1. Spirit Fanfics >
  2. Caso 212: ... (TodoDeku) >
  3. A aluna nova

História Caso 212: ... (TodoDeku) - Capítulo 23


Escrita por:


Capítulo 23 - A aluna nova


Mais um dia em que o frio insistia em continuar, mas diferente do dia anterior era apenas frio nada de chuva ou neve ainda assim não era meu clima favorito pra ir na estação de trem mais velha do estado, mas era pra algo bom e aqui estou eu plantado esperando pelo trem que chegou alguns minutos depois de mim, pontualidade era uma especialidade daquele trem, olhando em meio ao aglomerado de pessoas não demorou pra achar quem procurava.

Todoroki- você não mudou nada.

Momo- a gente se viu só faz dois meses. - respondeu sorrindo.

Todoroki- mas o que traz você aqui?.

Momo- eu expliquei superficialmente né.- o bicolor concordou.- o oficial Todoroki está de folga hoje?.

Todoroki- pedi pro lida falar que eu estou doente, pedi pra ele falar que é algo grave.

Momo- você não existe. - disse ao pegar os cabelos soltos e amarrar formando um coque com aqueles lindos fios de cabelos negros.

Todoroki- vai ficar por quanto tempo com a gente?.

Momo- quanto tempo eu precisar.

Todoroki- você sabe que precisa ser menos rude pra que a gente aprove que você fique.

Momo- eu sei.- sorriu.- eu preciso ir acertar os detalhes da minha transferência e depois eu vou começar a procurar um lugar pra mim.

Todoroki- eu tô zoando pode ficar o tempo que quiser, pelos velhos tempos.- disse colocando um braço sobre o ombro da menina.

Momo- você não sabe o quão bom é ouvir isso, sério mesmo, mal posso esperar pra ver o Iida, como ele está?.

Todoroki- um pouco mais musculoso que dá última vez.

Momo- você ainda encara os músculos dele.

Todoroki- claro, quando ele dorme eu vou escondido ver ele.

Momo- eu não duvido.

Todoroki- vai se ferrar.- disse rindo com a garota.

Momo- e você já conheceu alguém?.

Todoroki- porque todo mundo só quer saber disso, meu trabalho não é interessante?.

Momo- falando a verdade mesmo, eu não acho.

Todoroki- porque não falamos isso no caminho, tenho que mostrar o bairro pra mais nova moradora.



 

 

 

Uraraka- então que dizer que você prefere sair com ele do que comigo.

Shinso- eu estou do seu lado.

Uraraka- eu não tô falando com você.

Midoriya- ele vai pagar o jantar, eu não tenho muita escolha.

Uraraka- eu também pago um jantar, se quiser eu até pago uma sobremesa.

Shinso- isso eu não preciso pagar, o Izuku é minha sobremesa.

Uraraka- nossa... eu fiquei, sem palavras.

Midoriya- e sobre nossa conversa de não falar esse tipo de coisa na frente dos nossos amigos.- disse entrelaçando os braços no pescoço do maior.

Uraraka- ficar falando esse tipo de coisa de manhã esperem passar das onze da noite.- riu com os dois.- e eu ainda posso tentar com os dois policiais.

Shinso- ou só com um.- apontou pra porta por onde os dois entravam, o bicolor e a mais nova moradora.

Uraraka- tanto faz, eu sempre preferi o outro.

Midoriya- se você está dizendo.- disse sorrindo.

Todoroki- bom dia.- disse ao chegar no balcão com uma bela garota de cabelos negros.- essa é a momo yaoyorozu.

Momo- podem chamar de momo se quiserem.

Todoroki- bem ela se mudou pra cá recentemente hoje precisamente, e achei bom apresentar alguns lugares bons pra ela.

Midoriya- bom seja bem vinda.

Momo- obrigada.- dizia sorrindo.- acho que vou frequentar aqui frequentemente.

Shinso- será ótimo te atender, ainda mais se for generosa.- o esverdeado balançou a cabeça em negação como se falasse "sério".

Momo- eu vou me esforçar pra ser.- respondeu rindo.

Uraraka- o que deseja.- falava um pouco séria.

Todoroki- bem eu tenho tempo, porque não sentar e decidir com calma.

Momo- certo.- então os dois foram pra uma mesa perto da janela.

Shinso- que gata.

