História Casamento Instável - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Lilith "Lily" Page, Malévola, Regina Mills (Rainha Malvada), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Amor, Drama, Emma Swan, Masoquismo, Regina Mills, Romance, Sadismo, Sadomasoquismo, Swan Queen, Swanqueen
Visualizações 1.094
Palavras 2.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meus amores! Voltei com mais capitulo para vocês ❤
Bom quero muito agradecer a todos pelos carinhos nos comentários, me divirto muito com vocês, desculpe os erros, esse capitulo foi escrito na pressa pra postar hoje ainda em comemoração ao meu aniversario de 1.8 que foi ontem no dia 10/08 então espero que gostem eo cap ❤

Bom queria dizer também que agora essa fanfic também esta disponível no Wattpad caso prefiram ler lá, tudo para facilitar para vocês!

Digo aqui também que tem fanfic nova aqui e que se quiserem de uma olhada nela:

New Rules teacher que já esta no seu capitulo 02 ❤

Capítulo 28 - Nova fase!


Fanfic / Fanfiction Casamento Instável - Capítulo 28 - Nova fase!

>>>flashback <<<

-será que a mamãe vai ficar feliz em ver a gente assim de surpresa?- questiono Ruby mais uma vez enquanto caminhávamos em direção ao taxi que já nos aguardava.

-claro que ela vai gostar de ver a gente Emma, afinal faz dois anos que nao a visitamos e ela não nos visita !- ela diz convicta enquanto entrega as malas para o taxista colocar no porta-malas.

- se isso der ruim você deve passar uma boa quantia para a minha conta.- estava de mal humor demais para pensar em coisas positivas com uma visita surpresa.


- pode ter certeza que nem um centavo vai sair da minha conta conta irmãzinha!- ela diz convencida, sempre pensando positivo, que gracinha. Coloco o meu cinto de segurança e olho para a janela. - Emma para de ser tão pessimista !

- cala a boca Ruby ja estou aturando você o voo inteiro, me dê uma trégua!- respondo franzindo a testa. Ela me olha com a cara fechada e segue o resto do caminho emburrada.

Sorrio um pouco aliviada ao ver a mansão com algumas luzes acesas, ela devia estar em casa, nada de mal pode acontecer! Repito varias vezes mentalmente pra não deixar o  pensamento negativo tomar conta da minha mente.

Descemos sem muitas delongas, estávamos bem cansadas e enrolar não diminuiria as dores do corpo.

Pego as chaves no meu bolso e destranco a porta, entro com Ruby, realmente queríamos fazer surpresa. Sorrio e seguimos para a sala de estar onde as luzes estavam acesas.

Ruby e eu nos entreolhamos e no segundo seguinte olhamos para o centro da sala e la estava o trauma de joelhos com a boca em um mastro enquanto uma fileira aguardava a sua vez. Meus olhos estavam arregalados ao máximo e Ruby parecia ser uma criança que acabara de descobrir que papai Noel e coelhos da pascoa não existiam.

Ela pareceu não ter notado nossa presença e prosseguiu com seus planos de... Ai senhor acho que nunca mais vou fazer sexo sem lembrar dessa imagem horrível.
 
- mamãe?- foi a voz de Ruby a interromper os gemidos profundos. Minha mãe para bruscamente se afastando com uma rapidez de quem estava em desespero. Segura o roupão cobrindo a lingerie, eu não conseguia piscar, meu cérebro paralisou.

-meninas.. O que estão fazendo aqui?- diz com a vos tremula e ofegante enquanto os seis retardados ficam nos encarando como se a qualquer momento  nós duas fossemos pedir para participar do rodízio que estavam fazendo ali.

- a gente veio te ver... Ver a senhora... Er... Melhor a gente ir Ruby, podemos ficar no  hoje aqui perto.- digo um pouco alterada pegando no braço da minha irmã, mas antes que eu saísse de lá minha mãe se coloca de pé finalmente tomando uma atitude sensata, ela faz sinal para que os homens musculosos saíssem.

- meninas...- ela suspira parecendo preocupada.- vamos tentar esquecer o que aconteceu aqui!- ela sugere esfregando as mãos nos rosto e abre os braços, Ruby fecha a cara.

- toma banho primeiro mãe!-diz cruzando os braços juntamente comigo.

                                  ><

Olho para Regina que estava vermelha de tanto rir, confesso que seu eu não tivesse me traumatizado aquele dia com toda certeza também estaria rolando de rir.

-deve ter sido constrangedor !- ela comenta ainda rindo.

