1. Spirit Fanfics >
  2. Cat Green >
  3. Cap 2

História Cat Green - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Estou postando na madrugada mesmo... DESCULPA NADAMENTEEEE
tenho que dormir para crescer..
tenho que dormir para crescer...
tenho que dormir para crescer...
tenho que dormir para crescer...
.
.
.
AA BOA LEITURA

Capítulo 2 - Cap 2


Todoroki Shouto encarava sua cama que se encontrava o gato dormindo calmamente no lado de suas mãos, se levantou ainda olhando aquele gatinho. Tinha acordado mais cedo para o levar no veterinário, e agora não parava de o encarar

Levantou vendo o gato começar a se mexer mais, percebendo que o mesmo iria acordar logo. Pegou sua mochila azul pastel que antes estava em cima da estante não tão alta com alguns livros, desenhos e brinquedos intocáveis. Percebeu que seu gato o olhava de uma forma curiosa, ignorou pegando seus matérias para sua aula do dia, cadernos, estojo, seu brinquedo secreto, partituras para sua aula de piano particular que tinha

Abriu melhor seu armário para pegar alguma roupa, viu que Esmeralda tinha comido um pouco da carne que deixou para ele, sorriu com isso. Quando pegou suas roupas, deixando eles perto do gato, aproveitou para pegar uma roupa velha ou pequena para deixar o gato mais confortável em sua mochila até pelo menos deixar sua casa, achou uma antiga camiseta pequena azul forte com um pequeno cacto no meio da camiseta

- Isso parece bem melhor do que cadernos, né, Esmeralda? - Sorriu vendo o gato se aproximar de si - Vendo vou colocar você aqui dentro, não faça barulho quando sairmos daqui. Você sabe disso!

Escutou o gato miar, o pegou no colo deixando ele em sua mochila de um jeito carinhoso, deu um sorriso para o gato - que parecia ficar vermelho por alguns estantes, o bicolor deixou passar pensando que era coisa de sua cabeça -, pegou suas roupas indo em direção ao banheiro de seu quarto. Seu pai, Todoroki Enji, era um herói por isso ganhava bastante dinheiro, então sua casa era considerada uma mansão. Mas por insistência do bicolor, seu pai cedeu não o levar e nem o trazer de carro para a escola

O gato observava seu atual dono entrar em uma porta do quarto, não descobria onde isso levava, por causa de sua pata machucada não podia explorar o quarto, e nem a casa com tantas pessoas vivendo ali. Já tinha percebido que o bicolor o escondia, tinha dúvidas de que era por causa do seu pai que tinha sido extremamente rude e irritante na opinião de Izuku, um gato verde. Percebeu o garoto sair do banheiro com suas roupas antigas em sua mão, usando uma meia branca que não tinha o visto levar para o banheiro

- Já vamos ir, vou levar você para baixo então não faça muito barulho, Esmeralda! - Sussurrou para o gato que o encarava, compreendo suas palavras. Fechou sua mochila deixando um espaço aberto como tinha feito antes, e pegou com cuidado para não deixar cair no chão como sempre tinha feito antes de achar o gato. Ficou segurando na sua mão sua mochila, indo em direção a sua porta que estava fechado - Pronto? Por que o dia está começando

Miou baixo para a criança escutar, algo que não aconteceu. Tinha sido baixo demais, infelizmente. Abriu a porta, saiu vendo que não tinha muita movimentação em sua casa, fechou a porta atrás de si. Foi para baixo, na lavanderia colocar suas roupas que usava ontem

Sem ser interrompido em nenhum momento, chegou rapidamente na lavanderia, deixando suas roupas em um balde com o nome SHOUTO escrito. Saiu de lá sem demorar, tinha medo de ficar lá por alguma razão que não saiba

Agora iria para a cozinha onde estava sua mãe fazendo o café da manhã como sempre, sentou deixando sua mochila na cadeira ao seu lado. Viu sua mãe se assustar quando percebeu a presença de seu filho, o garoto riu

- Bom dia, Shouto, vai querer ovo hoje? - Perguntou sorrindo gentilmente para seu filho que negou com a cabeça, sorriu bobo para sua mãe

- Mãe, pode me dar um pouco de dinheiro hoje? - Perguntou para sua mãe com grande esperança, sua mãe o olhou curiosa

- Para que gostaria? - Ergueu uma sombrancelha colocando um copo na mesa junto com leite que iria colocar no copo do mesmo boneco que escondia na mochila. Viu sua mãe piscar para si quando mostrou o copo

- E poderia colocar o leite naquela garrafa que dá para usar a tampa para beber? Desculpa, mamãe, All Might - Fez uma expressão triste quando pediu desculpas para sua mãe e o copo, mas logo mudou para animado - Eu encontrei um gatinho essa semana perto de casa, e o pobrezinho está com as patas machucadas. Eu quero levar ele para o veterinário antes de ir para a escola, por isso acordei cedo hoje! Eu não sou um herói?!

