1. Spirit Fanfics >
  2. Caso 212: ... (TodoDeku) >
  3. Vídeo games

História Caso 212: ... (TodoDeku) - Capítulo 19


Escrita por:


Capítulo 19 - Vídeo games


Iida- da próxima vez que vir mais cedo avisa.

Todoroki- eu deixei um bilhete, em algum lugar.

Iida- e porque eu não vi?.

Todoroki- sei lá, você é bem desatento não é culpa minha.

Iida- esteja pronto daqui a daqui a vinte minutos.

Todoroki- esteja daqui a vinte minutos.- imitou o maior com um tom cômico.

Iida- eu ouvi.- falou de fora do escritório.

Tokoyami- pelo visto alguém está ansioso pra pro um fim nisso.

Todoroki- todos não deveriam estar?.

Tokoyami- é mais eles sabem quais as responsabilidades deles.

Todoroki- você querendo me dar uma broca por te ajudar.

Tokoyami- antes eu do que o...

Toshinori- o que você está fazendo aqui.

Todoroki- estava de passagem apenas.

Toshinori- estava se intrometendo na investigação?.

Todoroki- não da pra mentir pro senhor.- apresentou um sorriso sarcástico.

Toshinori- achei que tinha colocado na função de patrulha.

Todoroki- eu sou multitarefa, dedicado.

Toshinori- pare o que está fazendo e vá pro seu cargo, não quero dar outra advertência pra você.- e saiu indo em direção a sua sala.

Todoroki- não espero te dar outra advertência, vá se ferrar.

Tokoyami- qualquer dia ele vai ouvir e a sua demissão vai ser na mesma hora.

Todoroki- ele tem sorte de ter alguém como eu aqui, ele vai se arrepender quando eu tiver resolvido toda essa bagunça.

Tokoyami- você?.

Todoroki- nós.- corrigiu.- bem tenho que ir como você já viu.

Tokoyami- descobriu algo, ou notou?.

Todoroki- eu tinha algumas anotações mais acho que peguei o papel errado.- tirou do bolso um escrito " fui mas cedo hoje, até ".

Como de costume precisavam de um cafezinho pra acordar então hora de passar no primeiro destino, o Iida tinha ficado tão simpático com os funcionários daquele lugar como se até fossem amigos, talvez ele passase lá mesmo se não fosse pegar o agrado do chefe deles apenas pra conversar com o quarteto, trocar umas palavras, descontrair já que precisava sair mesmo que por pouco tempo do papel de policial sério, entramos lá com apenas três funcionários trabalhando e o esverdeado em um canto conversando com alguém que eu até então eu nunca tinha visto.

Midoriya- eu não lembro de ter colocado cerveja e uma jarra de pimenta na lista.

Bakugo- eu adicionei algumas coisas, pra mim.

Midoriya- e eu achando que você tinha largado isso também.

Bakugo- já fez eu parar de fumar, eu preciso beber pelo menos pra não ser um homen como você.

Midoriya- saudável?.

Bakugo- exato, um garotinho inocente.

Midoriya- e você é um machão só porque bebe essa coisa.

Bakugo- isso mesmo.- disse sorrindo.

Midoriya- bem você vai precisar se virar pra acabar com isso.

Bakugo- nem parece que me conhece, se duvidar hora eu já termino.

Midoriya- moderação, não quero ter que cuidar porque você bebeu demais.

Bakugo- isso nunca aconteceu. 

Midoriya- porquê você acha que limpou o banheiro naquela última vez, passou a noite toda botando tudo pra fora.

Bakugo- aquela noite foi ótima.- sorriu.

Midoriya- que pena você ser tão fraco pra bebida.

Bakugo- depois daquela noite eu ainda nem sei como voltei vivo pra casa.

Midoriya- sabe que é ridículo falar isso com orgulho.

Bakigo- pra mim não.- disse rindo.- bem tô indo.

Midoriya- se cuida machão. - deu um soco amigável no ombro do loiro que logo saiu dali.- oi pra vocês dois.- disse ao passar pelo balcão.

Iida- pelo visto alguém anda ocupado, nem um bom dia pra nós dois tem tempo.

Midoriya sorriu antes de responder.- tenho que administrar minha popularidade.

Iida- é um fardo muito pesado.

Midoriya- nada com que eu não consiga lidar. - falou rindo com o grandão.

Uraraka- minha nossa, você precisa parar com isso, sério.

Midoriya- quando você for popular eu falo com você.- disse indo pra cozinha.

Uraraka- agora ele vai se achar pro resto do dia.

Iida- um pouco de auto estima faz bem.

Uraraka- fala isso porque não vai ter que ficar com ele por mais quatro horas.

Iida- você está exagerando nem é tão ruim assim, ou é?.

Parei de prestar atenção nos dois e fui lá pra fora tomar um ar fresco, por mais que inverno estivesse próximo hoje em particular estava abafado porém com bastante vento, o que era ótimo, um ótimo clima pra eu ficar no meu quarto sentado ouvindo algum disco da estante escrevendo qualquer besteira.





