1. Spirit Fanfics >
  2. Castle e Bones: Juntando as forças. >
  3. E agora?

História Castle e Bones: Juntando as forças. - Capítulo 88


Escrita por:


Capítulo 88 - E agora?


Como o pai pediu, Alexis avisou Ryan e Esposito e para garantir uma forcinha extra ela pediu que Booth fosse junto também.

Bones, Ângela, Lanie, Christine e Michael Vincent ficaram cuidando dos gêmeos, que como se tivessem sexto sentido e soubessem o que estava se passando começaram a chorar freneticamente.

Michael Vincent estava preocupado – Mamãe, o que tá acontecendo? Lilly tá bem?

Ângela - Eu não sei meu amor...

Christine – Podemos ajudar?

Ângela – Podemos falar com o Papai do Céu...

Christine – Mamãe diz que Papai do Céu não existe, mas eu gosto de ir à igreja com o papai, e nós rezamos junto todo dia. – Ela pega a mão de Michael Vincent – Vem vamos rezar ali! – Ela aponta um canto, os dois vão e se ajoelham.

Alexis e Martha foram lidar com Gina que estava furiosa com a saída de Castle.

Gina – Beckett não pode se defender sozinha?

Alexis – Minha irmãzinha está lá, provavelmente Eric a fez de refém ou sei lá, o fato é que ela está assustada e é dever do meu pai, como pai ir protegê-la, e como marido de ajudar Beckett.

Gina – Desde que essa mulher apareceu na vida dele virou essa bagunça.

Martha – Reavalie a frase, porque se não fosse por Beckett você não teria lucrado tanto em cima da Nikki Heat, sem contar que se Castle afundasse, sua mesada ia cair muito. Beckett é uma ótima esposa pra Rick, muito melhor do que você foi. Ele a ama e é justo ir ajudá-la.

Gina se enfureceu e foi até o microfone. – Parece que a estrela da noite teve imprevistos familiares, e por isso a noite de autógrafos será adiada. – A plateia faz “Ahhh” – Mas podem comer e beber à vontade!

Em seguida ela desse e vai até Alexis e Martha – Eu vou cobrar dele o buffet dessa e da próxima festa.

Alexis – Como quiser...

 

Longe dali, Lilly não sabia o que fazer, ela queria fechar os olhos, não queria ver a mãe morrer, mas Eric a mandou ficar de olhos abertos.

Eric – Eu dou um tiro e a mamãe morre sem sentir dor, agora se você fechar os olhinhos eu posso fazer a mamãe sentir muita dor. Não queremos isso, certo? – A menina faz que não.

Mas então Lilly vê o pai lá longe. Castle coloca o dedo nos lábios fazendo silêncio e a filha dá uma piscadinha. Eric estava concentrado em atirar em Beckett, portanto não percebeu Castle ali e muito menos percebeu que os 3 policiais, Ryan, Esposito e Booth estavam atrás dele.

Os policiais se aproximaram, Esposito e Booth pegaram cada um num braço de Eric.

Esposito – Você está preso Eric!

Nesse momento Eric disparou a arma em direção a Lilly.  Por sorte, Ryan desviou a menina do tiro e em seguida tirou a arma de Eric.

Lilly correu até a mãe que ainda estava ajoelhada e com medo de abrir os olhos. – Mamãe!!

Beckett abriu os olhos e abraçou a filha entre lagrimas.

Lilly – Eu tive tanto medo...

Beckett – Eu também meu amor, eu também...

Castle se aproximou e estendeu a mão pra esposa, a ajudando a levantar. Lilly então se aproximou de Eric. – Eu não liguei pra polícia, eu liguei pro meu pai! – e então volta para perto dos pais que estavam abraçados.

A roupa de Kate estava rasgada e a cara da esposa revelou o que aconteceu ali. Rick queria muito poder matar Eric agora, mas Lilly já estava traumatizada o suficiente.

O casal então foi até a Ferrari que estava com a lateral direita frontal toda amassada.

Beckett – Desculpa amor, eu sei o quanto esse carro significava pra você...

Lilly – Mamãe ficou com medo de você fica bravo, papai...

Castle pega a filha no colo e se volta pra esposa – A Ferrari significava muito pra mim – Kate abaixa a cabeça e Rick a levanta com o indicador. – Mas vocês duas significam muito mais! Esse acidente podia ter sido muito pior... se esse carro caísse lá – ele aponta pra baixo – eu não quero nem pensar. – Ele puxa a esposa para perto e a beija na testa.

Beckett – Será que dá pra consertar?

Castle – Não se preocupe... Kate, graças a você e a Nikki Heat eu tenho dinheiro suficiente para comprar umas 10 dessas. Mas eu jamais superaria perder vocês.

