1. Spirit Fanfics >
  2. Cast Yourself (you are the spell) >
  3. Não É Uma Pergunta

História Cast Yourself (you are the spell) - Capítulo 24


Escrita por: JojoMikaelson

Capítulo 24 - Não É Uma Pergunta


“Eu prefiro beijar um dementador!” Hope grita sobre o som de Josette engasgando.

 

“Oh, Deus,” a nascida trouxa diz, uma mão sobre o estômago como se ela estivesse doente. Jade dá um tapinha gentil nas costas dela, e até segura seu cabelo enquanto ela se inclina sobre uma lata de lixo próxima. Hope tenta não sentir a dor subindo por sua própria garganta. "Acho que vomitei."

 

“Poupe-me do drama.” Hope se vira para ela, um sorriso de escárnio no rosto, cruzando os braços. "Você teria sorte de conseguir um encontro com alguém da minha estatura."

 

" Eu teria sorte?" Josette ri com intenso ceticismo. "Você teria sorte de ter minha varinha entre os olhos!"

 

Ela puxa a varinha da manga e Hope faz o mesmo, completamente pronta para começar outro duelo no meio da aula. O progresso de ontem foi agora completamente esquecido na raiva de uma única declaração.

 

No entanto, o Professor Snape tem outros planos, e envia os dois voando para extremidades separadas de uma parede com um aceno de sua própria varinha.

 

"O SUFICIENTE!"

 

Hope balança a cabeça, desejando não se lembrar do que aconteceu apenas algumas horas atrás. Parecia que tinha ocorrido apenas um segundo antes - a memória estava muito perto de sua mente.

 

Depois que Snape fez sua sugestão, a classe enlouqueceu rapidamente. A própria Hope ficou parada com o queixo caído por quase um minuto inteiro.

 

Então as coisas continuaram a piorar. Tudo começou com alguns sonserinos rindo da insanidade da declaração de Snape, e terminou com toda a classe do sexto ano da Grifinória amaldiçoando o professor até o túmulo por considerar tal atrocidade.

 

A reação a um namoro de nascidos trouxas e sangue puro mostrou a Hope exatamente por que ela não podia se permitir pensar na outra garota assim.

 

Mesmo assim, Hope se surpreende. Embora ela nunca tivesse realmente considerado a sugestão de Snape antes, ela só reagiu muito mal porque era esperado dela. O fato de o nascido trouxa ficar enjoado de nojo é algo que Hope ainda não consegue compreender totalmente.

 

Não é como se o sangue puro fosse a pessoa mais feia do mundo, certamente não em Hogwarts. Ela até namorou seu quinhão de alunos - se o que ela fez com alguns deles contasse como namoro. Não havia razão para Josette responder daquela forma, a menos que ela estivesse tentando machucar Hope tanto quanto podia. Se sim, o puro-sangue tinha que parabenizá-la pelo trabalho bem feito ...

 

Atrás de Hope, Sebastian Pyre nervosamente torce as mãos enquanto recita seu plano em sua cabeça. Preparando-se para o que está prestes a fazer, ele balança a cabeça e começa a caminhar em direção ao infame herdeiro Mikaelson.

 

Ele se aproxima dela enquanto ela está na sala comunal, olhando para o fogo. É tão tarde que as chamas começaram a morrer, e o que resta é o brilho suave das brasas e da fumaça.

 

"Ei, Mikaelson." Ela acena com a cabeça em reconhecimento, quase distraída, e não olha para ele quando ele se senta. Sebastian sorri para ela e, pela primeira vez, não é brincalhão ou sedutor.

 

“Eu estava na aula de Snape hoje. Peço desculpas, por Maya, quero dizer, ”ele diz a ela.

 

“Não faça isso”, ela diz. Fogo acende em seus olhos; ela está tão perto das brasas que o menino pode ver que elas começaram a refletir em sua íris. Tão perto que a própria Hope se sente aquecida na sala gélida. Ela nota dentro de sua cabeça que a sala comunal da Sonserina está sempre fria. “Somos apenas amigos.”

 

"Certo", ele concorda. "E você e eu também estamos bem, não é?"

 

Ela acena com a cabeça lentamente, sem entender completamente o que ele queria dizer.

 

"Você gostaria de ir à festa de Slughorn juntos, então?" Ela ergue os olhos da lareira para os olhos claros e ansiosos. Hope levanta as sobrancelhas. "Não estou tentando entrar na sua calça - juro pela honra da minha família."

