1. Spirit Fanfics >
  2. Casando Com o Inimigo >
  3. 18- Morte Encomendada

História Casando Com o Inimigo - Capítulo 19


Escrita por: VanessaCosta2601

Notas do Autor


Oi corações
Capítulo novo
Por favor
Não matem a autora ok
Ela precisa finalizar essa história

Boa leitura...

Capítulo 19 - 18- Morte Encomendada


Fanfic / Fanfiction Casando Com o Inimigo - Capítulo 19 - 18- Morte Encomendada

"Os covardes morrem várias

vezes antes da sua morte,

mas o homem corajoso

experimenta a morte apenas

uma vez em sua vida.

Devemos olhar a morte

à nossa frente,

como um acontecimento que

irá prevalecer ao futuro,

enquanto grande parte dela

já ficou para trás,

Por que cada hora do nosso

passado já pertence à morte.

No decorrer das nossas vidas,

as mudança são inevitáveis.

A perda é inevitável.

A felicidade reside na nossa adaptabilidade em sobreviver

a tudo de ruim.

Mas eis a hora de partir finalmente chega a nós,

Onde eu irei para morte,

E vós permanecerás para a vida. Quem de nós seguirá o melhor caminho ninguém o sabe,

exceto nossos próprios corações.

Não devemos sofrer com a

nossa despedida,

Se quem vem a partir não leva

Nem o sol é sua luz,

nem as trevas e sua escuridão.

E quem fica não pode esquecer

Tudo aquilo que sonhou?

Prefiro acreditar que entre nós

não dissemos um adeus,

mas que nos separamos

para que possamos ter um

grande reencontro feliz"...



     - PALÁCIO IMPERIAL -
                5 MESES DEPOIS

      IMPERATRIZ HINATA

Hoje eu estava a completar meu quinto mês em minha gestação e a cada período que se passava meu marido tornava-se mais nervoso, severo e preocupado devido ao silêncio do nosso inimigo que se mantinha a espreita tramando sobre a escuridão.

Eu estava deveras cada dia mais encantada com cada nova fase de minha vida onde acabei descobrindo o amor e admiração do nosso povo a meu respeito.

Eles agora me admiravam, me respeitavam e estavam deveras feliz pelo nascimento do nosso primogênito que meu marido acredita fielmente ser nosso primogênito herdeiro ao trono e que seria homem.

Eu sinceramente não estava preocupada com o que seria nosso filho, apenas pedia aos céus que este podesse nascer em paz sobre uma lua tranquila e que não tivéssemos problema para que podesse vir a este mundo com bela saúde.

Tenten e meu irmão permaneciam em nosso Palácio e acabamos não tendo como evitar que boatos se espalhassem e todos soubesses de sua presença entre nós e eu estava feliz com a presença de ambos.

Minha cunhada estava prestes a dar a luz e isso fez meu irmão aumentar a guarda ao seu redor me fazendo imaginar como meu próprio marido vai tornar-se grudento quando chegar minha vez de tal ato.

O rei trovejou, reclamou o quanto pode e não pode, mandava cartas de mais cartas sobre uma visita ao castelo mais meu marido em sua última carta disse de forma clara wue se mais uma carta nos chegasse ele iria até lá decapitar o próprio que se manteve em silêncio depois disso.

Eu me sentia enorme e muito pesada e as vezes sem que eu conseguisse controlar me via pelos cantos a chorar achando-me feia, horrenda, e gorda mais ficava emocionada com meu belo marido atrás de mim a dizer-me que eu estava cada vez mais bela.

Não havíamos tido notícias de Hanabi em nossas terras ou por perto, apenas boatos que ela teria estado em envolvimento com grandes monarcas do poderio em outro reino e isso de certa forma me assustava.

Eu tenho a mais plena certeza que sua loucura não havia terminado, que sua ganância falaria mais alto que seu bom senso e que mais cedo do que imaginávamos ela apontaria novamente, eu podia sentir isso.

Olho para Sakura que brilha seus olhos ao me ver naquele vestido que fora seu presente e sobre a enorme barriga deixava-me, segundo ela, uma verdadeira princesa belíssima.

-Estás a exagerar minha querida amiga, sinto-me cada vez mais enorme e em poucos dias não conseguirei mais usar aquelas escadas - ela se pos a rir.

