1. Spirit Fanfics >
  2. Casando Com o Inimigo >
  3. 16- Conversas e Revelações

História Casando Com o Inimigo - Capítulo 17


Escrita por: VanessaCosta2601

Notas do Autor


Oi corações
Espero que gostem do capítulo

Boa leitura...

Capítulo 17 - 16- Conversas e Revelações


Fanfic / Fanfiction Casando Com o Inimigo - Capítulo 17 - 16- Conversas e Revelações

"Eis que um belo dia o

teu passado vem a bater

em tua porta,

e aquilo que tanto tentares

esquecer retornar para te atormentar,

para relembrar de cada

momento angustiante

que passamos,

para nos alimentar o

sofrimento já vivido ou

para apenas destruir

nosso futuro.

Muito vai depender de

nós mesmos,

como vamos encarar

a tal situação,

se permitiremos que ela

nos destrua,

que destrua aquilo que tanto lutamos para construir ou o presente tão realizado que nós vivemos.

Mais podemos apenas

aprender com ele.

O passado pode

libertar o rancor,

a mágoa e até mesmo

toda a culpa que

carregamos por tanto

tempo sem que nós mesmo

percebamos que ela estar .

Podemos um dia nos deparar com tal situação,

e qual será nossa reação?

Iremos fugir,

nos culpa e sofrer ou

iremos sobreviver e perdoar

a nós mesmos

e nosso coração?"...


     - PALÁCIO IMPERIAL -

      IMPERATRIZ HINATA

Finalmente estávamos retornando ao castelo e apesar de sentir-me muito bem Naruto ainda estava deveras preocupado com minha saúde e com o cansaço físico que foram demais para mim.

Nunca tinha participado de nenhum tipo de luta, apesar dos boatos a meu respeito eu jamais usei mais que palavras para ferir aqueles que me feriam então era a primeira vez em uma luta tão desgastante.

Ainda não tinha conversado com Neji e fiquei até feliz em saber sobre a gravidez de Tenten, estava a sentir-me insegura com tal conversa e tinha medo de não conseguir ser forte o bastante.

-O que se passa em sua mente querida? está em demasiado destruída - ouço a voz de meu amado me tirando dos meus pensamentos.

-Estava pensando sobre Neji, tenho medo desta conversa por que não sei o que esperar dele e principalmente por não saber se eu estou pronta para ouvir seja lá o que ele tenha a me dizer - suspirei em frustração.

Senti a mão grande e quente já tão conhecida por mim tocar meu rosto com tamanha delicadeza que parece até ser impossível para alguém com uma fama como a que meu marido tem, mais ele consegue ser tão delicado comigo.

Levantou meu rosto fazendo-me olhar em seus olhos tão claros quanto o céu brilhante e quente que sempre me aquece e se tornou capaz de me fazer esquecer todos os meus medos.

-Não precisa encará-lo se ainda não se sentir pronta, não precisa se por em tal situação se você não quiser meu amor... mais quero que saibas que estou sempre ao teu lado em qualquer situação e que nesta não vai ser diferente... estarei sempre ao teu lado - beijou-me a cabeça.

Ele uniu nossos rostos tão próximos que eu podia sentir sua respiração em meu rosto, suas mãos quentes segurando a mim de forma firme me tirava qualquer medo que estivesse evidente.

-Obrigado meu amor - fechei os olhos aguardando o contato que não demorou.

O beijo sempre levava-me ao delírio, sentia como se eu podesse voar apenas com seus toques sobre mim e isso parecia como estar em um sonho.

Sentimos a carruagem que nos levava parar nos fazendo nos separar e logo Naruto desceu estendendo a mão para ajudar-me.

Descemos juntos, passamos por guardas e quando entramos observamos um Konohamaru afoito correr em nossa direção e Shion logo atrás dele.

-Por que tanto alvoroço? alguém morreu para correr desta maneira? - a voz severa do meu marido ecoou por todo o local.

Ele estava deveras furioso e isso era bem perceptível a todos, ele queria mais que tudo colocar as mãos em Hanabi e eu não julgo, pois não estava diferente dele.

-Eu não sei como mais Hanabi fugiu - senti minhas pernas fraquejarem e meu marido vir a me apoiar.

-Como isso foi acontecer? - perguntou e sua fúria podia ser sentida a uma grande distância.

A fúria de Naruto era tão evidente que Neji que entrava pelos portões travou ali mesmo e pude perceber ele se encolher.

-Eu não sei, colocamos ela trancada e um guarda para vigiar ela mais hoje pela manhã o guarda estava morto e ela não estava na sela - ele estava nervoso.