 

Shinso- eu vai chegar uma coleção nova amanhã, porque não dá uma passada.

Midoriya- tenho que ver se eu tô de folga.

Shinso- não precisa eu já vi.

Midoriya- acho que eu vou de manhã então, tô cheio de coisa pra fazer a tarde, sem contar que amanhã é dia de faxina.

Shisno- seu amigo não pode fazer esse favor.

Midoriya- não, ele já foi no mercado.

Shinso- e ele não pode fazer os dois.

Midoriya- pode, mais ele não vai fazer do meu jeito.

Shinso- bem feito?. 

Midoriya- é.- sorriu.- ele é péssimo com limpeza.

Shinso- que novidade.- sarcasmo.- e hoje a noite vai fazer alguma coisa?.

Midoriya- vou administrar o dinheiro do Kacchan.

Shinso- finalmente ele tá te pagando?.

Midoriya- não, nem sei o que ele vai comprar mais é pra ele mesmo.

Shinso- ele não devia te pagar?.

Midoriya- ele queria, mais ele precisa mais do que eu, para de ser tão mercenário.

Shinso- eu não te entendo, mais fazer o que né.





 

Bakugo- olá. 

Ibara- oi.- dizia animada, parecia que já tinha superado ou estava muito próximo disso.

Bakugo- lembra que eu tinha que te recompensar pela folga semana passada.

Ibara- fale mais.- se virou pro loiro.

Bakugo- eu não sabia o que fazer mas.- mostrou os dois potes.- eu comprei a salada daquele lugar que você gosta.

Ibara- isso é a recompensa.- olhou com desgosto.

Bakugo- como eu disse não pensei muito.

Ibara- estou brincando, eu gostei.- falava enquanto abria a embalagem.

Bakugo- aqui o garfo.- entregou o talher de plástico.

Ibara- sério que você vai colocar molho de pimenta.

Bakugo- eu não como nada sem ele.

Ibara- sério eu acho tão ruim, comer algo que só arde qual o sentido.

Bakugo- eu só gosto, não tenho uma explicação pra isso, e porque você gosta de salada parece que não enche nada.

Ibara- eu me alimento bem é isso.

Bakugo- nunca acho que vai substituir um bife.

Ibara- eu continuo com minha salada.- terminaram a simples janta então voltaram ao trabalho, depois de uma hora os outros dois funcionários chegaram, e após muitas entregas o loiro voltou pra casa o mais rápido que pode.

Bakugo- cheguei.- falava ofegante.

Midoriya- vai lá tomar um banho enquanto eu termino aqui.- disse lavando a louça.

Bakugo- eu já.... só preciso..... de ..... um descanso. - falou se deitando no sofá.

Midoriya- quanto mais rápido melhor.

Bakugo- vamo deixar pra amanhã.

Midoriya- não, você pediu pra eu te ajudar hoje.- puxava uma das pernas do menino que segurava o sofá. 

Bakugo- me solta. - tinha a voz abafada por um travesseiro. 

Midoriya- não. - puxou com força o suficiente pra derrubar ele do sofá.- você vai me matar.

Bakugo- tô cansado demais pra isso, se levantou.

Midoriya- toma.- jogou a toalha sobre o ombro do loiro que foi direto pro banheiro.

Bakugo- acorda ae nerd.- disse pulando na cama dele.

Midoriya- bem, no que eu preciso te ajudar.

Bakugo- a gastar o dinheiro de uma forma que beneficie nos dois.

Midoriya abriu o computador vendo a lista do loiro.- pintar a casa.- perguntou sorrindo.

Bakugo- você vive falando que não gosta da cor da casa.

Midoriya- você gosta?.

Bakugo- eu reparei que podia ser melhor quando você falou sobre isso.

Midoriya- mas isso não é prioridade, sem contar que é trabalho demais e nós dois não temos tempo.

Bakugo- tá e a próxima?.

Midoriya- uma moto, no que isso ia ser bom pra mim.

Bakugo- eu ia te dar carona pra onde você quiser.

Midoriya- uma das suas metas não é comprar uma moto e sumir?.

Bakugo- exato.- respondeu sorrindo.

Midoriya- então vamos pra próxima.

Bakugo- a melhor.

Midoriya- um vídeo game.

Bakugo- é não é ótimo... o que não é?.- perguntou vendo o esverdeado o encarar.

Midoriya- é, eu gostei dessa.

Bakugo- então amanhã eu me viro, valeu pela consultoria nerd.

Midoriya- faz tanto tempo que você não me chama assim.

Bakugo- não sei porque parei continua tão adequado.

Midoriya- boa noite.- é já voltou a dormir antes de ter uma resposta do loiro.

Bakugo- boa noite.- disse fechando a porta.

Foi até a sala se sentou no sofá pegando um guia da cidade, ligou a televisão pra enganar o clima silencioso e sombrio comum em uma madrugada, se sentou no sofá após pegar uma garrafa de cerveja gelada e passou alguns minutos daquela noite lendo atentamente esperando achar o que procurava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...