História Castle e Bones: Juntando as forças. - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Bones, Castle, Pretty Little Liars
Personagens Agente Seeley Joseph Booth, Alexis Castle, Alison DiLaurentis, Angela Montenegro, Arastoo Vaziri, Camille "Cam" Saroyan, Caroline Julian, Christine Booth, Clark Thomas Edison, Daisy Wick, Dra.Temperance "Bones" Brennan, Emily Fields, Hank Booth Jr., Hayley Shipton, Jack Hodgins, James Aubrey, Jared Booth, Javier "Javi" Esposito, Jenny Ryan, Katherine "Kate" Beckett, Kevin Ryan, Lance Sweets, Lanie Parish, Martha Rodgers, Max Keenan (Matthew Brennan), Michael Vincent Hodgins, Michelle Welton, Parker Booth, Personagens Originais, Richard "Rick" Castle, Sarah Grace Ryan, Sidney Perlmutter, Wendell Bray, Zach Addy
Tags Bones, Caskett, Castle, Pll
Visualizações 8
Palavras 1.309
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Slash, Suspense, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 32 - Desejos...


Beckett acordou naquela manhã com um desejo – Amor, eu e Lilly queremos morangos!

Ops... Maio não era época de morango nos EUA... A onde ele arranjaria a fruta? Castle se lembra que tem um mercado no Queens que era conhecido como “O Fora de Época” lá era possível achar todas as frutas o ano inteiro.

C – Certo amor, depois do café e de seus afazeres eu vou comprar morango pra vocês.

B – Espera, eu não disse que serve comprados. – Castle fez cara de confuso – Eu quero morangos colhidos na hora e quero colhe-los eu mesma!

Ah pronto, agora ferrou tudo! Pra começar, Beckett já estava quase no 6º mês de gestação, desejos não eram tão comuns nessa fase e pra piorar ele tinha de ser tão difícil.

C – Amor, você sabe que não é época de morangos, certo? Não deve ter nenhum pronto em nenhum pé deste país...

B – Eu vi na TV que na Califórnia tem...

Ah, a culpa era da TV! Castle fez uma nota mental pra colocar senhas nela.

C – Califórnia? – Kate assente – A mais de 4000 km da gente? – Kate assente de novo e sorri – Você quer colher morangos numa distância de 5 horas de voo?

Beckett dá de ombros – É pra Lilly.

C – Amor, sua gravidez é de risco, você está tomando remédios que eu nem sei pronunciar o nome e está me pedindo para entrar num avião por 5 horas, matar o desejo e voltar pro avião por mais 5 horas?

Beckett faz beicinho – Por favor...

C – De que região da Califórnia estamos falando?

Beckett pega o celular e mostra um site – Essa é a fazenda.

Castle telefona à fazenda. Romer, o fazendeiro atende e confirma que lá já tem morangos bem vermelhinhos. A fazenda testava um novo fortificante que deu muito certo.

C – Certo, antes de dizer sim ou não pra você eu preciso falar com os Drs G e A.

B – Olha Lilly, papai vai realizar nosso desejo!

C – Eu não prometi nada! – Beckett sorri.

 

Castle liga para os médicos, o Dr. A garante que realizar os desejos da esposa grávida era fundamental e o Dr. G disse que se a medicação fosse mantida certinha, Kate estivesse hidratada, bem alimentada e com tempo para descansar, estaria tudo bem.

As recomendações então foram:

Viaje a noite porque é mais fresco;
Faça Beckett beber muita água e comer coisas saudáveis;
Não viaje de volta no mesmo dia, passe um tempo na Califórnia;
Não esqueça os remédios e se hospedem num hotel próximo a um hospital, só para garantir.

C – Pronto amor, está tudo certo – ele tira 2 folhas da impressora – nossas passagens! Vamos essa madrugada, às 4 horas, chegaremos lá às 6 da manhã no horário de LA. Voltaremos depois de amanhã saindo de lá as 22 horas para chegar aqui as 6 da manhã.

B – Eba vamos pra Califórnia!

Nisso o Sr. B aparece na sala – Oi gente... A porta estava aberta... Eu ouvi Califórnia?

C – Ouviu, mas antes de brigar comigo, saiba que sua filha é doida e ta com desejo de colher morangos lá... Eu não tive escolha...

B – É a Lilly que quer ir, portanto amor, é a SUA filha que é doida.

C – Não se preocupe Sr. B eu conversei com os médicos e anotei todas as recomendações, estaremos hospedados num hotel bem próximo a um hospital e também ficaremos num quarto no térreo.