-Está belíssima vossa majestade... não sabes o quanto ficastes bela e o quanto a maternidade lhe faz bem, e acredito que precise descansar mais - ela riu ao me ouvir resmungar.

-Descansar ainda mais do que já faço? irei enlouquecer dessa forma e pelos céus criatura, pares de me chamar de vossa majestade ou eu irei punir você - ela gargalhou.

-Certo Hina, estás cada vez mais a se aproximar de dar a luz e não irá demorar muito, precisas de forças e muita energia para tal... acredito que deverias deixar apenas Naruto cuidar do resto - agora eu que acabei por rir.

-Não me amole Sakura, já não participo das audiências de nosso povo, quase não desço aquelas escadas e estou quase a ser carregada por meu marido... ire ficar louca e muito em breve teremos o casamento de Konohamaru e Shion e desejo estar presente - falei alisando meu vestido.

Naruto tinha decidido ceder a mão de Shion a Konohamaru para que estes mantivessem um compromisso e assim se tornassem noivos porém disse que o casamento teria de esperar mais por conta do casamento anterior que havia acabado de ser cancelado e precisaria de um período de tempo como respeito pelo ocorrido, apesar de Hanabi não merecer tal ato.

Eu estava deveras ansiosa por tal casamento, Shion era minha menina a quem acolhi como minha amiga e irmã mais nova e Neji quando a conheceu logo tratou de proteger ela como se fosse realmente nossa irmã.

Os preparativos estavam a todo vapor e eu temia apenas pela presença do rei o qual não poderíamos deixar de fora e que por escolha minha não sabia da minha gravidez.

Não verdade eram muito poucos que sabiam meu verdadeiro estado, tínhamos feito o máximo para manter escondido justamente como forma de proteger nosso filho, muito não desejavam essa criança que iria manter a linhagem Uzumaki ao trono e minha irmã então eram os maiores deles.

Porém durante o casamento não teríamos mais como esconder e eu tinha a mais plena certeza que meu marido iria redobrar a guarda depois dessa ocasião e eu não riria contra suas ordens de forma alguma, nosso filho era a prioridade.

Nos últimos dias eu me sentia estranha, sentia uma palpitação, um sentimento de grande angústia e sentia principalmente que algo estava a se aproximar de nós, algo que seria grande porém ainda não sabia se seria ruim ou algo bom.

Olhei a mim mesma no espelho colocando minha coroa e sorri me agradando do que estava vendo, hoje teriamos o casamento e receberíamos os primeiros convidados e era necessária minha presença.

Sai do meu quarto encontrando Sasuke de guarda na porta, ele tinha sido designado especialmente por Naruto para permanecer ao meu lado então onde eu ia lá estava ele e sua esposa a me seguir.

-Vossa majestade - falou fazendo uma reverência que para mim foi exagero e me arrancou uma grande cara feia.

-Eu ainda ei de arranca-lhe a língua sua e de vossa esposa por ainda manterem essas formalidades comigo - ele apenas sorriu.

Seguimos pelos corredores e quando nos aproximamos das escadas ele me estendeu a mão para ajudar-me a descer já que eu naonpodia descer as escadas sozinha por causa de um incidente no início onde eu quase cai desta.

-Onde está meu marido? - questionei quando chegamos ao salão.

-Está a sua espera na entrada para receber os convidados.

Rapidamente aprecei-me ao seu encontro e quando o vi meu coração saltou dentro do peito da mesma forma de quando nos encontramos pela primeira vez e ele me tratou com tamanha doçura.

Ele estava belíssimo como sempre, sua postura perfeita demonstrava para todos que por ali passavam o quanto ele era poderoso mais ao mesmo tempo seu sorriso demonstrava que era atencioso e alguém digno de respeito.

Usava uma calça em tons claros a camisa de linho preta, as botas também escuras longas e a casaca preta por cima como ele sempre usava, ele agora usava mais cor já que quando nos casamos era sempre o preto a predominar, seus cabelos loiros caindo sobre seus olhos azuis deixava ele ainda mais atraente e sua coroa brilhando sobre a cabeça.

-Vossa majestade, devo lhe dizer com todo respeito que vossa pessoa está cada vem mais bela e parabenizá-la pelo herdeiro - um marquês de uma vila vizinha se curvou atraindo atenção de todos para mim.