 

Ela se vira e revira os olhos. Sebastian sempre foi tão dramático.

 

"Por que?" ela pergunta a ele.

 

“Eu ...” Parece que ele não esperava que ela o questionasse. "Isso importa? Você precisa de um encontro, não é? "

 

Hope se encontra perfeitamente bem com o fato de Sebastian estar tentando manter seus segredos. No fundo, ela sabe que pode levar qualquer um que ela goste, mas honestamente, ela não tem vontade de fazer isso com alguém que ela mal consegue tolerar. Ela simplesmente não pode ir sozinha - isso é muita humilhação por uma noite. Claro, ela pode sair com Ethan e Rose, que vão juntos, mas ela será apenas uma terceira roda o tempo todo.

 

"Certo." Ela se levanta da cadeira em que estava sentada. “Qualquer que seja o traje social que você usar, certifique-se de que sejam escuros. Estamos sendo vampiros. ”

 

Ela espera que ele comente sobre o quão clichê é sua escolha, mas ele apenas sorri. "Venha para a sala comunal mais cedo para que eu possa fazer a sua maquiagem."

 

Sebastian faz uma pausa, sufocando ligeiramente. "Maquiagem?"

 

"Você não gosta de maquiagem?" Ela franze a testa, tentando o seu melhor para parecer séria.

 

“ Não ! Está tudo bem, ”Sebastian diz a ela apressado. Ela começa a subir as escadas, e ele grita para impedi-la. "Na verdade, você sabe, eu amo rímel."

 -

Hope dorme no sábado até a tarde e depois acorda para se arrumar. Ela balança as pernas sobre a cama e vasculha sua mochila, encontrando um pequeno frasco cheio de um líquido de ouro derretido. Ela o embolsa, seus dedos quase tremendo. Ela decidiu ontem à noite que ela iria usá-lo hoje para a festa.

 

Ela e Rose então começam a pentear seus cabelos juntas no banheiro enquanto Penélope e Maya as observam.

 

“Não é justo ”, reclama Maya, com uma pena de açúcar entre os lábios. “Eu apenas ri, mas você quase começou um duelo. Como você ainda tem permissão para ir? ”

 

"O que posso dizer?" Hope sorri. "Snape me adora."

“Você deveria contar a seu pai o que ele disse,” Penélope interrompe, segurando uma revista Witch's Weekly . “A audácia daquele homem ... ele devia pagar por isso.”

 

“Não se mexa.” Rose diz a Hope, acenando uma varinha na parte de trás de seu cabelo. Ele enrola os fios abaixo dele em cachos macios. Hope se irrita, mas escuta. Ela nunca tinha realmente se importado com coisas assim.

 

"Ei, Mikaelson!" Hope não percebeu que Penélope ainda estava falando. Ela olha para trás e move metade de seu corpo, fazendo com que Rose dê um tapa nela. "Se eu não tivesse detenção, você teria me escolhido primeiro, certo?"

 

Hope não dignifica isso com uma resposta, e Penélope e Maya começam a discutir.

 

"Então, você está levando Ethan?" ela pergunta a Rose, mal conseguindo se ouvir por causa de seus amigos zombeteiros. Rose sorri timidamente.

 

“Sim, ele está muito animado”, diz ela, sem olhar nos olhos de Hope.

 

"E você ?"

 

Rose hesita apenas o suficiente para que Hope perceba. “Ouvi dizer que muita gente estava indo”, ela afirma simplesmente, mudando de assunto. Hope se pergunta se essa é sua maneira de responder.

 

Quando eles terminam com seus cabelos, eles mudam para seus vestidos. Hope veste um bonito cinza escuro que realça o azul em seus olhos e complementa suas curvas e figura. Ele desce atraentemente por suas pernas, não exatamente apertado, mas também não fluindo descontroladamente.

 

Quando Hope dá uma espiada em Rose, ela a vê usando um vestido escuro esmeralda que mostra toda a parte inferior de suas costas. Combina perfeitamente com sua máscara marrom, que lembra o animal de um cervo - com pequenos chifres que brilham com folhas douradas.

 

Os alunos de Hogwarts sempre usavam máscaras ou algo da mesma sutileza nas festas a fantasia. Embora esta seja a primeira vez que ela vai a uma festa do Slub Club, o decoro é o mesmo para festas à fantasia fora da escola que Hope havia comparecido no passado. Sempre se  deve se vestir com classe .