-Ordene que todos do exército se reúnam no campo de treinamento, eu pessoalmente vou analisar a cada um e encontrar esse traidor... tenho certeza que eles ainda estão por perto - ordenou.

Ele beijou meu rosto é virou-se para sair mais paraou ao ver meu irmão nos olhando.

-Devo me preocupar com sua estadia em nosso lar? - posso jurar que ouvi os dentes do meu marido ranger.

-Não precisa se preocupar, viemos até aqui para conversar com Hinata e vou esperar até que ela queira essa conversa mais quanto a Hanabi, acho que tenho informações que deveriam saber - olhei para Tenten que concordou.

Naruto me olhou esperando, indicando que eu iria decidir se os escutava ou não e apreciei muito essa sua delicadeza, concordei logo em seguida e  logo estávamos no grande salão onde nos reuníamos para estratégias de batalhas.

-Você pode começar e espero que seja algo de meu interesse ou não vou exitar em os por daqui para fora a pontapés se for preciso - meu marido sentou-se em sua cadeira comigo a sua direita.

Não demorou muito para Sasuke entrar, não estranhei já que ele era um dos comandantes do exército, Konohamaru também estava presente.

-Eu estou aqui por que fugi de nosso pai Hinata - eu devo admitir que fiquei surpresa.

-Para você é vossa majestade ou imperatriz, não confio em você para tais formalidades - senti Naruto segurando minha mão enquanto o repreendia.

-Perdão, vossa majestade. saímos do castelo como fugitivos já que meu próprio pai quis nos traçar por conta de minhas descobertas - falou com tamanho pesar em sua voz.

-Por favor Neji, fale o que ele os fez e poderemos ver em como ajudá-los - falei observando eles me olharem surpresos.

-Não necessita de tamanha surpresa ja que minha esposa adquire de um coração maior que o mundo dentro do peito - sorri com essas palavras.

-Perdão... a alguns dias eu comecei a desconfiar de certas conversas particulares de meu pai com Hanabi, ele acabou por me ignorar completamente e me deixar de fora até mesmo dos assuntos reais e isso despertou minha curiosidade... acabei ouvindo uma de suas conversas onde Hanabi falou estar vindo para esta direção encontrar-se com um aliado que os ajudaria a destruir o imperador - ele falou me olhando diretamente.

-Saber que aliado seria este? - vendo que eu não conseguiria proferir nenhuma palavra meu marido perguntou.

-Sim, os Otsutsuki, ele resolveu se aliar a eles em segredo por que Toneri e vossa majestade se odeiam e ele quer muito tirá-lo do seu posto atual. meu pai até prometeu que se ele o derrubasse poderia ficar com seu lugar - minha nossa.

-Essa acusação é deveras muito grave Neji, ainda mais sendo ela contra o próprio rei que sabe não ter poder contra nós e que isso seria pena de morte para ele - falei tentando me manter calma.

-Eu sei mais por tudo o que é mais sagrado, eu não estou a mentir... tudo que mais quero é que meu filho possa nascer em paz, que possa ter um futuro diferente do meu, que eu possa ser um pai melhor que fui como irmão... pelo filho que ainda nem nasceu eu juro que tudo é verdade - ele acabou por jogar-se ao chão de joelhos.

Levantei de onde estáva e fui em sua direção, estava com muito medo dele ter vindo para tentar me destruir mais podia ver em seus olhos a sinceridade, o desespero de um pai e a verdade descrita ali.

Me aproximei sentindo meu marido em meu encalço, segurei os ombros de Neji e me ajoelhei a sua frente observando a surpresa estapada em seu semblante.

-Está tudo bem, eu prometo que farei o meu melhor para ajudá-lo para que seu filho possa nascer e ter de tudo, sei que lhe dará muito amor e eu estarei aqui se assim precisar - senti ele me abraçar.

Ainda não havíamos conversado sobre o passado, mais eu já sentia no meu coração que podia confiar nele, wue podia perdoá-lo e finalmente ter um irmão ao meu lado.

Ele finalizou o abraço e eu lhe sorri, virei para meu esposo que logo estendeu as mãos ajudando-me a levantar.

-Mais não é apenas isso que tenho a contar, tem algo que é ainda pior - virei para ele rapidamente.

-Ainda há mais? - Naruto perguntou.

-Papai disse que deveriam matar o imperador e que de você ele cuidaria, faria você o obedecer e colocar Toneri como novo imperador e ainda prometeu a vice como sua mulher... Hanabi pensa que ele prometeu a ela, mais ele queria especificamente a sua pessoa para afrontar mais ainda ao imperador - olhei para meu marido e me assustei.