Ele podia até desmonstrar ser cortês mais a mim não enganava jamais, ele podia manter sua bela pose de monarca perante a nossa presença mais era um dos que mais desejavam o lugar de meu marido.

-Agradeço sua presença marquês - fiz uma mensura com a cabeça logo voltando atenção ao meu marido.

Ele me esticou sua mão sorrindo e seus olhos brilhavam, era a primeira vez que eu usava algo que destacava o nosso filho que estava a caminho.

-Devo dizer que está belíssima minha esposa, fico ainda mais contente com sua presença - beijou minha mão.

Eu sorri e voltamos a receber os vários trapaceiros que estavam ali presentes e tudo o que eu pressentia era que algo iria acontecer mais a todo momento meu marido apertava minha mão como forma de proteção.

Foi com tamanha insatisfação que avistei ao longe a carruagem real se aproximar e olhei para Naruto que me devolvia o olhar sereno com promessas silenciosas de que rumo ficaria bem.

Observei em silêncio a carruagem se aproximar com os guardas ao seu redor, o que era demais para uma visita de casamento formal, logo alguns servos se colocaram a frente e soaram o que se pareciam cornetas.

Acabei por fazer tamanha careta que não consegui conter, a ousadia deles ainda era tamanha e não havia os colocado em seus lugares da forma que mereciam já que ainda nos desafiavam o tempo todo.

-Anunciando vossa alteza real rei Hiashi Hyuga - um deles disse me fazendo sentir tamanha vontade de rir.

Era deveras imprecionante a forma desesperada em que as pessoas sem nenhum escrúpulos exageraram nas formas de chamar indevida atenção para si mesmo, acabando por se torna ridículo e frívolo.

Observei a figura imponente descer da carruagem logo em seguida estender a mão e em seguida uma mulher de longos cabelos ruivos descer junto com um sorrido que era puro deboche e cheio de egoísmo.

Assim que o rei andou em nossa direção e seus olhos chegaram até mim desceram lentamente até meu ventre onde instintivamente minhas mãos foram parar por proteção e a de meu marido também.

Ele até que tentou disfarçar sua surpresa e raiva que seus olhos transmitiam mais para aqueles que bem o conhecia era fácil observar o desgosto.

-Vossa majestade, não irei agradecer o convite já que viestes a negar o meu - olhou-me com desprezo.

Eu levantei ainda mais minha cabeça se é que poderia ser possível, quanto mais ele olhava-me com desprezo e raiva mais eu faria questão de lhe mostrar quem dar as ordens e quem as obedece.

-Não lembro de nenhum convite ter chegado até mim, apenas uma ordem de alguém sem escrúpulos que não sabe seu devido lugar... agora saber que serei pai e agora mais que nunca ei de proteger minha esposa de qualquer infortúnio por menos que este seja, se persistires com tua falta de respeito para com seus imperadores, se desrespeitar minha esposa, olhar para ela como estais a fazer neste momento ou simplesmente por irrita-la e a mim que não estou com muita paciência nos últimos tempos lhe mostrarei como pode ser doloroso sair do Palácio até seu castelo sendo arrastado por cavalos - a voz raivosa de meu marido sobrepôs a todos os barulhos.

Todos que estavam por perto ficaram parados apenas a observar tal ato, Hiashi era orgulhoso demais para querer se rebaixar a alguém, porém esse alguém era bem mais poderoso que si além de que era o único quenpoderia tirá-lo de seu posto, puni-lo e matá-lo se este demonstrasse desrespeito.

Hiashi estava a brincar com fogo e eu iria adorar vê-lo queimar.

-Oh Perdoe-me meu marido vossa majestade, ele não costuma sair muito - a mulher com ele falou.

Sua forma de falar me enojava, sua voz forçadamente baixa e educada mostrava claramente suas más intenções e desejava chamar a devida atenção para si, pena que a mim e meu marido pouco importa sua presença.

-Devias saber claramente que jamais deve interromper seu imperador, é lei, pode até mesmo ser decapitado por isso, seja lá quem você for - falei vendo ela me sorrir.

-Querida Hinata, eu desejava a muito lhe conhecer... - a interrompi.