 

Depois, Rose ajuda Hope a aplicar uma cor vermelha profunda em seus lábios e usa um feitiço para transformar seus incisivos em presas. Rose não precisa de muita ajuda com sua própria maquiagem, já que seu rosto ficará parcialmente coberto.

 

Eles descem as escadas do dormitório dez minutos depois que a festa começa - como é o estilo Sonserino. Hope encontra Sebastian sentado em uma poltrona, sua perna batendo nervosamente no chão. Ethan está ao lado dele, procurando por qualquer sinal de Rose.

 

Ele se assusta ao ver o guardião da Sonserina, vestindo um smoking preto com uma gravata esmeralda e uma máscara de veado semelhante. Hope sorri ao encontrar Sebastian vestindo um smoking preto. Ela silenciosamente agradece a Merlin por permitir que o menino se vestisse de uma maneira que não combinasse com sua própria roupa. Eles realmente parecem que vão juntos, para surpresa de Hope.

 

“Vocês estão totalmente lindos” Rose brinca com eles, e Ethan cora e a elogia de volta tão extremamente que Hope fica embaraçada de segunda mão assistindo. Sebastian apenas sorri. Eles conversam um pouco por um minuto e então Hope começa a aplicar rímel nos cílios de Sebastian e dá a ele presas também.

 

Penélope e Maya logo descem em suas vestes regulares da escola, prontas para cumprir uma noite de detenção. Todos eles ficam por mais um longo par de minutos antes das garotas irem, desejando diversão ao resto de seus amigos.

 

Antes que o grupo da festa vá embora, Hope pede licença para ir ao banheiro e tira a poção de Felix Felicis que estava carregando no bolso do vestido. Ela mal hesitou antes de levar o frasco aos lábios e engolir o conteúdo.

 

Seus olhos brilham dourados antes de voltarem ao azul.

 

"Você está bem?" Rose pergunta a ela quando ela volta. Ela sorri, sentindo-se mais confiante do que jamais se sentiu antes em sua vida.

 

"Nunca estive melhor."

 

Eles chegam à festa de Slughorn com uma hora de atraso e rapidamente veem que está horrivelmente lotado dentro da sala.

 

Slughorn, de fato, se superou. Hope descobre que a sala não está preparada para um jantar simples, mas para uma elaborada festa de Halloween. Há um bufê inteiro no fundo da sala, com muitas bebidas combinando, nada de álcool, é claro . Também há mesas dispostas ao longo das bordas de uma pista de dança - uma pista de dança de verdade onde as pessoas estão dançando - e os lustres no teto são bastante atraentes. Eles não emitem muita luz, talvez mais para mostrar, mas eles deixam a sala em uma escuridão tão atraente que Hope mal consegue desviar os olhos.

 

E parece que Rose e Ethan não são os únicos usando máscaras. Na verdade, muitos casais são - a maioria máscaras de animais, alguns de criaturas míticas. Hope reconhece instantaneamente aqueles que não estão usando máscaras, no entanto.

 

Imediatamente, ela pode dizer quais foram convidados para o benefício exclusivo do professor de Poções.

 

Por exemplo, Jo Victoire está aqui por causa de suas ótimas habilidades no quadribol, trazendo seu namorado, um sétimo ano. William Jacques foi convidado para seus contatos na França e tem no braço uma loira do quinto ano que Hope não reconhece.

 

Ryan Clarke está em um canto com seu próprio par, e Hope se pergunta por que os irmãos Machado não foram convidados. Embora eles não tenham tanta influência e dinheiro quanto os Mikaelsons e Nicots, eles ainda são tidos em alta estima.

 

Existem muitos Ravenclaw presentes também; Hope observa particularmente Violet Pielt, cujo pai havia inventado uma poção bem conhecida, e Anna Lowly - cuja mãe é uma Indizível que trabalha no Departamento de Mistérios.

 

Existem apenas alguns grifinórios e lufa-lufas. Emma Wilford, parceira de Maya na Defesa, está ao lado da mesa do bufê - definitivamente convidada para os famosos experimentos de sua família com a poção do amor Amorentia. Hope fica chocada ao ver Landon Kirby perto da tigela de ponche, mas ela suspeita rapidamente que ele é apenas o par de alguém, e não foi convidado por seus próprios méritos.

 

Ela permite que seus olhos permaneçam nele quando vê Ryan Clarke se aproximar do garoto - ele até havia deixado seu par para trás no canto - e eles começam a discutir baixinho. Ela resolve falar com Ryan mais tarde para descobrir o porquê, e se volta para a multidão dançando no meio da sala.