Naruto parecia pegar fogo de tamanha raiva, se antes ele já queria destruir aqueles que estão tramando contra nós agirá eu já não tinha dúvidas que ele exterminada todo o reino para isso.

-Como Hiashi ousa? COMO ELE OUSA ME AFRONTAR DETA MANEIRA? eu vou tirar tudo aquilo que ele mais ama... seu dinheiro é todo o seu poder da pior forma possível - ele estava em fúria.

Me aproximei rapidamente o abraçando, ele retribuiu colocando seu rosto a minha nuca onde eu podia sentir sua respiração rápida, quente e furiosa.

Ficamos assim até que ele se acalmasse, não podíamos agir sem planejar antes, precisávamos de um plano e agir sem que o rei desconfiasse que sabíamos de seu plano.

Quando tudo finalmente foi esclarecido e as novas descobertas ditas começamos a pensar em uma maneira de tirar ele do poder, mais isso seria fácil.
Naruto tem autoridade para tirar quem quiser do seu poderio, mais precisávamos preparar nossas defesas em todos os lados ou atacariamos um e seríamos derrubados por outro.

-Vamos manter Neji e Tenten aqui, porém recisamos mantê-los escondido, ninguém pode saber que estão aqui e que nos contaram sobre tudo - todos os olhos se direcionaram a mim.

-O que tens em mente querida? - sorri ainda mais com seu apoio.

-Vamos escondê-los e deixar que venham até nós... eles querem seu poder, querem nos pegar então deixe que venham até nós enquanto isso estaremos nos preparando para pegá-los... será pelos na própria armadilha deles - todos concordaram.

Ir atrás dos inimigos só nos deixaria em desvantagem, eu ficaria deveras preocupada com Naruto e ele por sua vez não conseguiria se defender preocupado comigo.

Então os faríamos vir até nós, eles queriam nosso poder e nosso posto, então teriam que vir até nós, teriam que se infiltrar entre nós e será aí que os pegaremos.

Sei que estou me tornando cada vez mais forte e tenho a plenas confiança que Naruto é ótimo em batalha, mais tenho ainda mais certeza que somos mais fortes juntos.

Olhei para Neji que me olhava mais logo desviou seus olhos, eu não iria permitir que sentimentos ruins acabassem com minha felicidade então tomei ali minha decisão.

-Por favor meu irmão, me siga e Vamos conversar...


  - CABANA ALÉM DA FLORESTA -

    HANABI

Que ódio desse lugar, Toneri havia me prometido que me daria tudo mais me colocar em um lugar medíocre como este que ainda por cima fede era passar dos limites.

Ainda estávamos nas terras inimigas mais Toneri estava a caminho para me encontrar e eu jamais irei permitir que ele venha a me colocar para trás como está planejando.

Eu sei muito bem que ele deseja aquela medíocre da Hinata, sei que papai tramou a minhas costas para que ele podesse tela mais no que depender de mim ele jamais vai ter nem ela nem o império.

Ouço um cavalo se aproximar e corro para fora vendo o soldado idiota que ele mandou para me proteger com a espada nas mãos.

Me acalmo assim que reconheço a pessoa montada e cruzo os braços a sua espera.

Ele pensa que é capaz de me enganar, que pode me trair assim tão fácil mais vou mostrar a ele do que sou capaz para conseguir aquilo que desejo.

Eu quero poder, quero me tornar a imperatriz e vou derrubar quem estiver no meu caminho negra realizar meu desejo, mesmo que este seja meu próprio pai.

-Fico feliz que esteja bem - ele se aproxima com um sorriso cínico.

-Não pense nem por um minuto que estou satisfeita com este tratamento que está me dando Toneri, eu juro que você vai pagar por isso - ameacei.

Toneri era frio, cauculista e só tinha amor por ele mesmo, não é alguém confiável e só queria de mim aquilo que eu tinha entre minhas pernas mais ele acabou comentando o maior erro de sua vida.

-Vamos que eu quero acalmá-la da melhor forma possível - me agarrou me levando para a barraca.

Deixei que ele me possuísse uma última vez, permiti que fizesse tudo aquilo que ele tanto queria, permiti que ele tivesse seu último desejo.

Quando finalmente terminou ele se jogou ao meu lado adormecendo logo em seguida me fazendo ficar frustrada pela falta de meu prazer.

Levei meu próprios dedos em busca do meu alívio e me deliciei com meu próprio prazer antes de olhar para ele novamente.

Seu maior erro foi tentar me enganar, tentar me apunhalar pelas costas, tentar me destruir quando tudo que ele havia conseguido até agora foi graças a mim.