-Para você é vossa majestade, não se esqueça jamais que está em meu lar e que sou sua imperatriz, não lhe dei a permissão para se dirigir a mim e muito menos para chamar-me com tamanha intimidade que certamente não temos... eu já percebi que casartes com o rei e pouco importa a mim se ele está vivo ou morto, para mim não faz diferença muito menos se sua pessoa se casou... como qualquer outro me deve respeito e se não o fizer eu farei que aprenda a tê-lo... estamos em um casamento muito importante para mim e como os monarcas que são estão aqui presentes hoje, mais não desejo que venhas a mim agir como uma família que não somos e jamais seremos... estais aqui apenas por que acompanham o rei e nada além disso, peço que não se refira a mim novamente, não se aproxime, não me irrite... permaneçam longe fazendo bem seu papel ou eu mesma os mando ser tirados daqui sem nenhuma piedade - a vi me olhar com seus olhos esbugalhados.

-Como ousa falar comigo dessa maneira? - ele finalmente se pronunciou.

-Atente bem as minhas palavras Hiashi, sabes muito bem que não sou de falar em vão... se ousarem levantar a voz para minha esposa, ameaçá-la, desrespeita-la ou qualquer coisa do tipo eu irei retirar seu título... não me provoque pois já tenho muitas coisas contra ti e para mim matá-lo não será nenhum sacrifício... se ponha em seu lugar ou eu o faço por você - até eu arrepiei com essa ameaça.

A mulher que ninguém sabia o nome ou quem era, é que ninguém desejava saber, agarrou-se a seu braço e o puxou para dentro rapidamente, ao menos alguém tinha consciência de sua posição.

Senti nosso bebê se remexer inquieto dentro de mim ao mesmo tempo que eu acabava por me sentir nervosa com a presença daquele que eu mais passei a odiar em toda minha vida.

Logo todos os monarcas importantes estavam ali presentes e a guarda no Palácio mais reforçada para não haver qualquer imprevistos já que muito possivelmente Hanabi soubesse do casamento e os muitos ali presentes só queriam conquistar meu marido para seu lado.

O casamento seria realizado em uma pequena capela que tinha aqui mesmo no nosso jardim onde estava todo enfeitado por lindas flores e um belíssimo corrego com uma pequena ponte que deixava tudo mais lindo.

O tempo passou e Naruto se retirou para buscar Shion, ele a entregaria para Konohamaru no altar e eu achei esse gesto muito lindo de sua parte.

Logo Konohamaru chegou e nos preparamos para entrar juntos, ele estendeu seu braço para mim e segurei sorrindo e logo dávamos passos para o altar.

Para mim estava sendo uma honra para mim entrar com ele e ver esse menino finalmente ser feliz com alguém que o ama tanto quanto ele.

Todos os olhos atentos sobre mim estavam me dando arrepios e não conseguia esquecer os pensamentos que me afligia, sentia algo ruim acontecendo mais ao mesmo tempo poderia ser apenas o medo dos últimos acontecimentos.

Todos nós seus acentos e ouvimos a música iniciar, observando Naruto se posicionar com Shion na entrada do tapete vermelho e ela estava magnífica naquele vestido.

Konohamaru estava com os olhos brilhando ao olhar para ela e eu pude ver e sentir o amor deles, eu estava feliz com a felicidade deles que tanto lutaram para obter.

Naruto se colocou ao meu lado e logo ouvimos a as palavras proferidas pelo representante que fora escolhido para realizar o casamento e meus olhos ardiam pelas lágrimas que não conseguia mais segurar.

Quando o casamento finalizou eu e meu marido como os monarcas imperiais demos o casamento como realizado e desejamos nossas felicidades aos noivos.

Logo todos estavam entre conversas e risadas no grande banquete que organizamos e como sempre as mulheres separadas falando sobre bordados e homens do outro lado falando sobre política.

Eu observava os homens tentando manter meu marido vivo em algum assunto que apenas olhando seu rosto se via que ele não estava interessado em nada daquilo enquanto mantinha seus olhos ativos em mim.

-Vossa majestade, como anda o enxoval do bebé? - a voz irritante da Duquesa Mary ecoou sobre meus ouvidos.

Respirei fundo antes de responder a esposa do Duque que desejava chamar mais atenção para si que qualquer outra.