Midoriya- eu ainda estou aqui.

Shinso- idai, ela continua sendo bonita.

Midoriya- pior que é verdade.

Uraraka- me poupe.- falou e foi pros fundos.

Midoriya- parece que alguém está com ciúmes.

Uraraka- calado Deku.

Shinso- ela ficou brava de verdade?.

Midoriya- que nada, tudo frescura.

Shinso- vai lá eles estão te chamando.

Midoriya- porque você não vai?.

Shinso- porque eu vou pagará o jantar.

Midoriya- se soubesse que você ia jogar isso na minha cara já teria negado na primeira oportunidade.

Shinso- também te amo.- falou quando o esverdeado pegou um bloco de notas e saiu detrás do balcão.

 

 

 

Momo- bem basicamente a minha antiga universidade estava ficando sem verba, porque nosso diretor foi pego em um esquema de desviar dinheiro com a secretaria dele.

Todoroki- descobriram até tarde demais.

Momo- eu sempre falei que o salário de um diretor não comprava um carro daqueles.

Todoroki- o carro até vai, mais aquela casa dele.

Momo- pois é, nem se eu juntar meu salário da vida toda eu tenho uma daquelas.- os dois riram.- ele ainda tinha uma casa de campo.

Todoroki- fiquei sabendo mais achei que era boato.

Momo- pra não desperdiçar tudo eles separaram alguns alunos com as melhores notas e transferiram para as melhores escolas da mesma rede, e me mandaram pra cá.

Todoroki- sério?

Momo- mas o que você recomenda pra minha primeira vez aqui.

Todoroki- calma, é que eu estou procurando uma coisa aqui.

Momo- o que?.

Todoroki- é algo de morango.

Momo- chá?.

Todoroki- não, eu me enganei e peguei esse da última vez ao invés do certo.

Momo- porque não chama um dos três do balcão, eles não tem nada pra fazer aparentemente.

Todoroki- é... porque não.- levantou a mão acenando pros funcionários e logo o esverdeado veio na direção deles.

Midoriya- já decidiram?.

Todoroki- não, eu queria dois daqueles que eu pedi da última vez.

Midoriya- com a...- pensava no nome da menina. - Camie.

Todoroki- essa mesma.

Midoriya- número 17, dois desses.- o bicolor confirmou.- mais alguma coisa.

Momo- dois biscoitos de chocolate.

Midoriya- mais algo.

Momo- não só isso.

Midoriya- bem seus pedidos chegam daqui a pouco.

Todoroki- obrigado.

Midoriya- aqui.- entregou o pedido pra quem estava na cozinha.
Uraraka- acha que eles são namorados?.

Midoriya- sei lá, eu sei que ele é bem educado e descontraído na frente dela, ele até falou obrigado, nada de valeu, um obrigado.- concluiu.- então acho que sim.

Uraraka- tanto faz eu nem gostava dele.

Depois de cinco minutos os pedidos já estavam prontos e o menino de cabelos roxos levou pra eles que pagaram pra Uraraka quando terminaram, e assim os dois voltaram pro apartamento onde Todoroki explicou pra ela como as coisas iriam funcionar dali pra frente.






 

Midoriya- até amanhã. - se despediu colocando a mochila nas costas.

Saiu uns minutos mais cedo o que fez ele ter que esperar por um tempo o trem que estava prestes a chegar, apesar daquele lugar estar totalmente lotado ele achou um rosto em comum em meio aquele lugar, a garota recém apresentada a eles de manhã no horário de trabalho, mas nada de surpreendente entrou no trem quando ele chegou e desceu no seu destino encontrando os amigos na entrada que depois de um tempo foram pra sala de aula mas nem todos entraram.

Midoriya- então, eu já volto já.

Jirou- vai aonde?.

Midoriya- preciso mesmo falar?.- a menina ainda emcarava ele.- banheiro.

Jirou- é não precisava.- riu antes de entrar na sala.

Midoriya- melhor ir rápido pra não atrasar.- pensou enquanto andava quase correndo pelo corredor mais próximo, e ao voltar pra ir pra sala de aula passou pelo corredor da diretoria dando de cara com duas pessoas.

Enji- entendo seu pai ter te mandando pra cá, bem é ótimo ter você entre os alunos.

Momo- imagina eu que estou grata.

Enji- ei garoto.- disse quando eu passei por eles.