Peguei a adaga escondida entre os lençóis e acertei um golpe rápido em seu pescoço me fazendo banhar em seu sangue podre tanto quanto ele.

Sorri com minha realização bem feita, analisei ele por mais um tempo antes de me por de pé e vestir minhas roupas.

Quando tudo estava pronto me preparei para partir.

Eu conseguiria tudo aquilo que tanto quero mais será sozinha e quem cruzar meu caminho não sabe ainda do que sou capaz de fazer para isso.

Me virei uma última vez observando o corpo inerte no chão completamente nu e cheio donproprio sangue.

-Seu maior erro foi pensar em me trair Toneri, logo eu que sou pior que você...



     - Castelo Real -

       Hiashi

-Como assim ninguém conseguiu encontrá-los? - gritei.

Neji tinha conseguido fugir com sua esposa e ainda não tinha conseguido encontrá-los.

Ele tinha acabado por ouvir demais e isso poderia acabar com meus planos, mais até o momento ninguém parecia tê-los visto, era como se a própria terra tivesse os engolido.

-Procurei por eles e os traga até mim ou eu vou pessoalmente arrancar suas cabeças - gritei vendo meus homens saírem correndo de minha frente.

Hanabi não tem me dado notícias sobre os planos de invadir aquele lugar, Toneri não tinha enviado nenhum pássaro com novidades e eu precisava wue tudo isso concluísse logo.

Preciso tirar aquele imperador de seu posto para colocar meus planos em andamento e Hinata vai até que me ser muito útil em realizá-los

Ouvi passos e me coloqui em posição aguardando as notícias e logo observei um guarda real entrar correndo pelas portas e me olhar assustado.

-Chegou uma carta do próprio imperador está manhã meu senhor, Toneri foi encontrado morto dentro das terras do império e segundo as notícias a própria princesa o matou - desgraçada.

Ela não podia fazer isso comigo, aquela menina imprudente que só pensa nela mesma.

Mais vamos ver até onde ela chega, quem sabe não posso me aproveitar disso para meus planos.

-Responda ao imperador, quero que o convide junto de sua esposa para vir até aqui no castelo e diga que é urgente - ele saiu.

Ele não poderia negar-se a vir, não quando era uma urgência do reino que muito necessitava de sua presença.

Vou dizer que o apoio totalmente é iniciar uma caçada pela Hanabi por todo o reino e quem sabe assim consigo o que quero ou até mesmo o favor e lealdade do imperador.

-Você acabou me favorecendo no final Hanabi...


     - PALÁCIO IMPERIAL -

      IMPERADOR NARUTO

As coisas estavam cada vez pior para Hanabi que não estando contente com suas últimas tramas acabou matando o próprio príncipe do reino Otsutsuki.

No início queria colocar a mim como culpado já que o maldito estava em minhas terras mais o guarda que estava com ele foi capturado e confessou ter sido a própria.

A mim nada mais surpreende sobre acontecimentos que venham dela, desde o início percebi sua falsa honestidade e caráter duvidoso que ela mantinha escondido mais ainda temo por minha esposa.

Desde que soube do ocorrido Hinata está mais calada que o normal, sempre pensativa e deveras preocupada e algumas vezes para a dor maior de meu coração a peguei chorando escondida.

Percebi ainda mais sua pele pálida e sua perda de peso, ela muitas vezes se nega a comer e quando o faz sempre acaba os colocando para fora.

Agora eu vivo a estar preocupado com sua saúde e temo que os últimos acontecimentos tenham deixado ela doente tanto fisicamente como mentalmente.

E para meu maior ódio acabei de receber o aviso de Hiashi que parece nunca saber seu devido lugar nessa hierarquia, já que sempre tenta me dar ordens ou me impor a fazer algo que seja de sua vontade.

Ele enviou-me uma carta ordenando minha presença e de minha esposa em seu castelo e que seria assuntos de muita urgência e importância sobre o reino que necessitavam de minha presença.

Hinata que não me ouça mais nem tenho tamanha vontade de colocar minhas mãos naquele homem e mostrar umas coisas que aprendi quando estiver a viver nas ruas.

É um passado difícil e que não gosto de falar sobre mais que me ensinou a ter caráter, a ser humilde apesar de não ter sido bonito.

Meu pai quando me encontrou me fez sentir pela primeira vez o que era um abraço, o que era o aconchego de uma família, o que era comer sem ter medo de ficar sem na próxima refeição.

Meus pais me tiraram daquela vida, me deram não apenas um lar, mais uma família, um nome e um país por quem lutar e isso eu farei até meu último dia.

