocupo com você, apenas tome muito cuidado e saiba que eu estou deixando meu coração aqui em HB... Com você! Eu te amo!”

Sequei o rosto sorrindo anda passando a mão por minha barriga. Suspirei e deitei devagar minha cabeça no travesseiro.

_Eu amo você também! Disse em um fio de voz, sem parar de acariciar minha barriga.

Eu tinha certeza, toda certeza do mundo que dentro de mim tinha um Brianzinho bem pequenininho, que estava me deixando a garota mais feliz do mundo.

 

POV’s NATÁLIA

 

Se eu estava brava? Eu estava possuída isso sim, eu queria matar qualquer um que vinha em minha frente, agora vem Matt brigar comigo por que não está aguentando a carga horária, realmente aquele homem, ah se ninguém matar o Papa eu mesma vou matar, aí também tem a Carol, aquela cabeça oca, idiota andando com aquela piranha, ah mais Carol ia me segurar, ela estava vendo o mal que estava causando a Brian e parecia nem dar a mínima, ela ia se ver comigo, ou eu ia dar uns bons tapas em sua orelha para ela aprender. Olhei mais uma vez super irritada para Carol e Mayara que cochichavam sem parar e sempre nem dando a mínima para minha presença, ah eu não aguento mais essa vadiagem toda, fui em passos rápidos até elas e peguei Carol pelo braço a arrastando a força para um canto.

_ Anda vem comigo! Falei ríspida e ela relutava.

_ Para Natália me solta caramba! Resmungou me empurrando.

_ Você vai me ouvir agora! Joguei-a contra parede bruscamente.

Carol se encostou na mesma assustada e me olhou brava fazendo um bico ridículo de menininha de birrinha, eu realmente não esperava isso da minha irmã, minha própria irmã eu tenho pena do Johnny e que não sabe a cascavel que ele come.

_ Qual seu problema ehen Nat? Ela falou mesquinha.

_O meu Carol? Tem certeza? Escuta aqui menina, qual a sua de andar para cima e para baixo de segredinhos, e ainda trazer aquela mal amada com a gente na viagem, você sabe o que você fez né? Quase berrei.

_ Cala a boca para falar dela tá, May é minha amiga, e o Brian foi um filho da mãe por tudo que ele fez, ele só está tendo o que merece! Carol gritou irritada.

A olhei com ódio e não hesitei em descarregá-lo em seu rosto em um forte tapa, Carol me olhou com nojo e raiva, e eu ainda a encarei seca.

_ Você me paga Natália! Carol gritou com  a mão no rosto.

Ela saiu dali bufando de raiva, mas que merda, eu tenho que me controlar, ela ainda é minha irmã. Bufei de raiva me virando para ir atrás dela quando vejo Matt e uma loira conversando em um canto afastado e rindo muito, franzi o cenho quando reconheci... Valary.

_Mas que porra é aquela? Falei correndo até lá com todo meu ódio.

 

POV’s MAY

 

Carol estava sendo realmente um bom álibi para mim, ela estava me ajudando a conseguir logo meu objetivo, eu realmente tenho que fazer Brian se livrar da ruiva idiota só assim aquele desgraçado vai soltar meu pai e quando isso acontecer eu tento me desculpar com Brian, ai mais que merda onde é que eu fui me meter meu Deus? Sai de meus devaneios ali, já que Natália deu a louca e saiu levando Carol para outro lado, eu fiquei ali mesmo onde eu estava, então ela voltou bufando de raiva e batendo o pé e se jogou no sofá ao meu lado, sorri debochada.

_ Levou bronca da irmãzinha foi? Falei brincando e ela rolou os olhos cruzando os braços.

_ Não enche tá! Natália é uma imbecil e acha que é minha mãe!!! Bufou de raiva.

_ Ciúmes querida! Falei negando enquanto ria.

_E aí quando você vai falar com o Synyster? Perguntou tentando se acalmar.

_Eu ainda estou vendo isso! Falei deitando minha cabeça para trás.

Fixei meu olhar pelo hall todo e passei a observar o local todo, todas as pessoas que passavam, cada coisa até meus olhos finalmente achar Brian em um canto, conversando animadamente com uma Loira fiz minha melhor cara de ódio me levantando rapidamente enquanto Carol me olhou assustada e confusa.

_Mas que merda é aquela? Perguntei cerrando os punhos.

 

Continua...


Notas Finais


Então é isso :3 por favor nada de Julgarem a Michelle ou a Val antes de saber quem vai ser mais uma chata na história viu :3 2bjsssss minhas lindas!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...