 

Mais meia hora se passa e ela não encontra o motivo de sua visita - Josette Saltzman. A garota não está sentada à mesa ou em pé na pista de dança. Hope se pergunta se a nascida trouxa está apenas atrasada - mas uma ou duas horas já se passaram. Ela sabe que Josette definitivamente virá, no entanto, considerando que sua irmã também foi convidada.

 

Depois de muito tempo procurando, Hope - ou talvez a poção de Felix Felicis - decide que precisa de uma bebida. Ela se separa de Sebastian e vai até a tigela de ponche, que ela encontra estranhamente deserta. Ela respira fundo e vê que a tigela está quase vazia e cheira a álcool - resultado de alguém que a colocou.

 

Ela se afasta da tigela, já que não pode se dar ao luxo de ficar bêbada esta noite - ela tem uma missão, afinal. Desde a noite anterior, ela estava determinada a confrontar Josette Saltzman na festa e dar a ela uma paz de espírito.

 

Ela estende a mão pela tigela e pega uma garrafa de água, engolindo metade em segundos. Hope então se vira e se depara com as costas de uma linda morena com um vestido azul. A garota é tão impressionante que Hope a encara por um longo momento antes de olhar para baixo. Ela quase se vira e sai, mas uma voz convincente e sortuda em sua cabeça a aconselha a ficar.

 

Pelo menos, se ela não conseguir encontrar Saltzman até o final da noite, ela terá alguém para levar para seu quarto. Hope fica com vergonha de pensar nisso, mas ela não tem uma relação íntima com outra pessoa há muito tempo - não desde o último ano letivo, na verdade.

 

Pelo que Hope pode dizer ao olhar para o traseiro da garota, os ombros dela são delicados, mas firmes, e seu cabelo é castanho e lindo. Ela também está usando uma máscara, mas Hope não dá atenção a isso imediatamente, em vez disso se concentra em seu cabelo, no qual Hope deseja desesperadamente emaranhar os dedos. Merlin, ela realmente não beija alguém há um tempo.

 A mascarada tem o cabelo meio para cima e meio para baixo, a máscara emoldurada por alguns fios castanhos que apenas destacam suas feições. A máscara em si é o animal de um lobo ártico, de constituição elegante e cor de branco suave, mas não grande o suficiente para que Hope não pudesse ver os lábios da garota. Além disso, seu vestido brilha quando atinge a luz. Tem uma fenda na coxa, exibindo seus saltos combinando e pele bronzeada que os olhos de Hope demoram perigosamente.

 

É Felix Felicis, não Hope, que fala.

 

"Gostaria de dançar?"

 

Ela diz isso alto o suficiente para que a garota se vire, enviando um cheiro de seu perfume - como sapos de chocolate amargo e algo doce que Hope não consegue localizar - na direção do sangue puro. Hope suga a respiração com o cheiro estimulante, observando a outra garota congelar ligeiramente enquanto olha para Hope. Espero que apenas sorria.

 

“Na verdade não,” a garota disse desinteressadamente, sua voz ligeiramente familiar, olhando para longe de Hope e para a multidão. Tudo bem, se a garota vai se fingir de difícil, Hope vai apenas contornar isso.

 

“Apenas um,” Hope pede, suas presas mordendo suavemente seus lábios. Uma voz afortunada em sua cabeça diz a ela para aumentar a confiança. "Então tenho certeza que você vai me implorar por mais."

 

Toda a personalidade da garota muda depois que Hope diz isso, como se estivesse chegando a uma realização intensa. Seus lábios se esticam em um sorriso brincalhão - ela está usando gloss rosa e, oh, como o puro-sangue adora gloss - e seus olhos brilham castanhos na luz. O fluxo de brilho desaparece e as íris marrons voltam para a escuridão.

 

"É assim mesmo?" Ela pergunta, quase zombando de uma forma terrivelmente familiar que Hope não consegue identificar exatamente, sorrindo como se soubesse de algo que Hope não sabe. Isso intriga e incendeia ela de uma vez, e Hope quase queima em chamas no local.

 

Esta noite será muito divertida se ela conseguir colocar essa garota em sua cama. Não importa saber o sobrenome da garota - ela está claramente na Sonserina pela forma como fala, e é obviamente um puro-sangue pela forma como se comporta. Pelo menos, é o que Hope diz a si mesma naquele momento.

