1. Spirit Fanfics >
  2. Castigo >
  3. O cantinho

História Castigo - Capítulo 1


Escrita por: Qunny

Notas do Autor


Hey, meu bem! Como vão as coisas por aí? Espero que tudo certinho! Então, escrevi isso hoje pela madrugada e na verdade não pretendia postar, não curti tanto como ficou e reescrevi diversas vezes pra ver se me agradava. No fim, não fiquei super contente com o resultado mas é aceitável kkdkd
Vi uma fanart fofa demais do Scorppy e do Ted juntinhos no pinterest mas atualizei a página sem querer e nunca mais a encontrei, choremos. Enfim, espero que goste de ler. Me perdoe qualquer erro.

Capítulo 1 - O cantinho




Draco franziu as sobrancelhas ao entrar na sala de casa. Seu esposo lia tranquilamente o jornal do dia numa paz visível ao se recostar no estofado do sofá. Mas o estranho estava em seu filho mais novo, sentado de frente para a parede ao lado do móvel. 


– O que aconteceu com o Scorppy? 


– Ele está pensando no que fez. – Harry respondeu sem ao menos tirar os olhos do Diário Profeta em suas mãos. 


Draco reprimiu um sorriso ao perceber o caçula o observando com olhos pidões e bochechas infladas, o rosto completamente sujo do que parecia ser chocolate. 


– E o que foi que ele fez pra você colocá-lo no cantinho?


– Ele não não é o único no cantinho. – O moreno apontou com um movimento de mão o outro lado da sala, onde Ted os encarava com um sorrisinho no rosto. 


As sobrancelhas de Draco se ergueram ainda mais ao notar os dois filhos, aparentemente, de castigo. 


–Mas o que foi que vocês fizeram? – o loiro cruzou os braços, alternando o olhar questionador entre os meninos. 


– Uma bagunça na casa, foi o que eles começaram fazendo. – Harry respondeu, recebendo a atenção do marido. 


– Começaram? 


– É. Começaram a procurar os chocolates antes de deixar que algum de nós saísse da cama, sem ao menos tomarem o café da manhã antes. – Elevou o tom de voz, repreendendo-os e vendo como eles desviavam o olhar. – Pelo visto eles acharam os ovos de páscoa e então Scorppy mordeu o nariz do Teddy. 


O rosto de Draco se contorceu em uma careta surpresa, arregalando os olhos ao assimilar o que o esposo havia dito. 


– O Scorpius fez o quê? – Questionou calmamente, crendo ter ouvido errado. 


– Teddy transmutou o nariz em um focinho de porco. – Harry negou com a cabeça apenas de lembrar da confusão em que os encontrou. – Scorppy riu e fez carinho, o que foi fofo. Mas então ele tentou morder o focinho cheio de chocolate. 


O loiro reprimiu que um riso saísse, passando a mão pelos cabelos e suspirando. 


– Eu entendo sua preocupação, mas precisava mesmo botar os dois no cantinho?


– Claro que precisava! – Harry apertou os olhos na direção do marido – Eles se encheram de chocolate logo cedo! Eu tentei afastar os dois, mas Ted achou engraçado e Scorpius não queria soltar dele. Tente manter a calma ainda sonolento, com duas crianças sujas e uma mordendo o nariz da outra. 


– Fez cosquinha. – Ted anunciou, abrindo um largo sorriso de dentes ainda manchado do doce. 


Draco balançou a cabeça em negação, rindo da confusão que aqueles dois faziam logo de manhã. 


– Vocês irritaram o papa, o quê nós já conversamos sobre isso? – Disse em tom repreensivo, mesmo que escondesse um sorriso.


– Desculpa. – murmuraram juntos, os grandes olhos infantis encarando o Potter, que os observava com um olhar carinhoso. 


– E Harry, querido, eu disse que o armário debaixo da escada era um esconderijo fraco. – Draco o provocou com uma risadinha escapando, adorando a forma como os lábios dele se crisparam. 


– Essa não é a questão! – Harry rebateu, deixando-se levar e rindo junto do marido. – Você sabe muito bem que era um bom lugar. 


– Não, Harry, não era. – negou e se curvou para deixar um selinho demorado e amoroso no esposo, logo virando-se para os garotos – E vocês dois, venham se limpar e vamos todos tomar o café da manhã juntos, certo? 


Com receio, os dois olharam para o moreno ainda no sofá, aguardando pela permissão de sair do castigo. Com um suspiro e um riso soprado, o bruxo acenou afirmativamente, deixando que eles corressem até o loiro que marchou pelo corredor até o banheiro. 


Harry não conseguiu esconder o sorrisinho ao vê-los ainda de pijamas e pantufas coloridas se apressando até Draco. 


No fim, ao menos haviam encontrado seus presentes. Restava ao Potter aguardar para que todos pudessem passar o dia juntos. 




Notas Finais


E então...? Gostou? Se gostou, por favor, não deixe de favoritar. Comente também, se estiver à vontade com isso. Se não gostou dessa mas quer me dar mais uma chance, te convido a dar uma espiadinha no meu perfil recheado de drarry cutecute, tenho outras duas dessa family que eu particularmente tenho um carinho especial.

Obrigada por ler até aqui, meu bem! Espero que tenha dito uma boa páscoa e aproveitado um chocolatinho!
Espero poder te ver novamente em breve, beijinhos e abraços quentinhos ( ˘ ³˘)💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...