- claro que foi! Ver minha mãe...- faço careta negando com a cabeça.- espero que nunca mais se repita, ou você vai ficar na seca !

-duvido que se negue a tocar nessa gostosura toda aqui!- se gaba passando as mãos pelo corpo esbelto. Dou risada e a puxo para um selinho.

- vai dormir sua convencida amanhã ainda é dia de semana e precisamos trabalhar.- ela faz biquinho, mas não me questiona, apenas se aconchega e dorme.

                           

Autora

O dia seguinte  amanhece um tanto quanto constrangedor para todos na casa, Regina não conseguia olhar a sogra sem escolar um risinho sapeca atraindo olhares desconfiados da mulher mais velha. Ruby e Zelena as vezes trocavam olhares e sorrisos, mas não sabiam como iam lidar com aquilo no ambiente de trabalho. Anna estava um pouquinho alheia ao que havia acontecido, seu foco estava em amamentar a filha que a cada segundo era paparicada por uma pessoa diferente.

Depois do café Regina, Emma, zelena e Ruby foram para a empresa, Mirana resolve algumas pendencias que tinha que resolver para continuar no país pra poder ajudar nos cuidados de Alice, ela havia se encantado pela menininha.
                            ...

Os dias ali foram se passam rapidamente enchendo a rotinas de todos de afazeres e era como se os dias diminuíssem de horas. Ruby e zelena as vezes se estranhando, talvez precisassem de mais um tempo para se acertarem. Regina e Emma tinham seus conflitos, mas se resolviam rapidamente, eram profissionais e um casal extraordinário ate quando o trabalho se unia ao casamento e gerasse um ciuminho bobo,

                                                            
 
>< 3 mês e meio depois ><

Pov Regina

Acordo pela manhã ouvindo um chorinho manhoso e logo abro um sorriso, Alice havia acordar, provavelmente estava com fome. Em pouco tempo o choro parou, provavelmente Anna havia feito o que ela queria, nesses dias eu havia notada que sem o Daniel algumas coisas mudaram bastante, Anna parecia bem mais leve sorridente, era como se ele a estivesse oprimindo. Não sei se era impressão minha, mas as vezes via em seus olhos que estava despertando um novo sentimento por alguém.


-Regina?- me assusto ao ser tirada de meus devaneios matinal por uma voz que não era a que eu estava acostumada a essas hora. Olho um pouco atordoada para a minha sogra que estava na porta do meu quarto. Só então noto que Emma não estava ao meu lado, tento ouvir se algum barulho vinha do banheiro, mas nenhum ruído.- Regina?- ela chama mais alto agora preocupada, franzi a testa e me sento.

- desculpe acho que me distrai, deve ser o sono !- sussurro um pouco sonolenta.- onde está a Emma?- ela termina de entrar no quarto e se senta ao lado  da minha cama e cruza os braços, nossa o dia esta ficando estranho.

-foi para a empresa querida.- franzi a testa e um pouco surpresa olho  para o relógio que ficava sobre o criado mudo. Ja passava das 9:40, afasto as cobertas para me levantar quando sinto mãos macias sobre a minha.- fique aqui Regina, Emma está preocupada com você... Pediu para mim ter certeza de que você está bem antes de voltar para o trabalho.- olho chocada, de onde Emma havia tirado esse absurdo? Eu nunca me senti tão bem como agora!

- o que Emma acha que eu tenho? Eu estou me sentindo ótima! Posso voltar para o trabalho sim.- minha voz se altera com a indignação.

- você ontem sentiu uma fraqueza depois de chegarem da empresa Regina, Emma acha que você não está se alimentando muito bem e por esse motivo deve estar desenvolvendo anemia.- franzi a testa.

- eu so havia deixado de comer ontem dona Mirana, não foi nas demais, eu ja  prometi pra Emma que não repetiria isso, ontem só aconteceu por ela quantidade de coisas que eu tinha que fazer.- ela simplesmente ignora meu drama e a minha informação.

- Regina menos drama, vou apenas te observar um pouco, porque eu também não acho que seja uma doença e sim um descuido, mas agora se arrume para descer e tomar café, não quero passar pelo susto de novo Regina.- o final parece ser sincero e então ela se levanta e beija a minha testa, sorrio surpresa com seu ato de carinho, era sempre tão fechada.


Pov Anna

Saio do quarto com Alice nos braços, ela chupava o dedinho mesmo sob meu protesto, quando dou de cara com a Senhora Swan saindo do quarto principal, acompanho seus movimentos com o olhar e para meu constrangimento sou pega no flagra.