- O meu herói fofinho! Vou ver se acho a garrafa, e algum dinheiro para o gatinho... Mas não fale para seu pai sobre essa conversa! - Sua mãe responde escondendo novamente seu copo do herói, saindo da cozinha para ir em algum local desconhecido para o menino

- Já está acordado, Shouto...? - Sua irmã aparece atrás de si fazendo o garoto dar um pulo de susto, fazendo sua irmã soltar uma gargalhada

- São coisas minhas! Para de rir de mim, Fuyumi - Exclamou para sua irmã mais velha que bagunçava seus cabelos

- Achei, Shouto! Bem aqui... Oh, bom dia, Fuyumi! Vai querer ovo hoje? - Perguntou para sua filha que assente sorrindo de lado - Vai esperar na sala, quando acabar irei de chamar, querida! Vai querer alguma coisa para tomar também?

- Café com leite! Obrigada, mãe! - Sorriu antes de sair correndo para a sala

- Aqui está o dinheiro, Shouto. Aguarde bem ele - Esperou sua filha sair da cozinha para se aproximar do menino que ficou nervoso por estar tão perto do gato, e se ela descobrisse? No final sua mãe apenas lhe entregou o dinheiro e sua garrafa cheia de leite - Vai querer comer algo antes de sair, Shouto?

- Pode me dar um pedaço de pão para comer indo para a escola? - Sua mãe riu lhe entregando o pão, agradeceu sua mãe saindo da cozinha com sua mochila nas suas costas. Tombou com seu irmão, Natsuo - Bom dia, Natsuo! Mamãe vai perguntar se vai querer comer ovo hoje! 

- Tudo bem, cuidado para não cair ou ser sequestrado! - Fez uma careta rindo logo em seguida, fez carinho nos cabelos de seu irmão antes de entrar na cozinha escutando sua mãe pergunta se queria comer ovo

- Fuyumi! Estou indo agora, tchauuu - Gritou para sua irmã o escutar, escutou um "Tome cuidado" de sua irmã, colocou seu tênis para sair de casa. Abriu a porta vendo o dia caloroso aparecer para si, fechou a porta correndo para fora da propriedade Todoroki. Quando estava longe o suficiente, segurou o pão na boca, abrindo a mochila com as duas mãos para não ter risco de cair de seus braços - Vem, Esmeralda! Pode ficar tranquilo agora!

Tirou o gato da mochila, fechando novamente, colocando em suas costas com o gato em suas mão

- Ah! Não falei meu nome ainda! Sou Todoroki Shouto, Esmeralda! - Fez carinho em sua cabeça com cuidado para não o machucar - Vou te levar para o veterinário hoje, ver o que aconteceu com suas patas! Você vai se sentir melhor depois disso

Miou e miou para o bicolor, tentando falar consigo. Escutou uma risada do garoto

- Eu não te entendo, Esmeralda! Sinto muito - Riu ainda mais - Eu tenho 7 anos, Esmeralda

"Temos a mesma idade..." Pensou o gato vendo o garoto rindo de maneira fofa

- Eu também! - Exclamou para o garoto que repetiu um "Eu não consigo te entender, Esmeralda!" - E eu não me chamo Esmeralda, Shouto! Me chamo Izuku, Midoriya Izuku

- Esmeralda, você é muito barulhento fora de casa, sabia? - Segurou o gato com as duas mãos o levanto para perto de seu rosto, sentiu o gato lamber seu nariz, riu baixo ainda sentindo a língua áspera do Esmeralda - Agora para com isso, estamos perto do veterinário. Ele está bem ali, olha!