-Eu fiz algumas coisas mais outras eu encomendei... acho que assim posso descansar mais e aproveito a gravidez - falei simples.

-Mary, não seja mal educada acredito que vossa senhoria não tenha aprendido esse tipo de coisa - ouvi a outra voz irritante.

Eu havia dito que a Duquesa era a pior mais retiro minhas palavras, todas elas estavam a um pequeno ponto de me tirar totalmente a paciência.

-Peço por gentileza que a Condessa tome medida em suas palavras... diferente de suas pessoas eu tenho muitas coisas para tomar conta e que realmente necessita de minha atenção, não que meu bebê não o seja... O que sei ou não não seria da necessidade de pessoas como vocês e peço que não venham a me provocar - falei já com raiva.

-Perdoe nossas palavras vossa majestade, mais apenas acreditamos que deva ser o dever de uma senhora cuidar de tal afazeres - que mulher ordinária.

-Eu acredito que seja justamente por conta de tal pensamento que minha esposa é a imperatriz e uma de suas pessoas... minha esposa é uma mulher de coragem e se preocupa com nosso reino e com nosso povo enquanto as senhoras pensam apenas em quantos vestidos terão que comprar, os banquetes que terão que fazer é quantas joias irão receber - a voz do meu marido ecoou atrás de mim.

As observei curvar a cabeça e abri meu maior sorriso aceitando sua mão para mim e sendo dali antes que eu falasse algo que não seria adequado.

-Precisa se alimentar querida, não vi você comer nada e fiquei de olhos em você a noite toda - ele sussurrou levando-me a enorme mesa cheia de comida.

-Estou sentindo-me ansiosa e acredito que isso me deixou sem apetite querido - pegue alguns doces.

-Mesmo que não tenhas apetite deves comer algo por menos quer seja. não podes ficar sem se alimentar minha vida, lembre-se que carregas um filho que depende de sua saúde estar perfeita - disse sereno.

Sorri para sua preocupação mais aquele sorriso morreu na mesma velocidade me que veio quando meus olhos avistaram Hiashi a me olhar de forma medonha como se desejasse me matar.

Ele estava mantendo-se em absoluto silêncio durante toda a cerimônia e o banquete mais nada impedia ele de vir a suar seus olhos para imaginas as diversas maneiras entre mim e Neji de morrer.

-Acredito que ele deva estar furioso por descobrir agora a gravidez que muito atrapalha seus planos - disse risonha e meu marido olhou em sua direção sério.

-Ele que fique e explorar com sua raiva, iria me poupar muito esforço e dores de cabeça... ele que se atreva a mexer um dedo sequer com qualquer coisa que seja para ele ir daqui até seu precioso castelo sendo arrastado pelos pés - o abracei rindo.

Havia colocado apenas alguns doces em minha boca mais acabei me sentindo enjoada e uma tontura forte percorreu meu corpo precisando meu marido apoiar a mim firmemente.

-Você está bem? - me olhou em total preocupação e desespero.

-Sim querido, acredito que esteja exausta e me pus a comer apenas doces... vou me retirar para descansar - disse recompondo a minha postura.

-Deseja que eu a acompanhe? - segurou minhas mãos olhando em meus olhos.

-Não é necessário querido, os convidados precisam de sua presença e logo os noivos saíram para sua viajem e você deve ser um bom anfitrião... não se preocupe, peço a Sakura que me acompanhe - beijei seu rosto.

Sai entre os convidados mantendo o sorriso mais sentindo um enjoou e minha cabeça se por a girar me fazendo apressar o passo.

Passei pelo jardim e dei a volta para a entrada principal onde eu poderia me aliviar caso meu estômago não suportasse mais.

Porém antes de chegar as escadas fui puxada fortemente pelo braço e acabei machucando meu pé, estava pronta para gritar mais minha boca foi tampada rapidamente e um cheiro forte inundou minhas narinas.

Eu debati meu corpo o máximo que pude mais estava fraca, com tonturas e o cheiro que senti aos poucos me fizeram ir perdendo a consciência e as minhas forças para lutar.


"Finalmente eu tenho você

em minhas mãos "...


Notas Finais


Eita...
Quem será que teve essa cara de pau?
Quem vocês acham que fez isso?
O que vai acontecer?

Aguardem

Beijos 💋 💋 💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...