O Sr. Beckett dá de ombros e assente, Castle sempre pensava em tudo e ele confiava no genro.

 

O voo de ida foi tranquilo, tirando o fato de que Lilly esteve eufórica o tempo todo.

Castle garantiu que as poltronas se deitassem totalmente e com um travesseiro ele elevou os pés da esposa. Como passava a maior parte do tempo sentada, os pés de Kate inchavam muito. O maridão também garantiu muita água e comidinhas.

Para chegar até o hotel e para os demais passeios, Castle alugou uma minivan. O hotel era bastante luxuoso, tinha uma piscina, um restaurante enorme e um barzinho noturno com música ao vivo. A suíte era grande, tinha uma cama de casal bem espaçosa e uma banheira deliciosa.

Kate era uma grávida daquelas que avançam em doces e para o café da manhã...

B - Waffles com geleia de blueberry, por favor! – ela diz ao garçom.

C – Kate, colabora, o Dr. disse comida saudável... – ele fala ao garçom -  Troque o pedido por uma omelete light.

Beckett faz cara feia – É um desejo Castle. Quero waffles com geleia de blueberry!

C – Tá bom... – pro garçom – Pode trazer waffles com geleia de blueberry pra ela, mas traga as omeletes também.

B – Quero um copo de leite também.

Garçom – Integral ou desnatado?

Beckett e Castle respondem ao mesmo tempo, ela diz desnatado e ele diz integral. O garçom olha de um para o outro sem saber o que fazer.

C – Amor, você sabe que leite integral faz bem pra você e pra bebê.

B – Mas eu não gosto...

C – Achei que já tínhamos conversado sobre isso...

Beckett emburra – Tá bom – olha pro garçom – Pode trazer integral.

O garçom assente e sai.

B – Percebeu que com tudo o que aconteceu nós trocamos os papeis? Antes eu mandava e você obedecia, nem sempre na verdade, mas eu mandava... Agora é você que controla tudo.

C – Pois é e eu digo que é para você fazer o que os Drs mandam e melhorar de vez porque olha, eu já cansei de ser o adulto da relação. – Ele faz pose de adulto na mesa.

A pose faz Kate rir – Eu te amo meu adulto!

C – Eu também te amo minha teimosa!

 

Depois de descansarem da viajem o casal vai passar o resto do dia na fazenda colhendo muitas frutas e principalmente os morangos de Beckett.

Para começar ele almoçam saladas porque está calor, Beckett tem que comer comidas leves e também porque vão passar o dia todo se empanturrando de amoras, morangos, blueberrys e muitas outras.

Um guia os leva pela plantação, a primeira parada é nos morangos, Beckett e Lilly estavam muito ansiosas. Kate colhe muitos, enche a cesta deles.

C – Vai com calma ou não vai caber o resto das frutas...

Ela não o escuta, até porque ele estava errado, até chegarem nas amoras a cesta dela já estava vazia.

C – Você realmente queria morangos...

B – Vai me chamar de gulosa?

C – Não! São frutas, coma o quanto quiser!

A colheita das uvas fica por conta de Castle já que da cadeira de rodas não dá para alcançar. Depois de rodarem em tudo e comerem muito, nosso casal vai curtir a brisa de fim de tarde na praia.

B – A cadeira não vai atolar?

C – Não vai na sua cadeira, eles tem umas com rodões pra fornecer – Ele aponta pra um quiosque que tem cadeiras de rodas próprias pra praia – Acha que eu te traria em qualquer praia?

B – Você pensa mesmo em tudo! Você é o encarregado oficial de todas as viagens em família daqui em diante!

C – Como quiser!

Por conta da gravidez Beckett não pôde tomar banho de mar, mas se divertiu na beirinha.

 

No jantar, o casal pediu uma pizza, o que não era saudável, mas Kate insistiu, como ela passou bem o dia, Castle não negou.

Eles comeram no quarto, o jantar foi regado a sucos naturais. Kate não podia beber e Castle não quis fazer ela passar vontade. Para sobremesa tiveram pudim.

Na cama, eles se ajeitam ficando o mais perto possível.

C – E aí? Gostou do dia?

B – Eu amei! Foi maravilhoso! Você é o melhor marido do mundo! Obrigada por tudo! Eu te amo!

Castle sorri – Também amei o dia...

B – Mesmo tendo que me empurrar para lá e pra cá?

C – Mesmo assim! Ver você feliz não tem preço. Eu também te amo.

A noite se sela com um beijo e eles logo adormecem.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...