Midoriya- eu?.

Enji- tem mais alguém no corredor.- tá eu mereci essa.- apresente a escola pra  nossa nova aluna a senhorita Yaoyorozu.

Midoriya- mas eu estou atrasado.

Enji- seu professor vai entender.- se despediu e fechou.

Midoriya- ah...ok, vamos.

Momo- porque você está me evitando.

Midoriya- eu?.

Momo- exato, primeiro no trem agora não quer me apresentar a escola.

Midoriya- é que eu estou atrasado, e você também poderia ter vindo falar comigo no trem.

Momo- eu tenho vergonha, e você devia vir eu  que sou a novata.

Midoriya- então pra mudar a impressão porque você não fica com eu e meus amigos no intervalo.

Momo- ótimo só de imaginar em ter que interagir com os outros eu já fico nervosa.

Midoriya- o lado bom de ter um rosto conhecido, mas nós somos o grupo de estranhos.

Momo- não importa eu gostei de você.- disse sorrindo.- eles devem ser legais também.

Midoriya- é, você é legal também.

Então começaram a andar pelos corredores, pátios, campos esportivos até que a menina perguntou sobre as salas.

Momo- e onde fica essa sala?.- mostrou  sua grade de horários.

Midoriya- é a mesma que a minha.- sorriu.

Momo- é melhor a gente ir logo né. 

Midoriya- é logo ali, achei que era seu primeiro ano, foi transferida?.

Momo- sim.- e contou a história enquanto os dois iam em direção a sala.

Aizawa- um pouco atrasado né Midoriya.- falou quando entraram na sala.- e quem é sua amiga ou namorada.- falou provocando o menino.

Midoriya- namoradA.- sorriu pro professor e foi se sentar após passar as informações pro professor.

Aizawa- silêncio, pode se apresentar.

Momo- oi eu sou momo yaoyorozu, mas podem me chamar de momo apenas e eu não tenho muito pra falar.

Aizawa- já que já tem um amigo pode se sentar perto dele.- a menina sentou na cadeira a frente do esverdeado.




 

Momo- então quer dizer que eu tenho que pintar seis telas.- conversavam sentados na mesa do refeitório.

Midoriya- exato, na outra escola não era assim?.

Momo- não, era algo diferente de ano em ano.

Aoyama- aqui podia ser assim.

Momo- mal me mudei e já tenho que gastar.

Jirou- eu sei um lugar bem em conta, depois eu te passo o endereço.

Momo- obrigada.

Kaminari- e porque você saiu de lá.- mais uma vez a garota contou a história.- nossa e eu achava que essa escolas tinha problemas.

Momo- tipo.

Kaminari- sei lá, poucas opções no refeitório, bobagens em geral.

Jirou- você não existe.- disse sorrindo.

Após o final do intervalo voltaram pra segunda aula e quando deu o horário foram embora pra casa.

Midoriya- agora eu tenho companhia pra voltar pra casa.

Momo- eu estava pensando nisso, depois do caso de semana passada, eu me sinto vulnerável.

Midoriya- quer que eu te leve pra casa?.

Momo- e quem vai te defender depois.

Midoriya- eu sou atento e consigo correr muito rápido.

Momo riu- agradeço a preocupação mais não precisa.

Midoriya- você quem decide, bem então aqui a gente se separa.

Momo- obrigado por hoje, por me ajudar naquele lugar.- disse pegando as mãos do esverdeado.

Midoriya- imagina, mesmo se eu não fosse obrigado pelo diretor eu iria ajudar.

Momo- sério?. 

Midoriya- é talvez não, mais eu achei que seria legal falar isso.

Momo riu mais uma vez.- até amanhã.-disse e se virou pra andar por dois quarteirões até chegar no apartamento dos novos colegas de quarto.

Momo- Queridas cheguei.

Todoroki- você pode dormir no meu quarto.

Momo- e você?.

Todoroki- eu no sofá, amanhã a gente acorda cedo pra organizar as coisas.

Momo- cadê o Iida?.

Todoroki- não chegou ainda, você vai ser sempre a primeira a chegar.

Momo- é um momento de intimidade preciso.

Todoroki- como foi a conversa com o velho.

Momo- normal, esqueceu que ele gosta de mim.

Todoroki- não, e o primeiro dia de aula.

Momo- foi ótimo...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...