Caskett troca um beijo e Lilly sorri, ela adorava ver os pais juntos.

Beckett – Gina deve querer me matar.

Castle – Esquece a Gina.

Com Eric detido dentro da viatura Booth se aproxima dos três – Estão bem?

Beckett olha a filha que assente – Estamos bem sim. Obrigada!

Booth – Agradeça a essa garotinha aqui – ele faz carinho no cabelo da menina – se ela não fosse tão inteligente e avisasse o pai...

Beckett – Eu não estava viva... – ela puxa a menina para o seu colo – Muito obrigada, minha princesa! – Lilly sorri e abraça a mãe.

Lilly – Eu te amo, mamãe!

Beckett – Eu te amo também!

Booth – Vamos levar o cara sob acusação de tentativa de homicídio a uma oficial – ele olha o vestido rasgado de Kate – talvez você devesse passar por um exame de corpo delito e acusar ele de mais coisa.

Beckett assente, mas Eric usou camisinha e foi bem cuidadoso, provavelmente não seria possível liga-lo a nada. A não ser pelas fotos, mas ela estava com vergonha demais para falar das fotos. Tudo o que ela queria era ir pra casa e esquecer a noite.

 

Alexis recebe a ligação do pai dizendo que está tudo bem com Beckett e Lilly. A moça, então decidiu repassar a notícia, ela subiu no palco e pegou o microfone.

Alexis – Gente, meu pai teve uma emergência. Minha madrasta e minha irmã estavam em perigo, mas agora está tudo bem! E para comemorar eu solicito aos garçons que sirvam as bebidas que estavam sendo guardadas para próxima festa. – Ela disse a última parte olhando fixamente pra Gina que estava no fundo do salão.

Como Alexis e Martha teriam de ficar até o fim da festa, e Michael Vincent está inquieto querendo muito ver Lilly, Ângela e Hodgins se ofereceram pra levar os gêmeos pra casa. Bones e Christine vão de carona porque o carro estava com Boorh, que da delegacia iria para casa de Beckett.

Michael Vincent correu até Lilly e a abraçou apertado, a menina retribuiu. Christine também foi abraçar a amiguinha.

Os adultos abraçam Beckett e ninguém perguntou sobre o que houve, como fora combinado no carro.

Ângela – Castle, sua ex quase teve um treco e sua filha arrasou. No fim a festa vai ser remarcada, mas ainda tem gente lá comendo e bebendo. Alexis mandou dizer que ela e Martha aparecem aqui amanhã... Ah e seu pai também vem Beckett.

Com os bebês entregues e apoio dado, todos vão pra casa.

 

Lilly custou a dormir e fez os pais prometerem que a porta do quarto deles ia ficar aberta, para o caso dela ter pesadelos e querer correr até a mãe.

A sós era hora de Caskett ter uma conversa.

Castle – O que ele fez com você? – ele pergunta puxando Beckett pra mais perto na cama.

Beckett – Desculpa Castle.... Eu permiti que ele fizesse... mas tinha a Lilly, ele ia matá-la se... – ela diz chorando.

Castle – Shiiiu... – ele acaricia o rosto da mulher. - Não foi culpa sua...

Beckett – Por que eu não consigo reagir?

Castle aperta a esposa – Tudo o que te aconteceu naquela época foi muito ruim e te traumatizou... Se alguém tem culpa aqui sou eu, afinal eu que não soube escolher um fisioterapeuta descente e não percebi os sinais de que ele estava te molestando...

Beckett – Ele era um fisioterapeuta com um ótimo currículo, você só quis me dar o melhor e ele me molestava muito disfarçadamente, nem eu percebia às vezes... Você não tem culpa nenhuma! – Ela respira – Ele me obrigou a sorrir, como seu estivesse gostando... ele tirou fotos e ameaçou divulgar... Se ele fizer isso, sua carreira... as pessoas vão pensar que eu te trai...

Castle – Você gostou?

Beckett – Não mesmo! Mas...

Castle – Eu não me importo com o que vão dizer. Nós sabemos o que aconteceu e é tudo o que importa. Não devemos satisfações pra ninguém!

Beckett – Eu te amo!

Castle – Eu também te amo, minha linda. – Ele levanta o rosto dela e a beija – Agora descanse, okay? Eu estou aqui e não vou desgrudar de você.

Beckett – Pra manter os pesadelos longe?

Castle – Uhum – ele a aperta.

Kate adormece encaixada no peitoral do marido, mas por pouco tempo, poque logo ela foi acordada por Lilly que correu pra ela depois de um pesadelo.

 

No dia seguinte, as visitas vieram, Beckett e Lilly contaram o que aconteceu. Kate deixou claro que foi pela coragem da filha que elas estavam contando a história. A capitã, porém, omitiu a parte do abuso sexual e das fotos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...