- bom dia Anna.- ela sorri de canto e eu sinto um estranho frio na barriga ao analisar seu rosto e esse frio só foi aumentando quando ela caminha na nossa direção.

- Bom dia senhora.- coro um pouco por estar dando bom dia aquela hora da manhã, eu havia acordado muito tarde Alice havia passado quase a noite toda por conta da gripe e por esse motivo acabei levantando um pouco mais tarde do que o habitual.


- como essa pequena boneca esta?- ela toca a pequena que para de mover as mãozinhas e prestar atenção em sua voz formal e rouca. Discretamente nego com a cabeça, só podia estar ficando maluca com esse tipo de analise com una das minhas chefes.

- ela está melhor sim, essa melhora se deve ao chá que a senhora preparou muito obrigada.- digo sincera, era difícil ser mãe de primeira viagem, ainda mais quando o bebê fica dodói.

-não foi nada querida, é normal bebês ficarem resfriados.- ela estende os braços.- posso?

- claro!- sorrio igualzinho uma retardada e tenho quase certeza que ela achava isso de  mim, as vezes achava que ela me evitava.

- vamos descer, você precisa se alimentar bem para oferecer um leite de boa qualidade para essa bonequinha.- concordo a seguindo.

 

Pov Regina

Alguns minutos depois desci para tomar café, a mesa de café ainda estava apostos ali, minha sogra estaca sentada ali com a menininha nos braços enquanto Anna tomava seu café observando sua bebê no colo da loira.

-Bom dia- digo e sou cumprimentada, me sento pegando um pouquinho de suco e pães, pego a geleia e passo no pão, mordo com vontade notando só naquele momento o quanto estava com fome, noto que estaca fazendo algo estranho quando vejo os olhares de Mirana e Anna sobre mim, ignoro e termino aquele pão suco, quando vou escolher outra coisa sou atingida pelo cheiro de alho, havia  pego um pão de alho que ja havia mordido. Que horror, acho que alguém colocou algum ingrediente errado, me levanto e jogo o pão sobre a mesa e tento correr para o banheiro, mas vomito  próximo ali.

Ouço vozes se alterarem enquanto mãos tocam meus cabelos e meus ombros.

- respire querida !- era a voz de Mirana.- Mary limpe aqui, por favor, vou levar ela para o quarto.- me sentindo um pouco mole deixo ela me guiar para o quarto.

Ela me senta em minha cama e me sentindo um pouco melhor olho para ela.

- Eu estou melhor.- sussurro rouca.

- espero que esteja, não quero que Emma continue aflita achando que você pose morrer a qualquer momento.- rio do drama da minha loira.- mas acho que você precisa tomar um banho e se distrair um pouco arrumando suas coisas para amanhã!- ela pega a minha toalha dobrada e me estende, pego franzindo a testa.

- amanhã?- pergunto confusa e ela assente com a cabeça.

- você se esqueceu que amanhã é o aniversario de Emma e que fomos convidados por um sócio da empresa para comemorar o aniversario na fazenda dele?- droga eu havia me esquecido completamente, essa semana realmente havia acabado comigo.

- eu preciso comprar um presente!- ela ri deduzindo que eu havia me esquecido.

- eu vou te ajudar a arrumar suas coisas e então iremos para o shopping.- sorrio agradecida e devido arrumar as coisas antes do banho, começo a pegar algumas roupas no meu armário.- lembre-se que ficaremos tres dias lá.- alerta analisando a quantidade roupa que eu havia colocado na minha mala. Começo a colocar mais roupas e alguns objetos de higiene nas pessoal.- não vai levar ?- me viro pra ela que estende um pacotinho e eu a encaro um pouco atordoada.


- tem quase cinco meses e pouco que Emma e eu nos casamos...- não era bem uma pergunta, ela ergue aa sobrancelhas me encarando.- eu estou atrasada.- confesso em choque pegando o pacote das suas mãos e analisando.

-você tem certeza?

- sim, eu não havia notado, acho que lidar com a nova vida me tirou um pouco da realidade.- falava quase tendo um treco apertando o pacote que não tinha culpa de nada.
- tudo bem, eu vou buscar um teste. Tente manter a calma okay?

Concordo me sentando no chão, e se desse positivo? Não sei se estou pronta para isso, as coisas são ainda uma bagunça pra mim, mas isso não era o pior, o que Emma acharia disso?


Notas Finais


Gostaram dessa nova fase que vai se iniciar?
Espero que sim!
Qual resultado? Qual reação da loira ? Ate o próximo

Bjos ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...