História Casamento por Contrato-Min Yoongi - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga)
Visualizações 248
Palavras 996
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - Capítulo 27


S./n p.o.v

O tempo passa, mesmo quando nosso desejo é de que permaneça estagnado.

Poderiam ter se passado dias, meses ou até anos, eu não perceberia tal passagem. Ainda sim eu sabia exatamente quando tempo eu e Yoongi tínhamos de namoro: Dois meses e quinze dias.

Todos os dias eram um conto de fadas para mim, mesmo que fizéssemos coisas banais juntos como um café da manhã, um passeio no parque, almoço em algum restaurante de sua escolha ou quem sabe um jantar em um ambiente mais opulento. Qualquer coisa ao lado dele era ótima e não sentia o tédio se apoderar de mim por não fazermos algo mais arrojado; Yoongi parecia compartilhar de minha opinião.

Eu disse tudo sobre mim para ele, cada detalhe que cheguei a considerar insignificante, detalhes pessoais que nunca partilhei com ninguém. Pouco soube a seu respeito, Yoongi não era de falar sobre sua pessoa, mas não me importei com isso. 

Claro que Jessica e Angela estavam desconfiadas das mudanças que se operavam em mim durante esses mais de dois meses, elas notavam o quanto eu parecia estar sempre feliz mesmo que a quantia de trabalhos em minha mesa fosse grande.

 Por fim contei às duas que estava acontecendo comigo, meu envolvimento com Yoongi, não tinha como esconder delas por muito tempo. Jess ficou radiante, mas senti uma pontada de inveja em suas palavras. Dei de ombros. Se estivesse em seu lugar também sentiria inveja. Angela parecia feliz por mim e todos os dias eu relatava as duas o que acontecia entre mim e Yoongi, elas ficavam em júbilo por isso.

 Embora eu fosse sua namorada não havia troca de intimidade em frente a todos, yoongi dizia que era importante sermos discretos e acatei seu pedido. Yoongi não havia até agora me apresentado a sua família como sua namorada, mas não me importei. Eu não me importava com nada, nem mesmo se soubesse que eu era só um passatempo. Ao menos eu o tinha em meus braços e isso bastava.

[...]

Aquela era uma manhã feliz de domingo. Eu e Yoongi estávamos completando três meses de namoro e Yoongi prometera a mim que iria me apresentar a sua irmã Jisoo e ao cunhado Jungkook. Eu não havia exigido tão coisa dele, claro que não! Ainda sim, na noite anterior, quando Yoongi disse que iríamos jantar com sua família, eu fiquei radiante, estava radiante até agora. Essa era a prova de que eu não era um passatempo.

Acordei bem cedo com o intuito de arrumar meu apartamento, andava tão desleixada com a limpeza e organização que o local estava quase inabitável. Em parte decidi limpa-lo por que precisava me distrair com algo, estava tensa com o jantar com os familiares de Yoongi. Uma bobagem, eu sabia.

 Coloquei uma música agitada em meu som, peguei os produtos de limpeza, vesti apenas uma camisa velha e comecei o serviço. De fato a limpeza ajudou-me a relaxar e acredito que estaria completamente relaxada até o anoitecer se meu celular não tivesse tocado.

–Droga! –Resmunguei tirando as luvas de látex e correndo, suja de sabão, até a sala onde havia deixado meu celular. O atendi num átimo.

–Alô? –Perguntei ofegante.

–Não acredito! Você não consegue ainda reconhecer o número de celular do seu próprio namorado? Amor, assim você me deixa triste. –Yoongi disse do outro lado da linha, podia ouvir seu riso.

–Oi amor! –Cumprimentei radiante. –Perdão eu atendi tão rapidamente que não chequei quem poderia ser. –Sentei no braço do sofá, um sorriso que não conseguia retirar de meu rosto.

–Bom dia amor. Não me diga que acordei você? –Yoongi perguntou, sua voz parecia preocupada.

–Não. Acordei cedo e estou limpando o apartamento.

–Amor, importa-se se eu aparecer agora? –Yoongi perguntou. Eu estaquei.

–Não, claro que não, mas... Pensei que só nos veríamos ao anoitecer quando você viesse me buscar para o jantar com sua família. Por um acaso o jantar foi cancelado?

–Não S/N, não é isso. Tenho algo importante para conversar com você e... Bom... Acho que seria melhor falar antes do jantar. Posso ir até ai? –Uma súbita tensão tomou meu corpo. O que Yoongi gostaria de conversar comigo?

–Claro Yoongi. Eu vou me arrumar, espero por você aqui.

–Então até mais meu amor. Estou ansioso para vê-la. –Yoongi disse e me senti derreter. Ainda custava a acreditar que yoongi me dizia tais coisas.

–Até mais. –Desliguei e me dirigi rapidamente para o banheiro, precisava estar de banho tomado e vestida quando ele chegasse. Enquanto me ocupava em lavar meu cabelo, mil especulações passaram em minha cabeça.

 O que yoongi queria falar comigo? Eu não conseguia pensar em algo bom. Senti um arrepio perpassar meu corpo quando minha primeira sugestão do motivo da conversa fosse o término do nosso namoro. Tentei espantar logo tal pensamento sombrio.

 Se Yoongi fosse terminar comigo ele não me trataria tão carinhosamente ao telefone como sempre faz.

Cansada de minhas próprias especulações, terminei meu banho e fui ao meu quarto vestir algo. Eu estava secando meus cabelos com uma toalha, após vestir uma calça jeans e uma camisa branca, quando a campainha tocou.

–Droga! –Corri até a porta e a atendi. Yoongi estava lá de pé, lindo como sempre. Era impressionante como eu ainda perdia a fala ao vê-lo. Yoongi me olhou de cima a baixo e sorriu.

–Bom dia. –Disse dando-me um selinho antes de adentrar completamente meu apartamento. Sentou-se no sofá.

–Desculpe, não consegui terminar de me arrumar, devo estar horrenda! –Reclamei caminhando para o corredor que me levaria a meu quarto. –Vou terminar de me arrumar e já volto. –Disse, mas ao chegar à entrada do corredor, próximo ao sofá, yoongi puxou-me pelo braço e me fez sentar em seu colo.

–Não seja boba. Está linda como em qualquer outro dia. –Seus braços envolveram minha cintura puxando-me para mais perto do meu peito. Eu me inclinei beijando-o calmamente. Após o beijo yoongi colocou sua cabeça próxima ao meu pescoço inspirando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...