 

E maldita Josette Saltzman. Ela pode encontrá-la mais tarde, e a nascida trouxa não vale a pena Hope pensar constantemente nela. Ela pode se concentrar em outra pessoa esta noite. Para seu crédito, a poção dizia a Hope que conversar com essa garota seria melhor a longo prazo.

 

“Quero dizer, se você insiste ,” a garota continua com um sorriso malicioso, quase como se ela estivesse pensando em uma piada interna da qual Hope não faz parte.

 

A morena oferece sua mão, e Hope beija seus nós dos dedos suavemente - encontrando a pele quente sob seus lábios - antes de conduzi-la para a pista de dança designada. Toca uma música suave e os casais dançam uma espécie de valsa.

 

“Você está deslumbrante,” Hope diz a ela, liderando a dança, uma mão nas costelas da garota. A música é lenta o suficiente para que eles não precisem se preocupar em esbarrar em outras pessoas.

 

"Tenho certeza que você pensa assim." Por que a garota parece tão divertida toda vez que fala? Hope estreita os olhos com suspeita.

 

“Eu não tenho certeza de que acredita em mim”, diz ela friamente, seus olhos raking sobre o corpo da menina novamente. Ela mal pode esperar para arrancar o vestido dela.

 

De repente, a música muda de ritmo, tornando-se um pouco mais rápida, mas os anos de etiqueta e aulas de dança de Hope permitem que ela se recupere mais rápido. Ela pega a mão da morena e a gira de volta para a frente de Hope.

 

“Você é deslumbrante”, ela repete, quando eles ainda estão pressionados um contra o outro. A bunda da garota se move de volta para o abdômen de Hope, o braço que ela usou para girá-la segurando a morena com força contra o corpo do sangue puro. Hope está completamente consumida pela sensação inebriante de estar tão perto dela. Ela abre a boca, sussurrando diretamente no ouvido da outra garota. "Você acredita em mim agora ?"

 

Quando Hope a solta, ela encontra um leve rubor rosa ao longo da borda da máscara da garota. Ela sorri de satisfação, e eles continuam a dançar por um tempo. Em um ponto, ela vê Sebastian dançando com uma loira mascarada, e ela se sente incrivelmente surpresa ao vê-lo sorrindo tanto que seus lábios basicamente dividiram seu rosto ao meio. É por isso que ele queria tanto ir? Para a loira? Ela sorri para ele e ele faz o mesmo, antes que ambos olhem para seus parceiros.

 

Mas como seus pensamentos tendem a fazer, eles começam a voltar para Josette em um ponto. Ela espia por cima do ombro da mascarada na tentativa de olhar em volta, o que não passa despercebido.

 

"Você está procurando por alguém?" A garota pergunta, quase ofendida, ou pelo menos tentando agir como tal. Hope sabe de alguma forma que ela não é, mas ela para de procurar pela nascida trouxa de qualquer maneira.

 

“Perdoe-me,” ela diz, agarrando a morena com mais força onde suas mãos estavam, a pele flexível quase arqueando em seu toque. Ela tenta sorrir, mas se sente irritada demais para fazê-lo. Josette tinha acabado de abandonar a festa completamente? "Você tem toda a minha atenção."

 

"Eu?" Ela ri - tão, tão familiar que o cérebro de Hope aperta tentando reconhecer o som. Mas não é possível que ela conheça a garota. Talvez ela não esteja no ano de Hope, e ela só ouviu sua voz passando por ela nos corredores? Ela não consegue se lembrar, e a resposta continua a evitá-la quanto mais ela pensa sobre isso.

 

“Não é uma pergunta.” Ela se inclina, quase como se estivesse tentando beijar a outra garota. A morena desviou dos lábios e Hope franze a testa. Ela definitivamente não está tentando jogar, esta noite de todas as noites. "Agora, por que você não tira sua máscara, e então podemos nos conhecer ?"

 

“Que tal ...” A garota mascarada abaixa a voz sedutoramente, e segue em frente, quase como um erro, sua voz como uísque de fogo contra o ouvido de Hope. "Você me leva a algum lugar privado e então nos conhecemos."

 


Notas Finais


 Vocês me surpreenderam quando eu vi 15 comentários, basicamente surtei, a meta era apenas 10 e obrigada por isso. A meta desse vai ser 15 comentários e eu irei postar outro capítulo, me conte o que achou deste. Vocês são incríveis demais e me incentivam a continuar, obrigada aaaa. 


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...