Papai sempre me disse que deveria cuidar do povo como eu gostaria que tivessem feito comigo naquela época e por isso me esforço para fazer sempre o melhor por todos.

Vejo Konohamaru entrar pela porta com um sorriso tão grande que me dar até arrepios, ele desfaça e se faz de surdo sempre que pergunto mais eu mesmo já o vi várias vezes se engraçado para Shion.

-Está ocupado? - olhou-me esperando atentamente uma resposta.

-No momento não, o que você deseja? veio finalmente conversar a mim seus sentimentos por Shion? - sorri o vendo ficar com vergonha.

-Na verdade eu queria falar sobre isso com você primo - fiquei surpreso.

-Conte-me, o que o aflige? - apontei a cadeira a minha frente onde ele sentou-se.

-Quero me casar com Shion - ele falou e eu engasguei.

O olhei quando finalmente pude me recuperar e pude notar que suas palavras eram verdadeiras, ele realmente estava falando muito sério mais tinhamos um problema... Hanabi.

-Eu acredito seriamente em seus sentimentos por ela, mais ainda estas casado Konohamaru, não posso entregá-la a você assim - falei.

-Eu sei e nem me lembre disso, meu maior desgosto é arrependimento, se isso fosse capaz de matar juro que já não estaria mais vivo - ele falava com enorme pesar.

-Então o que planejar fazer? não posso entregá-la a você se ainda está casado, eu prometi cuidar dela e farei isso mais também acredito que não pensas em desistir dela - ele sorriu.

-Eu não vou desistir primo e por isso preciso de sua ajuda - o olhei.

-Em que eu posso lhe ajudar? - perguntei esperando alguma resposta tosca mais está nao veio.

-Quero que você anule meu casamento com Hanabi, sei que podes fazer tal coisa ainda mais com os últimos acontecimentos e sei agora da traição... tens tudo para anular esse casamento é te exploro se quiser para que o faça - falou ansioso.

Ele sabia o quanto eu odiava essa mulher com todas as minhas forças, que seria capaz de tudo para livrar ele dela e ver que agirá ele estar feliz de verdade com Shion só me deixa ainda mais tranquilo, sei que ela o ama a muito tempo.

-Eu assim o farei, saber que és como meu irmão e que por você faço qualquer coisa e se for para sua felicidade não exitarei, porém tenho uma coisa a dizer... Shion se tornou como uma filha que eu tenho imenso carinho e não quero que a faça sofrer, apenas se case se tiver certeza de seus sentimentos por ela pois jamais vou perdoá-lo se a magoar - ele concordou.

-Eu a amo primo, pela primeira vez posso dizer isso de verdade por que meu coração sente que é ela e quero muito fazê-la feliz - sorri com sua declaração.

Fomos interrompidos pela própria Shion que entrou correndo dentro da sala, me olhou afoita e respirando com dificuldade pelo tamanho esforço.

-Calma menina, o que ouve? - perguntei me aproximando dela.

-Hinata, ela passou mal e acabou perdendo a consciência e chamei pelo médico... pedi que o trouxessem rapidamente - eu não esperei que ela terminasse e saí correndo com ela falando ao meu lado.

Corri o mais rápido quenpude até que finalmente cheguei ao nossoquarto onde a encontrei pálida, com os lábios roxos e apagada.

Fiquei ao seu lado segurando suas mãos até que o médico chegou e me pediu para sair para fazer sua análise.

Fiquei naquele maldito corredor pelo que parecia uma eternidade e o chão praticamente está quase a se abrir aos meus pés de tanto andar por ali.

Finalmente a porta se abriu e ele me pediu para entrar e não me recusei, entrei vendo ela sentada me olhando com seus olhos banhados em lágrimas e um sorriso tão grande que me deixou na dúvida.

-O que ouve? como esta a minha esposa? - perguntei ouvindo o riso da minha esposa e eu não estava deveras entendendo.

-Sua senhora está muito bem, está apenas fraca por conta da constante falta de se alimentar mais isso seria por conta de sua circunstâncias atuais... eu conto ou vossa senhora deseja fazê-lo? - ele perguntou a ela.

Hinata me estendeu as mãos que as peguei rapidamente, olhou em meusnolhos sorrindo como se acabasse de ter a maior felicidade realizada e olhando fixamente em meus olhos me falou entre lágrimas.


"Estou grávida meu amor,

Vamos ter um bebê querido"...


Notas Finais


Eita que teve novidade
Espero que tenham gostado
O que acharam?
Mandem para mim

Beijos 💋 💋 💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...