Shouto apontou para uma não tão longe, e não tão perto. Todo branco ao lado de outras lojas de outras cores, como azul era uma farmácia que o bicolor sempre ia para comprar alguns remédios que sua mãe precisava

- Vou acelerar os passos para conseguir ir para a escola ainda, tudo bem, né? - Encarou o gato que ainda olhava para o veterinário, achou que isso era um 'sim'

Tinha chegado no veterinário vendo um loiro sair dela preocupado com algo, decidiu ignorar o loiro de cabelos desarrumados que pareciam afiados, o loiro o parou antes de conseguir entrar no veterinário

- Qual é o nome do gato? Ele é estranho, olha os pelos dele! É fofo - O garoto que aparentava ter a sua idade falou admirado com o animal

- É Esmeralda! Achei ele ontem na rua sozinho, ele está com suas patas machucadas. Eu acho... - Respondeu o loiro que fazia carinho no gato

- Bakugou Katsuki, 7 anos! Prazer.. - Se apresentou esperando o desconhecido fazer o mesmo para conseguir completar sua frase

- Todoroki Shouto, tenho a mesma idade que você... - Respondeu timidamente, viu o loiro sorrir animado

- Prazer, Todoroki Shouto! Tenho que ir, minha mãe vai brigar comigo se faltar minha aula hoje! Tchau, Esmeralda! Tchau, Todoroki Shouto! - Se despediu se afastando, se virou e disse - Talvez a gente de encontre outra vez!

- Sim... - Assentiu entrando finalmente na loja, viu um alto homem se aproximar de si, também loiro

- Como posso ajudá-lo? - Perguntou para o garoto que mostrou o gato no seus braços - Oh, entendo. Onde ele está machucado?

- E-Eu acho que suas patas estão machucadas, não t-tenho certeza, senhor... - Respondeu entregando o gato para o profissional, que sorriu para ambos aceitando pegar o gato filhote

- Irei verificar isso, pode deixar comigo. Senta naquele banco e espere um pouco, por favor - Respondeu andando para uma sala qualquer do lugar, apontou para os bancos, viu uma ou três pessoas ali

- C-Claro... - Se sentou com sua mochila agora em suas mãos, e seus pés indo para o alto e baixo, brincando com eles. Pegou seu livro para ler um pouco para esperar seu gato, fechando e abrindo diversas vezes, seu pai o forçou a ler algum tipo de livro para treinar sua mente melhor, escolheu Alice nos país das maravilhas por muito terem gostado mas a vontade de ler não estava presente naquele momento, fazendo o bicolor guardar o livro e pegar o brinquedo do All Might. Brincou bastante até o veterinário voltar e o chamar, guardou o brinquedo rapidamente para saber sobre seu gato

- Venha cá - O chamou entrando em sua sala, sem esperar o garoto que ao perceber que não iria o esperar, andou mais rápido

- Sim? O que aconteceu com ele? - Perguntou rapidamente, escutou o veterinário rir alto com tamanha preocupação

- Não se preocupe, ele está ficar bem. É um corte fundo, e alguns arranhões pelo corpo, nada tão grave - Informou vendo o olhar do menino encarar o gatinha de pelos verdes em uma mesa toda branca - Mas estou pedindo que deixe seu gatinho aqui para conseguir cuidar dele, venha no próximo dia buscar ele, certo? Pode vir visitar ele amanhã se quiser

- Hmm.. Claro... - Assentiu encarando o homem de maneira confusa, deveria deixar mesmo seu gatinho aqui? Era seguro? Balançou levemente a cabeça para tirar esses pensamentos, não era hora de ser egoísta - Quanto.. Quanto é?

- Hmm.. Não me lembrava disso, pode ser apenas 20 reais - Respondeu dando de ombro, afinal, aquele garoto parecia especial para si. Óbvio! Apenas alguém super especial para conseguir conversar normalmente com seu filho, Katsuki, como ele havia feito

- Mas não seria o preço normalmente, Senhor! É muito barato seus cuidados - Disse com um tom mandão, viu o olhar divertido do adulto

- Tudo bem, nem deveria estar pedido algo, são animais afinal ... - Balançou sua cabeça depois de perceber que o clima tinha ficado meio tenso com sua fala, deu um sorrisinho teimoso - Pode ir agora, irei cuidar de seu gatinho

- Obrigado.. E o nome do meu gato é Esmeralda, Senhor! - Avisou apontando para seu gatinho com um sorriso gentil, saiu correndo para sua aula sem esperar a resposta

Todoroki Shouto repetiu diversos "Esmeralda vai ficar bem... Esmeralda vai ficar bem... Esmeralda vai ficar bem.." em sua cabeça até chegar em sua casa depois de voltar da escola

Deitou em sua cama sentindo ela ficar fria... ESTAVA COM SAUDADE DO ESMERALDA, ELE NÃO ESTAVA BEM, ELE PRECISAVA FICAR CONSIGO! FOI UM ERROOOO. Soltou um grito de raiva sair pela sua boca, relaxou ao perceber que não tinha sido tão alto ao ponto de acordar seu pai. Tentou voltar a dormir sem sucesso, tinha sorte que amanhã não teria aula..



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...