História Casamento por Contrato-Min Yoongi - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga)
Visualizações 189
Palavras 1.017
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 30 - Capítulo 29


S/N p.o.v

Eu segui entorpecida para a casa da irmã do Yoongi, Jisoo. Ainda custava a acreditar que Yoongi havia me pedido para ser sua esposa, que eu o teria ao meu lado sempre, acordaria com ele, teria a posse de seu corpo... Todas as grandes e pequenas coisas que diziam a seu respeito seriam minhas. 

Yoongi levara um buque de flores silvestres para mim, elogiou meu vestido azul marinho, dizendo que aquela cor ficava bem em mim. Valeu à pena gastar todo meu salário daquele mês com o vestido que comprei em uma butique chique só para ouvi-lo me elogiar daquela forma.

- Então, sentiu minha falta? -Yoongi perguntou enquanto seguia de carro para a casa da jisoo.

-Claro. Mas ainda sim foi bom que você tenha ido embora de casa.

-Por quê? -Yoongi virou-se para me olhar ignorando a estrada por alguns instantes.

-Eu meio que fiquei catatônica após sua saída. Foi difícil digerir o fato de que fui pedida em casamento.

-Por que é tão difícil aceitar que a pedi em casamento?

-Yoongi eu não sou muito adequada pra você. -Admiti sentindo a veracidade em minhas palavras. Isso doía. Eu sempre soube, mesmo agora, que não era adequada para Yoongi. Senti a mão do Yoongi segurar a minha no banco.

-Não quero ouvir tal idiotice. Pare de se diminuir.-Yoongi disse parecendo aborrecido. Talvez ele estivesse certo, eu devia ter algo especial para ele me querer. Ficamos calados durante o restante do percurso.

[...]

-Pronta? -Yoongi perguntou enquanto tocava a campainha do portão. A casa da Jisoo era grande, isso pude notar sem nem ter entrado na propriedade.

-Sim. -Murmurei fitando o chão. yoongi ergueu minha mão com a aliança e a beijou.

-Boa noite, bem vindos. -Disse uma governanta que nos recebeu. Alguns empregados atrás dela sorriam para nós, em posições retas, perfeitas. Murmurei uma "boa noite" e segui ao lado do Yoongi. A casa era impressionante, tão grande, com vidros substituindo paredes e toda branca. Eu tentei conter meu olhar fascinado, mas não acho que consegui disfarçar o quanto estava impressionada com a opulência do local. Mesmo tendo freqüentado lugares chiques através de yoongi, eu ainda não conseguia me acostumar com a riqueza daquela família.

Jisoo, linda como sempre, ladeada pelo seu marido Jungkook, veio nos receber na porta.

-Boa noite. Bem vindos! -Ao notar que era eu ao lado de Yoongi ela estacou. Seus lábios ficaram em uma linha rígida e sua testa se franziu. Não entendi sua expressão, parecia aborrecida pela minha presença. Rapidamente jisoo mudou.

-S/n! Não acredito que é você! Que bom vê-la! -Abraçou-me.

-Oi jisoo. -Correspondi timidamente seu abraço ainda pensando na expressão de jisoo assim que me viu.

-Bem vindos. Ficamos felizes que tenham vindo. -Jungkook falou. -Muito prazer em conhecê-la S/n.

-Como sabe meu nome? -Perguntei sem conter a curiosidade.

-jisoo fala muito de você, parece gostar verdadeiramente de você. -Disse Jungkook.

-É claro que gosto! S/n salvou minha noite certa vez, sabia disso yoongi? -Ela virou-se para seu irmão e, embora sorrisse, tinha um olhar hostil. -Certa noite eu sai com Jungkook para um barzinho, mas meu sapato quebrou. S/n entregou seus próprios sapatos para que eu não perdesse minha noite.

-Ah, S/n me falou a respeito quando comentei que você queria conhecer minha misteriosa namorada. Disse que vocês se falavam. Que coincidência boa não acha jisoo? -yoongi sorria e senti um tom de zombaria, jisoo estava séria. Eu e Jungkook olhávamos a situação sem entender o que se passava. Por fim a tensão se amainou.

-Então vamos ao jantar. Venha S/n. -Alice pegou minha mão e me fez sentar ao eu lado. Yoongi sentou na minha frente com Jungkook ao seu lado. À medida que eu e jisoo conversávamos a tensão que antes eu sentia foi se dissipando. jisoo foi simpática como sempre, mas havia um tom estranho em sua voz, triste. Procurei não pensar muito nisso.

[...]

-Quer dizer que ele a pediu em casamento? -jisoo perguntou-me pasma. Tosos nós já tínhamos jantado, estávamos na sala de visitas tomando um chá.

-Claro, S/n é a mulher da minha vida. Eu não quero perder tempo. -yoongi estava sentado ao meu lado, segurava minha mão. jisoo nos olhou atentamente. Eu me senti mole com suas palavras, com seu despreocupado toque.

-E já marcaram a data yoongi? -Jasper perguntou.

-Não. Eu a pedi essa manhã. S/n... -yoongi virou-se e me olhou, seus olhos eram tão fascinantes que só pude olhá-lo como uma idiota. -Quando quer se casar?

Eu queria dizer AGORA, mas pareceria loucura.

-Quando você quiser. -Murmurei. yoongi acariciou meu rosto. Virou-se para jisoo.

-Certamente você vai querer organizar o casamento, não é mesmo jisoo?

-Sim. Quero cuidar de tudo como presente de casamento. -Ela disse com a voz sem nenhuma emoção.

-Uma semana é o suficiente? -Yoongi perguntou e eu estaquei. Ele realmente falou uma semana?

-Sim. Eu o aconselho a dar uma semana de folga para S/N do trabalho. Vou monopolizá-la.

-Claro. S/N, essa data está boa para você? -Yoongi me olhou aparentando preocupação. Devia estar temendo que sua precipitação me desagradasse.

-Você não tem idéia do quanto estou feliz. -Murmurei contendo a vontade de chorar.

-Então vamos começar agora. yoongi eu vou tirar suas medidas. Vamos até o meu quarto. Em seguida tiro as suas cunhadinha. -Jisoo levantou-se, veio para meu lado e me beijou na bochecha. Puxou yoongi pela mão. Os dois desapareceram pela escadaria. Teria ficado quieta se a voz masculina não se manifestasse.

-Fico feliz por você. Você parece ser certa para o yoongi. Ele está precisando de alguém descente ao seu lado.

-Mesmo que você ou yoongi digam isso, eu ainda não acho que sou merecedora de uma pessoa como ele.

-Não diga tal bobagem. yoongi tem estado muito solitário. Mesmo tendo jisoo e a mim, ele não tem ninguém que cuide dele, que esteja sempre ao seu lado. Será bom para ele casar. Dessa forma ele amadurecerá.

-Estranho, eu já acho yoongi maduro. -Olhei para Jungkook, ele tinha um olhar vago. Alguma coisa estava acontecendo ali, ou eu devia estar apenas paranóica.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...